História FIRE OF LOVE - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Exibições 24
Palavras 2.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Guys, tenho um comunicado: Por motivos pessoais, a fic ficará um tempo em hiatus, desculpe!

Boa leitura! ♡

Capítulo 22 - Planos!


Pov Evan Peters

- O pai dela é um caça talentos imprestável! - falei batendo minha mão no sofá.

- Já ouvi você dizer isso mil vezes... - Sam bufou.

- E vou continuar dizendo, ele não acreditou no meu potencial, depois que consegui entrar no Teatro ele quis se vangloriar do meu sucesso e empurrou a filha dele para cima de mim! - revirei os olhos.

- Empurrou e você pegou!

- Claro que peguei, dude! - ambos rimos - Mas agora vão ter o que merecem por tudo que me fizeram passar!

- Antes você só queria se vingar do pai dela, né?! - Sam perguntou, agora me olhando.

- É! Mas, como você sabe, acabei me apaixonando por essa vag... - respirei fundo - Garota, então ela me deixou, arruinou meus planos e quando eu tento voltar atrás ela prefere uns japas, ao invés de mim! - fechei minha mão em punho.

- Para mim, isso tudo agora não é questão das humilhações e do dinheiro que o pai dela pegou de você, e sim ciúmes!

- Não é ciúmes! - gruni.

- Não, Evan?! Fala sério! - fiquei um tempo em silêncio.

- Se ela não vai ficar comigo, também não vai ficar com ninguém! - dei um soco no braço do sofá e Sam se assustou levemente.

- Guarda essa raiva toda para o rosto do SeokJin! - assenti.

- Seus pais já te ligaram? - resolvi mudar de assunto.

- Não! - se jogou ao meu lado - Depois ainda me pergunta por que eu odeio tanto aqueles velhos! Depois de tudo que aconteceu eles não sentiram nem um pingo da minha falta! - a expressão de Samuel transbordava dor e muito ódio.

- Por que você não acaba logo com eles, ao invés de ficar fazendo rodeios com a Nicolly?! - perguntei direto, quando ele está bêbado não pode nem tocar neste assunto, hoje, por incrível que parece, ele está sóbrio!

- Porque se eu quero realmente acabar com eles de maneira lenta e dolorosa: vou começar corroendo por dentro, tirando a filinha perfeita da vida deles, e aí, só depois de vê-los se acabando em lágrimas, vou terminar a parte física e só vou parar depois de enterrá-los! - falou normalmente e eu sorri

- A sete palmos de baixo da terra!

- Com toda certeza! - Sam riu - Se quiser te ajudo a por a Monique lá também!

- Se ela não ficar comigo, é isso que vai acontecer! - comecei a ficar estressado, toda vez que imagino ela com outro cara, parece que eu mudo completamente - E é claro que não vou deixar o pai dela se safar!

- É assim que se fala! - Sam se levantou - Precisamos comprar aquelas coisas, vamos?!

- Vamos! - me levantei e peguei a chave do carro.

Pov Nicolly Wilk

- VOCÊS O QUE?! - gritei me levantando, Emily fez o mesmo.

- Foi coisa to momento, ele parecia estar mal! - tentou se explicar e eu ri sem humor.

Eu que estava mal naquele Colégio interno! Emily, eu não acredito que você namorou com o Samuel! - me virei de costas.

- Ele me disse que se arrependia de tudo que fez a você, me disse que se sentia sozinho, e eu fiquei com pena, Nick entende, por favor! - segurou meu braço e eu me soltei.

- Aquele babaca faz tanta coisa para mim, e você estava sempre lá para secar as minhas lágrimas, e foi só eu ir embora, por culpa dele, que você resolver secar as lágrimas dele! Por isso nunca me ligou!

- Eu não te liguei porque ele me disse que seria pior para você! - seus olhos marejaram.

- Melhor para mim em que?! Em pensar que todos me esqueceram?! Nossa, vocês me pouparam de uma grande dor, em!

- Nicolly, chega! Isso é passado, estávamos indo tão bem. - respirei fundo - Me desculpa, amiga! - olhei para ela e sorri fraco, sempre admirei a Emily, ela é sempre tão compreensiva e nem um pouco orgulhosa!

- Ok, Emily... - ela sorriu e veio me abraçar.

- Para você se sentir melhor: ele não beija tão bem! - comecei a rir.

- Sua boba!

- Vamos dançar?! - assenti e ela colocou uma música.

Pov Monique McCall

Estava enchendo nas minhas roupas, arrumando-as, quando alguém bate na porta.

- Entra! - gritei e olhei para a direção de Jungkook e Yoongi.

- Oi, Moh! - caminharam até mim.

- Oi, meninos...

- Como você está?! - Suga perguntou.

- Bem! - sorri.

- Desculpa por ter sido grosso com você aquela dia, Moh! - JK sorriu fraco.

- Tudo bem! - ri.

- Seu pé está melhor?! - assenti em resposta para a pergunta de Suga.

- Depois os outros meninos vão vir aqui também!

- Ok! Venham cá! - abri meus braços, iniciando um abraço - Eu amo vocês!

- Também te amamos! - disseram em coro e eu os larguei.

- Agora vão para a sala de ensaio! - empurrei-os.

- Ah, Moh! Queremos ficar aqui... - JungKook.

- Vai lá, Kookie, vai dar tudo certo! - sorri tentando confortá-lo.

- Tá bom! - sorriu.

- Até mais tarde, srt. Monique!

- Até, sr. Yoongi! - ri e eles saíram do quarto.

Hoje não ia ficar com as meninas supervisionando eles, estou muito cansada.

Assim que resolvi deixar as roupas de lado e me deitei na cama, ouvi batidas novamente na porta.

- Entra! - gritei. Continuaram a bater - ENTRA! - gritei mais alto e nada - AISH! - me levantei mancando e fui até a mesma puxando a maçaneta - Ué! - tentei puxar com toda a minha força e a porta não abrir, por que o JK tinha que ter batido a porta tão forte?! Suspirei e puxei a mesma de novo e dessa vez ela se abriu, me dando a visão de Kim Seokjin a minha frente, sorri.

- Oi!

- Oi...

Dei espaço par que ele passasse, enquanto eu fechava aporta comecei a falar:

- Você não deveria estar no ensa... - não terminei de falar, pois todas as palavras fugiram de minha mente, Jin me envolvia em um abraço inesperado.

- Ainda bem que você está aqui... - disse em um fio de voz.

Retribui o abraço.

- Eu que digo isso... ainda bem que você veio me ver! - falei no mesmo tom e encaixei meu rosto na curva do seu pescoço, podendo assim, sentir seu perfume.

Ele me apertou mais, e eu posso dizer que esse foi o melhor abraço de toda a minha vida.

Senti ele se separa lentamente de mim e parar segurando o meu rosto, e sem dizer nada, juntou nossos lábios em um beijo cheio de desejo e urgência!
Caminhamos um pouco, me fazendo encostar as costas na parede.
Coloquei minhas mãos em sua nuca, acariciando o local com as unhas, o que o fez sorrir. Já ele, segurar minha cintura com força, parecia que tinha medo que eu saísse dali. Pode ter certeza, Jin: eu não quero sair daqui!

Paramos o beijo por falta de ar, mas não nos separamos, ele encostou sua testa na minha e me olhou nos olhos.

- Eu te amo! - disse e fechou os olhos com força. O que?! O que ele disse?! O que u faço?!

- Jin, e-eu... - comecei a falar e ele me interrompeu.

- Deixa eu falar primeiro, Moh! - se afastou um pouco e começou a andar de um lado para o outro - Todo o sacrifício que eu fiz tentado te afastar, sendo um estúpido com você, foram a toa! Eu fiquei com medo de me apaixonar, porque assim que eu te vi, não conseguia parar de te olhar, quase me engasguei com milk-shake! - rimos - Mas foi inevitável... você é a melhor pessoa que eu já conheci e eu gosto muito de você!

- Também gosto de você, Jin... - disse baixo e ele sorriu fraco – Acho, até, que te amo... - falei mais baixo ainda e meus olhos se encheram de lágrimas ao lembrar de que eu não posso ficar com ele.
Jin caminhou até mim e me beijou novamente.

- Eu esperei tanto por isso, você não faz ideia.

- Também esperei, mas, Jin... - mordi o lábio - Não... Não podemos...

- Não podemos o que?! - me olhou confuso.

- Ter um nós... - suspirei.

- Claro que podemos.

- Não, não podemos! Tem tanta coisa que nos impede, não vamos correr o risco! Temos que esquecer isso.

- Você quer esquecer?! - segurou meu rosto e me olhou nos olhos, neguei e deixei as lágrimas caírem, Jin sorriu, beijou minha testa e me abraçou novamente.

- Daremos um jeito nisso juntos...

Ficamos abraçado e em silêncio, até meu celular começar a tocar.
- Preciso atender! - Jin se afastou.

Ligação On.

- Filha, vem aqui em baixo!

- Pai?! O que vo...

- Desce aqui, Moh! - desligou.

Ligação Off.

- Era seu pai?! - assenti.

- Vou ir la embaixo, você vai ir ensaiar! - ele assentiu.

Saímos do quarto e ele resolveu ir de escada.

Cheguei no hall de entrada e logo vi meu pai conversando com o Manager.

Caminhei até ele.

- MOH!

- Papai! - nos abraçamos forte.

- Como você cresceu nesses dois anos que não te vi! - passou as mãos em meus cabelos - Está parecida com sua mãe! - sorri fraco.

- Obrigada... o que faz aqui?! - olhei para Manager e sorri.

- Estava passando e resolvi ver um amigo e minha filha.

- Vocês já se conheciam? - perguntei surpresa.

- Sim, querida! - papai respondeu sorridente - o que aconteceu com seus braços  estão roxos... - engoli a seco.

- Ah, eu e as meninas estávamos brincando de luta, aí eu apanhei um pouco! - ri.

- Que brincadeira essa de vocês, em! - Manager riu.

- Bom, agora tenho um compromisso, depois marcamos de sair os três! - meu pai me abraço e depois cumprimentou Manager.

- Tchau, papai! - sorri e o vi se afastar.

- Seu pai é incrível!

- É sim, eu sei! - sorri vendo-o entrar em seu carro prateado.

Pov Nicolly Wilk

Já estávamos na sala de ensaio: eu, Emily, Suga, JungKook e Jin.

- Que cara de bobo é essa, Jin?! - Suga perguntou.

- Não é nada... - riu.

- Aham, sei! Depois você vai me contar isso, Seokjin! - apontei para ele que levantou as mãos em forma de rendição.

Ouvimos algumas vozes e eu sorri. Até que enfim o resto chegou! Namjoon, Jimin e J-Hope entraram rindo.

- CHEGUEI - Hope gritou e fez uma pode bizarra, arrancando riso de todos.

- Oi, de novo, amor! - Jimin deu um selinho em Emy.

- Sem demonstração desse tipo afeto na minha frente! - Namjoon se jogou no chão, todos rimos.

- Alguém pode me dizer onde está Kim Taehyun?! - perguntei revirando os olhos, só falta ele para começar o ensaio.

- Não, senhora! - Hoseok balançou a cabeça.

- Vou chamá-lo! Podem ir começando! - eles assentiram, menos JungKook que nem se quer me olhava, suspirei e fui até o elevador.

Caminhei até a porta do quarto de Tae e na hora que eu fui abrir, ele, do outro lado, fez o mesmo, acabei tropeçando e nós dois caímos no chão, eu em cima dele.

- Oi para você também, Nick! - disse rindo.

- Ops! - sorri de lado e me levantei - Eu vim te chamar, seu atrasado!

- Desculpa, estava jogando vídeo game! - deu de ombros.

- Ok, relaxa! Vamos ir ensaiar?! -perguntei e ele assentiu.

Fui passar, mas ele entrou na minha frente, o olhei rindo e tentei passar pelo outro lado e ele não deixou.

- Tae!!! - ri.

- O que?!?!?!

- Me deixa passar!

- Só se me der um beijo! - abaixou um pouco e virou sua bochecha para mim, sorri de lado.

- Tá bom... - quando fui dar o beijo na bochecha, ele virou o rosto, me fazendo selar seus lábios. Arregalei os olhos e ele sorriu.

- Agora pode passar! - caminhei até a porta, mas senti meu braço sendo puxado, Tae encostou nossos corpos - Calma, ainda não! - novamente selou nossos lábios, porém dessa vez não foi um selinho, mas sim um beijo cheio de saudades!

Nos separamos e ele sorriu me dando um selinho.

- Agora podemos ir! - saiu do quarto e eu fiquei sem palavras. Por alguns instantes eu não pensei se quer uma vez no Jeon... Taehyung me faz bem... o segui até a sala de ensaios.

Pov Emily Hale

Após ensaiarmos, darmos muita risada, brincarmos e até mesmo discutirmos, eu, Nick e Moh fomos chamadas até o quarto de Manager.

Ao entramos no quarto, nos deparamos com sua expressão seria, mas não seria de bravo, ele parecia triste.

- Estamos aqui Manager, o que deseja? - Monique perguntou.

- Falar sobre isso... - colocou nossos contratos sobre a mesa e foi aí que nos tocamos do que se tratava a conversa - O contrato está chegando ao fim...

- Mas já se passaram três meses?! - perguntei sentindo meu coração apertar.

- Faltam apenas duas semanas, então esse é o tempo que vocês ainda tem com o BangTan e com aBigHit! - falou com um pesar na voz.

- Mas eu nem fiquei três meses... - Monique disse com os olhos cheios de lagrimas.

- Seu contrato foi diferente, Moh... - nos assustamos por ele ter falado o apelido de uma de nós.

- Não tem como renovar o contrato?! - Nick perguntou.

- Infelizmente não, meninas... 

- Então... temos exatos quatorze dias?! - perguntei e ele assentiu.

- É, desculpe não poder fazer nada para mudar isso...


Notas Finais


Obrigada por lerem e acompanharam! Logo voltaremos...

~Sra. Seokjin ~Sra. Taehyung

XoXo ☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...