História Fools ~ Kim Namjoon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Kim Namjoon, Rap Monster, Romance
Visualizações 64
Palavras 978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Fanfic fresquinha do Namjoon. Como as outras fanfics que escrevo, essa terá interação com os meninos das outras fics, ou seja, pode rolar spoiler de novas obras e fatos das outras. Espero que gostem!

Capítulo 1 - 1


Eu nunca pensei que acabaria a faculdade apresentando um trabalho tão grandioso como aquele. Eu passei anos pensando sobre o que falar no meu último trabalho. Mas uma luz me guiou entre todas as dúvidas, uma luz chamada Jimin, meu sunbae.

Entrei no grande prédio e fui chamada para receber uma pulseira de papel, estava escrita "Visitante Código 02813". Meu coração batia cada vez mais rápido, e aquelas cores pesadas dos móveis e quadros não eram do tom mais tranquilizante.

Uma moça magra e alta me chamou para assinar alguns papéis, após ler descubro ser um contrato de confiabilidade. Eu só poderia divulgar aquilo que deixei previamente avisado, e que foi avaliado pelo entrevistado. Assino e volto para onde estava sentada.

Eu devo ter chego umas duas horas mais cedo, pois a eternidade do tempo era incrível. Meu trabalho era sobre jovens adultos na indústria, e escolhi a indústria da música pois é a que mais me encanta e cresce. Meu entrevistado? Kim Namjoon, que na época era o mais badalado compositor dos grupos rookies.

Finalmente fui chamada pela mesma moça que me atendeu. A sigo por um corredor um tanto grande e pouquíssimo iluminado, a pessoa que decorou aquela construção com certeza gosta de uma atmosfera pesada.

Deixada na frente de uma porta dupla de madeira, entro devagar e calmamente no escritório. O lugar é pequeno, e diferentemente do resto do prédio muito iluminado, mas bem mais desorganizado e com algumas coisas jogadas ao chão.

Vou até a poltrona a frente do grande sofá de couro preto e sou encarada por Kim Namjoon. Pego meu notebook e abro o arquivo com as perguntas, o entrevistado me olhava com uma expressão um pouco cansada e impaciente, me fazendo sentir culpada por estar lá. Eu não queria ser um fardo, ele podia estar fazendo qualquer coisa melhor do que sendo meu material de estudo.

- Você pode começar se apresentando. Eu realmente não lembro o que você veio fazer aqui. - Kim Namjoon disse com a voz arrastada e pouco fazia contato visual em suas frases.

- Ah, sim. Me desculpe! - Estendo a mão para um aperto, mas ele ignora meu gesto. Trago a mão para meu colo novamente. - Me chamo Seung-Li e estudo Negócios e Empreendedorismo pela Faculdade Hwa-Yang, estou no último semestre e você vai ser o tema do meu trabalho sobre jovens adultos na indústria.

- Verdade! - Ele parece se lembrar. - Você é amiga do Jiminie.

- Isso mesmo! Sou amiga dele. - Tento ser o máximo simpática possível, mas logo Namjoon volta com a mesma expressão séria. - Eu estou atrapalhando?

- Está e não está. - Namjoon se joga no sofá e me olha com a cabeça encostada na almofada do mesmo. - Se você não estivesse aqui estaria acabando uma produção, mas em contra partida, você aqui me permite descansar a mente e corpo.

Peço desculpas e começo a entrevista, ele é bem sucinto com todas as respostas, e parece bem apaixonado quando fala sobre suas produções exclusivas. Eu descreveria Kim Namjoon como um apaixonado pela música, mas que é bom demais para quem ele trabalha.

O primeiro dia de entrevista passa rápido e então posso finalmente voltar para o campus com um ótimo começo de trabalho. Namjoon sai de seu escritório antes mesmo de mim, e deixa eu ficar para poder escrever melhor, ele pode ser um pouco gentil quando quer.

Eu estava extremamente iludida pelo tal trabalho perfeito, eu estava nas nuvens. Durante meu longo trajeto do décimo quinto andar até o térreo tudo que consegui fazer foi sorrir e pensar em quão sortuda eu era. Na verdade, eu não sabia exatamente a quem agradecer, meus pais, Jimin ou Kim Namjoon.

Saindo pela porta de vidro da construção uma forte chuva caía, e eu sempre estava preparada, mas não naquele dia. Se tivesse um apocalipse zumbi, com certeza estaria muito bem armada, uma explosão…ótimos mantimentos, sequestro seria pouca coisa para minhas habilidades físicas. Mas chuva não, sempre que chovia eu estava sem guarda chuva.

Fui correndo até o ponto de ônibus mais próximo, que na verdade eram dois quarteirões dali, já que o bairro era afastado de tudo. Queria poder beijar aquele coberto, abraçar o banco e então dirigir para o motorista do ônibus, mas o que fiz foi apenas sentar e aguardar longos quarenta e cinco minutos pela chegada do ônibus. Que na verdade…Não chegou.

- Vem, entra. Eu te levo até seu dormitório. - Com pouca dificuldade pude identificar Kim Namjoon inclinado oferecendo uma carona em seu super carro caro.

- Você me salvou. Estou te devendo. - Falo enquanto entro no carro e tento secar minhas coisas, falhando miseravelmente.

- Não se acostume. - Kim Namjoon exalando seu bom humor e educação quase me deu um tapa na cara. - Eu vou me encontrar com Jimin lá perto. - Ele liga o ar condicionado e aumenta a temperatura.

- Ah, sim. Obrigada. - Fiz questão de ficar quieta e apenas falar algo quando saísse do carro.

- Aquele escritório que eu tenho é só para ninguém ficar enchendo meu saco em casa. - Namjoon iniciou uma conversa depois de um tempo em silêncio. - Você deveria ir no meu estúdio, que é na minha casa. Eu prefiro que você faça seu trabalho lá, onde tudo acontece. O Jimin me passou seu número, vou mandar uma mensagem com o endereço.

Chegamos em frente ao meu dormitório e saio do carro. Ele coloca a mão a frente das minhas bolsas, me impedindo de sair do carro.

- Pede pro batatão do Jimin te levar, assim você não se atrasa. - Me assusto com seu tom de voz e então saio do carro e fecho a porta.

- Tcha… - Antes que pudesse terminar de me despedir Namjoon sai arrancando o carro. - Eu em, garoto estranho.


Notas Finais


Eai, gente? Gostaram?

Espero que sim, como nas outras fics comentem o que acham que vai acontecer.
O que gostariam que acontecesse?

Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...