História Flowerfell - A nossa história - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Frisk, Luta, Romance, Sans, Sans X Frisk
Exibições 111
Palavras 1.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá! Eu sou a Livi4Lokon4Div4, mas podem me chamar de Autora-chan ou Cookie-chan! Eu estou reescrevendo está fanfic, espero que gostem!

Capítulo 1 - Prólogo - Por você o certo farei...


Fanfic / Fanfiction Flowerfell - A nossa história - Capítulo 1 - Prólogo - Por você o certo farei...

Há bastante tempo atrás, existia uma lenda, sobre uma tal guerra entre humanos e monstros. 

Os humanos queriam a paz, mas os monstros eram maus, não queriam isso, apenas guerrear, claro, existia aqueles monstros bons. Nessa mesma lenda, conta que os humanos conseguiram vencer a tal guerra, deixando os monstros presos no subsolo, presos por uma barreira, que só poderia ser quebrada pela magia dos humanos, que era bem mais poderosa que as dos monstros. Mas então, uma jovem garota apareceu, dizendo que ia acabar com os monstros.

 

P.O.V. Frisk/Chara

Eu andava com passos apressados até o castelo do rei, Asgore Dreemurr. Estava bem frio por estas partes e fiquei com um mau pressentimento mas estou pouco me ferrando, esses monstros são terríveis, então pretendo acabar com eles e sair deste lugar o quanto antes.

Caminhava lentamente e calma, entrei no castelo de boas, verifiquei se tinha alguém me perseguindo, mas não havia nada, liguei o "foda-se" e continuei meu caminho.

-Olá... Kiddo - Disse ele em tom de ameaçador.

-... - Fiquei quieta, vocês não tem noção do quanto que eu odeio esse comediante babaca.

-Está um belo dia lá fora os pássaros cantam, as flores desabrocham... Em dias como esses, crianças como você... Deviam queimar no inferno. - Falou Sans me encarando de modo ameaçador e eu fiquei com um pouco determinada. -Dê meia volta, seria um crime se eu tivesse que quebrar a promessa que eu fiz por você, então não passe dessa linha ou nunca verá uma má hora como a minha.

-Hahahahaha, você sabe que é apenas um bobo? Com seus ossos tente me matar de novo! - Chara riu loucamente, me forçando a falar - Vamos lá o frio já esta em ação!

-Venha suja assassina de irmão! - Aquele esqueleto me provocou, ficando com um olho amarelo bem forte e o outro bem negro - Você só vai quebrar as regras de novo!

-Vá em frente, tente me matar novamente! - Ela me obrigou a gritar - Você pode até me destroçar por completo, e, adivinha eu volto inteira e mais rápida que você nessa brincadeira!

-Vamos lá tente me acertar! Sei que MERCY aqui não devemos esperar - Atirou ossos em mim, porém desviei com facilidade, eu não quero fazer isso... Tenho que parar Chara.

-EU NÃO QUERO TE MATAR! - Eu gritei chorando, aquele demônio percebeu a situação e tentou atacar ele sozinha e eu não deixei, fiz Chara ficar imóvel e então comecei a falar:

-Não percebi onde fui parar, um erro cometi e não posso mais nem voltar... O que eu posso fazer? E no final é só eu e você, nunca quis jogar pelas regras, com a faca em mão fazendo papel de tola, lá vamos nós pode me julgar! 

-É muito tarde para desculpas - Ele falou friamente e lançou um osso em mim, eu desviei.

-Vá em frente me mate já que pode, minha determinação não é para sempre! - Gritei e Sans me matou com um Gaster, depois voltei inteira.

-Nem estou zangada de estar morrendo... - Eu falei e ele começou a lançar ossos em mim, cai no chão e meu sangue começou a escorrer - Mas nem sei o porque estou tentando - Ele jogou um osso em minha cabeça, voltei inteira novamente.

-Não é o que eu quero, mas é o que eu pedi - Eu falei, ele fez o giro dos Gaster e eu desviei - Curiosidade matou os outros, resetando nosso ''final feliz'', nem ligando pros avisos! - Disse, Sans começou a chorar - Seus ataques ficaram mais lentos? - me perguntei, em pensamento, nisso acabei me enchendo de determinação - Toda vez que me mata espero morrer outra vez! - Falei e meu coração ficou azul, perdi 10% de vida. 

- Se eu te acertasse uma vez já acaba, mas as consequências me perceguem - Ele jogou mais ossos - Você ACONSELHOU, eu MATEI TODOS, mas por você o CERTO farei - Eu disse e larguei minha faca.

Sorri para Sans, que sorriu de volta, eu já sabia que ele iria me matar então pelo menos eu queria ver um sorriso no rosto dele antes de morrer eternamente, e então eu o poupei. Um minuto depois ele jogou ossos em meus braços, pernas e na minha barriga; logo os ossos sumiram. Meu sangue formou um coração e eu olhei minha mão e então disse: 

-Eu sou feita de L.O.V.E., mas por você desistirei. - depois de dizer isso, eu me lembrei da Toriel, como ela foi boa comigo e então eu a matei ( comecei a chorar pelo que fiz ), também lembrei de Papyrus o irmão do Sans e chorei um pouco mais, logo eu morri e voltei, Chara estava indo na frente ela iria apertar o continuar, mas então eu impedi, pulando em cima dela e correndo para apertar o botão de resetar. Por sorte eu consegui aperta-lo antes de Chara me alcançar.

Tudo ficou branco, fazendo eu fechar meus olhos por pouco tempo. Lembrei de uma coisa que aconteceu antes de eu vir para cá.

FlashBack On

-Nha! Espere pessoal! - Eu corria atrás de uma garota e mais dois garotos. Os dois eram gêmeos, loiros e de olhos azuis, e a garota era uma morena de olhos esmeralda.

-Corram está com a Frisk! - Gritou um dos loiros.

-Hahaha, você não me pega Frisk! - A garota falou, enquanto corria com os gêmeos.

-L...! Você sabe que eu não corro rápido! - Resmunguei com a morena, mas eu não consegui ouvir seu nome. Nós subíamos um morro, sem preocupações.

Chegamos bem no alto dele, era lá onde os monstros ficavam, eu não entendi muito bem o porque de irmos lá, mas então os três me falaram:

-Bem, Frisk... Você quer ser nossa amiga certo? - Indagou um dos gêmeos.

-Sim! Adoraria! - Respondi sorridente.

-Então, para ser nossa amiga, você terá que descer aí e ir até os monstros e depois voltar, só assim poderá ser nossa amiga! - Completou o outro gêmeo, a garota ao seu lado ficou incrédula, mas permaneceu calada.

-H-hm... Certo! - Disse determinada, corri até a parte onde era para se descer e pulei, as três crianças ficaram boquiabertas e um gêmeo e a garota vieram tentar segurar minha mão, o que foi em vão, já o outro gêmeo ficou parado olhando tudo.

FlashBack Off


Notas Finais


Oie oie!
Então, o iníco foi interessante?
E a luta? Ficou boa?
E mais: esse FlashBack... O que acharam?
Comentem o que acharam e favorite se gostou!
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...