História Flames 2 - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Visualizações 13
Palavras 1.918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Orange, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então primeiramente..... Quem não aceita Yuri, mude de capítulo assim que for mudado para narrador. Se sim.... Espero que goste de meu primeiro (e provavelmente último, por que sou mais de yaoi) Orange kkk

Boa leitura! E desculpa pela demora!

Capítulo 4 - Ah projeto


Saímos da caverna, admito que me bateu uma inveja de Fern, ele tinha poderes, eu não, ele salvou a gente da caverna, e eu não. Mas o importante era que estávamos livres da caverna, o dragão havia fugido, não sei para onde, mas a maga disse que ele não era o dragão do mal que procurávamos.

Estávamos agora indo em direção a casa.

-tchau maga- me despedi depois de Fern.

-Finn espera- ela me chamou. -sera que podemos conversar?-

-am.... Claro- Fern já foi andando em direção a casa, com uma expressão triste no rosto, eu entendi o que ele estava sentindo, foi assim que eu me senti com canelinha. Mas eu não tinha culpa, eu já a recusei, eu não queria mais nada com ela.

-Finn eu sei que o que eu fiz foi errado e eu...- a iterrompi.

-olha maga eu te acho uma garota super bacana mas se for para fala sobre hoje na caverna espero que poupe suas palavras- suspirei.

-não Finn...- ela suspirou -eu já entendi, no início não me toquei mas depois que fiz aquilo eu percebi, você já está em outra- ela tirou do bolso a vela, a vela da Princesa.

Fiquei sem reação, apenas peguei rápido a vela que ela me jogou e a coloquei na mochila -só quero que você veja uma coisa- 

-o que?- disse com certo receio.

-siga-me - começamos a andar calados e com pressa, pressa para ver algo, e esse algo eu suspeitava, mas desconhecia.

Já estava quase no fim da tarde, andamos por uns 10 minutos até que paramos no término da floresta. -chegamos- falou a maga.

-certo...- tirei o olhar voltado dela e olhei a frente da floresta, uma planície que me chocou, eu não esperava isso, uma parte era uma construção, enorme mas recente iniciada, um castelo provavelmente, vários trabalhadores andando de um lado pro outro, os mesmos que vimos na vila indo além da floresta com pressa, até que me deparei com três figuras, três seres do fogo,  mas um eu sabia quem era, sabia como era, sabia o som de sua voz, era ela, era Flame. 

Meu coração por mais meloso que isso possa ser, saltou de alegria, ela então não tinha me deixado, ela estava fazendo um reino! Mas não me falou sobre isso, por que teve que sair tão de repente, e dizer tão poucas palavras para eu não vê-la em muitos dias? Foi então que reparei nas duas figuras de fogo nos lados dela, eu estava longe, mas pude ver o suficiente.... Dois homens e um perto de mais. Aqueles seres me doiam. 

-viu Finn?-

-eu vi- despertei -mas não significa que eu não goste mais dela... Só vou me afastar- me virei e não falei mais nada com a maga e fui para casa, aquela cena, ela obviamente gostava mais do ser de fogo lá do que o humano de "água" fui direto pra casa, fingi normalidade na frente do Jake, ele diria que eu vi coisa errada, mas acho que não, ela não se afastaria de mim só por causa do reino, ela deve ter conhecido esse rapaz antes ou depois de se despedir, eu não sei...
Somente me deitei como já estava escurecendo e durmi. 

Narrador pov~

Início da manhã, Jujuba acorda com um fio de saliva pela boca se destampa, levanta da cama e faz sua higiene pessoal, já despertada e de banho tomado. Vestiu um vestido mais solto pouco acima dos joelhos e uma jaqueta, ambos rosa e acompanhados por uma sapatilha, estava distraída até que se depara com algo terrivelmente assustador, seu projeto sumiu...

-cadê... Cadê!!!- revira os tubos de ensaio com resíduos dentro enfurecida, e então se depara com um bilhete no seu criado mudo.

Bilhete on~

Oi jubs, agora você deve estar desesperada pela sua máquina de sei lá o que, mas enfim, eu peguei ela, está na minha casa e bla bla bla, enfim, venha me ver! 

Bilhete off~

-Marceline!!- gritou enfurecida.

-P-Princesa- mordomo menta apareceu em uma brecha da porta

-sim menta?- suspirou e se acalmou.

-o café está pronto e o reino do cubo enviou o que pediu- 

-ah obrigada menta eu já vou- passou a mão pelo cabelo.

-oh- olhou o projeto faltando em sua mesa -devo devolver a peça?- 

-é isso que verei, só vou tomar café e partirei, prepare manhã.-

-sim princesa- e saiu da porta deixando a Princesa sozinha com seus problemas, ela desceu em seguida e tomou o café rápido, mas diversificado por ser uma princesa, pegou suas coisas e foi ao terceiro andar onde havia um espaço aberto, lá manhã esperava ao lado de menta. Subiu em manhã e se preparou para partir.

-tome cuidado princesa- menta 

-sim menta, tomarei- disse indiferente pensando em por que ela ainda continuava a encomodar, suas posições não eram mais do que ficantes, um beijo ou outro para desestressar somente. Não era mais a coisa séria do passado

Princesa deu o comando pra manhã e saiu pelos ares com seus cabelos chicletes e pele rosada sendo destacados pela luz da manhã. Ia adentrando em meio ao vale, e assim logo avistou a caverna de Marceline, o vento leve e a escuridão a deu um leve arrepio, desceu de manhã e o mandou ficar.

Desviava da terra lamassenta e de pedras escorregadias que havia até na casa, subiu o degraus, que rangiam, e logo ouviu um barulho de animal forte, Grunidos, e quando se virou para identificar o barulho, avistou manhã voando desengonçado e assustado, "ótimo" pensou. Bateu na porta três vezes.

-Marceline!- bateu de novo, e sem resposta.

Decidiu ver se a porta estava aberta, girou a maçaneta e para sua surpresa estava. Abriu dando brecha a mais escuridão, se é que é possível, com as luzes da sala apagadas. Deu um passo adentro.

-Marceline?!- acendeu a luz a chamando. E assim que acendeu é surpreendida com uma figura de cara horrenda com língua bifurcada, presas a mostra e fazendo um shiado de cobra.

-ah... Não vai conseguir me assustar Marcy- falou com calma, no momento que era para ter levado um susto

-bleh! Oi Bonnie- as duas foram ao centro da sala e Marceline fechou a porta.

-certo o que você quer Marcy?- começou com voz firme.

-quero o que? Você veio até minha casa!- sorriu com deboche

-Marceline, o que você quer em troca?- falou pausadamente.

-troca? Pelo o que?- deu um passo a frente dela.

-ah Marceline não se finja de boba!- deu um passo para trás.

-esta por acaso falando daquele trambolho no seu quarto?-

-o que mais seria?!- já estava perdendo a paciência.

-ah eu não vou devolver- deu uma risada

-como assim não vai?! E o bilhete que você deixou???!- 

-ha ha, eu não disse em nenhum momento que eu iria te devolver- agarrou a cintura da princesa -só falei para vir me ver- a puxou para perto da sua.

-M-Marceline- tentou se afastar, mas a morena a segurou firme pela cintura.

-Bonnie, por que não ficamos juntas?- falou ja chegando perto do rosto da rosada.

-Marceline eu já disse, eu não consigo dividir a mim para você e meu rein..- foi interrompida por um beijo intenso, Marceline a encostou suavemente na parede da casa, sentiram aquela explosão de saudades de uma cena como aquela. Jujuba correspondeu mas logo voltou a si..

-M-Marcy não- tentou se soltar dos braços dela, até que conseguiu soltar uma de suas mãos, mas foi pega pela morena e também encostada na parede com os dedos entrelaçados, a maior colocou o joelho entre as pernas da rosada impedindo passagem e a atacou novamente, com beijos intensos a incapacitando de fugir ou negar.

As duas pararam, principalmente Jujuba para pegar fôlego novamente, ela estava corada e possívelmente excitada.

-Bonnie...- disse ofegante. Jujuba já não sabia mais o que, para ela, era certo

-shhhi- colocou o indicador na boca da morena, e em seguida a boca recebeu novamente ataques de beijos da rosada. 

Marceline não pôde mais esperar e esquentou as coisas jogando a princesa em seu sofá vermelho duro, que apesar de desconfortável, era ótimo para o que as duas queriam.

Jujuba ficou com as pernas apoiadas no braço do sofá e Marceline se posicionou em cima dela, começou a distribuir beijos, indo da boca, para sua orelha, causando pequenos gemidos da princesa, em seguida tirando a jaqueta da rosada para atacar seu pescoço doce. Jujuba em meio de tantas emoções aproveitou e contornou as costas de Marceline com sua mão em direção a barra da calça que a mesma usava, até que, perdida em seu tato, sentindo o corpo de Marceline sobre o seu, se deparou com seu vestido subindo para ser retirado, Jujuba rapidamente fez o que preciso para retirá-lo e como o esperado, roupas íntimas rosa pink.

-não posso mais esperar Bonnie- disse já corada, observando o corpo esbelto da rosada. Jujuba assentiu com expressão de prazer em seu rosto. Marceline a pegou no colo, e Jujuba cruzou as pernas na cintura da morena, e Marceline levou entre beijos para seu quarto no segundo andar.

A deitou lentamente na cama e novamente se posicionou sobre, tirou sua blusa cinza e abriu o zíper de sua calça jeans e rapidamente tirou a jogando para um canto do quarto, ficando também só de roupas íntimas, os beijos continuaram intensos agora uma explorando cada canto da boca da outra, querendo sempre mais, quando se deparou Jujuba estava sem seu sutiã e com as mãos presas por uma das mãos de Marceline, a mesma passou o indicador pelo queixo da rosada e foi descendo passando entre os seios e parando na calcinha.

Marceline abocanhou um dos seios em quanto no outro brincava com sua mão livre

-ahh! M-Marceline- gemia e se contorcia de prazer, ela também queria trocá-la, Marceline ao ver a rosada pedindo por mais e gemendo moderadamente, resolveu tentá-la. Removeu a calcinha de Jujuba com uma mão, abriu as pernas da mesma e fez círculos contornando sua entrada e outrora mexendo nos lábios.

-M-Marceline.... Hmmm!.. ah! Quero t-te tocar- falava em meio a gemidos, então ela soltou e a rosada também partiu para o ataque e removeu o sutiã da morena a deixando só de calcinha. Começou a massagear os seios de Marceline, em quanto a outra ainda pedia por mais.

Marceline sentiu um líquido já ir até a entrada, onde ainda estava a tentando. Decidiu que aquela seria a hora, introduziu o dedo rápido e fundo, gerando um gemido alto, começando com movimentos leves Jujuba puxou Marceline para um beijo intenso e sendo várias vezes interrompido por estocadas que a fazia gemer, Marceline gemia baixo, com os toques que agora também estavam sendo feitos em sua parte íntima.

-M-Marcy e-eu vou....- os gemidos aumentaram com a velocidade acelerada e direta em seu clitóris.

-É hmm a-acho que.. ahn.. eu também..- as duas aceleraram ainda mais a velocidade em que os corpos se tocavam e as estocadas certeiras, e logo soltaram um gemido, gozaram juntas e Marceline deitou-se ao lado da Jujuba na cama e se cobriram com um lençol fino.

-ah... Precisamos fazer isso mais vezes- disse Marceline ofegante.

-concordo- respirava acelerada, e deram um último beijo antes de cochilarem juntas.

Algum tempo depois...

As duas acordaram e tomaram banho separadamente, Jujuba se vestiu com a mesma roupa e Marceline colocou somente uma camisa longa azul acinzentado, subiu em manhã, e ela partiu para o reino doce, esquecendo completamente sobre o projeto, que era, o motivo principal de ter ido visitá la...


Notas Finais


Bem.... Foi isso >\\\\\< espero que tenham gostado, não vou focar muito em Bubline, mas espero que tenha agradado alguns leitores ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...