História Five nights at freddys nova geração - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Exibições 56
Palavras 1.706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 33 - Confusão na floresta parte 1


Fanfic / Fanfiction Five nights at freddys nova geração - Capítulo 33 - Confusão na floresta parte 1

Taddy:

Eu estava numa floresta, cercada por...eu não conseguia ver, pareciam sombras! 

"sai!"comecei a tacar cocos nelas.

Elas continuavam vindo, era meu fim...

Ouvi o despertador tocar, e por fim despertei daquele horrível pesadelo.

Olhei embaixo das cobertas, ai não....mijei na cama!

Freddy:

Eu estava tomando café da manhã com o pessoal, cereal, a refeição mais importante do dia.

Percebi Taddy chegando, ela estava com uma aparência horrível, olheiras bem profundas e roxas, deveria me preocupar?

"Taddy, esta bem?"perguntei.

"to ótima"ela falou pegando a caixa de cereais vazia e passando manteiga nela.

"sério? não sabia que você curtia papelão"zombei.

Ela parou de passar manteiga e olhou confusa, depois irritada jogou a caixa no lixo.

"admita, você esta um trapo"falei ajudando ela a sentar, e preparando algo para ela comer.

"eu tive uns sonhos bizarros"ela falou deitando a cabeça na mesa.

"sonhou com Golden de novo?"coloquei um sanduiche na frente dela com uma xícara de café.

"quem derá, foi com sombras assassinas"ela resmungou entornando café.

"hoje é halloween?"perguntou Staboy.

"não!"falei.

Maxy:

Sentei junto de Erich e Frennie.

"sua irmã ta esquisita"falei.

"percebi, ela sempre foi um zumbi de manhã, mas assim ta demais"ele falou.

"talvez ela precise relaxar mais"disse Pup sentando conosco.

"boa ideia, deviamos dar um passeio"eu disse.

"pra onde?"perguntou Frennie revirando os olhos.

Staboy:

Estavamos eu, Erich, Maxy, Taddy  e Frennie num onibus.

"por que eu concordei em vir mesmo?"perguntou Frennie.

"porque você ama minha companhia"falei abraçando ela.

"ai"ela revirou os olhos.

Taddy estava roncando no ouvido de Erich, coitado.

"vocês vão adorar o passeio, com certeza vai acalmar a Taddy" disse Maxy.

Taddy:

Eu acordei, e estava babando no ombro de Erich, os outros também estavam dormindo, o ônibus tinha parado, julgo que chegamos ao tal lugar.

Peguei um spray buzina e apertei.

"ahhh!"todos berraram caindo dos assentos.

"chegamos, vamos logo"falei indo pra fora do ônibus, não fazia a minima ideia onde estavamos, mas falaram que ia me ajudar a relaxar.

Ao ver, fiz uma expressão de horror.

"NÃAAAAO!"berrei.

"surpresa!"disse Staboy logo atrás de mim.

"surpresa? surpresa um caralho! Eu tenho pesadelos que estou numa floresta sendo perseguida por sombras, e vocês me trazem justo pra uma floresta!"falei.

"com uma sombra"disse Frennie.

"obrigada por lembrar"resmunguei.

"vaamos Taddy, não vai ser tão ruim assim"disse Maxy sorrindo.

O ônibus foi embora, e eu corri atrás dele.

"não me abandona aqui!!!"corria, mas ele foi mais rápido.

"relaxa, ele volta amanhã pra nos pegar"disse Maxy.

"a-amanhã? e onde vamos ficar? só tem mato aqui!"berrei.

"exato, ficaremos na natureza"ela falou sorridente.

"AHHHHH!"berrei.

"da pra fazerem silêncio, to tentando tirar uma selfie aqui"disse Staboy com o celular em mãos.

"espera, estamos mesmo presos aqui até amanhã?"perguntou Frennie.

"sim"disse Erich.

"odeio vocês"ela falou pegando os fones de ouvido e colocando.

"vamos pessoal, onde esta o espirito aventureiro de vocês?"perguntou Maxy.

"deixei na pizzaria"falei.

"vamos!"ela me puxou floresta adentro.

Erich:

Se eu soubesse que teriamos que caminhar não teria vindo.

"a quanto tempo já estamos caminhando?"perguntei esbaforido encostado numa árvore.

"2 minutos"respondeu Staboy.

"certeza? tenho certeza que foi mais"falei bebendo água que havia na minha mochila.

"ou você que é gordo"ele falou zombando da minha cara.

"cala boca"falei jogando a primeira coisa que vi nele.

"co-cobra!"ele berrou, percebi que era mesmo uma cobra.

Corremos os dois floresta a dentro berrando.

Frennie:

Eu ri, sabia que aquela cobra de plástico ia servir pra alguma coisa.

"eles estão mesmo ansiosos para explorar a natureza hein"disse Maxy.

"claro"falei.

Erich:

Corremos muito, mas parei ao perceber, que haviamos nos perdido!

"Staboy, on-onde estamos?"perguntei gaguejando.

"numa floresta, duurgh"ele falou, e eu dei um tapa na cabeça dele.

"disso eu sei abestado, me refiro a que parte dela?!"falei.

"hmmm... centro?".

Dei outro tapa na cabeça dele. Esse ai pediu pra nascer burro e entrou na fila dez vezes.

"não acredito que nos perdemos! O que vamos comer?? E a água?? Ficaremos aqui pra sempre?? O que vamos comer?? Animais selvagens podem nos devorar?? Eu já perguntei o que vamos comer??"falei em pânico.

"relaxa meu amigo balofudo, para sua salvação eu sei exatamente o que fazer"disse Staboy calmamente.

"sabe é? Porque no dia que minha vida depender de você, literalmente vai ser o última dia da minha vida!"falei cruzando os braços.

"eu já fui sobrevivente das selvas, eu sou tipo Rambo meu irmão"ele falou pegando um graveto e fazendo pose.

"Rambo?? Está mais pra George o rei da floresta"falei choramingando.

"bem, o que importe é que eu manjo disso aqui, vai por mim, sobreviveremos a noite"ele falou.

"isso é uma música?".

"não meu amigo, é uma profecia, vai por mim, amanhã estaremos sãs e salvos na pizzaria"ele falou coçando as costas com o graveto.

"ai, ai, ok... Mas... ainda tenho um péssimo pressentimento sobre isso"falei.

Maxy:

Eu percebi que Staboy e Erich haviam sumido da vista, isso era preocupante, mas eu não queria preocupar a Taddy, ou dar razão a Frennie.

"falta muito pra chegar seja lá onde esteja nos levando?"perguntou Taddy.

"estamos apenas aproveitando a natureza, e quando encontrar-mos um lugar mais belo do que aqui, iremos descansar um pouco"falei.

"será que tem algo belo nessa pocilga?"ela perguntou com a cara fechada.

"não chame assim!"retruquei.

"me pergunto onde estão Staboy e Erich"ela falou bocejando.

"eh...é, devem estar explorando! Ei, que tal cantar uma musiquinha, onde eu nasciii, onde eu crescii, é mais molhado, eu sou vidrada por tuudo aqui, lá se trabalha o dia inteiro, lá são escravos do dinheiro, a vida é boa, eu vivo a toooa onde nasci"cantarolei.

"por que será que essa música me lembra o Júnior?"ela perguntou.

Dei de ombros.

Frennie:

Eu estava mexendo no celular, ouvindo música e caminhando, sei lá o que estava acontecendo, mas devia ser entediante, pena que não posso me teleportar pra lugares tão longes ou que não saiba de cabeça, literalmente nessa selva estou perdidinha.

Continuava caminhando, tomara que esse dia acabe logo..

Erich:

Staboy estava usando apenas uma tanga de folhas, eu realmente estranhei.

"Staboy...por que diabos tirou as roupas?"perguntei.

"simples meu balofudo amigo, precisamos estar em contato com a natureza para que ela colabore com a gente, por isso, eu preciso vesti-la, para sermos um só"ele falou apoiado numa pedra.

"bom, faça a idiotice que quiser, eu não vou ficar pelado"respondi.

"Erich! Se você falar assim a natureza pode nos ouvir, e sabe o que ela pode fazer??".

"hmm...achar que você é retardado mental?"falei.

'"não, ela pode não colaborar com a gente, então...tire logo essa roupa, e vista a natureza"ele falou.

Eu apenas o encarei. Será que ele tinha razão? Bem, não sei, mas suponho que sabe o que faz.

Tirei minha roupa, e vesti a tanga de folhas.

"pronto amigo, agora esta no clima da coisa!"ele falou colocando o braço sobre meu ombro.

"amigo, como fazemos pra conseguir um rango? meu lanche acabou"falei.

"que bom, era exatamente essa a próxima fase".

"eba"sorri.

Maxy:

Percebi outra coisa agora, Frennie sumiu! Mas, eu precisava manter a Taddy calma, esse é o motivo do passeio, e além disso Frennie deve estar bem, ela é uma sombra macumbeira, aposto que deve estar em casa uma hora dessas.

Frennie:

Minha bateria tinha acabado, bosta. Olhei pra frente, e não vi ninguém, será que eu havia me perdido?

"dane-se"fiz macumba pra ter mais bateria no meu celular e continuei caminhando e jogando.

Erich:

Staboy tinha nos levado a uma espécie de pantano da floresta, não sabia o que ele planejava, mas estranhamente confiava nele.

"é aqui que a natureza me disse que iamos encontrar comida"ele falou.

Apenas olhei em volta, não tinha nada que aparentasse ser comestível.

"tem certeza que ela disse aqui? talvez você tenha ouvido errado he he"falei.

"não, foi aqui mesmo, vamos"ele falou pegando um punhado de lama do pantano, tinha minhocas lá, quase vomitei.

"bon appétit"ele falou comendo aquilo.

Se eu não tinha vomitado antes, agora fui correndo pra uma moita e vomitei.

"Erich! Não vomita na natureza!"ele falou.

"nã-não vomitar?! Você acabou de comer lama de pantano com minhocas!"falei.

"tem vegetais! é saudável, e a natureza disse que é bom, precisamos comer um pouco dela para nos tornar um só".

"a natureza não quer que eu vomite nela, mas quer que eu a coma?"perguntei irônico.

"é, tipo com as garotas Erich, elas deixam você comer ela, mas não vomitar"ele explicou.

"nem todas"sorri.

"mas a natureza é mais legal, come logo"ele estendeu o punhado de lama.

Eu comi um pedaço, odeio você Staboy e especialmente você natureza!

Maxy:

Paramos numa beirada, tinha um rio bonito, peguei um sanduiche que havia na minha mochila, Taddy fez o mesmo, ela parecia cansada.

"que tal depois de comer tirar um cochilo?"perguntei.

"contanto que não tenha mais pesadelos..ok"ela falou.

Erich:

Eu estava enjoado, comer aquilo foi ideia de girino, no caso, Staboy, o garoto natureza.

"hora do próximo passo"ele falou.

"dormir?"perguntei.

"claro que não, é hora de encontrar seu animal espiritual"ele falou sentando no chão em posição de meditar.

"de que porra você ta falando?"perguntei confuso.

"seu animal espiritual, o animal que você é"ele falou de olhos fechados.

"mas por que eu ia querer fazer isso??"perguntei bravo.

"porque é legal!".

Eu me sentei, afinal, era a atividade menos arriscada até agora, e eu podia descansar enquanto isso.

"agora relaxa e.....diga o que vê..."ele falou.

Eu fechei meus olhos.

"vejo nada"respondi.

"não bro, veja além do nada"ele falou zen.

"hm... eu vejo....uma torta...um sanduiche...uma pizza....um filé....uma cozinha....uma batata frita....um bacon..."falei babando.

"eu acho que já sei o seu animal espiritual..."ele falou.

"qual??"perguntei curioso.

"um dragão... porque só um dragão pra aguentar comer tudo isso, puta que pariu, seu gordo!"ele falou rolando de rir no chão.

Peguei um graveto, e acertei nele.

"filho da..."eu ia falar.

Taddy:

Eu estava de novo na floresta, sendo perseguida por sombras, peguei umas bananas e taquei nelas, surpreendentemente elas sumiram ao serem atingidas pelas bananas.

"ahá, chupem"falei vitoriosa.

Mas minha alegria foi logo buraco abaixo, tinha ainda uma sombra, tentei tacar outra banana nela, mas ela continuava chegando, eu estava com medo.

Acordei do pesadelo, meu coração batia muito rápido.

"ao menos dessa vez não me molhei"falei aliviada.

Percebi que já estava de noite, e que Maxy havia sumido, na verdade todos haviam sumido!

"is-isto é um pesadelo?"perguntei esperando uma resposta.

"Taaaddy!"ouvi Maxy berrar de longe.

Não pensei duas vezes e corri até a origem do som.


Notas Finais


Qual seu personagem favorito? xD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...