História Foi somente o acaso. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Exibições 13
Palavras 809
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


É o seguinthew....
Eu estou meio doentew, e então.........A priguiça é grande -_-
Me desculpem pela demora, mas quando eu ia postar o cápitulo a minha net parou, e ai......ferrou tudo.
DESCULPA DE NOVO"

Capítulo 7 - Não vou deixar você ir.


Fanfic / Fanfiction Foi somente o acaso. - Capítulo 7 - Não vou deixar você ir.

Lolla [Narrando]

Faz mais de três dias que a Socrátes está internada naquele hospital.

Estou ficando agoniada....De tanto esperar.

Nesses três dias eu não fui á escola; não sinto vontade de estudar sabendo que ela está......assim.

Eu estava observando-a dormindo, quando a porta do quarto se abre e eu olho para o porta com um olhar pacífico.

- Olá, Lolla, é tem um rapaz de cabelos platinados, e olhos....diferentes querendo entrar aqui, tudo bem? – ele estava falando do Lysandre.

Assenti com a cabeça, voltando a observar a Socrátes com aquela enorme máscara de oxigênio em seu rosto.

O Lysandre entrou no quarto sem fazer barulho.

- Oi Lolla, como ela está? – ele disse sentando-se ao meu lado.

- Ainda, parada. – falei abaixando a cabeça tentando não chorar, não de novo.

- Ei.... – ele colocou a mão sobre o meu queixo e levantou-o de leve – Seus pais estão aqui?

- Hum....Uhum..... – ele segurava uma das minhas mãos.

- Eu....quero te falar uma coisa, sabe?

- Ah......O.k. – peguei meu celular do bolso e mandei uma mensagem para a mamãe, que logo entrou no quarto.

Eu saí com o Lysandre, deixando a Socrátes de lado.

Por algum motivo, o Lysandre me fez querer ir, até porque, se fosse outra pessoa, eu não sairia de lá, de jeito nenhum.

Eu nunca imaginei que com o Lysandre seria diferente.

Nós subimos até o último andar do hospital, onde nós nos sentamos debaixo de uma árvore.

- O Nath disse que viria, ele veio? – ele perguntou.

- Hum...veio, na verdade, ele também vem.....hoje. – minha voz estava calma, porém num tom triste.

- Não gosto de te ver assim.....Lolla....por favor.....não fique assim. – ele ia se aproximando de mim e me encostando no tronco da árvore, estávamos perto de nos beijarmos, mais uma enfermeira apareceu, me procurando.

Eu me afastei rapidamente do Lysandre e corri até a enfermeira, que estava com uma cara.....triste.

- Lolla, a Socrátes....teve duas paradas cardíacas.

- D-duas? – coloquei a mão no rosto.

- S-sim, e estamos tentando fazer o possível....por isso....fique aqui.

- AQUI? – gritei – COMO EU VOU FICAR AQUI SABENDO QUE ELA PODE MORRER?!

O Lysandre me deu a mão, e olhou para a enfermeira sério.

Rapidamente, ela foi embora me deixando com o Lysandre.

- Não....NÃO! Lysandre, me solta...EU QUERO FICAR COM ELA! – ele me segurava enquanto eu me debatia em seus braços, isso tudo foi em vão.

Eu acabei caindo na grama,com a cabeça no colo dele; Chorando.

- N-não.....você não entende..... – falei chorando colocando as mãos no rosto dele.

- Lolla, ela vai ficar bem.....sabe, eles estão fazendo o que podem.... – ele olhava para mim.

- O.k. ........ – levantei e encostei a minha cabeça no ombro dele, e ficamos ali parados....Olhando o céu azul nublado.

 

Socrátes [Narrando]

Acordei assustada, tinha alguma coisa no meu lado fazendo um BipBap, e eu estava com alguma coisa na minha veia do braço esquerdo.

Levantei-me devagar....Mas percebi que eu estava enxergando tudo.....TUDO.

Eu  belisquei o meu braço para ver se aquilo era real....E era muito real.

Me assustei novamente ao ver o Nath, entrando no quarto as pressas, ele trancou a porta rapidamente e caiu sentado no chão, ofegante.

- N-nath....! – chamei-o.

- Huh? – ele olhou para cima e me viu sentada cama observando-o.

-N-nath....você é tão lindo..... – falei tirando a máscara que estava no meu rosto.

- C-como assim....Socrátes.... – ele se sentou na cama, e pôs suas mãos no meu ombro.

- Eu.... acho que a minha visão voltou.....v-você é tão lindo...... – uma lágrima escorria no meu rosto.

- S-socrátes....eu te amo. – ele ia se aproximando de mim.

Nossos rostos estavam bem próximos, só que parei e sorri para ele.

- Eu também te amo, Nath. – ali mesmo eu beijei-o desesperadamente.....como eu estava com saudade desse beijo.

 

Lolla  [Narrando]

- Uma parte de mim vai te odiar pra sempre....sabia? – falei,  passando a mão nos cabelos platinados do Lysandre, enquanto ele estava deitado no meu colo, suspirando.

- Vou fazer de tudo para essa parte volte a gostar de mim. – ele sorriu.

Eu estava quase fazendo-o dormir para correr até a Socrátes.

Ele fechou os olhos, parecia que ele dormia.

Eu tirei a cabeça dele do meu colo e me virei de costas para ele, quando eu ia me levantar, alguém me puxa para trás pela cintura, e eu acabo caindo sentada em algum lugar.

- Huh........Não. – voltei a chorar baixinho.

- Não vou te deixar ir – a voz do Lysandre balbuciou calmamente no meu ouvido.

Eu desisti, lá mesmo eu fiquei chorando baixinho no colo do Lysandre, com as minhas costas encostadas em seu peitoral, e minha cabeça pendurada, com o queixo dele apoiado no meu ombro.

- Eu....te detesto tanto. – meus olhos estavam fechando.

- Eu te amo, Lolla.

Eu adormeci no colo dele, e acho que ele também adormeceu...porque....

Como não dormir, ouvindo os seus batimentos se acalmando devagar?

 


Notas Finais


Lys-fofo senpai! Lindooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...