História First Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Depressão, Drama, Hoseok, Jhope, Poesia, Suga, Yoongi, Yoonseok
Exibições 66
Palavras 2.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


PIRILIM PIRILIM PIRILIM
ALGUÉM LIGOU PRA MIM
ALÔ,KENHÉ?
SOU EU BOLA DE FOGO, E O CALOR TÁ DE MATAR!
tá mesmo ein,pq meo deos. na minha cidade tá quente pra porra.

OI GENTEEEE

Primeiramente queria agradecer as lindas da @Jujubalu06 e da @Alice_Aleksi_ por terem me ajudado com os personagens (que estão para chegar khjfkshg). Sério vcs são fodas sz SARANGHAAE
Segundamente (?) : Deu altos rolos na hora de fazer a capa do capítulo, então por enquanto vai ficar sem. Mas daq a pouco eu coloco, não desistam de mim.

As partes em negrito e itálico são memórias. Boa leitura :3

Capítulo 3 - Chapter 2 - The New Guy


Fanfic / Fanfiction First Love - Capítulo 3 - Chapter 2 - The New Guy

  Vejamos... Yoongi teria que abandonar sua tão amada sala com seu piano e ar-condicionado para apresentar o campus para um novato?

 

  Sem chance!

 

  Brincadeirinha. Ele precisava fazer aquilo.

 

  Se Yoongi quisesse continuar naquela faculdade com a bolsa de estudos que possuía, ele precisava fazer de tudo. Ser um bom aluno, um bom músico, bom compositor e agradar o reitor Kang. E para isso, de vez em quando fazia algumas coisas que ele pedia. Mas não significa que ele gostasse de fazer essas coisas.

 

 

- Preciso de você para me ajudar, Yoongi. Este aqui é Jung Hoseok – Disse o reitor, apontando para o menino ao seu lado – Ele será seu novo colega em alguns de seus cursos. E quero que você apresente o campus a ele.

- Claro, reitor Kang.

- Ótimo. Divirtam-se garotos, e seja bem-vindo Hoseok. – Disse o reitor, fazendo uma reverencia e sendo retribuído por ambos.

 

 

  E assim que o reitor se foi, um silêncio totalmente constrangedor foi instalado no local, onde os dois garotos foram deixados olhando para o chão. Poderia ser loucura, mas estava tão silêncioso que Yoongi jurava que poderia ouvir as batidas do coração do mais alto.

  Durante esse pequeno tempo, totalmente calados e olhando para o chão, Yoongi não pode deixar de reparar – Discretamente – no calouro. O ruivo trajava uma camiseta preta, e uma calça jeans, também preta, rasgada no joelho. A calça era apertada nas coxas do mais alto, que eram grossas – Mas também nem tanto. Eram perfeitamente ideais aos olhos de Yoongi.

 

  Também não pôde deixar de reparar na beleza do outro.

 

- Então... – E finalmente o calouro, Hoseok, havia quebrado o silêncio, fazendo o moreno corar violentamente. Talvez ele pudesse ter visto Yoongi olhando para ele? – Você vai me levar para ver o campus? Ou... – Por alguma razão até mesmo desconhecido pelo próprio, Hoseok hesitou ao continuar a frase. Logo de cara havia percebido o tipo de pessoa que Yoongi devia ser. Afinal, estavam lá fora muitas pessoas conversando, correndo, ou simplesmente curtindo a companhia dos amigos, e Yoongi estava... Sozinho. Apenas ele e um piano.

 

  Que engraçado. Yoongi lembrava uma pessoa do passado de Hoseok. Uma pessoa que o mesmo queria muito esquecer.

 

 

- Oi!! – disse Jung com os olhinhos brilhando e o mesmo sorriso brilhante de sempre. Nessa época, ele possuía 11 anos.

- O-oi

- Por que você fica aqui? Você fica tão sozinho. Por que não brinca com todo mundo? Ia ser legal ter você lá. Acho que estou falando demais, você está ficando assustado.

- T-tá tudo b-bem – O pequeno garotinho se mantinha encolhido, sentado num cantinho do jardim onde era mais isolado. O mesmo sempre ficava por lá com um amigo, provavelmente mais velho que ele, porém seu amigo parecia ter faltado naquele dia.

- Ei, como é seu nome? - E então o garoto, que se mantinha encolhido, havia respondido seu nome, porém receoso. Como se estivesse com medo de algo, ou alguém. - Que nome legal!! O meu é Jung Hoseok.

- E-eu sei – O menor dali havia dito baixinho, porém foi audível aos ouvidos de Hoseok, tendo em vista que o jardim onde estavam era mais afastado do pátio. Era um lugar calmo e silêncioso.

- Ei... vamos brincar?

 

  Nunca Hoseok teria esperado ver o garoto, até uns momentos atrás tímido e reservado, rir e correr tanto daquele jeito. Mas não era algo ruim, muito pelo contrário. Quem sabe não seria o começo de uma amizade entre os dois?

  Mal sabia Hoseok o que o futuro aguardava.

 

 

- Claro. – Respondeu Yoongi, tirando Hoseok de seu rápido transe mental. Aquela simples palavra proferida pelo Min foi capaz de causar arrepios no ruivo. Não esperava que aquele garoto seria dono de uma voz rouca como aquela.

 

  E isso deixou Yoongi – Aos olhos de Hoseok – muito mais sexy.

 

  No caminho os dois não trocaram muitas palavras. Na hora que devia, Yoongi falava quais eram as respectivas salas. Era como se ele fosse um gravador em modo repeat. “Esta é a sala de música”, ”Este é o auditório”, “Esta é a sala de áudio visual”, “Esta é a sala da turma de teatro”, “Este é o estúdio, onde nós, que estudamos com música, gravamos uma coisa ou outra quando precisamos” – Esta havia sido a maior frase que Yoongi havia proferido para Hoseok – e por fim, a sala que o Jung estava realmente ansioso para ver:

 

  A sala de dança.

 

- Bom, essa aqui é a sala de dança. É onde você vai ficar certo? Seu curso é focado na dança.

- Sim... – Hoseok estava totalmente em outro mundo. Nunca havia visto uma sala de treinamento assim tão bonita em toda a sua vida. Julgava estar no paraíso. – Mas ei... Como sabe que meu curso é focado em dança?

- A-ah... É... E-eu deduzi. Você está tão perplexo. A-achei que fosse seu curso. – Ver o garoto tristonho nessa situação de constrangimento foi a salvação do dia de Hoseok. Yoongi estava tão fofo.

- Aigoo, que fofo!

- Como é?

- Você! Nessa situação, todo atrapalhado. Nem parece o mesmo de uns minutos atrás. Digo, eu vi você tocando piano. Estava tão imerso e focado, tocava com tanta paixão. Mas parecia tão triste. Você é sempre assim? Por quê?

- Desculpa se eu parecer rude, mas não é algo que seja da sua conta.

- Ah... Certo, eu não deveria me meter. Sinto muito. – Se eu dissesse que Hoseok não se sentiu magoado eu estaria mentindo descaradamente. O ruivo era uma pessoa muito sentimental, era comovido com palavras – Sejam elas de amor ou de ódio – e se feria ou se apaixonava rápido. Ele considerava essa característica uma maldição enviada pelos deuses. Maldição essa que já lhe causou bastantes problemas num passado não tão distante.

 

 

- Hoseok, por favor... Aceite meus sentimentos!

- Relacionamentos não são tão facéis assim quanto parecem, Taehyung. Somos só amigos, tente lidar com isso!

 

  O fato era: Taehyung era um ótimo amigo para Hoseok. Ele apareceu num momento da vida de Hobi na qual o mesmo não estava emocionalmente estável. Taehyung foi como o nascer do sol de manhã, afastando a escuridão e todas as coisas ruins que nela continham. E ele era muito grato por tudo que o mesmo havia feito por ele.

  Mas não via o mesmo como nada mais, nada menos que um amigo.

 

- Aish, você é estúpido ou algo assim? Como nunca percebeu que eu gosto de você?

- Ah, poxa me desculpe. Talvez eu estava preocupado demais pensando em como seguir em frente com a minha vida. Não é, Taehyung? – Era visível como Hoseok estava estressado e sensível com tudo, e Taehyung insistindo em um possível relacionamento durante semanas não o ajudava a se aliviar de todos esses estresses.

- Eu sei o quanto é difícil, meu amor. – “Meu amor”, aquelas palavras haviam balançado seu coração de uma forma um tanto quanto estranha. Um misto de sentimentos se instalou dentro de Hobi. Se sentia sujo por fazer o amigo se sentir daquele jeito, mas se sentiu bem ao ouvir aquelas palavras. Ele pôde se sentir amado novamente. – Mas eu posso fazer você esquecer tudo o que aconteceu. Eu posso preencher esse vazio no seu coração. Só me deixe tentar!

- Taehyung...

- Hoseok, eu amo você.

 

  Aquelas palavras aqueceram o coração de Hoseok. Um sentimento que só havia sentido com apenas uma pessoa. Mas o estranho era que as mesmas palavras que aqueceram seu coração, não pareciam ser verdadeiras. Faltava algo ali, e ele não conseguia explicar o que poderia ser.

 

  Tempos depois, Hoseok descobriu o que faltava nas palavras de Taehyung: Amor. O amor que Hoseok achava que sentia, mas que era apenas um reflexo daquelas palavras proferidas para ele.

 

- Irei pensar no assunto. Eu prometo.

 

  Hoseok tinha 15 anos, Taehyung também. Após toda uma experiência traumática, Hobi achou que tentar algum relacionamento com Tae seria uma boa ideia para tentar se esquecer desse acontecimento passado.

  Foram 3 anos de uma relação totalmente abusiva e artificial.

 

Nosso relacionamento é superficial

Nosso romance era calculado

E esse era seu limite

Os sentidos estão distorcidos e

O limite da realidade não foi definido

Ela não me ama

Para mim você é amor artificial

Seu casto amor artificial

Me diga o que é verdade e o que é mentira

Não posso confiar nisso!

Você tem aquele

Sorriso falso (amor artificial)

Lágrimas falsas (amor artificial)

Amor falso (amor artificial)

Esse é o seu, seu

Amor, amor, oh, oh

- Artificial Love, EXO


 

   Com o passar do tempo, Taehyung se mostrou um completo controlador doentio. Era obsecado por Hoseok, chegando à seguir o outro em todos os lugares que fosse sem ele. Era completamente assustador tudo o que aquele garoto era capaz de fazer. Houve um dia em que a mãe e o pai de Hoseok foram viajar a negócios e não puderam levar o garoto junto. Taehyung descobriu que Hobi tinha planos de sair com amigos, e resolveu se plantar na porta da casa de Hoseok, gritando por ele.

 

  Se Hoseok descesse, coisas ruins aconteceriam.

  Se Hoseok fugisse, ainda sim seria pego por Taehyung. E coisas ruins aconteceriam.

 

  Então não houve escolhas a não ser ficar em cárcere privado. E o mais perturbador de tudo: Dentro de sua própria casa.

  Se não fosse pelos vizinhos, que estranharam a situação e chamaram a polícia, Hoseok poderia ter ficado preso em casa até o dia em que seus pais voltassem de viagem. Mas isso felizmente não aconteceu.

  Quando a polícia chegou, Hoseok pôde se sentir aliviado. Explicou todo o ocorrido à polícia e Taehyung foi detido por alguns dias e proibido de se encontrar com Hoseok, caso contrário, seria permanentemente preso.

  Esse foi o fim de 3 anos perdidos na vida de Hoseok, e mais uma decepção amorosa anotada na lista.

 

 

- Novamente, me desculpa se fui grosso.

- Tudo bem... Como é seu nome mesmo?

- Min Yoongi. Prazer... e o seu é?... – Disse estendendo a mão para o mais alto apertá-la

- Jung Hoseok. O prazer é todo meu. – Disse o ruivo. Com o seu sorriso mais sincero estampado no rosto.

 

 

  As aulas passaram consideravelmente rápido para Min Yoongi. Geralmente ele chegava caindo de sono para a aula – O que fazia desta demorar séculos – mas por alguma razão, o moreno estava agitado. Mas não sabia o porquê.

  Talvez a chegada do novato possa ter agitado o Min...

 

  Não, não poderia ser um motivo tão banal. Yoongi era intocável, inabalável.

 

  Talvez poderia ser a maldita da ansiedade atacando Yoongi, novamente. Cara, como ele odiava suas crises de ansiedade.

 

  Yoongi apenas tomou uma água e respirou fundo diversas vezes. Se acaso os sintomas voltassem, ele tomaria – Um de seus milhares – remédios para controlar qualquer distúrbio que fosse.

  Foi ao seu armário e simplesmente recolheu seus materiais e coisas necessárias para estudar e foi em direção à saída da faculdade. Iria tomar café – Umas das bebidas mais divinas, segundo o próprio Yoongi – e iria para seu tão amado estágio, um dos únicos lugares onde Yoongi se sentia bem. Onde sentia que poderia ser alguém sucedido.

  Mas antes de sair do campus, por algum motivo, resolveu parar na sala de ensaio onde os estudantes de dança se encontravam treinando alguma coreografia. E Hoseok se encontrava no centro, atraindo toda a atenção.

  Era fascinante como Hoseok colocava tanta paixão na sua dança. Cada movimento atraía mais e mais a atenção de todos os presentes – Até mesmo de Yoongi, que estava do lado de fora.  A música era agitada, o que realmente combinava com Hoseok. Pôde perceber isso no momento em que Hoseok havia começado a falar. Ele fazia tantos comentários e tantas perguntas em uma oração só que era até difícil raciocinar uma resposta que fizesse sentido.

  Yoongi não sabia quanto tempo ficou olhando para a dança – Se negava a aceitar o fato de que estava olhando para o calouro – mas só havia caído na real quando percebeu que Hoseok também o olhava, com a cabeça levemente tombada para o lado e um sorriso no rosto. O moreno não sabia o porquê, mas simplesmente correu dali. Foi simplesmente espontâneo, quando percebeu já estava na saída da faculdade. Acreditava que era porque iria chegar atrasado no estágio.

 

  Yoongi gostava de se iludir ás vezes.

 

 

  E lá estava Yoongi, tomando seu café merecido depois de mais um dia no inferno chamado faculdade. Mas obviamente não pôde parar de pensar em Hoseok, mas não sabia o porquê. Na verdade, Yoongi não sabia de muitas coisas. Não sabia nem quem realmente era, talvez porque ainda não teve a oportunidade. E no dia que a teve, um maldito gato o atrapalhou... Longa história.

  Pagou pelo café e pelos croissants que havia comido e assim foi embora do estabelecimento e começou a caminhar calmamente pelas movimentadas ruas de Seul totalmente distraído, olhando para os carros, para os arranha-céus e os diversos prédios que por lá haviam.

 

- Não diga nada, nem faça qualquer movimento brusco ou que possa chamar a atenção. Faça tudo o que eu disser! – O Min estava tão imerso em seu próprio mundo que nem havia percebido uma certa movimentação atrás dele. E eu não preciso nem dizer que quando voltou novamente à realidade sentiu muito medo da pessoa que o abordava pelas suas costas. Apenas continuou em frente, como o próprio havia pedido a ele.

- Vire aqui – O indivíduo sussurrou no ouvido de Yoongi, causando-lhe arrepios. Poderia ser algo totalmente esquisito, mas Yoongi não sabia se tinha se arrepiado de medo ou de tesão por ter uma certa voz – Um tanto quanto sedutora, precisava dizer – sussurrando em seu ouvido. Muito estranho, eu sei. Quando entraram no beco que o desconhecido havia o instruído para entrar, se abaixaram atrás de uma enorme lixeira, provavelmente se escondendo de mais uma outra pessoa desconhecida. Quando a adrenalina passou, e Yoongi pôde se acalmar, finalmente pôde ver quem o abordara. Era Hoseok.

- Hoseok? Mas o que?! Porra, você quase me mata do coraç...

- Shh! – Disse Hoseok, colocando o dedo indicador nos lábios, pedindo por silêncio.

- Hoseok, por que está fazendo isso? – Yoongi acatou ao pedido do ruivo e falou o mais baixo que podia.

- Taehyung. Ele... – Hoseok tremia. Provavelmente procurando por coragem e força para terminar a frase. De um modo ou outro, e seja lá quem fosse a tal pessoa, deveria ser uma pessoa muito ruim. – Yoongi... Taehyung voltou. Ele está aqui em Seul. E veio atrás de mim...


Notas Finais


OHOOOOOOOOOOO TAEHYUNG APARECEEEUUUU

Não estava nos meus planos ele aparecer NESSE capítulo, mas eu tive umas idéias muito loucas e eu precisava colocá-las,espero que tenham gostado,sério kjshdvbksdhj

Seguinte: Vou ficar um tempo sem postar ;-;

"PORRA TIA STAR, MAL COMEÇA O CARALHO DA HISTÓRIA E JÁ VAI PARAR?"
CALMA PORRA NÃO VOU PARAR A FANFIC.

é só que semana de prova tá chegando, e eu preciso estudar né galero :v espero que compreendam :3

Até qualquer dia desse com mais um capítuloooo sz

XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...