História Foi por acaso - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~jheninamikaze

Postado
Categorias Naruto
Tags Sasunaru, Yaoi
Visualizações 151
Palavras 1.049
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente amos vocês obrigado por adicionarem nossa historia aos favoritos.
Se tiver algum erro de hortografia nos desculpem por isso.
Comente oque deve melhorar e oque vocês acham que deve sair no próximo ep nos levamos seus comentarios em consideração.

Capítulo 2 - 2 &


Fanfic / Fanfiction Foi por acaso - Capítulo 2 - 2 &

Naruto on

Acordo com o despertador tocando, hurrrg é muito ruim ter que levantar cedo, eu to com muito sono, mais se eu não levantar eu perco o horário e chego atrasado, e isso é coisa que eu não quero, mais emfim eu vou me apresentar, prazer sou Naruto Uzumaki tenho 24 anos, meu cabelo é amarelo e meus olhos são azuis, minha pele é bronzeada , e sou gay, sabe como é né a salsicha me interesa mais que a rosca se é que você me entende, mais emfim estou no meu último ano do estágio de pediatria, não vejo a hora de começar logo por a mão na massa.

Me levanto e vou a passos de tartaruga pro banheiro, acho que ela ficaria orgulhosa de min, entro ligo o chuveiro tiro a roupa e vou tomar meu banho, me ensabou todo, e fica mais um tempinho de baixo do chuveiro, sentindo a água morna cair sobre mim, sabe eu moro numa casa ( não debaixo da ponte ) (naruto:po autora deixa eu me aresentar)(ta bom vai em frente)como eu posso dizer normal, tem dois quarto, um banheiro, sala e a cozinha, ta muito bom assim, não sei oque esse povo rico tem que ter uma casa com não sei quantos quartos, com muitas , sala de estar, sala de jantar e essas coisas eu acho isso demasiado desnecessário, sabe não me dou muito bem com a minha familia, na verdade eu nem comverso com eles, o único que eu me dou bem é meu pai, agente se fala as vezes, mais só quando a minha "mãe" não está por perto, essa dai não me suporta, nem ela nem os meus irmãos, que no caso são dois, mais é recíproco, meu pai ama de mais a minha "mãe" e como ela proibiu qualquer pessoa da familia de falar comigo, se ela pegar o meu pai é perigoso eles se separarem e a última coisa que eu quero é ver meu pai sofrer, viu a "mãe" que eu tenho, eu não vejo meu pai tem mais de 4 anos, no começo agente até tentou se encontrar as escondidas , porém e minha "querida mãezinha" achou que meu pai estava traindo ela, entou meio que agente se afastou mais sempre que da ele me liga, e pior que nem tem como eu ligar pra ele pra ver se esta tudo bem, já que eu não sei aonde ele está ou com quem, isso pode prejudicar ele por isso é ele que me liga, eu o amo muito, todo mês ele deposita uma certa quantia na minha comta, mesmo eu falando que não presisa, mais quem eu quero enganar eu preciso um pouco mais eu numca vou falar pra ele, mais assim que eu terminar o meu estágio eu vou ganhar um pouco mais de dinheiro assim eu não vou precisar mais do dinheiro dele, eu sou muito grato por tudo que ele fez por mim, minha familia não é ricaça cheia das granas, mais eles é ricos e muito bem de vida. Desligo o chuveiro, e pego a toalha, me emchugo e saio do banheiro secando a meu cabelo, eu tp andando do jeitinho que vim ao mundo mesmo e não ligo eu to sozinho mesmo, vou até o meu guarda-roupa, e pego uma camisa social braca uma calsa preta e coloca um sueter marom por cima da camisa, vou pra cozinha faço café, pego um pão presunto e mussarela, e começo a comer, o café fica pronto, e assim eu como meu café da manhã, lavo as coisas que eu sujei e vou pro quarto penteio o meu cabelo, pego meu celular minha carteira, escova os dentes e saio de casa, trancando-a em seguida, vou para o ponto de ônibus, e assim que ele chaga entro e espero ele parar no ponto do meu trabalho o hospital Uchiha's, quando ele para deço do ônibus e vou pro trabalho que fica a uns cinco minutos do ponto, eu não tenho carro nem moto, e muito menos uma bicicleta, gosto de andar, e não faz mal nenhum eu legar ônibus, chegando na frente do hospital eu entro e vou cumprimentar ino, ela é uma grande amiga minha, e foi uns dos pocos que não se afastou quando me revelei gay, ela é uma loira, pele um pouco menos bromziada que a minha, e a cor dos seus olhos são de cor verdes meio azulado naumca vou descobrir, seu cabelo é loiro, está sempre muito bem arrumada, eu falo pra ino que ela é meu amor hetero, ela sempre cai na risada.

Naruto: bom dia meu ino-falo assim que eu chego perto dela, ela olha pra min e da aquele seu sorriso mostrando os dentes que eu acho lindo.

Ino: bom dia naru, como vai? .-me perguntou.

Naru: Vou indo, e como vai o seu namoro?.- perguntei, ino está em um ralacionamento aberto com um carinha chamado sai, no começo eu não ia muito com a cara dele não, mais depois de um tempo eu vi que ele era legal, e acabou virando meu amigo.

Ino:vai bem, e você naru como vai sua vida amorosa?-falou ela com um sorriso malicioso.

Naruto:A Ino eu não tenho vida amorosa você sabe disso -falo em um tom mais estrovertido- agora tenho que ir tchau. - falo indo trabalhar.

Ino:ate mais naru.-falou me lançando mais um daqueles sorrisos.

===== Quebra de tempo =====

Olho a hora no meu celular, e vejo que está na hora do meu almoço, saiu do hospital, e vou a uma lancheneto que tem do outro lado da rua os lanches daqui são uma delicia, entro na mesma e sento em uma mesa qualquer, esperando vim alguém me atender.

Garçonete:oque o senhor vai querer?.- me pergunta, assim que chaga lerto de mim.

Naruto:um x-borguer com batata frita e uma coca lata, porfavor -falo e vejo ela anotar o meu pedido e sair logo em seguida, sim eu só sei comer besteira. 10 mn depois ela volta, e eu começo a comer.

Depois que eu termino de comer, vou até o caixa e pago, quando eu estava voltando pro hospital, vejo uma criança no meio da rua e um carro vimdo em sua direção, vou correndo e pego ela antes que o carro a acerte, olho pra garotinha em meu colo e ela esta assustada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...