História For A Thousand Years - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Cana Alberona, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Natsu Dragneel, Zeref
Tags Assassinato, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu, Passado
Visualizações 130
Palavras 1.705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sem comentários sobre esse capitulo, leiam e descubram. Agora só um aviso, vai ter treta e provavelmente muita genta vai ficar fula com o Natsu, e comigo diga-se de passagem

Capítulo 6 - Brigas


Faltava apenas umas sete horas pra festa, e eu estava desesperada sem ter algo pra vestir, já olhei meu guarda-roupa de cabo a rabo e nada. Nada me agradava, eu estava quase declarando situação de calamidade.

-Uau, Erza você tem tantas roupas – falou a fofura da Lucy entrando no meu quarto junto com as meninas.

-Não eu não tenho muitas roupas, tanto que estou sem nada pra vestir na festa – choraminguei.

-Nós duas também – Juvia falou se referindo a ela e a Levy. E assim as duas se juntaram a mim.

-Hnn, que tal se vocês trocassem roupas uma com as outras, assim poderiam combinar as roupas – Lucy deu a sugestão.

-Parece uma boa ideia, vem Juvia, vamos buscar nossas roupas no nosso quarto – Falou levantando e levando Juvia junto.

Ficamos em silencio depois que elas saíram, percebi agora que não tínhamos nos sem estar na presença de uma das meninas, até por que não tínhamos muita coisa em comum, e a Lucy parecia uma criança na maioria das vezes.

-Hey, Lucy, e você? Não vai pra festa? – Perguntei tentando puxar assunto.

-Ah? Não, eu não gosto muito de lugares muito movimentados, e, bom... Não é como se eu fosse muito intima das meninas ou de você, então acho que apenas incomodaria – responde sorrindo sem graça.

Foi ai que percebi. A Lucy tinha aquele jeito de criança, mas por trás da mascara se escondia uma garota depressiva, que tem medo de interagir com as outras pessoas, por que acha que vai incomoda-las.

-De jeito nenhum, você não incomoda ninguém, além do Natsu, mas ele já incomodado por natureza então não ligue pra ele.

-M-mas, eu não sei se será uma boa ideia, eu não tenho nada de bonito pra vestir, e mesmo que tivesse, eu não sou tão bonita quanto você, a Juvia ou a Levy.

-Ora, não diga isso, você é a coisinha mais fofa que eu já vi na minha vida. E se o problema for as roupas, não seja por isso, eu e as meninas vamos te deixar linda, a garota mais linda de toda a festa.

Ela ia responder alguma coisa, mas foi interrompida por dois seres que carregavam um monte de roupas, logo as jogando em cima da minha cama.

-Então, meninas, eu estava conversando aqui com a Lucy e eu percebi que a nova integrante do nosso grupo não vai pra festa, então eu a convenci a ir, e agora, nós três iremos transformar isso – apontei pra menina loira de moletom, coque mal feito e óculos sem grau – na garota mais gata que essa cidade, não, que esse país já viu.

-To dentro – Falou Levy se levantando e indo em direção a ela – eu cuido dos cabelos e maquiagem de nós quatro, a Erza das roupas, e a Juvia dos acessórios e sapatos, tudo bem assim?

-Okay, vou ver oque eu posso fazer com essas belezinhas – respondi me referindo as roupas jogadas na cama.

-Pode deixar comigo – Juvia falou, seguindo pra meu guarda-roupa a procura dos meus sapatos.

-No que eu posso ajudar? – a loira perguntou tímida.

-No momento, vá tomar banho, e dê uma boa lavada nesse seu cabelo – a baixinha foi empurrando a loira pra dentro.

-Agora, vamos ao verdadeiro desafio – Falei após me levantar e começar a separar as roupas, Juvia fez o mesmo com os sapatos e Levy começou a pesquisar penteados e maquiagens.

Depois de algum tempo eu já tinha separado as roupas de nós quatro, e Juvia também já tinha terminado de escolher os sapatos. Levy terminava de separar as coisas que usaria nos nossos cabelos e maquiagens. Lucy tinha acabado de sair do banheiro e estava sentada na cama só de toalha.

-Bom, vamos começar e Levy, se vista logo, você terá a parte mais trabalhosa, então será melhor adiantar logo sua parte – Falei indo em direção ao banheiro enquanto via Lucy se vestir.

-Agora, vamos ver oque temos aqui – Falei indo em direção a Lucy que me olhava como se eu estivesse prestes a tortura-la, e de certa forma, estava.

∞∞∞∞

Faltavam alguns minutos pra festa – 45 minutos pra ser mais exato – eu já estava pronto, assim como os meninos, estamos esperando as meninas terminarem de se arrumar, estávamos falando sobre baboseiras até que certo assunto me chamou atenção.

-Quer dizer que a Lucy conhece o capitão do time de basquete da Tártaros? – Gray perguntou curioso.

-Sim e conhece também a capitã das lideres de torcida da Raven, são os melhores amigos dela – Gajeel respondeu dando de ombros.

-Sabe quem são? – Perguntei me interessando no assunto.

-Natsu, se você ta pensando em usar a Lucy pra descobrir as táticas da Tártaros, pode ir tirando seu cavalinho da chuva, eu já tentei, e acredite, ela não vai abrir o bico – falou Jellal já prevendo oque eu iria fazer.

-Droga

Continuamos a conversar até que finalmente as meninas chegaram. Primeiro saiu Erza, com uma blusa listrada vermelha e um short branco, depois veio Juvia e Levy, a menor estava com um vestido solto e um salto vermelho alto, a azulada maior estava com uma blusa branca e um short da mesma cor, ou pelo menos eu acho assim, nunca fui bom em detalhar roupas.

-Bom, já que estamos aqui, acho que podemos ir – falei me levantando.

-Epa, epa, pode parar por ai – Ela falou chamando alguém com a mão.

A pessoa em questão era a Lucy, ou pelo menos eu acho que sim. Ela estava no mínimo linda. Com um vestido azul claro que a deixava mais inocente do que realmente era. Suas pernas estavam à mostra, aquelas roupas a deixavam sexy.

-Okay, agora nós podemos ir – Falou Jellal me tirando dos meus pensamentos.

Seguimos em direção ao estacionamento da escola, então começou a discussão. Em qual carro iriamos?

-Eu vou com o Gajeel, então ainda tem três vagas no carro – Lucy se pronunciou tentando acabar com a briga – Levy, por que não vem comigo? São três carros, nos dividimos e vai quatro em um carro e quatro em outro, o carro do Gajeel é mais espaçoso, então vamos caber sem problemas.

-Lucy esta certa, se decidam qual o outro carro vai –Juvia falou indo pra o lado da loira – as meninas podem ir ao carro do Gajeel, a Erza dirige, então os meninos que se virem ai pra escolher o outro carro.

-Por mim, escolham logo, vamos nos atrasar por causa de vocês – a baixinha bufou batendo o pé.

Finalmente, depois de muita discussão, decidimos ir no carro esporte do Jellal. Quem estava dirigindo era o Gajeel, e devo confessar que fizemos uma pequena corrida oque resultou na vitória da Erza, oque não me impressiona levando em conta que ela é um monstro quando se trata de competições.

Estava tudo muito agitado aqui dentro, muita gente dançando, outras se pegando – okay, a maioria estava se pegando – gente bebendo e fazendo mais sei la oque. O nosso grupo já tinha se separado, as meninas foram pra um lado e nós fomos pra outro, Gajeel tinha sumido com uma morena. Estava tudo bem até que o idiota do gato da Tártaros veio nos azucrinar.

-Ih ála se não são as fadinhas – Jackal falou desdenhoso.

-E olha só se não é o gatinho assustado da Tártaros – Retruquei com escárnio.

-Há há, parece que alguém aqui quer vir peitar não é? Olha fadinha, por que você não procura um macho pra abaixar o fogo e aprender a ficar quieto?

-Ora seu- Fui interrompido por uma ruiva, não era a Erza, tinha os cabelos um pouco mais claros que os dela, além de maiores.

-Não ligue pra oque ele diz, ele ama arranjar confusão – Falou chegando perto dele.

-Ah claro, como se você fosse à pessoa menos barraqueira do universo – Jackal cruzou os braços e revirou os olhos.

-Jackal, faça mil favores, você e seus amiguinhos tem que parar de ser tão idiotas, sério, até parece que a única que te controla sou eu ou a Lucy – Ela revirou os olhos, eles pareciam a ponto de brigar feio.

-Espera, espera vocês tão falando sobre Lucy Heartfilia?  Uma guria de óculos que é mais inteligente do que todo mundo dessa festa junto?

-É, se você tá falando da mesma Lucy Heartfilia estranha, nerd, freira, irritantemente fofa que ama gatos e que tem o estranho poder de impedir que eu e a Flare destrua o colégio brigando. É, estamos da mesma Lucy – Ele falou com cara de tédio.

-Hun, ela é só mais uma nerdizinha estupida metida a inteligente, certeza que é vadia – Falei com nojo na voz. Os meninos me lançaram um olhar de repreensão, mas eu não liguei, estava falando a verdade.

-Você falou oque seu merda? Olha aqui, chama a Lucy de vadia de novo que você vai ver – a ruiva, que se eu não me engano se chama Flare, veio pra cima de mim.

-Ela é uma Va-di-a – soletrei na cara dela, que ficou vermelha de raiva.

Senti uma queimação do lado direito da minha bochecha e logo cai sentado no chão. Jackal tinha me dado um soco – forte por sinal – ele estava com raiva, muita raiva.  Quando ele me socou as pessoas se afastaram, formando uma rodinha.

-Escuta aqui seu filho da puta, se você ofender minha amiga de novo eu juro que te mato – Falou e eu me levantei.

Comecei a andar pra perto dele, e logo avancei em um murro que acertou a bochecha dele, mas diferente de mim, ele não chegou a cair. E assim começamos a briga, trocando murros, chutes, cotoveladas, até que ele me empurrou me fazendo esbarrar nas pessoas que assistiam a briga, tinha um garoto com uma garrafa na mão, foi no automático, eu peguei a garrafa me virei e acertei na cabeça dele. Flare e mais outra voz – que eu reconheci como a de Lucy – gritaram o nome dele. Lucy veio correndo em meio à multidão e se ajoelhou botando a cabeça dele no colo e cuidando do machucado que estava sangrando, ela estava chorando enquanto tentava estancar o sangramento e eu? Eu estava estático no lugar, oque restou da garrafa na minha mão tentando assimilar oque eu tinha feito. Lucy olhou pra mim chorando desesperada.

-Oque você fez? SEU MONSTRO, VOCÊ PODIA TER MATADO ELE


Notas Finais


Gente, uma pergunta, vocês querem que eu me foque mais no passado (sombrio) da Lucy, ou querem que eu me foque no desenvolvimento do casal, por que como podem ver, eles nem amigos são ainda.
segue ai as roupas das meninas

Erza
https://www.polyvore.com/aleatorio/set?id=223500620

Juvia
https://www.polyvore.com/aleatorio/set?id=223501488

Levy
https://www.polyvore.com/aleatorio/set?id=223501164

Lucy
https://www.polyvore.com/looks_for_girls/set?id=221867078


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...