História Flames In Heart. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Mamamoo, Monsta X, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Dahyun, I'M, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Joo Heon, Joy, Ki Hyun, Mark, Min Hyuk, Momo, Moonbyul, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Show Nu, Solar, Suga, Tzuyu, V, Wendy, Won Ho, Yeri, Youngjae, Yugyeom
Tags Jackson Uke, Mark Bottom, Markson, Showhyuk
Visualizações 28
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, não era pra ser eu a postar, mas relevemos, q
Boa leitura, views em dramarama!

Capítulo 3 - Terceiro.


— Então quer dizer que o Mark ficou, praticamente babando em cima do funcionário? — Jinyoung lançou um olhar zombeteiro ao irmão, rindo escandalosamente ao que JaeBum consentia, também rindo.

Mark que até então, tinha os olhos voltados para o celular, encarou os dois garotos sentados a sua frente. Revirou os olhos, voltando a olhar a tela. Estava aguentando toda aquela zoação por parte do Park desde que este saiu do avião e JaeBum o contara o que havia ocorrido consigo na empresa. Achava injusto o fato dos dois garotos não acreditarem que ele estava apenas sendo gentil. Também, quem acreditaria quando ele fazia jus as diversas exclamações sobre ele ser mal educado? 

— Isso não me impressiona. — JB exclamou atraindo a atenção de ambos. — Jackson é constantemente cantado naquela empresa. Tanto por mulheres, quanto por homens. Tanto por funcionários, quanto por clientes e acionistas. 

— Então, ele deve ser realmente bonito. — Jinyoung exclamou ao que olhava os garotos, bebericando do seu suco de morango.

— Ele é fofo, extrovertido, completamente educado, bonito e um dos nossos melhores funcionários. Não é atoa que atraí tanta atenção. — JaeBum fez uma pausa enquanto ria. Olhando rapidamente para Mark que mantinha a mesma cara de paisagem. — Não me surpreendo por ele ter chamado sua atenção.

— Eu quero conhecê-lo. Para chamar a atenção do Markinhos, tem que ter realmente alguém cativante. — O moreno se levantou da cadeira, sorrindo animadamente. — Vamos? 

JaeBum consentiu, ignorando os protestos do mais velho entre os três, sobre não querer ir e o arrastar de lá. Mark parecia uma criança com a expressão emburrada e os braços cruzados. Estava se sentindo incomodado com a curiosidade do irmão em relação a Jackson. Da mesma forma que se sentiu incomodado quando o amigo o dissera que o Wang era constantemente cantado na empresa. Não compreendia o motivo do seu incômodo, mas sentia uma pitada dr raiva ao saber que outras pessoas o desejavam. Parecia errado aquilo tudo, mas ele não estava se importando muito.

Ao saírem do carro, seguiram pelo extenso corredor que os levaria para dentro da empresa. A maioria dos funcionários pararam para olhá-los. Encantados com tamanha beleza daquele trio. Mark mantinha-se no meio, Jinyoung ao seu lado esquerdo e JB ao seu lado direito. Exalavam superioridade, mesmo que aquela não fosse a intenção dos mesmos. Ao chegar no andar que JaeBum citou que Jackson trabalhava, o Park rodou os olhos pelo lugar, tentando encontrar alguém que chamasse sua atenção. Porém, o máximo que a atraiu foi um garoto que chorava no canto com um outro ajoelhado a sua frente, o olhando preocupado. 

— Quem de vocês é Jackson Wang? — Mark rolou os olhos para todo o alarde que o Jinyoung estava fazendo, ao que sua atenção era voltada ao garoto ajoelhado no chão, que parecia consolar o outro.

Seus olhos se perderam nos do Wang por longos segundos, para logo depois se perder em seu corpo. A calça fodidamente apertada que marcavam suas coxas fartas, o olhar inocente com uma pitada de sedução e a boca convidativa que o deixava a desejar. Viu quando o mesmo se levantou, limpando as mãos no moletom que por mais infantil que fosse, combinavam perfeitamente com ele. O olhar do Park foi atraído para o garoto. O analisou de cima a baixo, sorrindo de forma maliciosa nos primeiros segundos. Mudou sua expressão quando os olhos assustados e tímido do garoto encararam os seus. Teve vontade de colocá-lo em um pote ou simplesmente abraça-lo para que este ficasse protegido do mundo. Então aquele era Jackson Wang? 

— Eu s-sou. — Ouviu o dizer. A voz soando incrivelmente baixa e tímida ao que corava. Completamente adorável aos olhos do moreno.

— Mas, ele é muito fofo Mark! — Por mais que tentasse, o Park não conseguiu disfarçar a repreensão na voz ao falar com o irmão.

Sabia o quão Mark era desapegado a relacionamentos. Sabia o quão ele gostava de brincar com os corações das pessoas, sabia o quão ele as iludia para depois simplesmente as destruí-lás com palavras ou atitudes. Não podia permitir que aquilo acontecesse com o.baixinho a sua frente. Não porque havia se "interessado" no garoto, mas sim porque algo no olhar do mesmo mostrava que ele já estava magoado demais.

— Isso não é da sua conta Jinyoung! — O Tuan exclamou irritado ao cruzava os braços, ganhando a total atenção de Jackson, que até então não havia notado ele e JaeBum parados ali.

O chinês estremeceu com a intensidade no olhar do mais velho. Não pôde evitar o olhar de percorrer o corpo do mesmo, ele estava estranhamente sexy naquela calça jeans apertada e naquela blusa social de mangas abertas nos primeiros botões. Sentiu o rosto esquentar quando o outro devolveu seu olhar, lançando-o um sorriso de canto que o deixou momentaneamente desconcertado. 

 — Jackson? — O Wang saiu de seus devaneios ao olhar para o amigo, Jimin, que antes, chorava em seu ombro. Se sentiu mal por ter esquecido do amigo.

— Desculpe Minnie. — Sorriu fraco ao que limpava algumas lágrimas teimosas que ainda rolavam pela face do outro. — Você já vai? 

— Vou, você vem agora? — Jackson olhou para o relógio pendurado na parede, soltando um suspiro baixo ao que negava com a cabeça. Ainda tinha alguns relatórios para terminar.

— Eu vou sair mais tarde hoje. Tem chocolates no meu armário e bastante filme de melodrama na caixa dos DVDs.

Jimin riu ao que se despedia do amigo com um abraço apertado, antes de pegar suas coisas e sair. Havia poucas pessoas na empresa já que já estava dando o horário de alguns funcionários. Mas, não era surpresa para muitos que o chinês ficasse depois do expediente para terminar seu trabalho, já que sempre se enrolava ajudando as pessoas e deixando os seus por último.

— Você precisam de ajuda com algo? — Voltou a questionar, olhando para os três homens parados mais a frente. Tirando JaeBum, os outros dois ainda o encaravam.

— Não, não. Faça seu trabalho antes que fique tarde demais. — O moreno sorriu animadamente, fazendo com que o outro tentasse retribuir a altura. — Aliás, sou Park Jinyoung. Trabalharei com vocês agora.

— Como é?

— 'A é', esqueci de avisar. — JB riu ao que ouvia a fala incrédula do amigo. 

— Conversamos depois. — Mark disse simplesmente antes de caminhar a passos rápidos ao Wang, que ainda estava parado no mesmo lugar. 

Notou quando o mesmo engoliu a seco ao que o encarava. O Tuan sorriu d novamente de forma estranha antes de se aproximar do pescoço do mais baixo, roçando o nariz naquela área sensível. Riu ao notar os pelos arrepiados do outro e se afastou minimamente, o olhando nos olhos. Notando-o perdido.

— Você cheira bem. — O mais alto riu ao que olhava o outro, que ainda parecia meio aéreo. Efeito Mark. Pensava ele. — Vá para casa e descanse.  Amanhã você termina o trabalho. 

Jackson consentiu em modo lento ao que se afastava e caminhava na direção da sua mesa, para arrumar suas coisas. Tentava entender o que havia acontecido, ainda.

(…)

— Vá a merda Hoseok! Não quero ouvir suas desculpas. Enfie-as no c...

— Tchau Jung! — Jimin tomou o celular da mão do amigo antes que este dissesse algo feio, encerrando a chamada. Sorriu fraco para ele que parecia abatido pela ligação do mesmo e o abraçou, o arrastando até o sofá.

— Você deveria dar uma chance para o chefe sabe, ele parecia interessado em você. — Namjoon que até então havia se mantido quieto se pôs a falar,atraindo a atenção dos garotos que estava voltada a série na TV.

— Não fale besteiras Kim! — Jackson o repreendeu ao que cruzava os braços, tentando esquecer a ligação de segundos atrás e as reações que seu chefe causava em si.

— Eu penso como o Namjoon. — Jimin declarou. O Kim riu.

— Pela primeira vez concordamos em algo. 

— Realmente. — Ambos riram enquanto o Wang se perdia novamente  em pensamentos.

Como era possível se sentir daquela forma por alguém que se quer conhecia? Por que se sentia daquela forma? Seus pensamentos trabalhavam a mil por hora, em conjunto. Eram tantas perguntas que surgiam na cabeça do chinês. Por que seu corpo respondia positivamente aos toques do seu chefe? Por que ele o olhava daquela forma? Por que se sentia nervoso perto dele? Por que o desejava? Eram tantos porquês que já estavam o deixando com dor de cabeça. Abraçando o pote de sorvete ao seu lado, ele tentou ignorar o mundo a sua volta. Desde de a ligação de seu ex, até o seu novo chefe gostosão. Como Jimin havia o apelidado. Riu. O apelido fazia jus a pessoa, afinal.



Notas Finais


Desculpem o capitulo bosta.
É isso aí. Até o próximo.

Xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...