História Fools ABO - Vkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jimin, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonseok
Exibições 166
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heyy ^^
É a minha primeira fic por isso aceito críticas construtivas :P
Está pequeno pois é o primeiro, boa leitura xDDD

Capítulo 1 - I - Mudanças


   Acabei de arrumar o meu quarto e saí de casa levando a bicicleta.

  

   Comecei a pedalar e por tudo o quanto era lado só se viam casas tradicionais brancas com telhas vermelhas; ruas industriais, ou seja, cheias de prédios e pessoas a andar de um lado para o outro agarradas aos telemovéis e várias fábricas; parques e cadeias de lojas nas ruas.

   Acabei de me mudar devido a uma nova oferta de emprego do meu pai, ou melhor, transferiram-no para outra cidade e à conta disso vou ter de ir para outra escola, no último ano, e terei de dormir lá menos aos fins-de-semana, não basta o senhor Jungkook ser “muito sociável” ainda tem de mudar de escola no último ano onde todas as amizades estão feitas, de certeza que vou passar o ano a fazer papel de otário.

   Passei por um rio e parei de andar encostando a bicicleta a uma árvore. Dirigi-me para a ponte e comecei a fixar a Lua que ia aparecendo aos poucos. Do nada um vulto sai do meio das árvores e atira-se para o rio.

   Olho perplexo para lá e do nada, outra vez, o vulto vem à tona violentamente. Era um rapaz moreno mas de cabelos loiros com os olhos de uma íris vermelha que me olhava de uma maneira furiosa, recuei um pouco, pois poderia ser um psicopata qualquer e dirigi-me para a bicicleta que estava até então, encostada à árvore.

   O rapaz saltou sabe-se lá como para a ponte e encostou-se a mim cheirando o meu pescoço, deixando-me arrepiado.

   Sem dúvida um psicopata com fetiches estranhos.

   Fiquei petrificado e ele afastou-se sem antes olhar para mim uma última vez. E poderia jurar que desta vez os seus olhos estavam azuis.

   Abanei a cabeça, de certeza que foi tudo imaginação, e comecei a pedalar para casa pois já estava escuro.

 

//////////////////QUEBRA DE TEMPO//////////////////////

 

   Cheguei a casa e retirei os sapatos.

 

   - Kookinho!!! – oiço a minha mãe chamar.

   - Olá. – dirigi-me para a cozinha e dei-lhe um beijo na cara.

   - O teu pai deve estar aí a chegar, vai-te vestir.

   Concordei e subi para o meu quarto. Retirei a roupa e vesti o pijama, que neste caso eram umas calças de moletom pretas e uma t-shirt branca.

   Vou rapidamente para o telemóvel e entro no Twitter, “@jimin.eye.smile seguiu-te”, segui-o de volta.

   - Kookinhooooooo!!! – oiço a minha mãe chamar. Reviro os olhos, ela chama-me aquilo desde os cinco anos. Desci rapidamente e o meu pai já se encontrava à mesa enquanto que a minha mãe ia pondo os pratos e os talheres. O meu pai sempre fora um pouco rigoroso comigo, esperava que um dia eu fosse tão importante na sociedade empresarial como ele. O problema é que a única coisa que quero seguir é música e duvido muito que ele venha a concordar com isso.

   Sentei-me e cumprimentei-o.

   Estava tudo a correr às mil maravilhas, na verdade eu estava a pensar no último acorde que juntaria à música que estava a compor, quando meu pai pigarreia.

   A minha mãe olha para ele com uma cara esquisita e olha para o prato. Franzo as sobrancelhas e continuo a comer.

   - Jungkook. Temos algo a dizer-te e como estamos aqui todos os juntos e estás a duas semanas do teu 17º aniversário, já está na hora de te contar isto, aliás, pergunto-me se já não reparaste em nada, mas passo a explicar..

   - Como assim? – estariam eles a divorciar-se??

   - Bom, há uns bons anos, houveram umas experiências que correram mal e células animais foram parar a alguns organismos, para ser mais exato células de lobos – estou a considerar a hipótese de o meu pai ter bebido – essas pessoas deram descendência e foi aí que surgiu a “raça” Alfas, Betas e Omêgas. – isso não é qualquer coisa que se usa em matemática?? – Os Alfas são os “predadores”, demonstram força, agressividade e sobretudo liderança. Os Betas são os normais, normalmente criam família com outros Betas, mas também há casos em que ficam com Omêgas e Alfas, apesar de não os deixarem satisfeitos de todo, pelo que dizem, mas isso já explico melhor. Os Omêgas são os submissos dos Alfas, mostram-lhes fidelidade e normalmente são bastante perseguidos nos tempos de Cio.. O que eu quero dizer é, eu sou um Alfa, a tua mãe um Omêga e tu és um Omêga também. – isso quer dizer o quê?! – O Cio é…… assim um período de tempo por mês que, bem, é uma espécie de --

   - Normalmente ocorre durante 3 dias a uma semana mensalmente e durante esse tempo tu ficas com tesão e só ao acasalares com um Alfa, várias vezes ao dia é que te consegues aliviar de todo.

   A minha mãe disse aquilo tudo de uma rajada, deixando-me estupefacto.

   - Pois sim, bem, como estava a dizer, nesse período de tempo, é bastante difícil se não tiveres um parceiro, por isso é que o primeiro Cio ocorre numa idade em que se espere que tenhas uma vida sexual ativa. – finalizou o meu pai. Engoli em seco.

   - Espera, estás a dizer que sou um lobisomem com menstruação que só ao foder com um gajo é que consegue se livrar da sensação?! Uma vez por mês?!

   - Jeon Jungkook!! – disse a minha mãe.

   - Tecnicamente é isso, pois as mulheres Alfas são bastante raras. A escola para onde vais é uma comunidade ABO, ou seja, específica para Alfas, Betas e Omêgas. Se não conseguires arranjar um Alfa, eu tenho bastantes propostas de casamento para ti.

   - Eu não sou gay!! Como me imaginas a foder 4 vezes ao dia com um gajo 5 vezes por semana, todos os meses?! E porque me esconderam isto?! – levantei-me e fui para o quarto.

   Deitei-me na cama. E acabei por adormecer.

 


Notas Finais


Bom, foi isto, obrigada por leres ^^
Provavelmente posto o segundo durante esta semana xD
Byee s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...