História Foi Sem Querer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags Fofura, Markson, Romance
Visualizações 17
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vai que vai, coraio!

Oi Unicornixs, Turo baun?

Ta ai o primeiro capitulo, o proximo não demora a sair ❤

Capítulo 1 - Primeiro Ato: Como Almas Se Amam


Fanfic / Fanfiction Foi Sem Querer - Capítulo 1 - Primeiro Ato: Como Almas Se Amam


• Dias atrás •


- Mark Tuan~ - Jackson saltitava pelo corredor até o quarto de seu Hyung, fazendo a vozinha que Mark já disse que odiava, pois além de ser aviso prévio de um pedido e era sobre um pedido que ele não iria negar, mesmo que fosse se jogar do alto de uma ponte em um precipício. 


- Jack, você realmente não tem mais ninguem pra irritar além do Mark não? - disse JB que também passava pelo mesmo corredor. 


- Eu irrito pessoas que amo, então, não, não tenho - sorriu e bateu na porta de Mark - Tuaaaaan~ - e dentro do quarto, e jogado na cama, Tuan revirou os olhos, odiava Jackson com toda a existencia de sua alma. 


- WANG ME DEIXA EM PAZ, HOMEM! - gritou lá de dentro. 


- Hyung, não seja mal assim, abre a portaaaa~


- Não, nada disso! Não quero nem saber o que quer dessa vez, me deixa quieto! 


- Hyung - a voz de Jackson saiu falha e baixa, fazendo novamente Mark revirar os olhos e ir em direção a porta e se arrepender no momento que destrancou a porta, que foi aberta e fechada por seu dongsaeng sorridente - sabia que não iria me decepcionar, Hyung. 


- O que quer Jackson Wang? O quer de mim de novo? - perguntou já cansado. 


- Nossa Mark, até magoei aqui - colocou a mão no coração 'ferido' - eu não quero nada demais, sério. Eu não vou pedir nada demais. 


- E eu não te conheço - Mark observou seu dongsaeng deitar na cama, sem os pulos e coisas do tipo, surpreendendo o mais velho - você tá bem? 


- Obrigado por perguntar, Hyung, porque eu não tô - Jackson escondeu o rosto no travesseiro alheio e começou a chorar, sem falar mais nada. Mark sentou na cama e fez carinho nas costas do mais novo que soluçou. 


- O que aconteceu com meu pequeno? Alguem te fez algo Jackie? Eu resolvo! - falou e Jackson finalmente o olhou. 


- Eu sinto falta, Hyung. Da minha família, da minha antiga vida, e principalmente tenho saudade de coisas que nunca aconteceram, coisas que não vão acontecer e que antes não doiam fantasiar. 


- Ah, meu pequeno - Mark puxou o outro para seus braços e o apertou. Sabia que era isso que o menor precisava. Sabia que era o porto seguro do mais novo e nunca negaria proteção à ele. Mas doía. Jackson amava uma tal de garota que o mais velho nem recordava o nome, mas era para sí que o outro recorria, na alegria ou na tristeza, em qualquer momento, era ele que o esperava de braços abertos. 


 Então, por que? 


 Ele tinha que amar alguem que não fosse ele? 


 Ele tinha que querer algo que não conseguia alcançar? 


 Ele tinha que correr para os braços alheios quando sofria ou ria? 


 Ele precisava mesmo destruir, o que era o único com capacidade de construir? 


 Por que o mais velho tinha que se apaixonar por alguém como Jackson? Por que tinha que amar? 


 E principalmente, por que tinha tanta certeza que escolheria amar o outro se pudesse escolher? 


 Não havia respostas para aquilo tudo. O amor é assim, perguntas que só se respondem com o proprio causador das perguntas: é o amor.


- Eu vou te pedir algo - soluçou - por favor, não quebre essa promessa - Mark suou frio e engoliu em seco, com medo - não me abandone nunca e me abrace sempre. 


 Sentiu a cabeça girar. O coração desparou, a respiração ficou falha. Apertou mais o outro em seus braços. A boca se abriu e as palavras sairam antes de seu cérebro pensar e tomar uma decisão racional.


 Foi pelo instinto e principalmente, pelo coração. 


- Eu vou ficar com você, Jackie, até não poder mais. Prometo não te abandonar. 


- E me abraçar? - sorriu escondido no peito de Tuan. 


- E prometo te abraçar sempre também, meu pequeno Jackie - e sorriu, pensando seriamente em chorar alto e gritar alto, todo desesperado, porque era assim que estava.



• Nos dia de hoje •



 Se ele se arrepende daquela promessa? Mas do que se arrependia de amá-lo. 


 Mal sabia o quão seria difícil - e doloroso - cumprir aquela maldita promessa. Por que era tão flexível em relação aquele garoto? Mesmo sentindo raiva, dor e sabendo que estava 'errado'. Mas leve em consideração que o mais velho estava cansado. De estar ali para o menor, de cuidar e proteger, de ouvir que ele amava aquela mulher e de que ele estava melhor com ela.


- Você me abandonou, Mark! 


- Chega disso, estou cansado Jackson - e deitou na propria cama. Estava MUITO cansado daquilo tudo.


- CHEGA? CANSADO? VOCÊ PROMETEU QUE NÃO IA ME ABANDONAR! DISSE QUE NÃO IA E O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO, MARK TUAN? - Mark sentou na cama e depois de ouvir o menor, sentiu a face arder. Havia recebido um tapa. 


- E O QUE VOCÊ QUER? O QUE MAIS QUER DE MIM? - Mark levantou e empurou o menor, antes de ir pra cima do mesmo - QUER QUE EU ESCUTE MAIS? QUE EU TE ABRACE MAIS? QUE TE AJUDE MAIS? QUE CHORE MAIS QUANDO VOCÊ CHORA POR OUTRA PESSOA? QUER QUE ME MACHUQUEI MAIS QUE ISSO? QUER QUE EU IMPLORE PARA O VOCÊ O AMOR DELA? PORQUE NEM EU TE AMARIA, VOCÊ NÃO PASSA DE UM INSENSÍVEL DE MERDA! 


 E levou um tapa forte na face. Forte mesmo. Mas devolveu com mais intensidade que os outros dois que receberá. 


- Jackson.. E-eu.. - os olhos marejaram. Havia acabado de bater com força em seu pequeno. 


- Não Mark - Jackson suspirou e abaixou a cabeça deixando as lagrimas rolarem. O mais velho jurava que outro ia sair e nunca mais olharia na cara dele, porém o mesmo seguro a face vermelha - pelos tapas dados de cada  lado - dele, e o olhou chorando - me perdoa, Hyung, por favor me perdoa, Mark. 


- Jackie.. - não pensou ou se deixou pensar, apenas o abraçou - me perdoa por te abandonar e por ser tão idiota, e não cumprir a nossa promessa - e chorou, alto e doloroso. Não contou o que sentia e tudo bem, só guardou a própria dor, mas foi amparado por Jackson, que o curou, mesmo sem saber sobre aquele machucado.


- Mark-ssi? 


- Hm? - Jackson continuava a aperta o rosto contra o peito de Mark, que mantinha o queixo em sua cabeça. 


- E se eu te falar que minha alma se apaixonou pela sua? - Mark riu. Não um riso escandaloso, algo calmo. E balançou o corpo do outro junto ao seu, fazendo Jackie sorrir triste, sem nem mesmo perceber. 


- Se você me disse isso diria que é uma loucura, mas - 'mais loucura ainda isso se tornaria porque a minha também se apaixonou pela sua', completou na sua mente - de qualquer forma, eu ficaria feliz. 


- Então sua alma também amaria a minha?


- Acho que sim - 'Óbvio que sim, né?', pensou. 


- Então, Hyung, nossas almas se amam muito - Jackie saiu do abraço e correu até a porta, abrindo a mesma - pelo menos, a minha ama - e saiu dali, fechando a porta, sem permitir que Mark visse para onde ele foi. 


- A minha também ama, Jackie. 


•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•


'E logo houve um beijo entre duas almas, que não necessitavam dos labios, pois naquele momento todo amor carnal era dispensável. Sorriram ao perceber que seus almas se entrelaçavam no infinito. 


Era assim que as almas se amam. Entre juras, mentiras e confições.'



Notas Finais


Então, primeiro, as citações finais serão sempre fictícias, brigada.

Segundo, perdoa os erros, n revisei pq a) meu dindo estava internado, b) eu estava doentinha e c) cabei de sair de um interro e to cagada de fome.

Até, meus xoxoszinho's

Abraço pra quem fica e beijo pra quem quiser ♡╰( ̄▽ ̄)╭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...