História Flowers and Drawings for her - (Camren) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Halsey, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes, Troye Sivan
Tags Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Lauren Jauregui
Exibições 566
Palavras 2.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei !!!
Último do dia, ok ? ❤

Boa leitura ❤

Capítulo 8 - Castanho no verde.


Lauren :

Camila Cabello ... Camz ... Mila ... Não importa como a chamem, ou como ela está. Não a conheço, a conheci hoje, será possível eu estar apaixonada ? Merda Camila ! Por que você tem que ser tão ... Linda, simpática, engraçada, fofa ... Misteriosa ? Qual o tipo de feitiço que você usou em mim ?

Volto para o apartamento da Dinah sorrindo como uma boba. É ... Estou apaixonada por Camila ... Ela conseguio me deixar assim e menos de um dia ... Bufo e sorrio.

Nunca me limitei de sentimentos, mas sempre tomei um cuidado excessivo com isso. Criei um muro de limitações, apenas pessoas que eu realmente confio, sabem como eu sou. Demoro algum tempo para confiar nas pessos, mas ela ... Ela derrubou esse meu muro com um  sopro ... Ou melhor ... Com um sorriso. E que sorriso.

Ótimo, logo as meninas vão reparar que gosto dela ... Impossível não reparar esse sorriso idiota na minha cara. Mas quer saber ... Foda-se ... Vou arriscar, vou tentar, vou me jogar de cabeça. Não me importo com o tamanho da queda, eu só me importo com ela.

Quero protejer ela, cuidar dela, quero fazer ela sorrir pra sempre. Quero tirar aquele olhar triste, e de medo dela, só preciso saber o porquê dele. Mas por enquanto, vou descobrir se ela gosta de mim, e estudar um pouco sobre ela.

Ok ... Pareço uma louca falando tudo isso, mas acho que não faz mal me arriscar assim ... Espero. Mani e Dinah disseram para mim ir com calma, e é isso que eu vou fazer. Vou deixar rolar, pois acho que ela está afim de mim ... Bom ... Sem querer ser convencida, eu sou uma boa pessoa.

Estaciono o carro na garagem da Dinah, e sigo até o elevador com aquele sorriso que persistia permanecer em meu rosto. Abro a porta devagar, pois Jane poderia estar dormindo, mas me deparo totalmente com o contrário, pra ser sincera, ela estava bem acesa.

Dinah estava sentada no sofá, e Normani estava em seu colo. Elas praticamente se devoravam, e como estou de bom humor, preferi evitar supostos olhares de morte, por empatar uma foda, e possiveis interrogatórios sobre Camila e eu.

Tranco a porta sem fazer barulho, e subo com cuidado até meu quarto. Quando estava quase no último degrau, derrubo as chaves que estavam na minha mão. ~Merda~

-Isso são horas de chegar, Michelle ? -Dinah diz me olhando com a sobrancelha erguida. Mani se levando do colo da maior, e me finta com a mesma cara.

-Desculpa mamãe ! Se quiser me colocar de castigo, terá toda razão ! -Falei fingindo drama. Elas reviram os olhos, e eu sorrio.

-Onde estavam ? -Mani fala séria.

-Estavam ? -Dinah fala me olhando. -Saiu com alguém Lauren ?

-Ela levou a Camila pra sair ... Não sabia ? -Mani diz olhando para namorada. Dinah me olha com uma cara de "Está fudida"

-Por que não me disse que ia sair com ela ? -Jane fala se levantando.

-Pra evitar isso ... Interrogatórios desnecessários. -Falei séria.

-Lauren ... Vem cá. -Normani disse apontando para o sofá. Mesmo não querendo, vou e me sento, elas sentam cada uma em uma poltrona, me encarando.

-Nossa gente, não cometi nenhum crime. -Falei sorrindo.

-Lauren ... Sem piadinhas. -Dinah disse séria.

-É Laur ... O assunto é sério. -Bufo e concordo com a cabeça. -Bom ... Como Dinah disse, a Mila tem alguns problemas pessoais ...

-E que é pra mim ir com calma, deixar o tempo dela, e blá blá blá. -Falei revirando os olhos. -Meninas, eu já entendi, relaxem, não vou forçar ela a nada, sério, o que pensam que eu sou ? Uma maníaca ? Uma desesperada ? Sério. Não  sei dos problemas dela, e se realmente forem tão sérios quanto parecem, eu vou esperar o tempo dela ... Olha, podem me zuar, falar o que quiser, mas, eu me importo com a Camz, de verdade, então, não se preocupem, se ela não quiser nada, tudo bem, não posso fazer nada, isso é uma decisão dela ... Num momento, o que eu quero dela, é a minha confiança. Se ela confiar em mim, isso já vai bastar ... Agora, já deu desses discursos de calma e paciência com ela, acredito que ela é bem grandinha pra tomar as próprias decisões ... Juro pra vocês, tudo que acontecer entre a gente, será somente se ela quiser. -Falei  sincera

As meninas me olhavam com cara de surpresa, Mani abria e fechava a boca, como se procura-se palavras.

-Lauren ... -Dinah disse, a encarei. -Poderia te zuar por esse seu discurcinho clichê, mas não vou fazer isso ... Não agora. Só ...

-Obrigada Lauren ... De verdade. -Mani a corta. A encaro sem entender. -Você mal conhece ela, e já se importa com ela, e está tratando ela da melhor maneira possível, poucos fazem isso com ela ... Então, de nós duas -Olhou para Jane e me fintou novamente. -Obrigada.

Mesmo sem entender nada, apenas sorrio. Normani se levanta e me dá um abraço apertado. Não sei o que houve com Camila, ou o que acontece, só sei que é uma coisa ruim, para Dinah não fazer piadinhas, aposto que seja algo muito ruim para elas.

-Bom ... -Dinah fala, e logo abre um sorriso sacana no rosto. -Agora chega disso, nos fale o que rolou ! Primeiro, por quê chamou ela pra sair ? Segundo, quanto pagou pra ela aceitar ? Terceiro, onde foram e o que fizeram ? -Reviro os olhos, estava demorando.

-Primeiro, chamei ela porquê minha amiga estava morta nesse apartamento, e como só conheço vocês três, e aposto que Normani não aceitaria, então chamei ela. Segundo, não paguei nada, liguei pra ela e a chamei, ela me pareceu surpresa, mas logo aceitou. Terceiro, fomos no boliche e depois tomar sorvete. Falamos sobre ela, e um pouco sobre mim, somente isso ! -Dei de ombros.

-Ela falou dela pra você ? -Normani me olha surpresa. Concordo com a cabeça. -O que exatamente ?

-Sobre os sonhos dela ... Coisas do tipo. Bom ...  O papo está ótimo, mas eu realmente estou com sono. Boa noite meninas, vê se gemem baixo ! -Falei me levantando, sentia os olhos delas queimarem sobre mim, ignorei e subi até meu quarto.

Após um longo banho, e uma conversa curta por mensagens com Camila, deixeio sono me levar. Acho que nunca caí no sono tão rápido. Viagem, Cabeça cheia ... Acho que tudo colaborou para meu coma interno.







Camila:


Só mais um dia, Camila ...

O que eu faço acordada as 8 horas da manhã quando estou de férias ? Aé, dependendo da carona da minha mãe pra ir ao apartamento da Dinah. Pois é, eu vou.

Uma parte minha, queria passar o dia deitada, sem fazer absolutamente nada, já a outra, quer ver a Lauren ... Sim, a Lauren.

Sonhei com ela essa noite. Não foi um sonho louco, pelo contrário, me pareceu bem real. A gente estava vendo o pôr-do-sol em uma montanha bem alta, e nada mais.

Ela não falava, apenas observava o sol, sempre sorrindo quando  nossos olhares se encontravam.

Acordei com uma vontade enorme de encontrar a menina dos olhos verdes. Até que levantei um pouco mais disposta. Agora estou aqui, esperando minha mãe me dar uma carona até lá.

Normani dormiu lá, então preferi não atrapalhar ela. Já fazia um tempo que estava esperando minha mãe, até que ela desce as escadas com um sorriso de desculpa por me fazer esperar.

-Desculpa o atraso querida ... Vamos ?

-Tudo bem ... Vamos. -O caminho foi tranquilo até lá. Estava indo esse horário, pois Dinah queria fazer uma "Festa na píscina". Mesmo eu não gostando de mostrar meu corpo, resolvi aceitar, já que só teremos as três lá.

-Entregue mocinha. -Minha mãe diz estacionado o carro na calçada do prédio.

-Obrigada mãe. -Falei deixando um beijo na bochecha dela. Pego minha mochila, e desco do carro. Quando me viro para ir até a entrada do prédio, vejo Lauren descer as escadas vindo até mim, não consigo evitar de sorrir, assim como ela.

-Bom dia Camz. -Ela fala me dando um abraço.

-Bom dia Lolo. Veio me receber ? -Perguntei com a sobrancelha erguida.

-Você é legal, mas ainda não chegamos a esse ponto. -Fala sorrindo. -Estou indo ao mercado comprar algumas bebidas, já que a tapada da Dinah esqueceu.

-Bem a cara dela.

-Como chegou aqui ? -Ela pergunta.

-Minha mãe me trouxe. -Dei de ombros.

-Ahh ... Sua mãe é aquela senhora dentro do carro, que está olhando pra mim ? -Diz olhando por cima dos meus ombros. Me viro rapidamente, e Sinu nos olhava com um sorriso no rosto, senti meu rosto corar.

-Karla ... Esqueceu seu celular. -Ela diz com o aparelho em mãos. Me aproximo mais do carro e pego rapidamente o celular, com um sorriso amarelo no rosto. -Não vai me apresentar sua amiga ? -Diz, e sinto Lauren se aproximar.

-Olá, me chamo Lauren. Prazer em conhecer. -A morena diz sorrindo.

-Olá Lauren, me chamo Sinu ... Fico feliz em conhecer a nova amiga da minha filha. -Minha mãe responde simpática.

-É ... Ok ... Obrigada novamente mãe, mais tarde eu ligo pra senhora vir me buscar. -Digo querendo enfiar minha cabeça no chão.

-Tudo bem ... Só não enrole aí, ainda trabalho essa noite. -Concordo.

-Não se preocupe. -Lauren diz, e encaramos ela que se mantinha ao meu lado. -Eu posso deixar Camz em casa, assim ela aproveita mais. -Fala sorridente.

-Ó ... Então tudo bem. Já vou indo ... Querida, lave o rosto, está todo vermelho ... Foi um prazer Lauren, até qualquer dia. -Sinto meu rosto queimar mais.

-O prazer foi meu. -Elas sorriem entre sí, e minha mãe da partida no carro, me viro encarando Lauren, que tinha um leve sorriso nos lábios.

-Lolo ... Não precisa me levar pra casa, não quero te atrapalhar.

-Que isso Camz, você não atrapalha ... Isso é uma oportunidade de nos conhecemos mais -Arregalo meus olhos. -É ... Quer dizer ... Você aproveita mais as suas férias.
-Seu rosto cora.

-Ahh sim. Então, já vou subindo. -Falei arrumando a mochila em meus ombros.

-Não quer me acompanhar ? Podemos tomar um sorvete no caminho. -Fala sorrindo. Já ia negar, mas ela fala primeiro. -Não aceito um não como resposta ! -Bufo derrotada e ela sorri com a lingua entre os dentes.

Seguimos para  o estacionamento, onde entramos no carro da Dinah, até que me dou conta que ...

-Se você ia ao mercado, e não foi lá pra me receber, por quê não desceu direto para o estacionamento ? -Perguntei olhando pra ela, que deu partida no carro, e um leve sorriso.

-Tá ... Eu fui te receber ... Mas porquê a Mani insistiu em saber se veio com a sua mãe ... Ela estava preoucupada que negou a carona dela.

-Neguei porquê não queria atrapalhar ... Só isso. -Ela da de ombros. -Então o mercado foi uma desculpa ?

-Não ... Eu realmente estava indo ao mercado, aí a Mani me pediu pra te receber, aproveitando que eu já iria sair.

-Atrapalhei você ?

-Não Camz ... Além do mais, você já ia comigo no mercado mesmo. -Diz debochada.

-Como pode ter tanta certeza ?

-Porque sei que não nega sorvete ! -Diz divertida, reviro os olhos.

Paramos em uma sorveteria, onde compramos alguns potes de sorvetes, aproveitando e comprando para nós tomarmos no caminho.

Chegando ao mercado, ela compra tudo e mais um pouco. Desde bebidas, até uma rede de vôlei de pisina. Sentia varias pessoas nos olharem, e isso já estava me incomodando, mas tentava disfarçar ao maximo.

-Camz ... Está tudo bem ? -Ela diz tocando meu braço. Estavamos seguindo para o estacionamento do mercado.

-Estou ... Por quê ? -Perguntei tentando disfarçar o tremor em minha voz.

-Poque você tá palida ... E calada desque chegamos aqui.

-Não é nada ... Só calor. -Falei e ela parou, me fazendo parar também. Estavamos em frente a uma rampa, que dava acesso a parte debaixo do local, Lauren encarou a rampa,e depois me encarou sorrindo como uma criança que ia aprontar.

-Que tal um vento a mais ?

-Como assim ?

-Entra no carrinho. -Disse sorrindo. Entendi o que ela queria fazer.

-Nem pensar, não vou descer dentro disso aí, não sou mais criança  !

-Ahh, qual é Camz, vai ser divertido, eu juro que tomo cuidado. -Ela faz um biquinho muito fofo.

Praguejei os céus por ela ser tão fofa e carinhosa comigo. Respirei fundo, peguei impulso, e pulei dentro do carrinho, me sentando de frente pra ela, que tinha um lindo sorriso no rosto, reviro os olhos.

-Segure firme Cabello, o expresso Jauregui já vai zarpar ! -Disse imitando voz de aeromoça. Me segurei nas laterais do carrinho. Ela puxou o mesmo pra trás, apoiou um dos pés, e pegou impulso, como se estivesse andando de patinete. Senti um frio na barriga quando alcançamos a rampa. Ela tinha os dois pés no carrinho, e gargalhava como uma criança.

Acabei gargalhando ouvindo ela. Seus cabelos voavam por conta da velocidae que estavamos, me dando a visão de seu lindo rosto. O carrinho fez uma curva, e por pouco não capotamos, ela usa os pés como freio, e paramos a poucos centimentros do carro da Dinah.

A olho com raiva, já que quase me mata, e ela me dá um riso amarelo.

-Isso foi demais ! Só não conta pra Dinah que quase amacei o carro dela. -Diz sorrindo.

-Você me deve uma Jauregui. Quase que eu infarto, sua louca ! -Falei me levantando.

-Ahh Camz, foi legal vai ! Você até que gostou. -Disse indo até a lateral do carrinho me olhando.

-Enquanto estavamos sem correr nenhum risco de vida, foi legal. -Falei divertida. Ela sorri, e me estende a mão como apoio. Ela me segurou minha cintura, me pegando de surpresa. Me levantou, e sai do carrinho.

-Viu, está inteira. -Disse me encarando. Suas mãos ainda estavam na minha cintura.

-Sorte sua Lauren ! -Falei um pouco nervosa.

Nossos rostos estavam praticamente colados, sua respiração quente batia contra a minha. Seu olhar desceu para minha boca, e depois me encarou. Olhei sua boca, e mordi meu lábio inferior involuntárialmente, fintei seus olhos, que escureceram um pouco.

Castanho no Verde.


Notas Finais


Beijo ?! 🙊

Logo eu volto

Obrigada por lerem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...