História First Tree After the Trail - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 17
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Fifth


Fanfic / Fanfiction First Tree After the Trail - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 5 - Fifth

                      POV Taehyung 

Eu acordei duro e louco para foder S/N. Mas obviamente não a forçaria a nada, nunca. Eu ainda vestia um pijama de unicórnio e ela também. Quando ela começou com perguntas fiquei meio incomodado. Ela não sabe sobre muita coisa. E não deveria também. 
    Em poucos minutos eu estava beijando e mordiscando aquele seu pescoço pálido. Ela estava fria mas isso acabou deixando S/N ainda mais sexy. Seus dedos gelados acariciavam meu cabelo enquanto minhas mãos passeavam pelo seu corpo. Se eu não parasse agora não iria me controlar e iria fazer besteira. Parei com os beijos, S/N gemeu em reprovação e me fitou. Ficamos nos encarando por alguns segundos antes de eu resolver quebrar o silêncio. 

-Desculpa anjinho.

-O que foi Tae?

-Eu não posso fazer isso. Não quero te machucar ou te forçar a fazer alguma coisa.

-Me machucar?

-É que..

-Tudo bem

   Ela sorriu largo e começou outro beijo, mas dessa vez um beijo mais calmo e inocente. Paramos pela falta de ar que se fez presente no ambiente e joguei S/N na cama logo levantando em seguida. 

-Sobe aqui anjinho

   Fiz sinal para ela subir em minhas costas e assim ela fez. A carreguei até a cozinha e a sentei no balcão. 

-Já passou do meio dia, o que acha de sairmos pra comer? 

-Acho que ainda não estou pronta pra isso Tae. Eu estou indisposta 

-Para de ser chata. Vamos pelo menos ir buscar a comida e ir comer em casa

-Mas Tae.. 

-Vamos comer lá em casa então.

   Ela revirou os olhos me fazendo rir. Essa garota me causa coisas que nunca senti antes por ninguém. Acho que gosto dela.
   Peguei as chaves do carro e fiz sinal para que ela saísse do local para eu poder trancar o apartamento. Saímos de pijama mesmo.

(...)

                POV S/N

   Tae comprou comida e eu esperei no carro. Estava imaginando a vergonha que ele estaria sentindo por ter que usar aquela roupa. Aquilo me fez gargalhar. Sorri ao ver Tae voltando com sacolas e um cheiro ótimo exalar pelo carro quando ele entrou. Eu realmente estava com fome. 
    Ao chegar naquele apartamento eu tive a visão de um retrato extremamente lindo de Taehyung, onde ele estava sério e com roupas bonitas. Era um quadro grande. Fiquei tanto tempo lá o observando que acabei não percebendo o sorriso que brotou no meu rosto. Dei mais alguns passos e me deparo com Tae, que estava com um ar de curioso. 

-Por que ficou tanto tempo lá parada na frente do quadro? 

-Achei lindo o retrato só.

-O meu retrato? 

-Sim, o seu. Você já foi modelo ou algo do tipo?

   Ele deu um suspiro e se afastou saindo do meu campo de vista. Fiquei confusa, por qual motivo ele não me contava seu passado? Isso me frustava. 
   Fui andando um pouco e achei um grande, bonito e bem arrumando cômodo que deduzi que fosse a cozinha. Fiquei a observando enquanto esperava Tae voltar. Me perdi olhando a prataria. Tudo tinha um ar elegante, sofisticado. Nem comparado ao meu apartamento simples e pequeno. Senti braços envolverem minha cintura e uma respiração bater contra meu pescoço me causando arrepios. Era Kim Taehyung. Ele se aproximou e beijou meu pescoço logo subindo para minha orelha e sussurrando:

-Gostou da casa? 

-Sim- sussurrei no mesmo tom que ele.

  Taehyung me virou para si e selou nossos lábios logo se afastando depois. Ele começou a tirar a comida da sacola e deduzi que iríamos comer. Aleluia.

(...)

   Era noite e decidi ir embora. Tae me levou até em casa e antes de me deixar sair selou nossos labios começando um beijo calmo. Sai do carro com o sorriso mais bobo do mundo. Esse cara realmente me deixa louca. Eu gosto dele.
      
                 POV Taehyung 

(Semanas depois..)

   Já fazia muito tempo desde que S/N e eu estávamos nos vendo bastante e a cada dia que se passava meu coração acelerava mais ao ver aquele lindo sorriso. Eu estava apaixonado. Não queria estragar tudo. Não de novo. Não com ela.
     Descobri nessas semanas que S/N e eu tínhamos um amigo em comum: Park Jimin. Ele era meu amigo a muito tempo e Dela também. 
Nós três havíamos combinado de sair e ir tomar alguma coisa e sinceramente não sei o porquê sai de casa naquele dia. Não que não tenha sido legal mas me incomodava um coisa só, aquele cara dava em cima de S/N o tempo todo. Ele fazia piadinhas sujas e pegava em suas pernas. Meu sangue fervia, eu queria socar a cara dele até fazer ele sangrar mas me contive, afinal, S/N e eu somos apenas amigos o que me frusta um bocado. 
     Eu queria avançar as coisas com ela mas tinha medo de machuca-la. Eu quero transar com ela. Quero fazer Dela minha mulher. Quero ter aquele anjinho só para minha pessoa. Mas parece que Park Jimin estava interessado também porque só não tentou beijar ela pois sabia que eu ia começar um escândalo. E tem outra, eu já feri tanta gente. Não quero ela com um monstro como eu. Talvez devesse deixar ela com Jimin. 
    Eu iria a uma festa hoje com Park e uns amigos e tive um mau pressentimento antes de sair de casa. Isso não era bom. 
    A festa estava legal mas eu bebi de mais. Mal sabia meu nome. Eu precisava ir pra casa mas não conseguia. Não conseguia dirigir, não conseguia fazer absolutamente nada. Não sei por que causa mas uma tristeza enorme invadiu meu peito. Comecei a lembrar de tudo que fiz, tudo que passei. 
     Eu estou nesse exato momento em cima de uma enorme plataforma que da para o mar. Como cheguei até aqui? Não tenho a mínima ideia mas estava disposto a acabar com esta dor em meu peito. Eu iria terminar logo com tudo isso. Ia por um ponto final em minha vida. 


Notas Finais


Galera vou atualizar mais, desculpa os errinhos hihi. 🍓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...