História Flowers and Drawings for her - (Camren) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Halsey, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes, Troye Sivan
Tags Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Lauren Jauregui
Exibições 372
Palavras 2.641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey !!
Olha quem voltou 😅
Obrigada pela paciência com a minha pessoa 💕
Capítulo grande, vou demorar pra voltar, Sorry 😕


Boa leitura ❤

Capítulo 28 - Fugir ...


Lauren 




[6:00]

-Pra quê que eu fui marcar a reunião esse horário mesmo ? -Dinah fala ao me encontrar no corredor.

-Bom dia, Dinah ... -Ela revira os olhos. -Também não sei o que tem na cabeça, o bom é que chegamos mais cedo em casa. -Falei enquanto desciamos as escadas.

-Quer dizer que vai ter mais tempo com a bunduda. -Fala rindo.

-Também ... -Ela me encara com a sobrancelha erguida. -É ... Marcou com eles aonde ? -Falei enquanto preparava uma xícara de café.

-Em um restaurante proximo á Harmony ... É, tenho umas perguntas pra você. -Disse séria enquanto estava sentada ao balcão.

-Pode fazer. -Me sentei de frente pra ela.

-Me responde sincera, ok ? -Concordo com a cabeça. -Sente atração fisica pela Camila ? -Quase cuspi meu café.

-C-como ?

-Acha ela gostosa ? Tentei ser delicada. -Ela ri. -Não precisa ficar vermelha.

-Como não ? Olha a pergunta que me faz.

-Tentei ser mais discreta ... Vai logo, responde.

-Ok ... Eu acho ela atraente, ela é linda, não tem como não se atrair. -Falei sincera.

-Certo ... Acha que ela sente atração por você ?

-E como eu vou saber ?

-Já tiveram um momento, mais ... Quente ? -Volto a ficar vermelha.

-Nunca fizemos nada.

-Não foi isso que eu perguntei.

-Que saco Dinah ... Pode me dar um pouco de privacidade ?

-Pergunto isso por ela.

-Acha que não me preocupo ? Que não ligo ? Jane, eu me importo muito com ela ... Estamos indo com calma, e respondendo sua pergunta, as coisas esquentaram uma vez, mas ela quis parar, e eu respeitei e desde então, nada mais que beijos. -Falei me levantando.

-Me desculpa. -Fala baixo.

-Hey ... Calma, me desculpa por falar assim, é que ... É muito pra mim, não sei o que fazer pra ajudar ela. -Suspiro.

-Você já faz ... Eu nunca ví essa menina tão feliz quanto agora, com você aqui. -Sorrio. -Agora vamos ... Eles já devem estar querendo nos matar.

**

-Bom dia gente. -Falei assim que entrei na minha nova sala, onde Shawn, Troye, Halsey e Demi estavam.

-Bom dia. -Responderam em um coro, menos Demi.

-Eai seus veados ... E ... Shawn. -Dinah fala gritando. Respondemos sorrindo. -Seguinte, promoção máxima ... A fantasma aí vai precisar de uma secretária ou secretário ... Quem me indicar pelo menos 3 até as 14h, não paga sua parte no almoço. -Fala animada. Todos seguem correndo para fora da sala.

-Pra quê que eu preciso de uma secretária ? -Falei organizando minha mesa.

-Pra te ajudar, ué. -Fala como se fosse óbvio.

-Não pode ser ningúem daqui mesmo ? -Me sento na cadeira preta de couro.

-E quem queria que fosse ? A Demi ? Aposto que a Camila não iria gostar da ideia. -Rolo os olhos. -Além do mais, todos aqui dentro já têm seus devidos cargos, não tem escolha.

-Ok ... -Bufo derrotada. -Que pelo menos seja legal então.

-Isso é com eles, enfim, estou na minha sala qualquer coisa ... Bem vinda a Harmony de Miami. -Sorrio.

-Obrigada. -Ela pisca e sai da sala fechando a porta.

Me arrumo melhor na cadeira, olho em volta e sorrio. As paredes brancas, e todos os móveis pretos e cinza, deixavam o ambiente com a minha cara. Pego meu celular, mandando uma mensagem para Camila.


Lauren : Bom dia pequena :)


Bloqueio a tela do celular e começo a procurar uma música boa para me inspirar. Precisava entregar 3 desenhos antes da reunião, minha cabeça fervia, mas por em prática estava sendo o mais dificil.

Escolho uma musica qualquer e deixo soar no ambiente. Abro meu caderno no desenho que estava fazendo da Camila, observo cada traço, e mesmo não estando tão bonito quanto ela, ainda mostrava sua beleza.

-Com licença. -Levanto meu olhar me deparando com Demi.

-Não bate mais na porta ? -Falei séria. Fechei logo meu caderno e abaixei a música.

-Eu bati, mas não ouviu.

-O que quer ?

-Conversar. -Disse se sentendo na cadeira a minha frente.

-Não tenho nada pra conversar com você.

-Mas eu tenho.

-Não me lembro de ter perguntado. -Rolei meus olhos.

-Lauren ... Por favor.

-Demi, qualquer coisa que sair da sua boca, não vou acreditar.

-Por causa dela ? Por causa da Camila ? Ela já te colocou contra mim, aquela ...

-Lave sua boca ao falar da Camila ... Sai daqui, não quero falar com você.

-Ela não é quem diz ser.

-E nem você. -Me levantei.

-Não acredito que vai me trocar por ela.

-Te trocar ? Nunca tivemos nada, não se iluda.

-Lauren ...

-Não tem mais nada ... Sai daqui.

-Ela fez um bom trabalho em te manipular. -Fala se levantando e ficando de frente pra mim.

-Sabe Demetria, espero que seja esperta o bastante para sair da minha sala agora mesmo, posso contar a Dinah tudo o que sei, e você já estaria no meio da rua.

-E por que ainda não contou ? -Diz desafiante. Fechei minha mão com força. -Bom trabalho, senhora. -Pisca e sai da sala.

-Filha da ... -Sou interrompida pelo toque de notificação do meu celular, o desbloqueio lendo a mensagem da Normani.


Mani: Hey Lern ... Falou com a Mila hoje ? -Me sentei na minha cadeira.

Lauren: Ainda não, mandei uma mensagem mas ela não me respondeu, deve estar dormindo.

Mani: Deve ser ... Se ela te responder, me avisa.

Lauren: Tudo bem :)

Mani: :D



Volto a tentar me concentrar no meu trabalho, minha cabeça fervia, tinha vontade de acabar com a Demi  agora mesmo. Respiro fundo contando até 10, tentando me concentrar.

[12:31]

-Oi gente. -Falei abraçando Ally e em seguida o Troy. Havia acabado de chegar no restaurante.

-Onde está Dinah ? -Ally fala se sentando a minha frente.

-Estacioando o carro, hoje o movimento está grande.

-Realmente, esse é o pior horário por aqui. -O loiro conclui. -Podemos pedir ? Estou faminto.

-Como preferirem. -Cada um pega um cardápio.

-Então Lauren, está se adaptando a Miami ? -Ally pergunta.

-Ahh, tirando esse calor, a cidade é ótima, claro que não se compara a Nova Iorque. -Falo sorrindo.

-Entendo ... Você me parece mais feliz ... Desculpa a pergunta, mas, conheceu alguém ? -Sinto minhas bochechas corarem, quando ia responder, Dinah entra desesperada.

-Desculpa gente ... Lauren, a Camila precisa de você. -Fala com as mão trêmulas, me levanto rapidamente.

-O que aconteceu ?

-Eu não sei muito bem ... Ela me ligou, quer que você vá a casa dela ... Lern, ela precisa de você.

Olho para o casal a mesa que me olhavam assustados, Dinah me estende a chave de seu carro. Pego rapidamente.

-Onde ela está ?

-Na casa dela ... Ela está sozinha, vá o mais rápido que conseguir, por favor. -Concordo com a cabeça e saio praticamente correndo até o caso que estava atravessado na calçada, entro rapidamente dando partida no veículo.

O trânsito era caótico, parece que os carros triplicaram do nada. Apertava o volante com força, Camila precisava de mim, e eu não sabia o porque. Ligo para seu celular do carro mesmo, ela atende no terceiro toque.

[CHAMADA ON]

-Camz ?

-Lo ... Eu preciso de você. -Sua voz era fraca.

-Calma princesa, eu já estou chegando, onde está a Sofi ?

-Está com a Mani.

-E sua mãe ?

-Ela saiu ... Ela ...

-Calma Camz, eu já estou chegando.

-A porta já esta aberta ... Lo ... Por favor, eu não sei se eu vou conseguir.

-Camz ... -Ela desliga a ligação.

[CHAMADA OFF]

Viro a ultima esquina que dava acesso a sua casa, estaciono rapidamente e logo desco do carro. Abro a porta e tranco com a chave que estava pelo lado dentro. Vou subindo as escadas devagar, pelo caminho, quadros e vidros estavam pelo chão, fotos estavam rasgasdas, engulo seco.

Avisto a porta de seu quarto e dou três batidas, ouço sua voz fraca, entro me deparando com seus olhos castanhos, que se encontravam sem brilho nenhum ... Apenas ... Medo.







                         -/*/-




Camila 

(Noite passada) 



-Por que foi visitar ele ? -Perguntei séria.

-Querida fica calma ...

-Calma ? Calma Sinu ? Eu não vou ficar merda nenhuma ! Me escuta ... Eu não vou aceitar você falar da Sofia pra ele, não vou aceitar você vir com discurso que ainda o ama ... Coloque suas filhas em primeiro lugar pelo menos uma vez na vida ! -Falei segurando as lágrimas.

-Camila ...

-Camila não ! Nem adianta vir com chantagem, não adianta chorar, e falar tudo aquilo pra me manipular, eu cansei ! Cansei ! Cansei de viver com medo dentro da minha própria casa, cansei de ter que me perguntar se minha irmã está ou não segura comigo, eu não quero mais ! Não quero mais ter que chorar pelos cantos, não quero mais tentar me matar e falhar ... Eu não estou aguentando mais. -Lágrimas me atrapalhavam a continuar.

-Querida ... O que está falando ? -Ela tenta se aproximar, dou um passo pra trás.

-Talvez tivesse sido melhor a minha morte, do que a minha existência. -Falei fria.

-Camila, nunca mais diga isso. -Tenta se aproximar novamente, desvio e sigo pras escadas.

-Não faz diferença pra você, nunca se importou, sempre me culpou por tudo ... Eu sou um erro, sou um nada, não precisa mais se preocupar comigo ... Cuide de Sofia, não deixe aquele ... Homem, encostar um dedo nela. -Cuspi as palavras, ela chorava, mas não me comoviam.

-Filha ...

-Não me chama assim ... Eu não tenho pais ... Não tenho ... Escute o que estou te falando, se eu souber que ele teve qualquer tipo de contato, ou informação sobre a Sofia, vamos ter que brigar na justiça. -Nem esperei ela falar.

Subi as escadas correndo, bati com força a porta do meu quarto, me tranquei lá ... Mais trancada em mim mesma, do que no meu próprio quarto.

-Não, Camila, não ... -Falei olhando pra frente do espelho. Olhei a pequena navalha e remédios a minha frente. -Não, Camila ... Não, pela Sofi ... Você não pode deixar ela sozinha ... Pela Mani ... Pela Dinah ... Pela ... Lauren ... Lauren -Chorava tanto que me sentia fraca.

Minha barriga doia. Praticamente me arrastei até a cama. Deitei em posição fetal ... Chorei, chorei até cair no sono.

**

[9:00]

Acordo com uma imensa dor de cabeça. Suspiro pesado ao lembrar da noite passada. Entro no banheiro, e tomo um longo banho quente. Me troco rapidamente, deixo meus cabelos umidos, não estava com paciencia para secá-los.

Tento ignorar minha aparência horrível. Respiro fundo e desço até a cozinha, onde a mulher que se diz minha mãe estava a mesa com Sofia.

-Bom dia, amor. -Falei beijando sua testa.

-Bom dia, Kaki. -Responde animada.

Ignoro sua presença, e sigo até a cozinha preparando meu café. Assim que pronto, pego tudo e subo para o meu quarto. Como com a mais lenta velocidade possível. Não estava com cabeça pra nada, só queria dormir.

[11:30]

-Já estou indo te ver, querido. -Ouço da minha mãe enquando descia as escadas.

-Você o que ? -Falei assim que à vi. Seus olhos se arregalaram.

-Resolveu falar comigo ?

-Resolveu não me escutar denovo ? Por que está indo visitar ele ?

-Porque eu o ...

-Se falar que o ama, eu saio agora mesmo dessa casa. -Ameacei cruzando meus braços.

-Sai ? Como quiser, não vou te impedir. -Anda até a escada. -Sofia, se arruma, vamos sair ! -Grita para a menor.

-Vai levar ela pra onde ? -Falei me aproximando.

-Pra ver o pai dela.

-Está louca ?! -Ela se vira irritada pra mim.

-Eu sou a mãe dela.

-Então aja como uma ! -Sofia vinha descendo as escadas. -Sofi, pega meu celular e liga pra Mani, fala pra ela vir te buscar agora. -A menor acentiu e voltou para cima.

-Por que pediu pra ela fazer isso ? -Tentou subir as escadas, a puxei pelo braço.

-Porque estou protegendo ela ... Nem ouse em me impedir.

-Karla ... Me solta.

-Não !

-CAMILA ! SOLTA A MERDA DO MEU BRAÇO ! -Gritou, me assustei e a soltei. -Me desculpa ... Eu ...

-Não me importa. -Falei corri até as escadas.

-Isso, foge mesmo ... Só sabe fazer isso, sempre fugindo ! -Suas palavras me atingiram como facadas.

Passei pelos corredores derrubando tudo que via, quadros, vasos ... Rasguei fotos minha com ela, joguei tudo no chão e fui ao meu quarto, Sofi estava no celular com Mani.

-Fala pra ela vir logo. -A menor concordou meio assustada. Tentei me acalmar ao máximo. Me sente na cama e respirei diversas vezes.

-Kaki, ela falou que já esta chegando. -Me entrega o celular.

-Ok ... Pega uma roupa, você vai dormir lá. -A menor sorri e corre para o seu quarto, sigo atrás dela.

Ela arruma rapidamente uma mochila. Ouço duas buzinas, e desco correndo com ela no colo, Sinu estava abrindo a porta, passei em sua frete até o carro da Mani. Abri a porta para a menor entrar.

-O que houve ? -Diz Mani me olhando preocupada.

-Depois eu te explico, só tira ela daqui, cuida dela pra mim, por favor. -Segurei meu choro.

-Mila ...

-Eu não vou fazer nada ... Prometo ... Não  deixa minha mãe ver ela.

-Tudo bem ... Não quer ir junto ?

-Não ... Eu tenho que fazer uma coisa antes.

-Camila ...

-Calma, não vou fazer nada demais ... Não se preocupe ... Agora vai, obrigada ... Te amo.

-Se cuida ... Amo você. -Sorrio. Me viro e minha mãe me observava, sigo até a porta.

-Vou sair ... Não volto hoje. -Diz com uma mala na mão.

-Parece que quem está fugindo não sou eu.

-Camila ...

-Não me importa ... Cansei de me importar com você, faça o que bem entender, só não coloca a Sofia no meio.

Entro em casa trancando a porta. Deixo as lágrimas rolarem, subi chorando até meu quarto. Pego meu celular digitando o número da Dinah, eu precisava da Lauren.

[CHAMADA ON]

-Chancho, eu to dirigindo.

-Chee, cadê a Lauren ?

-Está chorando ? O que aconteceu ? -Sua voz passava preocupação com um misto de desespero.

-Pede pra Lauren vir me ver ... Por favor. -Me deitei na cama.

-Por que ?

-Eu preciso dela ... -Tentei controlar meu choro. -Dinah ...

-Tudo bem ... Está aonde ?

-Em casa ... Eu vou abrir a porta pra ela, estou sozinha ... Chee, eu to com medo ... Eu não sei se ...

-Você consegue, calma ... Ela já vai.

-Obrigada, amo você.

[CHAMADA OFF]

Desligo a ligação sem dar tempo dela me responder. Desco e abro a porta com a chave, a deixando encostada. Subo novamente até meu quarto, onde me encosto na cabeceira da cama, chorei ... Gritei ... Pensei em me matar ali mesmo, mas eu não podia ... Ela estava vindo ... A razão do meu tentar.

**

-Camz ... -Sua voz rouca soa me fazendo encará-la. -O que houve minha princesa ? -Diz se aproximando. -Não quer falar ? -Nego com a cabeça. -Posso te dar colo ? -Um leve sorriso brotou em meus lábios.

Ela tirou os coturnos e se deitou ao meu lado. Me deitei seu peito. Ela fazia carinho em mim, enquando depositava beijos pela minha cabeça, as vezes aspirando o cheiro do meu cabelo.

Eu fazia carinho em sua cintura, fui me acalmando aos poucos, apenas com o som da sua respiração.

-Lo ... -Me viro um pouco para encara-lá.

-Oi princesa.

-Se eu dormir, promete que vai estar aqui quando eu acordar ? -Ela sorri.

-Eu prometo. -Beija minha testa. -Pode dormir boneca, eu cuido de você. -Me aconchego novamente em seus braços, me permitindo dormir entre seus carinhos.


Notas Finais


Demi ... 😈💕😅

Onde será que a Sinu foi ? ... 😅

Vamos ver quanto amor ela vai receber 😅


Lauren 😍


Não sei quando eu volto, talvez só na outra sexta .-.


Obrigada por lerem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...