História Fix A Heart - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chanyeol, Exo, Park Chanyeol, Pcy
Exibições 16
Palavras 768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem, primeira fic no spirit, desculpem os errinhos❤️

Capítulo 1 - O Término


— chanyeol, quer saber eu to cansada dessas suas frescuras com as garotas, você acha que eu esqueci aquele beijo? 
— mas que saco raissa, esse é o meu trabalho, quantas vezes eu tenho que dizer que aquilo não significou nada, e eu to com você não com ela 
— eu só to cansada de ter que dividir você com meio mundo 
— o que você quer dizer com isso?quer q eu desista do meu trabalho? você quer mesmo q eu escolha entre você e meu trabalho? é isso que tá querendo mesmo? 
a essa hora raissa e chanyeol já estavam aos berros dentro de casa, os dois normalmente sempre brigavam, porém eles estavam tão cansados que dessa vez a briga foi diferente. 
— aí chanyeol eu não quero que escolha entre mim e seu trabalho, mas eu sempre me esforço e parece que você não liga pra nós, você ao menos me assumiu.
O namorado bufou, a ignorando apenas subiu e em menos de 5 minutos descia novamente com uma mala mal feita, pela pressa do mesmo. 
— a onde você tá indo? – pergunta raissa
— eu preciso ir esfriar a cabeça, eu vou pra casa dos meninos – disse chanyeol 
— MAS A GENTE NÃO ACABOU O ASSUNTO CARAMBA – berrou raissa desesperada, porém a resposta do garoto foi simples e calma
— Raissa, olha eu to muito cansado disso, melhor a gente dar um tempo, você pensa no que é melhor pra você, que eu penso no que é melhor pra mim, eu amo você, mas assim não dá mais. 
E foi assim, chanyeol saiu pela porta, frustado, magoado, triste, porém achava que se os dois se afastassem talvez, até na tentativa de serem amigos, pudesse ser melhor sem os dois acabarem machucados, porém ele estava _completamente errado_ .
----------
Um, três, cinco, sete toques e chanyeol não atendia raissa, a garota já percebendo que o garoto não ia falar com ela, resolveu que não ia correr atrás, e que se ele quisesse ele que viesse atrás. Porém Raissa não estava tão calma quanto parecia, a menina soluçava fortemente e frequentemente, a mesma estava grudada na camiseta que vestia do namorado, onde já estava molhada, causada por suas lágrimas. A menina só queria ficar sozinha e chorar o quanto mais pudesse, sem ninguém se importar ou se preocupar com ela, porém isso parecia inevitável, Katrina ligava para Raissa pela segunda vez, Katrina sua melhor amiga, parecia saber que a garota não estava no melhor dos seus dias, e raissa a achava incrível por perceber isso, porém mesmo assim a garota não atendeu, até que a "Oppa" (apelido carinhoso que as duas possuíam entre si) desistiu de ligar e mandou uma mensagem de texto aos dizeres:
"Rah, você está bem? O que está acontecendo? Eu soube pelo Jongin que o Chanyeol, tá na casa do Sehun e que ele tá mal pra caramba, me responde logo, to preocupada" 
Raissa pensou em ignorar e fingir que não havia lido, porém sabia que precisava da amiga mais do que tudo nessa hora e apenas digitou antes de bloquear a tela do celular "preciso de você, vem pra cá que eu te conto tudo, a porta tá destrancada" 
Raissa foi tomar um banho, pra tentar limpar sua cara e não demonstrar tanto sofrimento pra sua amiga, pq oq Raissa menos gostava era que sentissem pena da mesma, Raissa apenas deixava a água morna cair pela sua pele, não se importava quanto tempo tava lá, ou quanto ia gastar de água, muito menos se sua pela ia murchar, ou se sua amiga ia esperar muito tempo lá fora, pq katrina era de casa, ela saia e entrava sempre que quisesse, e às vezes vivia mais com a amiga do que na própria casa, no começo kah, se incomodava de "ser de casa" pq ela achava um pouco falta de respeito de sair e entrar sem ao menos dizer, porém raissa, insistia em dizer que não se importava e que assim como a casa era dela, também era de katrina. Raissa desceu as escadas depois de ter tomado um banho extremamente longo, e encontrou a amiga sentada no sofá, a sua espera, porém ao ver a amiga, Raissa soltou todas as lágrimas que estavam a sufocar, Katrina se levantou, não a abraçou, sabia que seria pior se a abraça-se, porém a levou em direção à cozinha e entregou um copo com água e açúcar pra raissa, a menina negou, porém quando olhou pra katrina, a garota a olhava com olhar mortal, do tipo "se for preciso, enfio isso goela abaixo" e sem pestanejar raissa tomou em gute, gute não evitando as caretas. 


Notas Finais


Olá peixinhos, KKKKK aí desculpa TO nervosa, então gente, essa é a minha primeira fic no spirit, espero que vocês gostem, e sejam sinceros se não gostaram, o que devo mudar, e se gostarem também podem dizer, eu aceito quaisquer críticas construtivas, espero que prendam a atenção de vocês obrigada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...