História Five Nights at Freddy's - Sobreviva - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Dave, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Phone Guy, Purple Guy, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Belle Cawtom, Edward Erik, Fuyuki Nagashi, Hinata Hiromi, Jack Wolf, Lili Kitsune, Lucas Rodrigues, Mizuki Moriko, Nagisa Ryouji, Yang Watterson, Yin Watterson, Yoichi Tatsuo
Visualizações 29
Palavras 2.026
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa por não ter postado ontém a noite! Eu não tinha terminado de escrever e eu tinha acabado de chegar do meu curso de inglês cansada e com sono e acabei caindo no sono, e quando acordei já era de madrugada! E e tinha que acordar 5:00 da madrugada pra me arrumar e ir pra escola, nem me perguntem o porque!

B
O
A
-
L
E
I
T
U
R
A

O Capítulo extra vai sair de noite... Juro!

Capítulo 16 - Capítulo 2(12): Your emotions are transparent ...


Fanfic / Fanfiction Five Nights at Freddy's - Sobreviva - Capítulo 16 - Capítulo 2(12): Your emotions are transparent ...

Capítulo 2(12): Your emotions are transparent ...

Autora Narrando ON

Puppet: “ Quero tanto matar você, mas se eu fizer isso. Estarei me metendo em algo que não é da minha conta... “ – Disse de dentro da caixinha -.

The Puppet ( Candy’s ): “ Como se mata alguém já morto, amor? Por mais que pareça que eu estou sendo egoísta com aquelas pessoas que eu já matei... – Disse de dentro de sua caixinha – Não foi você que virou as costas para elas? Pelo menos, eu estou tentando traze-las de volta... – Falou olhando para o chão – E você? Só deu uma bronca na sua raposa, enquanto ele só pensava em como torturar tanto psicologicamente ou fisicamente aquela garota, quão ignorante a isso você pode ser? ” – Falou com sarcasmo na voz -.

Puppet: “ Por mais que você tente me derrubar com essas palavras, você não vai conseguir... – Falou ainda sério – Eu também me pergunto, o quão baixa você pode ser para manipular uma pessoa? A destruir por dentro e fazer dela uma boneca perfeita por fora? " – Falou -.

The Puppet: “ Ah, meu querido, Sammy... Suas emoções são transparentes, e eu sou a única que pode vê-las. Por mais que você não queira e evite que elas transpareçam... – Falou com um sorriso sincero no rosto – Se acalme, sei que agora mesmo quer me estraçalhar e gritar para o mundo o quão suja eu sou, mas se acalme, sua paciência está se esgotando, eu sei, mas não quer matar o ultimo que sobrou perdendo seu controle por completo né? “ – Falou ainda sorrindo -.

Puppet: “ O que está dizendo? – Disse rindo sarcasticamente – Você não sabe de nada sobre mim... “ – Falou por um fio de voz em sua ultima palavra -.

The Puppet: “ Eu te conheço muito bem Sammy, eu sei de tudo sobre você, sei como se sente, sei mais do que bem como se sentiu naquela momento, sei muito bem... A dor que sentiu... Tanto a dor de perder a quem ama e saber que não vai estar lá para proteger ou tanto a dor de saber que não esteve vivo para ficar ao lado dela até sua morte – Falou – É angustiante, doloroso, triste e... – Disse antes de ser interrompida -.

Puppet: “ O-oque v-você sabe sobre isso?! "  – Disse praticamente gritando -.

Puppet havia saído de sua caixinha, fazendo com que The Puppet também saísse da sua para ajuda-lo já que o mesmo estava em uma forma mais que deprimente. Antes que o mesmo caísse no chão, The Puppet o abraçou e o deitou em seu colo cantando a música de sua Music Box:

The Puppet:

It's never satisfied

It's pulling strings of life tonight

So many tears it's cried

 

I wonder what it's thinking

 

It's painted faces is all I see

They're always haunting me

It's pulling strings of life tonight

 

It sleeps

Please buy us time

Oh please rewind

A tainted rhyme

 

A story ever vile

Such wicked thoughts behind a smile

They wander all the while

 

I wonder what they´re thinking

 

It's painted faces is all I see

They're always haunting me

It's pulling strings of life tonight

 

It sleeps

 

Please buy us time

Oh please rewind

A tainted rhyme

 

Silence breaks the cage tonight

It then ecomes awake

A purple plague of rage it stains the night until the day

 

It's never satisfied

It's bringing gifts of vengeful life

So many tears it's cried

 

I wonder waht it's thinking

 

(Help them)

 

It's painted faces is all I see

They're always haunting me

It's pulling strings of life tonight

 

It weeps

A selfish crime

Oh please rewind

 

We're out

 

Of time… ( Link da música nas notas finais )

A marionete cantou até que o mesmo dormisse em seu colo, depois de um tempo voltou a cantar, ela tinha o levado para dentro de sua caixinha. E lá continuou a cantar, fazendo cafuné na cabeça do mesmo... No fundo, ela só queria ajudar, mas já era tarde de mais para isso...

The Puppet ( Five Nights at Candy’s ) ON / Autora Narrando OFF

Continuei cantando e fazendo cafuné na cabeça do mesmo. Por mais que ele seja cabeça dura, ignorante, egoísta e tudo mais... Ele só quer ajudar aquelas crianças, tanto quanto eu...

Freddy FazBear ON / The Puppet ( Five Nights at Candy’s OFF

Eu estou caçando o mestre que nem louco a duas horas e não o acho! Chica disse que ele poderia estar com aquela mulher estranha, mas descartei a possibilidade até achar uma caixinha estranha e diferente da do nosso mestre. Levei a caixinha para os outros verem e um garotinho falou:

???: Que tal chamarmos para ver se seu “ mestre “ está ai dentro? – Disse tocando na caixinha com um de seus dedos -.

Freddy: É, pode ser... – Concordei -.

O garotinho fez o favor de chama-lo para nós, já que tínhamos medo de acordar ou interromper nosso mestre em algo importante. A ultima vez que fizemos isso ele ficou furioso... Não quero nem mais lembrar daquela cena!

???: “ O que vocês querem? “– Perguntou a voz estranha -.

Chica: Espera, essa não é a voz da moça estranha? – Perguntou -.

The Puppet: “ Moça estranha é o seu cu! Eu já não falei a porra do meu nome?! “ – Gritou acordando Puppet -.

The Puppet ( Sammy ) ON / Freddy FazBear OFF

O lugar onde estou deitado é tão quentinho e aconchegante, á tempos que não sinto esse calor... Por mais que eu saiba que estou deitado no colo de Sayla, é bom... Sei e sinto que agora posso confiar nela, e ela sabe que pode confiar em mim... Mesmo que tenhamos que tomar medidas drásticas... Mas já estou a muito tempo aqui, posso ouvir ela discutindo com os animatronics:

Puppet: “ Freddy, por favor, aproveite essa noite e me deixe... “ – Antes que eu pudesse terminar de falar Sayla disse: -.

The Puppet: “ Vamos lá, deixe-o descansar como a anos nunca descansou! “ – Falou com uma voz calma e doce -.

Por um momento eu pensei que todos ali iriam derreter só de ouvir sua voz, está claro que quando a mesma está calma sua voz fica mais doce, leve e delicada. É como se a qualquer momento ela fosse quebrar se ficasse com raiva... o que já aconteceu, a muitos anos que não ouço tal melodia, nenhum ser humano tem uma voz como essa... O que mais me agrada, e o que me fez me apaixonar por Sayla foi sua voz, delicadeza e sua atenção com as pessoas ao seu redor, mas desde que foi transferida para aquele lugar, ela mudou...

The Puppet: “ Hahaha... “ – Riu -.

Puppet: “ Do que está rindo? “ – Perguntei um pouco confuso -.

The Puppet: “ Á algumas horas atrás estávamos discutindo e agora você está agarrado na minha cintura tentando se esquentar... “ – Disse sorrindo -.

Puppet: “ Ah, se eu estivesse com frio... “ – Sussurrou a ultima parte para que a mesma não ouvisse -.

The Puppet: “ O que disse? “ – Perguntou -.

Puppet: “ Nada... “ – Respondeu -.

The Puppet: “ Ah, se prefere não falar, por favor, durma… Voltarei a cantar a música que você tanto amava novamente... “ – Disse -.

Puppet: “ Ainda amo, essa música me acalma mais do que a da minha Music Box. Muito mais do que você imagina... “ – Disse fechando os olhos em espera pela música -.

Foxy The Pirate ON / The Puppet ( Sammy ) OFF

Nosso “ mestre “ tem estado bem próximo daquela garota, até parecem namorados. Mas se bem que ele tem precisado de uma boa companhia, algo está o deixando inquieto... E ela está lá para deixa-lo calmo... Interessante...

Lili: O que te incomoda Foxy? – Perguntou me encarando com uma cara fofa -.

Foxy: Nada... – Respondi – Por favor, pare de me olhar assim. Até parece que quer algo! – Falou suando frio -.

Ela sabe... ELA SABE! TÁ NA CARA!

Lili: Foxy... – Falou encarando o chão misteriosamente – Onde está o desgraçado do Bonnie? – Perguntou com um de seus olhos brilhando de forma intensa só que de raiva -.

Se possível, eu posso até ver uma faísca de fogo nos olhos dela, tá na cara que ela quer matar o coelho que faz cosplay de uva!

Lili: Olha... Se não disser onde aquele filho da puta es...

A mesma parou de falar na hora, ela percebeu que Bonnie estava atrás dela, mas com raiva. Ele não devia ter xingado ele de filha da puta, já que isso também toca no assunto da mãe dele...

Bonnie: Do que você me chamou, vadia?! – Gritou agarrando a mesma pelo colarinho -.

Lili: Vadia? – Perguntou de forma sombria e assustadora, mas não o suficiente para assustar ou afastar Bonnie -.

Bonnie: Isso mesmo... V.A.D.I.A! – Falou com uma voz de psicopata -.

Lili: SEU...

Lili foi tentar socar a cara de Bonnie mas o mesmo foi mais rápido e a parou pegando-a pelo braço e a tacando com tanta força contra a parede que até amassou... Mas ainda não acabou, Bonnie abaixou a guarda por um segundo e Lili o derrubou no chão e depois mordeu o pescoço dele com tanta força que até arrancou um pedaço da pele de metal do mesmo...

Bonnie: OQUE?! – Gritou com raiva -.

Lili: Escuta aqui seu coelhinho de merda! Não é só porque você está aqui a mais tempo que eu, que significa que você é mais forte! – Gritou enquanto socava a cara do mesmo – Eu não dou a mínima para oque você faz aqui nessa espelunca... Mas nunca, nunca... Me chame de VADIA ou me xingue seu ARROMBADO! – Gritou a ultima parte dando um soco bem forte no mesmo e amassando sua cara -.

Eu olhava aqui espantado e horrorizado, como ela pode ter tanta força assim?! Voltei a prestar atenção no que ela dizia assim que se levantou do chão pegando Bonnie pelo colarinho como ele havia feito com ela:

Lili: E QUE ISSO SIRVA DE LIÇÃO PARA TODOS VOCÊS! PRINCIPALMENTE PRA VOCÊ, GALINHA SALTITANTE! – Gritou indo embora -.

Chica: O que eu fiz? – Perguntou confusa -.

As únicas palavras que eu tinha para dizer para Bonnie, era pequena, rápida mas porém verdadeira:

Foxy: Se fudeo, otário! – Gritei saindo correndo dali -.

Bonnie: Volta aqui seu animal! – Gritou correndo atrás de mim – A CULPA É TODA SUA! – Gritou enquanto pegava um bastão de baseboll no caminho -.

Chica: Eu sinceramente... – Disse – Não entendo nada do que acontece nesse lugar. – Falou saindo da sala -.

Autora Narrando ON / Foxy The Pirate OFF

- Na Music Box

The Puppet: “ Eles estão bem animados não é? “ – Falou com um sorriso no rosto -.

Puppet: “ É... Eles são mais animados do que imagina, por mais que suas almas sejam de criança e o corpo de adulto( a ) eles pensam como adolescentes! " – Disse um pouco decepcionado -.

The Puppet: “ Oh, não fique assim... Nessa idade, é mais que normal falarem palavrão como: Filho da Puta, Filho da Mãe, Desgraça, Caralho, Vadia, Piranha, Viado, Vai se fuder, entre mais um monte... Ah, lembrei de mais um! Arrombado! “ – Falou -.

Puppet: “ Até parece que eu sou o único nessa pizzaria que morou na “ caverna “ a vida inteira... “ – Falou -.

The Puppet: “ Pois é, “ parece “... Hehe... "– Riu sem graça -.

Puppet: “ Affe! “ – Praguejou -.

The Puppet ( Five Nights at Candy’s ) ON / Autora Narrando OFF

… Rosas são vermelhas, violetas são azuis. Minha vida era tão boa, mas só foi eu fazer aquilo que punida eu fui por Jesus!

Puppet: “ No que está pensando? “ – Perguntou -.

The Puppet: “ Nada... “ – Respondi -.

Puppet:  “ Ata, sei! “ – Falou fingindo-se de convencido -.

??? ON / The Puppet ( Five Nights at Candy’s ) OFF

Estou louco para te possuir, querendo ou não eu sou você. Eu te sigo, eu te admiro, eu te amo... Só você que não notou isso! Mas nada no mundo... Vai mudar isso, porra! Tá parecendo um poema!

Continua...


Notas Finais


Desculpa mais uma vez por não ter postado o capítulo ontém ;-;

Link da Música: https://www.youtube.com/watch?v=6RUNulbMS4I


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...