História Flores de Inverno - Imagine V - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Apocalipse, Armagedom, Bts, Exo, Fanfic, Fanfic Bts, Fim Do Mundo, Got, Horror, Imagine, Imagine V, Kim Taehyung, Namjin, Romance, Suga, Terror
Visualizações 5
Palavras 2.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas tudo bem? ^.^
Novo capítulo, espero que gostem.

Capítulo 2 - Mortes e White Walker


Fanfic / Fanfiction Flores de Inverno - Imagine V - Capítulo 2 - Mortes e White Walker

Os gritos apavorados de Taehyung me deixavam acordada, mas sabia que uma hora meu corpo iria ceder. Tento manter os olhos abertos e logo percebi que iria desmaiar quando começo a ver pontinhos pretos. Viro a cabeça em direção ao mais velho que dirigia e sorrio de canto usando minhas últimas forças para segurar em sua mão.

-Eu te amo TaeTae. – Digo antes de cair em uma profunda escuridão onde não podia se escutar nenhum som ou dizer alguma palavra.

 

ANTES DE TUDO

 

Hoseok estava correndo atrás do Jimin enquanto o mesmo ria com o celular do outro em suas mãos. Sorrio olhando para a dupla e sento ao lado de V no sofá que jogava junto com Jungkook. Pego um pouco de pipoca e como voltando em seguida minha atenção para a tela do meu celular. Estava assistindo The Walking Dead, uma das minhas séries preferidas. Minha atenção é tirada da cena onde Carl leva um tiro no olho, suspiro irritada e pauso olhando para Jin que me chamava.

-Nem adianta me olhar assim mocinha. Venha comer antes que a comida esfrie. –Diz apertando minha bochecha com força. Sorrio e beijo sua mão.

-Está bem Omma. – Rio da cara que o mais velho faz e caminho até a cozinha. Sento na mesa e pego um pouco do macarrão que estava no recipiente, levo um pouco à boca e fecho os olhos apreciando o sabor. –Parabéns Oppa! Está ótimo.

-Obrigada (S/N)! – Jin sorrir e se senta do meu lado. Mas, Taehyung o expulsa e se senta no lugar do mais velho me olhando enciumado. Começo a rir e pego um pouco da comida levando até sua boca.

-Meu bebê ciumento.

 

DIAS ATUAIS

 

Acordo com o barulho de tiros. Levanto assustada e sinto uma pontada de dor onde estava meu ferimento. Olho para o local e vejo que alguém havia feito um curativo. Suspiro e volto minha atenção para onde estava. Era uma sala de alguma casa, estava meio bagunçada com papéis no chão e armas por todos os lados. Não conhecia aquele lugar e logo o desaparecimento de V começa a me deixar nervosa.

-V? Cadê você? –Pergunto com medo e tentando levantar. Assim que consigo fazer o ato ando até a porta e por sorte estava aberta. Corro usando minhas últimas energias até que sinto braços fortes me agarrarem por trás e me impedirem de fugir.

-Me solta! Socorro! Alguém me ajuda. –Grito desesperada tentando me soltar do desconhecido até que escuto sua voz pedindo para me acalmar. Lágrimas começam a cair pelo meu rosto quando reconheço a pessoa que me “agarrava”. Seus braços me soltam aos poucos e meu corpo vira automaticamente para ele. Sorrio com tamanha felicidade ao olhar para seu rosto novamente.

-MinSeok? Não acredito. – O abraço com força e não demora muito para eu ser correspondida. Xiumin beija o topo de minha cabeça e me afasta depois de um bom tempo abraçados.

-Fico feliz que esteja bem (S/N). –Diz enquanto observava meu rosto. Meu coração se enche de alegria assim que percebe que pelo menos um de meus amigos estava bem. Sinto suas mãos limpando as lágrimas de meu rosto e faço o mesmo ao perceber que ele também chorava. – Depois daquela briga eu não tive a oportunidade de me desculpar com você e peço perdão por isso MinMin. –Um sorriso se forma em meus lábios ressecados quando escuto meu apelido dado por ele.

-Não se preocupe com isso Mandoo, aquilo é passado. Agora se você não se importa eu gostaria de saber onde é que está meu namorado. – Digo me afastando e arrumando o casaco que me cobria.

-Eu te levo até ele. –Sua mão segura a minha e logo começamos a caminhar pela casa que algum tempo depois descobri que na verdade era um apartamento. O grupo havia ocupado o prédio inteiro, pelo menos do quinto andar para cima pelo que Xiumin me contou. Entramos em algum tipo de refeitório, olho envolta e vejo o amor da minha vida com uma cara abatida e todo sujo de terra. Sorrio ao perceber que ele estava bem e corro até ele o surpreendendo, mas logo seus braços me envolvem em um abraço forte e apertado.

-Eu pensei que iria te perder. – Sua voz estava fraca e pude notar um tom de choro na mesma. Ergo o olhar e seguro em seu rosto com carinho.

-Você nunca vai me perder BabyBear. –Digo falando seu antigo apelido no final fazendo meu herói sorrir novamente. Sinto a presença de Mandoo ao meu lado e me viro para o falso maknae. 

-Desculpe atrapalhar o casal de dorama, mas a (S/N) tem que descansar. – Sorrio brincalhona e abraço Taehyung com força. Assim que nos separamos escuto Xiumin praguejar o que faz-me rir do mais velho.

Sou levada de volta para a sala onde estava. Deito na cama e V se senta ao meu lado. Fecho os olhos enquanto sua mão acariciava minha cabeça. Aos poucos o sono vai me levando e não demora muito para eu dormir.

 

POV D.O

 

Observo o fogo queimar a lenha aos poucos enquanto a música calma que tocava no fundo acalmava meus nervos. Suspiro cansado e deito na cama. Fecho os olhos e minha mente volta a pensar nele.

-Onde você está? -Pergunto para mim mesmo enquanto imagens da última vez que nos vimos volta a minha cabeça. Tento afastar aquelas memórias, pois precisava dormir. Viro de lado e me cubro até a cabeça com o enorme cobertor. Mas, antes que pegasse no sono escuto o barulho da porta se abrir e Xiumin deitar do meu lado. Não digo nada, apenas deixo o sono me levar.

 

POV (S/N)

 

Acordo no meio da noite com V entrando na sala. Sorrio para ele e o mesmo retribui.  Sento na cama e chamo o mais velho com a mão.

-Acordei você não foi? -Pergunto fazendo carinho em minhas costas.

-Sim! Mas, foi bom ter acordado. Eu quero ficar um pouquinho com você. -Digo olhando para cima vendo um sorriso se formar nos lábios de Tae. Ele se senta do meu lado e me abraça.

-Como você está se sentindo? -Sua mão pega na minha e faz movimentos circulares. 

-Muito bem fisicamente, mas emocionalmente? Não muito bem. -Suspiro e seguro com mais força em sua mão. - Toda vez eu me pego pensando no futuro. Se poderemos construir uma família, viver felizes, bem longe dos Vagantes.- Termino de falar e sinto os braços de Tae me envolverem em um abraço forte.

-Eu sei que é difícil, mas prometo que farei o possível para que tenhamos vários pequenos correndo a nossa volta.

Deito novamente e V faz o mesmo. Fecho os olhos e suspiro. Começava a chover forte e eu agradecia por isso. A chuva sempre foi meu porto seguro.

Na manhã seguinte acabei encontrando D.O, amigo meu e do Tae. Suga sempre falava sobre ele. Lembrar do mais velho me fez querer chorar, mas consegui evitar. Volto a observar as gotas de água que caiam no vidro da janela quando escuto o barulho da porta sendo aberta.  

-Está pronta? -TaeTae pergunta me olhando enquanto segurava com uma de suas mãos uma mochila preta e na outra uma pistola.

-Não, mas eu tenho escolha? - Pego minha mochila e a besta. Beijo a bochecha de Taehyung e saio da sala.

O prédio já não era mais seguro. Há algumas horas alguns zumbis de gelo começaram a entrar no lugar e se continuasse assim não iria demorar muito para um White Walker aparecer. O líder do grupo era um rapaz chamado Park Hyung-Sik e devo admitir que ele era bem bonitinho. Foi ele que descobriu os invasores e como eram muitos não seria possível aniquilar o grupo de mortos. Iríamos para um laboratório em Busan. Xiumin havia descoberto o lugar através de uma comunicação por rádio. De acordo com ele a mensagem dizia que estavam à procura de um vírus que matasse os Vagantes brancos. Mas, nesse mesmo lugar também se encontravam sobreviventes e eu tinha uma leve esperança de encontrar algum dos meus amigos.

 

UM MÊS E DUAS SAMANAS ANTES 

 

O PRIMEIRO DIA

 

POV TAEHYUNG

 

Era sábado e eu não teria que treinar hoje, então resolvi visitar o Jungkook que estava doente. (S/N) estava na casa de uma amiga, ou seja, ficaria o dia inteiro sozinho. Estaciono o carro na garagem e saio do automóvel. Ando até a porta de entrada e entro na casa sem avisar. Mas, antes de procurar por Jungkook caminho até a cozinha e roubo um pedaço do bolo de morango com chocolate. Depois de comer subo as escadas e entro no quarto do mais novo. Encontro Kookie jogando WOW na cama.

-Pelo que vejo você está bem melhor. -Comento ao vê-lo mais corado e disposto.

-Graças ao Jin Hyung. Ele comprou um remédio depois de ter me levando ao médico. -Diz sem tirar os olhos da tela do Notebook.

-Jin sempre sendo a Omma do… -Sou interrompido por Jhope que entra com tudo no quarto fazendo Jungkook quase derrubar o Notebook no chão.

-O que está acontecendo Hyung? -Pergunta Kookie um pouco assustado.

-Vocês não viram a TV hoje? -Pergunta nervoso e pelo tom de sua voz algo em mim dizia que não era boa coisa.

-Não. -Respondo olhando para ele.

-Pois vejam! -Ele anda até a TV e liga a mesma, colocando no canal em que passava o jornal.

"-Recebemos notícias do presidente que a enorme caixa encontrada na floresta acabou explodindo e segundo o general do exército boa parte da população morreu devido a um vírus desconhecido. As autoridades afirmaram que iram fechar as rodovias e aeroportos para impedir que a doença se espalhe." 

Hoseok pega o controle e muda de canal que passava imagens de pessoas mortas e alguns sendo avaliados por médicos. Quando leio o nome da cidade meu coração da um pulo e começo a soar.

-Essa é a cidade onde (S/N) está. - Digo antes de sair correndo para fora do quarto. Iria atrás da minha namorada, precisava saber se ela estava bem.

 

POV (S/N)

 

Abro a porta de entrada e sento no sofá. A viajem não iria acontecer pelo simples motivo que a Solar teve que ir na empresa correndo. Levanto e caminho até a cozinha beber um pouco de suco, mas antes que eu pudesse pegar o copo a porta é aberta com tudo e escuto Tae gritar meu nome. Corro até ele e quando o mesmo me vê abraça meu corpo como se fosse a última coisa iria fazer.

-Você está bem? -Pergunto preocupada.

-Eu que deveria perguntar isso para você. O que aconteceu? Você não devia estar viajando? -Taehyung solta uma pergunta atrás da outra me fazendo ficar um pouco perdida.

-A viajem vai ter que esperar. Solar teve que ir na empresa. -Explicou tudo olhando para ele.

-Fico feliz que não tenha ido. -Diz antes de me abraçar novamente.

 

 

DE VOLTA AOS DIAS ATUAIS

 

 Tae e Xiumin andavam na frente e D.O atrás para me proteger. O corredor do terceiro andar estava escuro e uma hora ou outra víamos um zumbi. Por sorte conseguimos sair sem sermos pegos. Entro no caminhão e sento em uma das cadeiras cadeira. Os homens e alguns mulheres foram em pé por cinco horas. Alguns acabavam sentando no chão. Pude perceber que no meu grupo não haviam crianças. Tae se senta perto dos meus pés e deita sua cabeça em meu colo. Começo a fazer carinho em sua cabeça e começo a cantar baixinho. O frio era um incômodo para Taehyung. Eu podia ver seus lábios roxos e sentir suas mãos geladas. Pego o casaco que ele havia me dado para não passar frio e coloco sobre seus ombros. Aproveito que o mais velho dormiu e esfrego minhas mãos colocando em seguida sobre as suas. A viagem inteira foi assim. O som de zumbis na estrada, pessoas com frio e eu aquecendo meu amor.

O caminhão para em algum lugar. Tento enxergar alguma coisa do lado de fora, mas ainda estava escuro e a neve só piorava minha tentativa de ver alguma coisa. HyungSik aparece atrás do caminhão e pede para cinco homens irem com ele. Olho para V que dormia e volto minha atenção para o líder. Park Hyung Sik me olha e suspira. Sabia que ele tinha entendido minha mensagem.

-Só dessa vez. -Sussurro e vejo que ele entende quando acena com a cabeça.

Os minutos foram passando e nada do líder e os cinco homens voltarem. Escuto um barulho do lado de fora do caminhão e como parecia que ninguém tinha percebido resolvi ver o que era. Deito a cabeça de Tae na minha mochila com cuidado para não o acordar. Passo por entre as pessoas e saio do caminhão. Escuto o barulho novamente, só que perto de uma árvore. Ando até o som com passos lentos, mas a coisa que estava escondida pareceu ter me escutado, pois de uma hora para outra tudo ficou em silêncio. O som do vento, a neve, tudo tão tranquilo. Sinto dedos gelados em meu ombro, viro devagar e me deparo com um White Walker. O resto ocorreu em câmera lenta. Escuto Tae gritar meu nome e um tiro. Meu corpo é empurrado para o chão e V entra na minha frente recebendo o golpe por mim. O Vagante enfia suas garras no peito de Taehyung, bem em seu coração. Meu herói cai no chão e seu corpo já mostrava marcas da infecção. Um grito de horror escapa por entre meus lábios ao presenciar aquela cena.

 " - Quando um humano é atingido no coração pode virar um zumbi ou um Vagante, mas se seu corpo não aguentar, ele morrerá." - As palavras daquele médico rondavam minha mente e a imagem de TaeTae caído sem vida no chão congelado faziam meu coração disparar e lágrimas frias correrem por meu rosto.

             

      "Seus olhos antes vivos e cheios de alegria agora são como o gelo! Frios e sem vida."

                                         Continua...


Notas Finais


Não esqueçam de comentar! : D
Digam se estão gostando ou não, pois assim eu poderei melhorar a história e concertar os erros.
Qualquer dúvida podem perguntar ; )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...