História Flesh - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sherlock
Personagens Personagens Originais
Tags John, Johnlock, Romance, Sher
Visualizações 64
Palavras 620
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu falei que ia tentar postar antes, e felizmente eu consegui, então espero que gostem <3

Capítulo 7 - Capítulo 6. Domingo


Me empurre contra a parede

Force até que eu implore, me dê mais um pouco

Me faça sangrar, gosto em carne viva

Gosto em carne viva, viva, viva

Me aperte todo o corpo, crave o dente em minha carne

 

John levantou cedo para um domingo que não tinha nada marcado, algo nele estava errado e não era somente a saudade que estava sentindo de um certo moreno era também talvez o fato de que ele estava ficando doente; a Senhoria Hudson que já tinha marcado de sair com a pequena Rosemund chegou não muito tempo depois com um carro que o loiro nem sabia que existia mas quando ela desceu do carro acompanhada do moreno que não parecia que iria sair com elas o que fez com que ele sorrisse secretamente.
- Doente Doutor Watson? -Sherlock perguntou entrando na casa e indo até a cozinha onde começou a fazer o que parecia ser chá, depois que a Senhora Hudson levou a pequena Watson.
- Como você sabe? -o loiro perguntou se sentando no balcão e observando o moreno.
- Sempre que você está ansioso por conta de algo que geralmente não tem haver com você, você faz exercícios e como está com o bebê não pode ir para academia fez em casa, estamos no inverno o que indica que você poderia estar doente. -Sherlock falou como se fosse óbvio para ele, o que era realmente.
- E o que você está fazendo aqui? -John perguntou aceitando a xícara de chá e como se fosse involuntário afastou um pouco as pernas, permitindo que o Detetive se encaixasse ali e ele pudesse sentir em paz novamente.

- Estou aqui pra cuidar de você. -o moreno respondeu se aproximando mais e deixando os lábios próximos de maneira sutil mas sem realmente encostá los, o que fez com que o Watson percebesse que nunca tinha sentido aqueles lábios que tanto sentia o desejo de provar.

 

[...]

 

Sherlock estava certo, naquela noite John ficou tão ruim nem ao menos se deu ao trabalho de querer sair da cama para tentar viver a vida, ele estava realmente bem doente o que fez com que o moreno ficasse na casa mesmo depois da Senhora Hudson deixar a Rosemund ali.

O Detetive consultor que não tinha muito contato com a pequena Watson, naquele momento se viu fazendo bem mais do que achou que conseguia, ele cuidou da pequena e a colocou para dormir depois de alimentar ela e foi escutando ele conversar com a sua filha que soube que viver com eles era estar no seu paraíso particular.
Quando Sherlock voltou pro quarto que o John dividia com a Mary não ficou surpreso em ver que o mesmo ainda estava deitado mesmo que parecesse melhor; ele parecia não muito interessado realmente no teto que tanto olhava, ficar encarando o nada era só a sua forma de tentar evitar uma conversa que com toda certeza iria levar ele ainda mais para o fundo do poço.
- Você já deveria estar dormindo Doutor Watson. -o moreno falou tirando seus sapatos e deitando ao lado do loiro, em cima das cobertas assim evitando um contato maior entre os corpos.
- Rosemund parece gostar de você, e até mesmo você que parece não gostar de ninguém parece que gosta da minha filha. -John falou baixo colocando um dos braços para fora da coberta, deixando perto o bastante para que o moreno pudesse agarrar sua mão.
- Você já resolveu a questão John, ela é sua filha, por esse motivo gosto dela. -a resposta sincera do Sherlock junto com as mãos entrelaçadas era mais do que o suficiente para fazer o loiro ter uma boa noite de sono.
Ainda era Domingo, sétimo dia.
 


Notas Finais


Outras fanfics também sobre Johnlock, que talvez vocês gostem, até o próximo capítulo e que vocês continuem gostando <3
Amor Efemero: https://spiritfanfics.com/historia/amor-efemero-8610428
I Wanna be Yours: https://spiritfanfics.com/historia/i-wanna-be-yours-7484294
Dancing On My Own: https://spiritfanfics.com/historia/dancing-on-my-own-6205010


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...