História First Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags Bangtan Boys, Bts, J-hope, Lemon, Taehyung, Vhope
Visualizações 119
Palavras 2.008
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem, desculpe qualquer erro >.<

~Thay

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction First Love - Capítulo 1 - Capítulo Único.

O som dos beijos pelo quarto não parava em momento algum, o ambiente parecia esquentar a todo o momento, Taehyung rebolava com sua bunda pressionando o membro totalmente ereto do mais velho, com o auxílio das mãos do mesmo ali, deixando a marca dos dedos na pele levemente bronzeada.

O moreno retirou as mãos da cintura do menor, levantando-as agarrando a barra da camiseta branca e levantando a mesma até o peito do parceiro que terminou de retirá-la, jogando em alguma parte -totalmente banal- do quarto.

Taehyung gemeu ao sentir em sua bunda o membro do mais velho dar uma fisgada e roçar com mais força, ao mesmo tempo em que os dedos de Hoseok apertaram os mamilos do -agora- loiro.

Hope cortou o beijo para rolar para cima de Tae, após deitar as costas do namorado no colchão macio, seguiu uma trilha de beijos desde a boca, seguindo para o pescoço onde deixou mais dois chupões -em meio aos milhares que já se encontravam ali- que em sua cabeça ficaram maravilhosos destacados na pele deliciosa, e diferente das outras vezes, não parou o pescoço, seguiu até o mamilo esquerdo sentindo Tae se arrepiar e gemer gostosamente com a voz rouca ao sentir a língua brincando naquele local sensível. Depois de algum tempo se deliciando com os suspiros do parceiro, desceu beijos pela barriga do mesmo, chegando ao cós da calça de moletom. Suas mãos foram para as laterais da mesma, puxando para baixo, a cada pedaço de nova pele exposta mais beijos eram depositados no corpo de Taehyung que gemia ansioso para sentir a boca quente de Hoseok abraçando seu membro ereto. Não demorou para que o pau de Taehyung fosse exposto e sua calça fosse jogada em mais uma parte banal do quarto.

 

“Pretendia dormir sem Box, ou sabia que alguma coisa iria acontecer?” Hoseok sorriu travesso para Taehyung que estava com as bochechas mais coradas que seu antigo cabelo.

 

O mais velho agarrou o membro alheio, envolvendo os dedos pela grossura, começando a estimular o mesmo para cima e para baixo, vendo as mãos de Taehyung irem para o lençol do móvel em que estava deitado, apertando com força, tentando conter a grande vontade de meter a boca de Hoseok em seu membro e descobrir se é apenas o beijo do moreno que é de tirar o fôlego.

 

“Amor, o que você quer que eu faça?” Perguntou maldoso o mais velho.

 

“P-Por favor, n-não faça isso comig-go” Pediu manhoso.

 

“Vamos amorzinho, trabalho com palavras” Disse Hoseok ainda movimentando sua mão lentamente sobre o membro que parecia uma delícia.

 

“Me chupa oppa, por favor” Disse passando por cima de sua vergonha.

 

Taehyung levantou um pouco a cabeça para observar com ansiedade a movimentação lenta e totalmente irritante de Hoseok indo até seu membro.

A língua de Hoseok foi para fora da cavidade, acariciando a glande avermelhada e bem lubrificada, olhando para cima ao dar várias lambidas, só pra ter o prazer de ver o olhar brilhante de seu namorado. Fechou os olhos e cobriu boa parte do membro com a boca, e começou a sugar o membro enquanto trabalhava a cabeça indo num vai e vem.

Largou a mão do membro, deixando apenas sua boca agradar o namorado loiro. Sentiu as mãos de Taehyung serem postas em sua cabeça e assim o forçar um pouco mais para baixo. O ritmo estava gostoso, não muito rápido, porém, não estava devagar. Em uma das investidas de Taehyung, o namorado foi obrigado a tirar a boca de membro quando sua garganta foi atingida pela glande inchada e a ânsia de vômito se tornou presente.

 

“Vai com calma Taetae” Pediu com um sorriso carinhoso, logo voltando a chupar o namorado.

 

O Loiro sentiu as bochechas corarem e sussurrou um “desculpa” envergonhado, logo voltando a gemer e apertar os fios morenos entre seus dedos consideravelmente longos. Hoseok ouviu um gemido mais alto e longo entrar por seus tímpanos e logo sentiu sua boca ser preenchida pelo esperma esbranquiçado do mais novo. Parou com a boca durante um tempo na glande para poder engolir a confirmação do prazer de seu parceiro e logo voltou a chupar todo o membro - agora semi ereto-.

 

“Você quer continuar, Tae?” Perguntou carinhoso, subindo pelo corpo do namorado e deixando beijos pelo rosto suado e logo beijando os lábios, num beijo rápido, seu pequeno ainda estava um pouco ofegante pelo recente orgasmo.

 

“Quero, por favor,” Respondeu suspirando observando Hoseok retirar a bermuda junto da box azul-marinho que estava vestindo.

 

O membro de Hoseok estava molhado de excitação e implorava por um mínimo gesto de atenção. Precisava se sentir aliviado. O moreno se masturbou um pouco apenas para dar a atenção que precisava para parar de doer à ereção latejante.

Subiu na cama novamente e sorriu ao ver o membro de Taehyung completamente duro e avermelhado novamente, a mão do mesmo estava presente no falo, e Hoseok sorriu com o pensamento de conseguir fazer seu amor gozar mais que uma vez naquela noite.

Hope esticou a mão que não estava trabalhando em seu membro até a cômoda do seu lado da cama, onde pegou um tubo de lubrificante, parando de se masturbar e abrindo a tampinha, despejando um pouco do líquido escorregadio no dedo indicador e no do meio, espalhando o líquido nos dedos com a ajuda do dedão, sendo seguido a todo o momento pelo olhar curioso e ansioso do parceiro deitado.

 

“Abre as pernas pra mim, pequeno?” Perguntou tentando parecer o mais calmo e paciente para seu namorado.

 

Mesmo que em sua cabeça -nas duas- só se passasse que ele precisa foder loucamente o namorado. Sorte que Hoseok usava muito sua razão, mesmo que às vezes ela não deixasse com que ele fizesse algumas coisas. Observou o garoto levar as duas mãos até o rosto avermelhado, se escondendo por vergonha. E logo em seguida ele estava abrindo as pernas. Sentindo-se ridiculamente exposto.

Hoseok deitou o corpo por cima do namorado novamente. Totalmente nus, e sussurrou um “Como consegue ser tão perfeito?” no ouvido de Tae, fazendo o mesmo se sentir mais seguro diante a situação. Hoseok voltou a sentar-se sobre as próprias pernas e com os dedos ainda lubrificados levou a mão para o meio das pernas do pequeno e massageou de leve a entrada virgem do namorado, apenas passando os dedos ali lubrificando o local.

Ao sentir o local molhado, começou a forçar o dedo contra a entrada, recebendo um gemido estrangulado do ser invadido sobre a cama. Conseguiu penetrar a ponta do dedo, e foi forçando de leve para dentro, sentindo o calor do interior. Tentava não pensar em como seu pau ficaria lindo entrando e saindo dali, mas esses pensamentos só o fariam ficar louco. Então os afastava de sua mente o máximo possível. Taehyung se acostumou rápido com a primeira penetração, e logo Hoseok inseriu o segundo dedo no local, estocando de força calma, observando como seu namorado era maravilhoso.

 

“Seok pode, por favor, me f-foder log-go" Hoseok paralisou ao ouvir as palavras tão obscenas saírem da boca de alguém que aparentava estar com tanta vergonha.

 

Retirou os dedos da entrada e pegou o tubo novamente, despejando mais do lubrificante em seus dedos e melecando a entrada, e logo despejando mais em sua mão dessa vez e se masturbando, espalhando por seu membro. Estava ponto para se posicionar na entrada do menor e sentir finalmente o interior maravilhoso do pequeno. Mas ouviu as seguintes palavras.

 

“Vamos fazer sem camisinha?”

 

“Tem algum problema pra você?” Hoseok perguntou um pouco confuso.

 

“N-não vai ser... hum... difícil de tirar seu... Esperma d-depois?” Após acabar a pergunta não aguentou a vergonha, pegando o travesseiro e pondo sobre a cara “DESCULPA” Gritou abafado contra o travesseiro.

 

Hoseok ficou de quatro em cima do menor, retirando o travesseiro do rosto do menor e beijando os lábios dele.

 

“Eu posso tirar quando for gozar se você quiser.” Respondeu beijando o nariz carinhosamente enquanto o sorriso safado estava sempre estampado no rosto.

 

O menor só concordou com a cabeça e fechou os olhos esperando ser penetrado pelo mais velho. Hoseok por sua vez, estava em chamas, ele estava tão ansioso. Quando a glande inchada encostou-se à entrada lubrificada ele quase gozou ali mesmo. Mas precisava se manter forte se não quisesse acabar com a diversão de ambos, depois de tantos meses esperando por aquele momento ele não poderia estragar tudo.

 

“Humm... Você é tão apertado Tae... Tão quente...” Hoseok não conseguiu evitar falar o que estava sentindo naquele momento.

 

Taehyung estava sentindo um pouco de dor misturado com um pouco de alguma coisa que ele não conseguia identificar, mas não era prazer. Porque doía pra cacete, mas reconhecia que o namorado tinha ficado muito tempo dando atenção apenas para seu corpo, ele precisava se esforçar e aguentar firme a dor que sentia. Para que o namorado ficasse feliz também. E a seguir foram esses os pensamentos que os dois tiveram quando a primeira estocada foi dada, lenta e fraca.

 

“Dói como o inferno”

 

“Tão apertadinho... arg”

 

Hoseok foi com calma nas primeiras estocadas, ele sentia que o membro do namorado já não estava mais tão ereto, o que significava que o pequeno sentia dor e estava perdendo a excitação. Então começou a beijar ele novamente, estava feliz e não queria que esse momento acabasse. Os beijos estavam quentes e as estocadas aumentavam o ritmo a cada confirmação de que Taehyung estava gostando.

As unhas não tão longas, porém nada curtinhas foram de encontro à pele do ombro de Hoseok quando a glande do mesmo acertou em cheio a próstata de Taehyung, o fazendo ofegar alto pelo prazer que nunca tinha sentido antes daquele momento. E com Hoseok o estocando sem piedade naquele ponto, ele já sentia que seu membro pingava completamente ereto.

Hoseok estava todo orgulhoso de si mesmo, poderia fazer a dança da vitória naquele momento. Mas foder Taehyung estava maravilhosamente gostoso e não pararia nem se um terremoto estivesse acontecendo. A posição estava gostosa, mas os pulsos de Hoseok começaram a doer pelo tempo que estava ali e pelo esforço que fazia.

 

“Amor, quer ficar por cima? Ou prefere ficar de quatro?" Hoseok sussurrou ofegante no ouvido de Tae -sem parar de penetrar o mesmo- mordendo a ponta da orelha do mesmo em seguida.

 

"P-por cima” Ofegou baixo, porém audível.

 

Hoseok saiu de dentro do mesmo se deitando na cama, finalmente, descanso. Taehyung levantou meio desnorteado, ficou por cima de Hoseok e com cuidado se penetrou novamente, começando a cavalgar logo em seguida.

O auxílio das mãos de Hoseok eram realmente necessárias naquele momento, pois se dependesse de Taehyung o mesmo iria apenas para frente e para trás ao invés de quicar, a glande de Hoseok roçava gostosamente em sua próstata com esse movimento, estava o deixando louco.

O quarto cheirava a sexo, e estava mais quente que o inferno, as gotículas de suor no corpo dos meninos era visível, e a excitação também. O membro de Taehyung batia sobre a barriga de Hoseok toda vez que o loiro quicava. Então Hoseok levou uma das mãos até o membro ali esquecido e começou a masturbar o falo.

Os gemidos eram baixam, nenhum gostava de ser escandaloso, apesar de Hoseok berrar bastante quando está animado. Naquele momento ele gostava mais de curtir. Os movimentos de Taehyung ficaram mais fortes e rápidos, e os gemidos também ficaram mais frequentes e altos, e foi quando o esperma caiu sobre o estômago e mão de Hoseok que continuou a masturbar o menor prolongando o orgasmo do mesmo.

Hoseok ergueu o quadril e começou a penetrar Taehyung numa velocidade inacreditável fazendo o mesmo gemer ainda mais por estar completamente sensível. E como prometido, Hoseok saiu do interior do namorado rapidamente antes de gozar roçando o pênis nas bandas da bunda branca do menor ainda em seu colo com as mãos apoiadas em seu peito. Taehyung caiu para o lado na cama de casal, e Hoseok ainda ofegante se apoiou no cotovelo e beijou o namorado meio morto de cansaço ali do lado.


Notas Finais


Deixem suas opiniões, é realmente muito importante para os autores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...