História Five Roses - ABO - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Abo, Harry Styles, Harry/alfa, Larry, Larry Stylinson, Liam Payne, Liam/alfa, Louis Tomlinson, Louis!alfa, Niall Horan, Niall!ômega, Niam, Niam Horayne, Zayn Malik, Zayn!alfa, Ziall, Ziall Horlik
Exibições 540
Palavras 2.621
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olha quem chegou auahauhauaha, depois de tanto me torrarem a paciência, cá está o que vcs queriam auhauhauaha. Acho bom gostarem auhauahuaha

Agora para de perder tempo aqui...

------- BOA LEITURA ------

Capítulo 21 - Bedroom



[***]


    O beijo começara suave. Seus lábios se tocavam carinhosamente. Se encaixavam perfeitamente. Como se fossem feitos para aquilo. No entanto, a cada segundo passado, a intensidade era aumentada. O ômega parecia devorar a carne alheia. Ele estava voraz e necessitado do toque de seu alfa. Sim, seu alfa. A mente de Niall berrava isso. Berrava de todas as formas aquilo que ele se negara a admitir por muito tempo. O moreno sentia o calor vindo do corpo do menor. Seu corpo estava se incendiando com o do outro. Mas não era uma sensação ruim, longe disso. Suas mãos grandes agarraram o outro com mais força. Tanto que a pele alva do rapaz ganhava alguns tons rosados no local que era tocada. Com o avançar do tempo, o ar se fez necessário. Os dois encerraram o sela. O mais novo ofegava e seus olhos estavam vidrados no homem que o segurava no colo. 


 
     O alfa fitou os lábios completamente avermelhados e levemente inchados do rapaz e rosnou. Aquilo era tão convidativo para si. Contudo, ele ainda estava se recuperando do beijo anterior. Então, decidira enterrar suas narinas no pescoço alheio. Já que o maior precisava respirar, que fosse aspirando o cheiro do seu ômega. E que cheiro. Horan tinha um aroma incrível. Seu cheiro de rosas havia sido aumentado e existia algo mais ali. Ele podia sentir seu cheiro correr pelo corpo do loiro e aquilo o excitou de uma forma nova para si. Tanto que até esquecera que seu corpo precisava de ar e passou a disferir chupões por toda a extensão do pescoço alheio. O mais velho queria sentir aquela pele clarinha de todas as formas possíveis. 


 
    Niall por sua vez, agarrou o rosto do rapaz e o afastou de seu pescoço. Os rosnados recomeçaram. Talvez por ter sido impedido de continuar o que fazia, ou por conta dos olhares provocantes e maliciosos que o menor lhe dava. Em poucos segundos, o ômega beijou o outro. Seu corpo precisava daquilo. a sensação de êxtase que os lábios do alfa lhe causava era indescritível. Tanto que ele não queria parar de senti-la. As línguas deles quase que dançavam. Uma espécie de valsa sincronizada. As mãos do loiro correram por todo o peitoral alheio. Cada toque, cada carinho fazia a pele do moreno  formigar de excitação. Todos diziam que o contato íntimo entre um casal marcado era uma coisa de outro mundo e os dois estavam provando aquilo. 
 


A falta de ar surgira pela segunda vez e eles parara o selar. 


 
    O mais velho passou a se mover com o outro em seu colo. Em passos lentos. E durante todo o processo, seus olhos não se desgrudaram. Ele caminhou até sua cama e se sentou com Horan. O ômega rapidamente empurrou o homem para trás e ficou de pé. Suas íris azuis correram por todo o corpo alheio. Aquela visão o deixava maluco. Tanto que sua lubrificação natural não parava de ser produzida. Em seu membro e em sua entrada. E falando em membro, o menor encarou a ereção formada na calça do pijama alheio. Ele passou a morder o lábio inferior violentamente. Em seguida, levou suas duas mãos até as coxas do alfa e agarrou o tecido de suas vestes. Com apenas um puxão, aquela peça de roupa fora retirada. O membro do rapaz saltou. Estava completamente ereto. Quase que chegava a pulsar chamando o outro. O loiro o agarrou apressado. seu corpo tremera ao sentir aquilo em suas mãos.  
 


-Você tem certeza disso, baby boy? -questionou o moreno. Não era como se ele não quisesse que o outro continuasse, porém, não queria forçar Niall a nada. E muito menos queria se aproveitar do cio alheio. E apesar seu corpo gritar pelo menor, ele precisou perguntar. 


 
-Shhhhhh, Liam. -sussurrou o ômega. 


 
    Pouco depois, o mais novo se aproximou mais e tornou a se sentar no colo alheio. e segurando a ereção de Payne, o rapaz lentamente a introduziu em sua entrada. A sensação do membro do alfa dentro de si o fez tremer. Nem um dos brinquedos que ele usara em toda a sua vida era como aquilo. Nada seria capaz de se comparar. Ele arfou de excitação. Seus lábios se contraíram brevemente. Horan sorriu. Um sorriso mais pervertido do que jamais sonhara ser capaz de sorrir. Em seguida, ele passou a se movimentar sobre o maior. Seu quadril subia e descia. O sorriso malicioso ainda tomava sua face. Suas mãos estavam acariciando seu próprio tórax. ondas de excitação corriam por todo o seu corpo. 


 
    O moreno sob si rosnava. Seu corpo estava possuído por um misto de sensações. Primeiro que a visão que tinha do loiro se movendo sensualmente sobre seu membro o deixava ainda mais eufórico. Segundo que estar no interior alheio era algo incrível. Liam não era novato naqueles assuntos. Já estivera com alguns betas e ômegas em certas ocasiões. No entanto, nada se comparava aquilo. Estar com seu ômega era diferente de tudo. Fazia seu corpo formigar, tremer. Era quase como fosse explodir em chamas. Seus rosnados ficavam cada vez mais altos. Suas mãos soltaram os lençóis da cama e agarraram a cintura alheia. E então, os movimentos de vai e vem que Niall fazia com seu quadril ficaram mais velozes. Ele queria sentir o mais velho dentro de si com mais força. Minutos passados, os sons emitidos por Liam soavam mais como gemidos completamente tomados pela excitação. E de repente, um rosnado grave ecoara pelo quarto todo. O alfa havia atingido se ápice no interior do rapaz. 


 
    As pupilas de ambos se dilataram completamente. Seus olhos estavam negros. Se tratava da conexão entre um casal marcado durante o sexo. Seus corpos praticamente vibravam. Eles podiam sentir tudo que o outro sentia. Horan sorriu abertamente. Ele estava adorando causar prazer no outro. E ver o moreno sem fôlego e ainda rosnando excitado mexia consigo. Ele se aproximou da face alheia. Trocaram alguns olhares brevemente. Então, o menor passou a disferir selinhos no queixo e pescoço do homem. Entretanto, logo voltara a beija-lo. Dessa vez com um pouco mais de calma. Payne o abraçava apertado naquele momento. Segundos depois, o loiro sentiu a ereção alheia pulsar em seu interior. Ele desfez o beijo. O ômega estava longe de se sentir satisfeito. E queria sentir o outro cada vez mais. 


 
Niall recomeçou seus movimentos sobre o membro de Liam.


[***]
Três dias depois...


    O moreno chegou até a sala de estar. Seus olhos pousaram no irmão. Zayn se encontrava no sofá. Possuía um livro em mãos. Estava com fones de ouvidos e ouvindo música no volume mais alto possível. Tanto que dava para se escutar alguns sons, mesmo ele estando com os fones. Seu rosto exibia uma carranca enorme. Parecia que o rapaz tinha chupado um limão inteiro. Seu cenho estava franzido e suas narinas se mexiam conforme ele respirava. Ou melhor, bufava. Era óbvio o porquê daquela reação. O alfa estava com ciúmes porque o irmão fora o primeiro. Ele costumava ser competitivo. E depois que marcaram o mais novo, as coisas ficaram um pouco mais sérias. 
 


Liam se aproximou devagar. Seu corpo estava dolorido e cansado. 


 
-Sua vez. -disse ele. Porém, o outro ainda estava com o fone. Então, o rapaz puxou o mesmo das orelhas alheias e o encarou. Zayn arregalou os olhos brevemente. O moreno a sua frente estava todo suado. Seu rosto estava vermelho. Fora que haviam manchas arroxeadas por todo o seu pescoço, abdômen e coxas. -É a sua vez. -repetiu. -E boa sorte. -dito isso, Payne desviou para a cozinha. Passos lentos e tortos. 


 
     O outro alfa avançou em direção ao corredor. A porta do quarto do irmão estava entre aberta. Estava tudo silencioso. Ele entrou cautelosamente e encostou a porta. O cômodo estava fervendo. Era como se tivesse o próprio clima. A cama estava bagunçada. Os travesseiros atirado aos cantos, assim como os lençóis. E o cheiro de sexo era predominante no ar. E aquele odor seria capaz de excitar até mesmo o mais santo de todos. O rapaz deu alguns passos, então sentiu algo lhe abraçar pelas costas. Aquelas mãos pequenas só podiam pertencer a uma pessoa. O ômega aparentava ter surgido do nada. Mas ele estivera ali o tempo todo. 


 
-Essa careta é o que estou pensando? -perguntou o ômega todo manhoso e se esfregando contra o corpo alheio. Malik o virou rapidamente para que ficassem frente a frente e o puxou com força para si. Os dois estavam abraçados naquele momento. 


 
-Se estiver pensando que eu estou puto de ciúmes, sim, você está certo, loirinho. -respondeu ele. 


 
-Hmmmmmmmmmm. -gemeu manhoso e arrastado. -Que fofinho. -dito isso ele passou a depositar selinhos no queixo do outro. Zayn não conseguia conter os seus rosnados excitados. -Terei que dar um jeito de te compensar, não é? -comentou malicioso. O alfa lambeu os lábios. Como ele poderia ficar bravo com aquele ser em seus braços? 


 
    O maior tomou o outro para o seu colo. Uma mão agarrou suas costas e a outra fora parar na nuca. Niall entrelaçou suas pernas na cintura alheia e sorriu. Em poucos segundos suas bocas se juntaram. Aquele toque o fez tremer. Era voraz. O moreno o beijava apressado. Era como se fosse a última vez que fariam aquilo. E diferente de Liam, o outro não o deixava quente. Zayn lhe deixava elétrico. Seus beijos e toques transmitiam uma espécie de corrente elétrica por todo o seu corpo. o deixava arrepiado e excitado. A mão que estava em sua nuca passou a fazer carinho em movimentos circulares. Até que ele afastou o rosto. 


 
     Seus lábios seguiram por outra direção. Eles correram para o pescoço do rapaz. O alfa queria deixar suas marcas nele também. E não iria perder tempo. Começaram suaves. O homem fizera um caminho de beijos em toda a pele alheia. Ele sorria ao ver o outro se arrepiar e gemer arrastado. Pouco depois, passou a diferir chupões nos locais onde a pele ainda estava branca. Então, decidira subir um pouco mais.  Malik se encostou ao ouvido do ômega. Seus lábios agarraram o lóbulo do mesmo. Ele dera algumas leves mordidas no local. Os sons manhosos que o outro fazia apenas o deixava mais excitado.  


 
     Em passos rápidos, o mais velho se aproximou da cama do irmão e deitou o loiro com cuidado. Ele se pegou encarando o corpo despido de Niall. Era tão lindo. Estava cheio de marcas levemente arroxeadas. E algumas vermelhas feitas por si. O alfa retirou sua camiseta e deixou cair. Antes que pudesse pensar em abrir o cinto e tirar suas calças, ele sentiu as mãos do menor fazer isso por si. O rapaz desvestiu com pressa. Ele queria ver o outro por completo. E precisou morder os lábios para não gemer novamente ao ver o membro alheio ereto e tão próximo ao seu rosto. Suas mãos o agarram. Zayn sorriu. O homem havia sonhado com aquela cena desde quando colocara seus olhos pela primeira vez no outro. E finalmente estava se realizando. 
 


    O maior levou sua mão para a nuca alheia. Ele se aproximou um pouco mais e indicou que queria sentir a boca de Niall em sua ereção. O ômega entendera o recado. Em poucos segundos, ele fora se aproximando. Primeiro seus lábios tocaram a glande. O moreno retomou seus rosnados excitados. A língua do mais novo passou a fazer movimentos circulares. O outro rapaz já começava a ficar ofegante. Então, Horan fora mais além. Ele se aprofundaram um pouco mais no membro alheio e iniciara uma espécie de sucção. Sua cabeça fazia movimentos de vai e vem rápidos. O alfa deixava gemidos fortes escaparem entre rosnados. Sua mão permanecia na nuca alheia. A movimentação do loiro continuara por mais alguns minutos. Até que Zayn o deitara na cama mais uma vez. 


 
    O mais velho, sem perder tempo, se deitou sobre o outro. Ele segurou sua ereção e com cuidado, penetrou o ômega sob si. O rapaz sorriu mordendo o lábio inferior e se agarrou ao colchão, logo que, os lençóis e cobertas estavam jogados em pontos aleatórios no cão. Malik se aproximou do rosto alheio e o beijou. Suas bocas estavam no mesmo ritmo. Apressadas e necessitadas uma da outra. Enquanto isso, as estocadas do alfa no interior do loiro ficavam cada vez mais rápidas e fortes. E o outro estava adorando aquilo. Niall nunca fora do tipo que gostava de calmaria. Apesar dele fazer o tipo mais  quieto na sua, na hora de coisas mais intimas, ele preferia um pouco mais de brutalidade. ou talvez fosse o seu heat falando. 


 
     Os lábios se soltaram. As investidas de Zayn ficavam cada vez mais intensas. Seus rosnados vinham um atrás do outro. Aquele ômega não podia ser real. Porque era a primeira vez que alguém o fazia se sentir daquele jeito. Não era somente excitação. Era como se faíscas corressem por todo o seu corpo e explodissem uma a uma o deixando completamente tremulo e excitado. Ele podia sentir seu corpo todo chamar por Horan. O outro abaixo de si continuava com seus gemidos manhosos. Era como se ele soubesse que quando fazia isso, deixava os dois alfas malucos por si. Minutos se passaram. E após muitas investidas, rosnados, gemidos, e sensações incríveis o alfa chegou ao seu ápice e se desfizera no interior do outro. Logo em seguida, seu corpo despencara sobre o  alheio. O menor o abraçara. Ele fizera o mesmo e girara o corpo rapidamente para que o outro ficasse sobre si. 
 


    Seus olhares se encontraram. Assim como antes, as pupilas de ambos estavam completamente dilatadas. Seus corpos estavam balançados. Eles sentiam formigamentos. As sensações eram divididas. Cada um experimentava o que se passava no outro. E aquilo os deixavam ainda mais excitados. Tanto que, o mais novo não estava parado. O loiro tinha o membro alheio dentro de si. Ele sentia o mesmo pulsar e chamar por si. Então, ele passou a mover seu quadril sobre o outro. O moreno mal tinha se recuperado da anterior, mas não estava reclamando. O home já estava pronto para outra. E isso era percebido por seus rosnados. 


 
Os dois estavam longe de estarem satisfeitos.


[***]
Seis dias depois...


    Zayn estava sentado na cama. Seu corpo formigava. Ele estava dolorido, cansado, suado e cheios de marcas pelo corpo. O rapaz achou que gostava de demarcar território, mas isso era porque ele não sabia que o ômega gosta ainda mais. Tanto que deixara os dois irmãos roxos com seus chupões. O maior respirava tranquilo. Niall estava ao seu lado, porém, ele dormia. Aquela era a primeira vez que o outro ficava parado. Foram seis longos dias animados. Três com cada um dos dois morenos. Malik havia adorado cada segundo que passara com o outro, mas estava feliz por ter alguns minutos de sossego. Porque aquele loiro parecia ser insaciável. Era comum isso em um ômega no cio, contudo, com o Horan era ainda mais intenso. A final, ele fora mordido por dois alfas. 


 
O mais novo passou a se mexer na cama. Zayn sorriu. Ele ficava impressionado com a capacidade do outro de ser tão lindo. Até mesmo bocejando e coçando os olhos. 


 
-Estou pronto para mais. -comentou ele em um quase sussurro. Era o efeito do breve cochilo que tirara. -Mas dessa vez... - o rapaz ficou de pé as pressas e foi até a porta do quarto. Ao abri-la, a imagem do segundo alfa fora exibida. O corpo do mais novo sentira falta do outro. Tanto que passara a emitir seu cheiro para atraí-lo. -Dessa vez eu quero os dois. -completou ele sorrindo. Liam entrou no quarto. 


 
Os três teriam uma longa noite. Ainda mais porque, era a última do heat de Niall.

 


- CONTINUA -
 


Notas Finais


aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee, espero que tenham gostado dessa bagaça auhauahuahauhauaha. Depois de tanto pedirem finalmente aconteceu. Se quiser deixarem nos comentários seus pensamentos sobre isso auhauaha vou adorar lê-los.

Ah, não vai ter uma segunda parte. Então, não me encham com "nossa parou na melhor parte" -_- pq o lemon acaba nesse cap, obg paz auhauahuaha

SEMANA que vem tem mais

beijos de pudim com bastante caramelo para todos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...