História Fix you - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~benzo_

Postado
Categorias Chloë Grace Moretz, Coldplay, Marco Asensio
Personagens Chloë Grace Moretz, Marco Asensio, Personagens Originais
Tags Aventura, Chloe Moretz, Coldplay, Colegial, Drama, Marco Asensio
Visualizações 44
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Tudo bem?
Obrigada por estar aqui, a Gabi e eu andamos conversando sobre esse projeto a muito tempo, um projeto que estamos muito felizes em compartilhar.
Esperamos que gostem e se apaixonem pelos personagens assim comp nós ja estamos.
Boa leitura ❤️

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Fix you - Capítulo 1 - One

 

Normal. Chato. Vazio. Três palavras que resumem toda a minha vida. 

Sou uma garota normal de quinze anos, chato! Vou para escola de garotos normais, não sou um prodígio, e não tenho ou sei fazer nada extraordinário. Chato... Ah minha família também é normal, com empregos normais e rotina normal, tudo é normal. E o normal é chato, não é? 

Não te dá aquele ânimo diferente para sair da cama porque algo "diferente" está para acontecer. Nunca faz nada diferente, fala nada diferente e por isso também nunca sente nada diferente. É aí que entra o vazio. 

Quando olho para dentro de mim, ele está lá. Não encontro emoção diferente, não tenho motivação para nada, animação muito menos. Também não tenho para quem ou que fazer algo, não me vejo apegada a nada nem a ninguém, mas também, quantos amigos pode fazer uma garota que gagueja ao responder o próprio nome? Talvez eu seja a culpada dessa chatice constante, dessa vida vazia. 
 

Acho que isso nunca vai mudar, bem agora, durante a aula de biologia que é meu último horário da semana, foi proposto trabalho em grupo, eu obviamente vou fazer sozinha. 

Eu simplesmente não consigo fazer nada em grupo. Minhas palavras saem erradas, as vezes começo a tremer é uma experiência horrível a qual prefiro não ter mais. Por isso, sempre perco um ou dois pontos por não fazer e grupo e não apresentar na frente da classe, mas tudo bem. Não prejudica muito minha matéria e me mantém um pouco de dignidade. 
 

Prestei atenção em tudo e anotei muitas coisas, seria um longo e entediante trabalho. 
 

Ao fim da aula fui caminhando para casa, meia hora de uma boa caminhada até em casa. Quando cheguei em casa minha mãe terminava de tomar café, assim que entrei na cozinha ela colocou sua xícara na pia e saiu apressada jogando um beijo na minha direção "atrasada para a aula" ela gritou enquanto corria. 

Peguei suco de limão e fui para o meu quarto, passando no corredor ouvi conversas no quarto dos meus pais.

Meu pai estava em casa e parecia irritado, acho que gritava com o encarregado de alguma obra. Ele é proprietário de uma empresa de construção civil e na maior parte do tempo ele está irritado. Diz que estar na cola dos funcionários evita erros e isso evita o prejuízo assegurando bons lucros também. 
 

Tomei um banho tranquilo e comecei o tal trabalho de biologia, era bem chato de fazer, daqueles que você tem que reler um parágrafo 15 vezes porque simplesmente não entende nada. Um terço do trabalho estava feito, mereço descanso né? Abri a Netflix e procurei por algo interessante, meus dedinhos sempre vão mexendo até chegar em Beauty & The Beast. Amo essa série.

Esses seriados são a coisa mais perto que eu tenho de empolgante, seria ainda mais se tivesse alguém para conversar sobre mas ok. Conversar com a Cat e o Vincent me bastam. Ou não... 

- Elise... - ouvi minha mãe chamar e bater na porta. Estava a horas vendo séries. Me virei para a porta e fui destrancar - por que tranca essa porta? Não te entendo - ela disse. 

- É porque não gosto de ser interrompida, precisa de alguma coisa? - perguntei, com uma careta. Ela sorriu de lado. 

- Quero que jante com sua família, ficar só nesse quarto não faz bem - revirei os olhos. 

- Eu não estou com fome - falei séria. Jantares em família por aqui não são muito legais, só me fazem pensar no quanto essa família é seca e sem graça. 

- Então vem e conversa comigo enquanto janto - ela me puxou levemente pelo braço, determinada a me levar para a cozinha. 

- Não pode conversar de boca cheia, foi você quem me ensinou isso - falei arqueando a sobrancelha e ela rolou os olhos, me fuzilou logo depois. 

- Elise Waldrish - o olhar era sério, ela me soltou e cruzou os braços - você vai descer comigo querendo ou não, espertinha - levantei as mãos em rendição.

Descemos e meu pai já estava sentado à mesa, na ponta dela, parecia irritado com algo, para variar. Sentei em meu lugar, na frente da minha mãe e meu pai ficava entre nós duas. 

- Como foi o dia? - ela perguntou, levando uma garfada a boca. Coloquei os cotovelos na mesa e apoiei o queixo. 

- Normal - respondi com descaso. 

- E na escola? - Perguntou e dessa vez bebeu um pouco de seu vinho tinto. 

- Ah apareceu um cara novo, Johnny, dizem que ele já foi para o reformatório, aí ele me chamou para ir transar no mato e adivinha? Eu fui! Devo estar com uma DST bem agora! - falei com muita convicção e ela ficou boquiaberta, meu pai que só comia até o momento bateu os punhos na mesa. 

- JÁ CHEGA, ELISE! EU NÃO AGUENTO MAIS ESSE SEU JEITO. 

Dito isso, saiu e foi em direção às escadas. Minha mãe olhava para o local que ele passou um pouco atordoada.

Me levantei também e voltei a me trancar no quarto. Encostei na porta e fui descendo até sentar no chão já chorando. Eu sou uma decepção para os meus pais, não presto para nada. Mas se tudo der certo, isso logo vai acabar.

 


Notas Finais


Esperamos que tenham gostado, não se esqueçam de comentar o dedinho não cai e as autoras ficam super felizes 🤗🤗

Beijos das irmãs poko lindas, até mais ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...