História Fools - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook
Exibições 298
Palavras 857
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Feliz dia das Crianças! <3

Capítulo 23 - Capítulo Especial


Jeon e eu havíamos terminado o ensino médio há alguns anos, e nosso relacionamento estava cada vez mais sério.

   Eu cursava Dança Contemporânea na Universidade de Artes Performáticas de Seul e ele havia começado seu tão sonhado Curso de Artes Clássicas.  Jeon, agora com vinte três anos, já vivia por si só e embora seu pai não aceitasse de forma alguma as suas escolhas, não deixava que nada faltasse para o filho.

      - Jiminnie, precisamos ir ao mercado, não tem mais nada nessa casa... Disse ele, abrindo a geladeira repetidas vezes.

     Permaneci deitado ao sofá de seu apartamento, observando seu lindo corpo naquela calça de moletom preta. Jeon havia perdido toda e qualquer feição juvenil que possuía, era de fato um homem, com feições e atitudes de um.

      - Você vai e eu fico aqui... Deitadinho no seu sofá. Falei, agarrando-me ainda mais ao cobertor quente.

     Jeon sorriu e caminhou até mim.

- Para quê comida quando tenho você, não é? Disse ele, arqueando a sobrancelha.  

   Soltei a mão em seu ombro.

- Idiota! Eu sou seu hyung. Falei, levantando-me de onde estava.

    Jeon sorria e era incrível como ele adorava me provocar.

   - Vou te dar dois minutos para se vestir e ir ao mercado comigo. Falou ele, zapeando os canais da tevê.

       Não era como se eu pudesse discutir com Jeon, e também, ir ao mercado com ele significava comprar todas as coisas que eu mais gostava porque ele adorava me assistir comer.

      - Estou pronto, hyung! Gritou ele da sala de estar, e eu apenas sorri.

   - Estou penteando os cabelos, Kookie. Só um segundo.

   Ouvi o som familiar das botas de Jeon aproximarem-se da porta, e sabia que ele estava me assistindo.

   O encarei através do reflexo do espelho, e Deus, eu tinha que ser grato todos os dias por ter alguém como ele.

     Jeon caminhou até mim e entrelaçou seus braços ao redor de minha cintura.

- Veja só que casal tão bonito! Um pintor e um bailarino.  Disse ele, deslizando o nariz em meu pescoço.

   - Você é uma obra-prima, Senhor Pintor. Falei, sorrindo para ele.

   Eu a amava tanto que mal conseguia conter as lágrimas quando olhava para ele.

  - Vamos? Disse ele, atento.

- Sim, vamos.

 

 

     Descemos as escadas do prédio e caminhamos até o estacionamento. Jeon permanecia com o mesmo carro esporte preto, e talvez nunca se desfizesse dele, pois segundo ele, era seu grande amor. Depois de mim, é claro.

    Entramos no carro e pegamos a rodovia na direção oposta do mercado.

- Jeon, o mercado é para lá...  Avisei a ele, enquanto tentava entender para onde ele queria ir.

   Ele apenas permaneceu em silêncio.

 Aquele caminho era realmente familiar para mim, eu costumava passar por ali para ir a escola e... o Parque, ali estava o Parque onde eu e Taehyung demos nosso primeiro beijo.

- Jungkook, o que é isso? Perguntei a ele, preocupado.

  Jeon estacionou o carro ao lado do parque e então desceu.

 - Vem!

  Não ousei desobedecer, embora não fizesse ideia do que estava acontecendo ali.

    Desci do carro e caminhei até onde ele estava. Jeon sequer olhava para mim, ele apenas caminhava para dentro do parque, indo em direção ao banco onde Taehyung e eu costumávamos ficar.

   - Sente-se! Falou ele, olhando ao redor.

- O que você está fazendo, Jeon? Que brincadeira é essa?

  Jeon respirou fundo e voltou os olhos para mim.

- Talvez você não saiba, Jimin, mas... você me salvou. Começou ele, encarando-me com seus olhos doces.

  - Você foi a melhor pessoa que já apareceu na minha vida, desde que te vi pela primeira vez, perdido dentro daquele uniforme azul-marinho, quando éramos crianças.

  - Jeon, eu... Tentei sibilar algo, mas Jeon apenas pediu para que eu permanecesse calado.

  - Você foi um presente do universo para mim, e eu lembro claramente de ir te visitar depois que o Tae se foi, eu permaneci em frente a sua porta por trinta minutos, segurando flores e alguns doces. Eu só... Não sabia o que te dizer, então fui embora.

   Senti meus olhos marejarem naquele momento, eu achei que estivesse sozinho todo esse tempo, mas Jeon estava lá desde o inicio. Imaginei um pequeno Jeon, anos atrás na porta de minha casa, esperando por uma resposta que não viria. 

 - Eu sempre te amei, eu só... Tentava te esquecer com outras garotas.  Ao falar isso, as lágrimas tomaram seu rosto, enquanto eu me afogava nas minhas.

  - Oh, meu amor. Eu te amo. Falei, beijando seu rosto.

Jeon afastou-se de mim, e ajoelhou-se em minha frente.

- É por isso que quero eternizar este momento, e nós dois também. Park Jimin, você... Você aceita se casar comigo?

   A pequena caixa azul marinho foi aberta, e lá estava, uma linda aliança.

O ar havia me faltado, o chão sumido de meus pés.

- Oh, Jeon! Eu... Eu... Eu aceito! Eu sempre te direi sim.

  Abracei Jeon com toda força e o beijei, talvez como nunca tivesse o beijado.

E ficamos ali, por entre as folhas do parque, eternizando ainda mais nosso amor.

 

 

Eu te amo, Jeon Jungkook! Eu te amo. 


Notas Finais


Um presentinho para vocêsss, os melhores leitores de TODOS OS TEMPOSSSS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...