História FlowerFell - Maldição Das Flores - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Sans, Toriel, Undyne
Tags Flowerfell, Frisk X Sans
Exibições 136
Palavras 1.066
Terminada Sim
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um cap

Capítulo 33 - Escuridão


Fanfic / Fanfiction FlowerFell - Maldição Das Flores - Capítulo 33 - Escuridão

P. O. V Frisk

- Olha quem está aqui de novo - Nos  vimos dois homens, olhei  atentamente e percebi que esses rosto não me eram familiar, eram os guardas, de novo.

- Vocês já não cansaram de sair procurando os outros? - Sans diz em um tom frio encarando os guardas

- Não queremos ser rudes, então você já sabe ( Não quer ser rude? Se quase destruiu a vida dos dois.... fala nada não) - Ele também nos encarou

- H-Hey.... a gente não pode resolver isso de forma pacífica? - Olho para eles com um sorriso no rosto, eu estava um pouco nervosa, admito

- Sweetheart, deixa isso comigo

Ele olha para mim suplicando com olhar para eu sair do local, eu olhei para os guardas, eles trocaram um olhar e o outro afirmou com a cabeça, fiquei confusa,  olhei Sans novamente.

- Sans..... - Eu iria falar mais alguma coisa mais senti algo passar raspando pelo meu braço, eu olhei para meu braço esquerdo assustada, ele estava sangrando - arhh -gemi de dor

- Sweetheart você está bem?

Ele olhou preocupado para meu braço pegando o mesmo, ele voltou a olhar os guardas com ódio em suas orbes, seu olho direito brilhava em vermelho intenso.

- Entregue a humana! - Exigiu o guarda

- Nem por cima do meu cadáver ( não acredito que eu me  toquei agora do que eu escrevi)

Um dos guardas começou a atacar Sans, o outro veio em minha direção me atacado, eu desviei de seus ataques e comecei a correr, olhei para trás e vi que ele estava me perseguindo, mas vi também que Sans estava vencendo a "luta". Eu senti meu pé batendo em alguma coisa, era tarde demais porque eu já tinha tropeçado e caído de cara no chão, aquele machucado no braço ainda estava doendo, outra dor invade meu corpo, na perna esquerda, eu lembrei de quando senti isso pela primeira vez, foi a Chara que fez isso, não estou a julgando, ela mudou. Ele estava se aproximando de mim, eu tentei levantar, com dificuldade consegui.

- M-Me deixa em paz! - Gritei para o guarda

- Você é idiota! - Flowey resmungou

Ele jogou mais ataques, infelizmente a perna não me deixou ser rápida o suficiente para desviar, eu senti uma dor intensa percorrer minha barriga,eu cai no chão. Voltei inteira, percebi que uma nova flor nasceu perto do meu olho direito, eu tenho que  voltar para ver Sans, mais como? Olhei para o guarda que estava a minha frente, não tinha escapatória, se queria voltar teria que lutar com ele, ou apenas distrair ele. O guarda começou a jogar vários ataques em mim, desviei com facilidade,Flowey estava me ajudando a desviar dos ataques falando, como sempre fez, eu estava começando a entender o que está acontecendo, ele quer que eu me renda. Ele ficava jogando vários ataques, de novo, de novo e de novo, eu já estava ficando cansada, minha respiração estava ofegante, parei por um segundo, foi uma péssima idéia, ele acertou em cheio minha barriga novamente. Voltei inteira novamente, uma nova flor nasceu perto do meu olho direito, dei um suspiro, repetimos esse processo algumas vezes, eu morria, restava e voltava inteira, uma nova flor nascia perto do meu olho esquerdo, acho que já morri no máximo 4 vezes. Ele me encarou com um olhar sem nada que percorria sobre seus olhos.

- Você nunca desiste? - Ele me encara, eu estava  toda ralada e sangrando

- E-Eu tenho determinação! - Falei em um tom mais alto, logo percebi o que disse e abaixei minha cabeça como uma derrota, determinação e o que eu menos tenho nesse  momento

- Se renda e venha logo com a gente - Ele falou em um tom mais alto, levantei minha cabeça e me surgiu uma idéia, tentarei deslizar pelo lado, tinha uma abertura

- Desculpe, mais não

Passei bem rápido por ele, comecei a correr o mais rápido o possível, sem olhar para trás agora,  eu cheguei onde estávamos, olhei para Sans que ainda estava lutando com o guarda (Po... ainda?) Os dois estavam cansados, Sans olha para o lado que eu e Flowey estávamos e seu olhar de ódio se transforma em preocupação.

- S.....Sweetheart... O que aconteceu?

O guarda aproveitou o momento que Sans se distrai e joga um ataque, ele iria acertar em cheio Sans, eu não podia deixar ele morrer, entrei na frente, o ataque acertou bem no meio do meu coração o perfurando, era pior dor que já senti em toda minha vida, mais seria pior eu vendo Sans se transformar em pó

- SWEETHEART!

Eu cai no chão ( Tu só cai no chão, e muito distraída) Minha visão foi escurecendo. Resetei e voltei inteira novamente, mais percebo que estava tudo tão..... escuro? Será que eu ainda estava de olhos fechados? Tentei comprovar, mais nada, aquela escuridão ainda estava, comecei a ficar desesperada, gritei por seu nome:

- SANS! SANS! - Eu me ajoelhei no chão, lágrimas começaram a cair de meu rosto, eu sinto um leve toque em meu rosto, por um segundo estávamos em um lugar silencioso - Sans... eu não consigo enxergar.... Por favor me ajuda.... Flowey....

- A gente tá aqui Frisk - Ouço a voz de Flowey sem poder ouvi-lo

- Sweetheart, calma, vai ficar tudo bem - As minhas lágrimas só escorriam mais e mais, senti um toque em meus lábios, quente e aconchegante

- S-Sans.... E os guardas..?

- Eu teleportei a gente para outro local

- Porque... tudo acontece comigo.... e tudo culpa minha...- Minhas lágrimas pararam de cair por um segundo, Sans estava as secando

- Não se culpe.... Melhor... a gente... dormir,  tente se acalmar, ok? - Como não poderia me acalmar com Sans ao meu lado?

- Eu já estou bem mais calma - Dou um sorriso forçado

- Boa noite - Flowey disse

- Boa noite Flowey - Me  aconchego onde acho que seria o ombro de Sans

- Boa noite Sweetheart

Sinto outro toque em meus lábios,  eu estou um pouco abalada por não enxergar agora, já era difícil enxergar por um olho só, agora sem nenhum, pior ainda, mais pelo menos estou com meus amigos, não vejo muita diferença de dormir, se eu fechar meus olhos vou enxergar escuridão do mesmo jeito, eu acabo adormecendo em meus pensamentos.

P. O.V Frisk Off


Notas Finais


Tadinha da Frisk ;-;

Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...