História First Love - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Bts, Cute, Escolar, Fofo, Romance, Suga
Exibições 69
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Posto tarde memo
Ta incomodado?
Não durma
Com todo amor
😘❤

Capítulo 14 - Por enquanto


Fanfic / Fanfiction First Love - Capítulo 14 - Por enquanto

Mãe: Alto.
Eu: Eu não sei usar e vc sabe muito bem disso.

Vamos falar da vez que torci meu pé por causa da minha mãe e a Steffany, que me colocaram um salto de surprise motherfucker, no dia do meu aniversario, tive que comemorar no hospital. Desde então eu sempre fiquei bem longe deles (E é que o salto nem era tão alto)
Mãe: Eu sei que eu errei por que você tinha 10 anos, e a Steffany ficou botando pilha e...

Eu: Não bota a culpa nela não. Ela tinha 12 anos, e você era a adulta "responsável" -tirando o fato, que minha mãe conseguia ser mais criança  que nós.

Mãe: Lya, já faz 5 anos que isso aconteceu, vê se supera.

Eu: Eu ja superei, eu só  não quero usar

Mãe: Ta. Eu só tava dizendo que qualquer garota de 15 anos adoraria andar de salto.

Eu: Mas eu não sei usar, e ouvi você dizer que
Machuca o pé e é muito
Desconfortável.
(Aqui podemos claramente ver, eu entanto se educada, se não ja mandava pra pqp)

Mãe: Você vai se acostumar . Por favor -ela diz e faz bico.

Eu: Mãs eu ja disse que não.

Mãe: Eu já devia saber.

Eu: saber? O que?

Mãe: Que você não conseguiria usar um mísero salto por algumas horas.
(E aqui podemos ver Ela mostrando suas garras)

Eu: Então é assim? Pois bem. Eu vou te mostrar que consigo usar um salto,
Fácil, fácil.

Mãe: Apostado. -Ela diz, com um ar de vitoriosa.

"E foi assim que eu vendi a minha alma "

                      ¥
No dia seguinte.
3 horas antes, eu já estava desejando bater minha cabeça na parede e desmaiar pra não ter que usar esse salto.
O que eu tinha na cabeça quando sucumbi as trevas mas conhecida como mãe?
Eu estava no meu quarto. Encarando o vestido preto com desenhos do Mickey, em cima da cama que eu usaria durante o jantar, Com o maldito sapato no pé. (Um treino pra ver se eu consigo ao menos andar até a mesa de jantar)
E fiquei treinando uma hora e meia, ate que estava na hora de me arrumar.
Tirei o salto e fui pro banheiro, tomei banho e lavei meu cabelo.
Depois que me vesti, arrumei o cabelo numa trança de lado deixando a franja exposta.
Vendo logo o batom em cima da mesinha posto pela minha mãe, que mais cedo tinha me obrigado a usar.  (Ela não perguntou, Ela MANDOU)
Era um marrom ate legal. Senti um pequeno incômodo na boca por falta de costume mas era suportável.
Já pronta peguei o salto na mão e fui andando em direção a sala (descalça)
Onde estava Pedro e Papai de terno assistindo um filme qualquer.
De la mesmo, dava pra ouvir o desespero da minha mãe arrumando a mesa, na sala de jantar.

Mãe: NÃO VAI DAR TEMPO. NÃO VAI DAR.

Steff: Ainda temos 30 minutos ate as 19:00. Se acalma.

Mãe: choramingando

Eu: Quantas pessoas vão vir?
Mãe: Quatro, um casal e seus dois filhos.
Steff: Lya, o que e isso na sua... WOW VOCÊ VAI USAR SALTO ALTO?

Mãe: Eu sou muito ninja por ter conseguido isso não sou?

Steff: Eu me curvo perante a mestra dos paranaue.

Eu: Tu sabe que vai ter que me recompensar, e muito, pelas quedas que eu vou levar né?
Mãe: Com tanto que você não caia na frente deles, eu compro o que você quiser.

Eu: Não prometo nada.

Mãe: Agora coloque pra eu ver como e que fica.

Steff: Nem com salto ela vai ficar alta.

Eu: Vai Se ferrar.

Pensei... Uma... Duas... Três vezes em sair correndo.

Puxei uma cadeira da mesa, e me sentei nela logo calçando o sapato. (Enquanto choramingava )
Eu: Pronto.
Steff: Levanta desgrama.

Levantei...
Aparentemente tudo normal...
Eu estou mais alta? Gostei
Coloquei os... Os...
Bagulhetes que prende o sapato no seu pé
Vou chamar de cadarço.

Mãe: Aaaaii!! Que orgulho do meu bebe.
Steff: Cadê meu celular.- ela diz procurando em cima da mesa.
Eu: TU NÃO É NEM LOKA DE... -sem nem perceber eu já tinha dado uns três passos com o salto e percebi que (estava divando) não era a PIOR COISA DO MUNDO.
Minha mãe estava usando um vestido vermelho longo e justo daqueles que mostram bem as curvas e um belo decote, e com o cabelo amarrado em um coque bem feito com uns prendedores brilhantes no cabelo. E Steffany estava com uma saia preta, e uma blusa branca longa de renda com manga longa que na frente estava dentro da saia, por isso dava a impressão de que era curta na frente e longo atrás. E com seu cabelo castanho  totalmente solto e sua franjinha na testa.
Mamãe sempre fez questão de escolher nossas roupas pra ocasiões especiais, porque se não eu vinha de blusa preta camisa de flanela
Jeans rasgado e All-Star
(Minhas roupa são bipolares, algumas são fofas já que me visto igual criança porque minha mãe vai a loja com a Steffany, já outras são quase estilo rockeira, porque minha mãe obriga o Pedro a ir com ela com a desculpa de que "Você precisa sair mais de casa").
E Steffany vinha de Cropped, e saia e salto como sempre. (Estilo patricinha)
E sim ela é quem compra as roupas do papai também porque papai se vestia como nerd ate depois de adulto.

Era uma história de amor ate bonita Da Mamãe Rose, e do Papai Rafael.
A baladeira comprometida em não se amarrar que adorava uma farra. E o Nerd super inteligente com poucos amigos que se casou e teve 3 filhos com sua primeira namorada, (sim, minha mãe foi sua primeira namorada)
Agora vc entende a genética.
Quando parei de pensar já eram 19:02. Todas estavam de pé na cozinha esperando a visita chegar.
Ate que escutamos a campainha da porta tocar e o clima ficar tenso (pelo menos pra mim) e minha mãe ir atender.
Mãe: Todos sorrindo e sendo gentis, okay? - ela sussurro no caminho pra porta enquanto estamos todos em posição de família de porta retrato. Sabe? Aquelas que quando vc vai comprar um porta retrato tem uma dessas. Sim nois tava assim.
Quando minha mãe abriu a porta ela disse um "Entrem, sejam bem vindos " e pude ver um homem totalmente diferente do que eu pensei que fosse o chefe do meu pai, talvez por eu imaginar que ele era feio e rabugento , mas pelo contrario, ele era bonito para um homem de sua idade, e que sorrio quando viu a nossa família. [E não preciso dizer que todos os homens presentes estavam de terno e as mulheres de (argh!) Salto né? ]
Sua mulher também não era diferente, ela tinha cara de ser uns 5 ou 7 anos mais nova, mas não parava de sorrir um sequer minuto { teve um momento que eu gostaria de dizer "Se acalma moça"}
Ela estava usando um vestido verde e pouco acima do joelho de manga com uns desenhos de rosas bem simples que lhe caiu bem.
Eles dois entraram e fiquei me perguntando "Não eram 4? Cadê seus dois filhos?


Notas Finais


No próximo cap...
ADIVINHA QUEM VAI CONHECER A LYA
AHAM vc já sabe
Obs: Se tiver algum erro me avise amor.
💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...