História Five Sisters - Camren Intersexual - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren Romance
Visualizações 359
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - 20- Hot Future (Especial)



Então pra animar o coraçãozinho de vocês, farei um capítulo camren do futuro. 

Ele não é a continuação do anterior, e sim um futuro de anos depois. Porque é um especial :)

Então no próximo cap tudo volta normalmente entenderam?

Esse cap não é recomendado para menores de 18. 

Mentira, aproveitem e comentem, 

**

Pov Lauren.

Eu e Camila vamos fazer nove anos de namoro, e três de casamento. Eu não poderia estar mais feliz. 

Nos mudamos para o Novo México, apenas eu e ela, deixando nossas irmãs seguirem à vida delas. Não que nos afastamos ou algo do tipo, só seguimos caminhos diferentes. 

Após a morte do nosso pai, nossa mãe ficou super abalada, e acabou tendo que ser internada por ser constatada com mal de loucura. Foi uma tragédia e tanto para nós. Sempre íamos visitar ela, mesmo ela nem lembrando de quem éramos. 

Então ela faleceu, nos deixando a herança e toda a empresa Syco. 

Mas vida que seguiu... 

Estamos morando em uma casa enorme, e Camila havia saído ao supermercado para comprar os ingredientes que faltara em casa para fazer a lasanha.

Mexo em meu celular e grunhi frustrada, nenhuma mensagem das meninas. Devem tá muito ocupadas, fazendo sei lá o que. Não gosto nem de pensar. 

Me levantei do grande sofá em forma de L e subi escada à cima. Entrei em nosso quarto me jogando na cama e aspirando seu perfume que ainda estava nele, lembrei da noite e meu membro começou a se animar rapidamente. 

-Uh, vejo que alguém se viciou no meu cheiro. -Ouço passos atrás de mim e vejo uma Camila sorridente.

Ela vestia um vestido colado que marcava suas grandes curvas e seus cabelos ondulados caindo sobre um dos ombros. Minha mulher. 

-Nunca vou enjoar dele Camz. -Me viro de barriga pra cima e a vejo tirar os saltos vindo pra cima de mim se sentando em minha cintura que eu trato logo de por as mãos segurando firme.

-Ainda por cima está dura... -Ela nega com a cabeça sorrindo entre os dentes. -Tsc tsc tsc. 

-Culpa sua... -Faço um biquinho adorável.

-Cadela! -Camila me puxa pelo camisão largo que eu usava me fazendo ficar sentada e logo trata de beijar meu pescoço. 

Ela lambia, chupava meu pescoço, brincava com os meus cabelos enquanto eu aproveitava, por Zeus, essa mulher é uma deusa. 

Camila inocentemente começou a rebolar em cima de mim bem devagar em um vai e vem com maestria. Ela chupava meu ponto de pulso e mordia, era tão sicronizado e caralho. Eu já estava mais que dura. 

-Ca...Camiz... -Gemi arrastado e ela ia cada vez mais rápido nas reboladas firmes em cima do meu pau já pulsante dentro da box. 

-Tir..tira! -Camila grunhiu igual a uma leoparda no cio enquanto sua boca se ocupava somente em meu pescoço. 

Deito na cama novamente com ela ainda em cima de mim e a puxo para um beijo de tirar o fôlego. Minha língua pediu passagem que logo foi cedida, segurei sua cintura e a movi em cima de mim enquanto dava um beijo quente e delicioso naquela boca só minha. Serpenteei minha língua na dela, era morna e molhada, macia. Sua boca era o céu e o inferno. Já sentia o ar faltar e separei nossas bocas sugando seu lábio inferior com força dando um selinho no final.

Tira a porra do vestido! -Digo firme e autoritária. Camila gemeu manhosa a saiu de cima de mim e em frente aos meus olhos, tirou o vestido delicadamente me dando visão ao seu corpo coberto apenas por um sutiã de renda vermelha e uma calcinha super fina. 

Meu pau pulsou dentro da box e eu gemi em satisfação quando ela passou a perna pelos meus quadris e eu senti seu sexo molhado de encontro com o meu já duro.

-Tão dura... -Camila gemeu pondo a mão em meus peitos e se deitando em cima de mim. -Droga Lauren, tira essa merda. -Ela rebolava em cima de mim cada vez mais rápido querendo mais contato que eu não dava. Sorria a vendo desesperada. -TIRA A PORRA DESSA CUECA LAUREN E ME FODE! 

Gemi em satisfação com suas palavras e tratei de girar nossos corpos na cama. Enquanto eu desabotava o seu sutiã, ela sutilmente tirava minha cueca box. Dei um beijo no seu pescoço passando minha língua por aquela pele macia. Finquei minhas unhas na sua coxa e grunhi quando meu pau foi liberto batendo logo de encontro a sua calcinha toda melada. Senti que quase gozaria só com o contato. 

Fui decendo os beijos pelo seu corpo e parei nos seios já descobertos e dei um beijinho ouvindo a mulher geme em baixo empurrando minha cabeça em direção à aqueles montes. Chupei, lambi, suguei e mordi o seu seio esquerdo enquanto massagiava o outro com veemência. 

-La..Lauren. -Me movi roçando entre suas pernas sentindo o quão molhada ela já estava, chega escorria pela sua calcinha já estragada. 

Fui descendo os beijos enquanto Camila se contorcia debaixo de mim empurrando minha cabeça cada vez mais pra baixo em direção ao seu centro molhado.

Aspirei o seu cheiro feminino e forte, meu pau estava duro, pulsante e eu não via a hora de entrar dentro dela e fazê-la gemer cada vez mais de prazer. 

Beijei o canto da sua coxa e logo me posicionei melhor entre suas pernas e arranquei sua calcinha com os dentes para logo abocanhar aquela boceta quente e molhada. 

-PORRA! -Camila gritou e eu a observava com os olhos suas expressões de prazer enquanto chupava sua boceta. 

Abri mais suas pernas pra mim enquanto sugava seu clítores deixando uma mordida. Apalpei minhas mãos na sua coxa com força empurrando seu quadril cada vez mais pra mim. Minha língua trabalhava em suas sobras enquanto Camila só sabia gemer, se contorcer e falar palavras desconexas. Apertei meu pau com uma mão tentando aliviar a dor que eu tinha de querer gozar. 

-Não!!!! -Camila arregala os olhos me vendo parar e eu sorri massageando a cabeça do meu pau que já saia o pré-goso.

-Eu quero que você gose em cima dele. -Falei de forma sensual e ela soltou um gemido quando me posicionei entre suas pernas levando meu pau até sua boceta. Rocei a cabeça do meu membro nela enquanto me apoiava com os braços na cama. 

Camila arranhava minhas costas, e gemia de prazer só com aquele roçar. Posicionei meu pau na sua boceta e enfiei lentamente vendo ele ser mastigado por ela, minha mulher fechou os olhos e eu gemia sentindo o desconforto em minhas bolas. 

-Vou te foder até você dizer chega. -Estoquei fundo em Camila que arqueou as costas, aproveitei e abocanhei um de seus seios me deliciando com o gosto da sua oele bronzeada.

Eu movia meu quadril pra frente e pra trás sentindo meu pau ser melado, o que facilitava muito meu movimento denteo dela. O barulho de nossos corpos se encontrando era evidente, Camila estava com o cenho franzido e seu corpo estava suado, eu não passava despercebida também. 

-Mais rá...pido. -Camila apertou minha bunda e deu um tapa estalado depois me fazendo gemer arrastadamente e aumentando em triplo a velocidade. 

-Você tá gostando do meu pau dentro de você? -Perguntei me mexendo acelerado em cima dela. -Responde vadia! -Gritei firme. 85

-Es...Estou! Ahhh, isso! Aí amor.

Levantei seu corpo a deixando sentada em cima de mim enquanto via ela quicar sobre meu membro. 

-Eu...vou go..gozar. -Camila ia e voltava mais forte e rápido. Canila arregalou os olhos quando atingi seu ponto em cheio e eu fechei meus olhos com força quando senti minhas bolas contrairem e Camila gritar gozando e melando mais ainda meu pau. No mesmo instante cinco jatos violentos de gozo saíram de mim enquanto eu ainda empurrava meu membro sobre ela. 

-Caralho! -Ela ainda se movimentava em cima de mim devagar e gemia, aquele som... era maravilhoso. Sentia seu gozo escorrendo de suas dobras e ela estava de olhos fechados parando aos poucos de se movimentar. Eu acompanhava seus movimentos.

-Te machuquei? -Perguntei segurando sua cintura fazendo uma carícia na região.

-Não... só acho que não vou andar por um mês. -Sorriu em satisfação saindo de cima de mim. Meu membro estava todo melado, e minhas coxas também. 

-Camz? 

-Uh. -Ouvia sua respiração calma e ela se aninhou no meu peito. Enrolei seus fios de cabelo em meus dedos enquanto a via dar beijos castos na minha barriga. 

-Eu te amo. -Sussurrei e beijei seus cabelos macios. 

Camila suspendeu a cabeça em minha direção vindo me dar um selinho demorado.

-Eu te amo mais Lo... -Puxei sua nuca trazendo seu rosto mais para perto e a beijei. Um beijo com carinho, eu transmitia todas as minhas palavras ditas segundos atrás naquele ato. 

Camila era minha, e eu era dela. E nada mudará isso. 

Suspirei e sorri entre seus lábios sentindo sua respiração quente se misturar com a minha.

-Aguenta mais uma? -Olhei em seus olhos, aqueles castanhos que eu sou viciada e tirei uma mechea grudada em sua testa vermelha. 

-Sempre. -Beijou meus lábios passando suas pernas em meu quadril. 

E lá vamos nós... 

**

[L/B: EU TOU SJSHSJSJHSJSJSJSJJS

MEU PRIMEIRO HOT GENTE, RELEVEM. Desculpem se não ficou bom, mas... dei meu melhor e prometo melhorar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...