História Firmamento 2 - Capítulo 15


Escrita por: ~

Exibições 71
Palavras 814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Homem pra homem


Andei loucamente pelo quarto, procurando alguma porta, ou alguma janela que pudesse nos tirar dali. Mas não tinha nada! A única janela que ali tinha, era tomada por grades, e cadeados.

Desviei minha atenção quando percebi Lukas revirando minha mochila loucamente..

Eu: Lukas calma, nos vamos conseguir sair daqui

Lukas: Mais eu tô calmo

Eu: Claro que está! -disse numa voz irônica.. Olha só pra você, ta quase rasgando minha mochila

Lukas: Claro! Como você quer que eu consiga pensar em algo com fome? -disse ele, levantando um saco de doritos..

Eu: Quando que você colocou isso aí?

Lukas: Antes de saírmos de casa

Eu: Ah Lukas, me poupe né

Lukas: Quer não?

Eu: Quero, me da!

Me rendi completamente e me sentei na beira da cama. Lukas e eu estávamos fritos, mas a última de nossas opções seria ligar para o Dani, não sei o que ele seria capaz de fazer se soubesse que saímos escondidos, sem sua autorização

Lukas: Tô tão cansado.. -suspirou

Eu: Quem mandou você vir atrás de mim?

Lukas: você que mandou

Eu: Ah é, verdade!

Lukas: Burra

Eu: Será que não tem nenhuma outra porta nessa merda de quarto? Não é possível que vamos ficar presos aqui a noite toda

Lukas: Liga pra Daniel

Eu: Ta louco? Isso só facilitaria nossa morte

Lukas: Então pare de reclamar e aceite que não vamos conseguir sair daqui

Respirei fundo e revirei os olhos. Caminhei lentamente ate o guarda roupa e coloquei aquela tal caixa preta dentro da mochila..

Lukas: O que você vai fazer com isso?

Eu: Não sei, talvez possa ser útil

Lukas: E desde quando um teste de gravidez pode ser útil? Até onde sei, sua utilidade só é válida quando a mina ta grávida... Espera! Não me diga que você está..

Eu: Lukas cala a boca! Eu não posso ter filhos

Lukas: Não? E porque não?

Eu: Juro que também queria saber..

Ignorei Lukas e passei a caminhar em círculos pelo chão daquele quarto frio, tentando pensar em algo que pudesse nos tirar daquele pesadelo..

Lukas: af, eu odeio que me deixem falando sozinho

Eu: Quer atenção?

Lukas: Eu quero que você me diga porque não pode ter filhos

Eu: O que isso importa agora?

Lukas: Porque eu não vou poder ser tio

Eu: Ue, seja pai

Lukas: Você ta louca? Você tem noção do trabalho que da cuidar de uma criança?

Eu: E tá querendo jogar a responsabilidade de ter um filho pra cima de mim?

Lukas: Sim, ate porque o problema dos outros sempre são mais fáceis que os nossos!

Desviei minha atenção quando o vi se deitar sobre a cama..

Eu: O que você vai fazer?

Lukas: Eu vou dormir

Eu: Como você pode pensar em dormir com o mundo caindo sobre nossas cabeças?

Lukas: Falou tudo! O mundo está caindo sobre nossas cabeças. Então nada melhor do que esperar ele cair, dormindo, quentinho nessa enorme cama

Eu: Ta, e eu vou dormir onde?

Lukas: Não sei, que tal desse lado? -disse ele, apontando para o outro lado da cama ironicamente

Eu: Nem a pau que eu vou dormir com você na mesma cama

Lukas: E porque não?

Eu: Isso pode pegar mal

Lukas: Então dorme no chão Bruna!

Lu virou-se para o lado e ignorou-me completamente. Desisti de qualquer manha e deitei-me também.

Estava cansada, mas apesar de tudo, não estava nem um pouco conformada com a ideia de que estamos presos nessa casa abandonada. Daniel vai me matar quando souber!

Minhas pálpebras pesavam, o sono me atingiu em instantes..

Horas depois..

Não me dei conta do tempo que se passou quando adormeci. Abri os olhos vagarosamente, já estava amanhecendo.

Senti algo pesar sobre meu peito, olhei para baixo e me dei conta do desastre. Eu e Lukas estávamos entre-laçados, como isso aconteceu?

Me afastei dele rapidamente. Passei a mão em meu rosto, estava frio. Olhei ao redor e notei que a porta estava aberta, como que...

Eu: Lukas? Lukas acorda!

Lukas: hm?

Eu: LUKAS!!!!! 

Ele: O que foi?

Eu: A porra da porta! Pegue as coisas e vamos dar o fora

Saímos dali voados, entramos no carro e seguimos pra casa.

Ao chegar na rua, pude ver Daniel parado do lado de fora da casa, aparentemente puto, meu Deus, ele vai me matar!

Lukas estacionou calmamente, e apesar de não parecer, sabia que ele também estava nervoso..

Daniel cruzou os braços e ficou esperando descermos do carro. Respirei fundo e abri a porta, caminhando lentamente em direção à ele..

Eu: Amor, eu posso explicar

Daniel apontou para a porta principal, eu entendi o que ele quis dizer. Caminhei sorrateiramente, até poder ouvir sua voz raivosa falar com Lukas..

Daniel: Você fica!

Lukas: Daniel calma

Eu: O Lukas não tem culpa de nada

Daniel: Ta tudo bem amorzinho -disse irônico.. - Eu e Lukas só vamos ter uma conversinha.. De homem, pra homem



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...