História Flowers... - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Sexo, Treta
Exibições 34
Palavras 1.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii genteney, bom, sabe quando ela Sophie tinha 11 anos? Era um tempo quando os meninos eram mais novos tbm, e agora é tipo o tempo atual, só para vocês não se confundirem sonsosjs sz

~boa leitura.

Capítulo 5 - Brigas e mais brigas.


               5 anos depois

-Hm, Bom senhor Kim Taehyung, Sophie se meteu em encrenca de novo, encontramo ela brigando com uma colega de classe. Você poderia comparecer a escola por favor?
-Ah...eu posso sim, já estou a caminho.

-Ela se meteu em encrenca de novo? Sério isso? -eu respiro profundamente tentando me acalmar -Eu já volto gente...

.POV SOPHIE.

Quem ela pensa que é pra ficar xingando os outros de famosinha e de postituta?!
Eu pensava enquando fui pra sala aguardar os meu responsavel e os dela.
Enquanto isso eu implorava para que Taehyung não viesse, pois ele sempre faz eu passar vergonha, grita comigo, um dia ele me deu um tapa...sim foi no rosto.
Quando eu olho pra porta, quem está lá? Sim, Kim Taehyung, ele vai até mim, fica em frente a carteira que eu estava sentada, segura minha mão com força e me olha fixamente. Eu abaixo a cabeça tentando não olha-lo mais ele pega meu rosto e faz eu olhar para ele

-O que eu te falei da última vez? -ele fala frio, ele me olhava tão fixamente que parecia que ele ia me engolir pelos olhos.

-"não brigue mais se não você vai saber o que é passar vergonha de verdade" -eu o imitei com um pouco de tom de deboche.

-Você quer mesmo passar vergonha?! Continua fazendo isso que você vai passar! -ele falou frio e grosso e então sentou a carteira ao meu lado.

Quer deixar Kim Taehyung bravo? Faça ele sair dos ensaios e depois o imite, pronto você vai estar fodida em casa.

-Então senhores estamos aqui pois a "filha" de vocês -A diretora sempre achou que eu era filha do Taehyung -Brigaram, mas não uma simples briga de falas, foi uma briga de tapas, socos, chutes... -ela começou a falar umonte de merda

-Olha eu não sou obrigada a ouvir umonte de merda dessa garota, imagina de você! Com licença! -eu levantei e me retirei da sala.

Começei a correr o máximo possível para chegar em casa ante que ele me pegasse no meio do caminho e brigasse comigo.
Quando eu estava a uma rua da BigHit ele puxou meu braço com tanta força que eu acabei virando e esbarrei nele.

-VOCÊ ACHA QUE AQUELA É UMA ATITUDE QUE UMA GAROTA DE 15 ANOS TEM QUE TER?! -ele começou a gritar.

-eu só tava cansada de ter que ouvir tudo aquilo sendo que a culpa não foi minha! Foi ela que começou eu juro pela minha morte! -meus olhos se enxeram de lágrimas.

-olha.... -ele soltou um suspiro alto -eu faço isso para o seu próprio bem mais você não aprende! Você não pode sair brigando por aí, se ela te xingou de vaca de puta de... foda-se! Você não pode já querer sair no tapa com ela! Tenha calma se não seu curriculo vai ficar bem mal! Além que seu nome vai ficar rodando pela escola inteira! -ele respirou fundo.

-me desculpa... -eu começei a chorar -Eu...só deixa eu ficar sozinha! -eu me virei e sai andando.

-Sophie... -Ele me empurrou pra parede e se aproximou de mim -Me desculpa...por ter falado tudo aquilo, por ter te batido, por ter feito você passar vergonha...feito você chorar, eu me sinto muito mal por isso! -ele estava chegando cada vez mais perto de mim -Eu só queria te dizer...que eu...eu...eu te amo Sophie!

Ele fechou os olho e se afastou de mim, sem pensar, eu fui até ele, puxei a gola de sua camisa fazendo-o ele abaixar o rosto e o beijei, foi um ato aleatório, eu não sabia o que eu estava fazendo, eu só....amava ele....

-S-sophie?! -ele falou confuso e envergonhado -O que foi isso? -ele me olhava como se não entendesse o que eu fiz.

-Eu também te amo Kim Taehyung! -eu sorri de lado.

-M-mas você só tem 15 anos e eu... -eu o interrompi

-Foda-se a idade, eu te amo TaeTae! -eu fechei os olhos e o abraçei forte, com toda a força que eu tinha, e ele me abraçou também.

Nós fomos para casa, combinamos de não contar para ninguém sobre o que havia ocorrido aquela hora.

Todos o dias depois da escola, Tae me buscava, mais hoje foi diferente, quando eu sai da escola não tinha ninguém lá esperando, com um guarda-chuva (estava na época de chuva na Coréia), eu respirei fundo, coloquei a touca e sai correndo para casa.
Quando cheguei em casa, o que eu encontrei, foi mais chocante do que tudo que eu havia visto na minha vida, Kim Taehyung, beijando a secretaria da BigHit, eu não estavá acreditando.
Ele olhou pra mim e ficou paralisado.

-AH PUTA QUE ME PARIU! KIM TAEHYUNG MORRE! -eu falei tentando me aguentar pra não voar na cara dele e mata-lo

-E-eu posso explicar! -ele veio andando em minha direção.

-SAI DE PERTO DE MIM SEU MONSTRO! -os meninos desceram e me olharam como se eu fosse louca.

Eu taquei minha mochila pra qualquer lugar, fechei a porta com a maior força que eu pude e sai correndo na chuva mesmo, eu corria e corria, a calçada estavá tão escorregadia que eu acabei caindo, eu começei a chorar muito, meus olhos, minha perna, meu corpo estavam doendo muito, meu braço estavá sangrando pois eu tinha arranhado quando eu caí, quando a chuva o molhou eu gritei de dor, doía, mais o que doía mais era ter aquela cena dele e daquela mulher....
Quando eu fechei os olhos, ouvi a voz do Jungkook gritando por meu nome. Eu levantei saí mancando, eu tentei correr, mais minhas pernas doíam, meu braço ardia, eu fechei os olhos tentando conter as lágrimas mas elas não paravam de escorrer pelo meu rosto, Jungkook me alcançou, ele me abraçou, eu comecei a chorar mai ainda, meu soluços ficaram altos, eu pude ouvir o coração dele, acelerado.

-Vem vamos eu vou de levar pra casa. -ele falou calmo, porém, a respiração dele estava ofegante.

(...)

Quando chegamos em casa, ela não estavá mais lá, todos olharam pra mim com olhares aliviados.

-Porque você saiu correndo? E... seu braço está sangrando? -ele falou preocupado.

-Me deixa! -eu me soltei de Jungkook e subi para meu quarto, trancando a porta.

Eu me taquei na cama e fiquei lá, chorando por horas e horas, até que escuto uma batida na porta, eu continuo chorando e soluçando alto, o sangue que estavá em meu braço secou, aquilo não doía mais, a única coisa que não parava de doer, era meu coração.

-Soh? -A voz de minha melhor amiga soou pelo quarto.

Levantei da minha cama, abri a porta, puxei ela pra dentro e tranquei a porta rapidamente.

-Você tinha razão! Tudo o que você falou, que ele ia faze aquilo, ele fez! -eu susurrei entre soluços e a abraçei, lágrimas não paravam de cair sobre meu rosto.

-Ele não tinha o direito de fazer isso com você! Ele sabia que você iria ficar desse jeito mas mesmo assim ele fez! -ela me abraçou forte.

Ficamos lá abraçadas por alguns minutos, mais uma vez, bateram na porta.

-Hm, Lanna, eu poderia falar com a Sophie? -era a voz dele eu fiz que não com a cabeça e me taquei na cama novamente.

-É, calma... -ela foi até a porta, a abriu, saiu e fechou a mesma.

Os doia começaram a falar coisas que só me fizeram lembrar mais e mais da cena

-Você não tinha o direito de fazer isso, você sabia que isso magoa? Porqymue fez aquilo? Ainda deixou ela no jão, nem foi buscar ela na escola pra ficar com essa...Puta! Você sabia que está chovendo?

-Eu sei não foi culpa minha, ela falou que queria tratar de assunto sobre os ensaios, e do nada ela me beijou! -o dois continuaram falando sobre isso por um bom tempo.

Eu saí do quarto, olhei pra Lanna e dei um sorriso falso.

-Está tudo bem comigo Lanna, pode ir embora eu vou ficar bem... -eu peguei a mão dela e a levei até  porta, fiz como se ele não estivesse lá, me despedi dela e voltei para meu quarto, ele já não estavá mais na porta, eu entrei em meu quarto e me deitei, fechei os olhos e dormi.

   


Notas Finais


Ooooooi povus, esperu que tenham gostavo bjbj da tia lanis :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...