História Flowers and Drawings for her - (Camren) - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Selena Gomez
Visualizações 274
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie 👀
Alguém ainda lê aqui? 😂👀

Me perdoem a demora
Quando o bloqueio vem, é difícil ele ir embora .-.

Mas enfim
To de voltaaaaaaaa

Segurem os corações 👀🙊

(Erros, arrumo depois)

Boa leitura ❤

1/2

Capítulo 59 - "Eu não quero mais viver"


Narradora Pov.



Camila, Lauren e Sofia estavam sentadas em uma mesa, da cafeteria que costumavam frequentar. Mesmo estando distraída com seu reflexo no bolo com cobertura roxa espelhada, Sofia estava triste. Ela se sentia mal, sentia medo, e não sabia como dizer isso. Sua irmã mais velha tentava tocar no assunto, mas Lauren impedia, alegando que seria melhor, a menor tomar a iniciativa.

-Não acha melhor eu ligar para Martha? -Camila sussurrou para a namorada, que estava distraida com sua fatia de bolo de baunilha com cobertura de confeitos.

-Você acha certo? E se ela não quiser falar? E se ela se assustar? -Disse preocupada, Camila suspirou.

-Eu só não sei mais o que fazer... Estou perdida. Por favor, Lauren. Ela nitidamente precisa de ajuda profissional, o trauma dela é grande. -Disse intercalando olhares entre a namorada e irmã, que ainda se olhava na cobertura do bolo, parecendo alheia naquela conversa sobre ela.

-Tudo bem ... Veja se ela tem um horário hoje. Posso levá-lá.

-Obrigada ... Vou ligar pra ela, já volto. -Lhe deu um selinho. -Vou no banheiro, Sofi. -Disse beijando a testa da irmã, logo seguindo para onde tinha o banheiro.

-Lern ... -Chamou fazendo a morena lhe encarar. -Você acha que eu sou uma pessoa má? -Lauren ergueu uma sobrancelha.

-Você se sente uma pessoa má? -Negou com a cabeça. -Então como se sente?

-Com medo. Muito medo. -Suspirou.

-Medo do que? -Questionou se ajeitando na cadeira.

-Não "do que", e sim, de quem.

-De quem? -A garota abaixou navamente a cabeça. -Da sua mãe?

-Não exatamente.

-De quem então?

-De mim mesma. -Lauren engoliu seco.

-Como assim?

-Hoje, eu estava triste, e eu não gosto de me sentir assim ... Eu queria acabar com isso. -A mais velha sentiu seu coração apertar.

-Você pensou em ...

-Voltei! -Camila anunciou se colocando ao lado da namorada. -Ela pode atênde-lá daqui uma hora. Já expliquei parcialmente a situação dela, e consegui um horário.

-Ok ... -Pigarreou. -Sofi, o que acha de darmos uma volta? Só nós duas? -Camila a olhou sem entender, Sofia abriu um sorriso, concordando com a cabeça. -Então vamos lá. -A menor se levantou.

-Como assim? Pensei que iámos juntas pra consulta.

-Vai ser melhor assim, acredite em mim. -Camila suspirou. Lauren tinha razão, talvez ela não deixaria a irmã mais nova à vontade para falar. -Eu te deixo na Dinah, ok?

-Tudo bem. -Suspirou.

Lauren acertou a conta, e logo elas já estavam a caminho do apartamento de Dinah. Deixando a latina na entrada, a mais velha começou a dirigir até o consultório de Martha.

-Onde nós vamos ir? -Sofia questionou curiosa.
 
-Em um lugar pra gente conversar.

-Pra quê?

-Porque acho que nós duas temos que conversar com alguém sobre o que está acontecendo com a gente, concorda?

-Sim ... Mas, e se alguém brigar comigo?

-Ninguém vai brigar com você, eu te prometo. -Estacionou o carro na calçada do consultório.

-De dedinho? -Estendeu o dedo para Lauren, que logo o entrelaçou com o seu.

-De dedinho. -Sorriram. -Agora vamos, tem uma pessoa bem legal te esperando. -Desceram do carro e subiram até a recepção.

Enquanto Lauren conversava com a recepcionista, Sofia estava distraida com alguns brinquedos espalhados pela sala.

-Logo é a nossa vez. -Disse se sentando em uma das poltronas. Sofia concordou e continuou a brincar com algumas peças de lego que tinham alí. Logo um pequeno corpo se colocca a frente de Lauren, a fazendo sorrir. -Hey, Zac, como você está? -O garoto sorriu. Levando as mãozinhas até as bochechas de Lauren, o garoto olhou seus olhos, como se admira-se suas esmeraldas. -Gosta deles? -Concordou com a cabeça. -Aposto que sua cor favorita é verde, acertei? -Concordou mais uma vez.

-Bo ... Ni ... Ta. -Disse com um pouco de dificuldade, ainda encarando Lauren.

-Muito obrigada, você também é bonito. -Afagou seus cabelos.

-Quer ser minha ... Na ... Mo ... Ra ... Da? -Disse sorrindo, fazendo a mais velha rir.

-Não se acha um pouco novo pra ser meu namorado? -Ele negou com a cabeça, e lhe estende um origami em forma de uma flor. -Que romântico ... Homens românticos são raros. -Brincou pegando a flor.  -Obrigada. -O garoto lhe olhava com expectativa, esperando sua resposta. -Ok ... Eu aceito ser sua namorada. -Ele sorriu. -Mas você tem que entender que eu já tenho uma namorada.


-Camila? -Perguntou inclinando um pouco a cabeça pro lado.

-Ela mesma.

-Ok ... Ela é mais bo ... ni ... ta. -Disse ainda se enrolando um pouco.

-Você é bonito, campeão, só que eu já amo ela. -Sorriu. -Mas tem uma garotinha linda que não namora ninguém.-Apontou Sofia, que ainda brincava com os blocos. -O que me diz? -Zac tirou a flor de sua mão, e correu, se sentando ao lado de Sofia, fazendo Lauren sorrir. -Camila vai me matar. -Disse para sí mesma, se ajeitando mais na poltrona.

-Olá, Lauren. -A mãe do Zac, Margareth, disse se aproximado.

-Olá, Mag. -Respondeu simpática.

-Martha pediu para vocês entrarem. -Concordou com a cabeça, sorrindo.

-Sofi, nossa vez. -Chamou a garota que observava Zac. O garoto fez um biquinho, beijou a bochecha de Sofia e falou algo em seu ouvido, fazendo Lauren erguer uma sobrancelha. -Garoto de atitude. -Exclamou baixinho. Sofia sorriu e correu até Lauren, que acenou para o garoto. -O que ele te falou? -Questionou baixinho.

-Segredo. -Disse sorrindo. Lauren notou que ela tinha o origami de flor em mãos.

-Tudo bem, garota segredo. -Brincou.

As duas caminharam até a sala, Sofia parou na porta e encarou a mais velha, que lhe deu um sorriso encorajador.

-Você consegue, princesa. -Sofi respirou fundo e entrou na sala decorada da psicóloga.

-Bom dia meninas. -Disse Martha, qye estava sentada em sua cadeira. -Como vocês estão?

-Bom dia Martha, estamos bem. -Lauren respondeu ainda um pouco intimidada sobe o olhar da mulher mais velha.

-Vejo que temos uma mini versão da Camila aqui. -Se levantou observando Sofia. -Como se chama?

-Sofia. -Disse tímida.

-Você sabe por quê está aqui? -Direcionou a menor para se sentar ao sofá.

-Mais ou menos. -Disse balançando as pernas que ficavam penduradas por conta da altura do móvel.

-Certo ... Sente-se, Lauren. -A maior se sentou ao lado de Sofia. -Então, Sofia, como você está?

-Acho que bem.

-Entendo ... E você, Lauren? -A morena lhe olhou com uma sobrancelha erguida.

-Eu?

-Sim, você me parece triste.

-Aah ... Eu estou bem.

-Mesmo?

-Podemos focar em Sofia por enquanto? -Disse baixo, se sentindo desconfortável.

-Claro ... -Olhou a menor. -Por que você acha que está bem?

-Porque eu não me sinto completamente bem.

-Consegue ser mais específica? -Insistiu com um sorriso terno no rosto.

-Eu não quero mais viver. -Falou fazendo Lauren sentir vontade de chorar. Martha troucou um olhar preocupado com a mais velha e respirou fundo.



Notas Finais


Zac 😍

Sofi e Lauren ... 😶

Volto mais tarde 😊

Obrigada por lerem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...