História Five Nights At Freddy's ~ Interativa - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Personagens Originais, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Five Nights Até Freddy's, Freddy
Exibições 56
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo vortei @_@
Ando muito sem criatividade.-. mas espero que gostem e boa leitura

Capítulo 28 - Feel


Fanfic / Fanfiction Five Nights At Freddy's ~ Interativa - Capítulo 28 - Feel

Feel

 

 

 

 

Jack Pov’s On

 

Cara, não vejo nem um pingo de graça nesse assunto!! Esse cara nam, nem tem o meu direito de ser considerado como pai.

Nesse momento ele está apenas me olhando com um sorriso estranho, consigo sentir a brisa, suspiro fundo e seco e olho sério.

- Não vai responder?! -Falei em um tom seco e ele ri.

- Hmm...não acho que você deve saber, apenas tente descobrir aos poucos...- Dizia ele saindo dali, mas eu não permiti isso.

- DROGA FALA LOGO!! -Gritei bloqueando a saída dele.

Ele solta um suspiro e em um milésimo de segundo eu sinto meu rosto arder, não acredito que ele fez isso, ele me deu um tapa?! Levo minha mão ate a região do local atingido e aliso a mesma olhando confuso para aquele homem que já não tinha um sorriso no rosto, ele demonstrava raiva e impaciência.

Ele me puxa em direção a ele, fazendo com que nos dois ficássemos próximos, dai ele cochichou no pé do meu ouvido um “Não me pressione...”, meu coração começou a palpitar e ele apenas solta meu pulso, que já estava doendo, ele estava forçando meu pulso, no momento em que ele solta ele abre a porta e sai, me deixando nessa sala sem entender porra nenhuma.

- Mas hein?! -Me perguntei.

Enquanto eu bagunçava meus cabelos, passei a olhar o ambiente, era arrumado e ventilado, me sentei na poltrona e literalmente me “estirei” em cima dela.

Escutei passos e comecei a encarar a porta que estava um pouco fechada, já que Nath tinha apenas encostado, vi a mesma se abrir aos poucos e um rosto digamos de “criança” apareceu lá.

- Ei você é um professor certo? -Perguntou ele já entrando.

- Não apenas entrei de boas. -Respondi enquanto me ajeitava na poltrona.

- Então por que está aqui? -Perguntou o menino.

- Pff eu vim resolver alguns assuntos e o que você quer aqui? -Perguntei já me levantando.

Vi que o garoto estava distraído, suspirei e fui até o mesmo que estava olhando alguns supostos mangás, mas por que mangás estariam na sala de professores, bem talvez porque algum deles gostem disso.

Deixando meus pensamentos de cutuquei aquele garoto, fazendo com que a atenção do mesmo voltasse a mim.

- Huh? -Murmurou ele.

- Por que veio aqui? -Perguntei novamente.

- Ah eu sou novo aqui na escola e vim olhar se não tinha nada de errado com minha matricula. -Dizia ele voltando a olhar os mangás.

- E por que teria alguma coisa de errado nisso? -Perguntei de novo.

- Sei lá. -Respondeu ele.

Novamente escutei passos, mas dessa vez pareciam ser da Diretora, peguei minha mochila e puxei aquele garoto pela gola da camisa, aproveitei que a janela estava aberta e pulei junto com aquele garoto.

Caralho eu não to bem, sorte a nossa que caímos em um arbusto, suspirei e olhei para cima (N/A:Como na imagem de perfil, ah e é ele ai :v), me levantei com dificuldade e comecei a caçar o garoto.

- Ô pirralhoo!! -Chamei e vi ele sair dos arbustos.

- Cara você fumou o que hein?! -Perguntou ele enquanto se contorcia.

- Nada ué mas também não queria ser expulso logo no primeiro dia osh. -Respondi e fui em direção a ele e o peguei pela gola da camisa novamente.

Comecei a andar com ele, pelo visto ele não é tão pesado, olhei de canto pra ele e ele parecia emburrado.

- Affs por que fica me carregando? Eu sei andar sabia? -Perguntou ele e eu ri.

- Sei lá, minha namorada gosta quando eu faço isso. -Debochei.

- Eu não sou sua namorada!! -Respondeu ele fazendo bico e eu o soltei, no mesmo instante comecei a rir feito um louco já que aquele garoto caiu de bunda no chão.

- Tá tá!! -Falei com dificuldade enquanto ria. – Qual o seu nome pirralho?

- Não sou pirralho!! -Dizia ele enquanto se levantava. – Sou o Carlos.

Parei de rir, mas ainda estava sem folego, o olhei e ri uma ultima vez.

- Legal me chamo Jack Whillians e blá blá blá. -Falei.

Me virei e comecei a andar enquanto vazia sinal de “Tchau” com a mão direita, escutei ele gritar um “Vai me deixar sozinho aqui velhote!?”, e no mesmo momento me virei.

- Olha só criança, sabe onde mora não? -Debochei.

- Sei ué. -Falou Carlos.

- Então vá só, você tem pernas pra quê? -Falei e me virei novamente e vi de longe uma Chica enfurecida.

A mesma pula em cima de mim, me fazendo cair.

- Idiota por que demorou tanto? -Perguntou ela.

- Assuntos confidenciais. -Falei.

- Virou detetive agora? -Perguntou Carlos já andando na frente.

Suspirei e me levantei junto de Chica, a mesma se mantia agarrada ao meu pescoço, mas isso não me encomoda, comecei a andar.

- Vai dormir na minha casa! -Falei em um tom superior.

- Por que? -Perguntou Chica em um tom inocente.

- Porque sim!! -Respondi e comecei a correr com ela.

Olhei para trás e vi que o pirralho já tinha ido em bora, mas tanto faz né, eu ainda corria mas já estava me cansando, parei por um instante para recompor o ar perdido e ajeitei Chica, voltei a correr e olhei para o céu, mano eu sou retardado, está nublado e qualquer hora pode chover, acho melhor eu esperar um ônibus junto de Chica, porque assim não dá.

- Chica vai chover. -Falei.

- É eu sei. -Respondeu ela saindo de cima de mim.

- Vamos tomar banho de chuva!! -Dizia ela começando a pular.

Sorri enquanto a olhava pular, parece uma criancinha, senti gotas caírem por cima de mim, mais parecia uma sincronia, do começo da chuva, já que no momento está apenas serenando, mas mesmo assim meu cabelo já está se ensopando.

Deixando esse meio incomodo de lado comecei a pular com Chica, agora nos dois estamos parecendo duas crianças loucas, Chica começou a correr e eu a segui, eu e ela estávamos correndo sem rumo algum quando adentramos em uma floresta.

O sorriso que dançava nos meus lábios sumiu quando perdi Chica de vista, comecei a correr por aquela densa floresta, eu chamava “Chica!!Chica!!” Mas nada se ouvia, eu ainda me mantia correndo e a chuva já estava mais forte.

Já dava pra escutar os trovões, o vento estava ficando forte também, parei de correr por conta do cansaço e comecei a olhar por aquela floresta, bem, olhando agora isso parece um filme de terror do “Pânico na floresta”, minha respiração está ofegante, minha pele esta ficando gelada, quando pensei que eu ia cair em desespero...

 

 

 

 

O que é isso...?

 

 

 

 

Continua...?

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a proxima :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...