História For All Stars - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Casamento Arranjado, Min Yoongi, Romance, Suga, Triste
Exibições 69
Palavras 1.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie meus amores! GENTE ESTAMOS NOS 43 FAVORITOS OBRIGADA VCS SÃO FODAS!

Capítulo 8 - Casamento Pt2 - Final.


Fanfic / Fanfiction For All Stars - Capítulo 8 - Casamento Pt2 - Final.

Eu estava trancada no banheiro quando ouvi o Suga bater na porta irritado, de fato isso me assustou um pouco. Eu não queria sair, eu não queria ver o que ele ia fazer comigo caso eu abrisse a porta! Escutei Nana falando algumas coisas com ele e percebi que a voz dele havia ficado mais doce. Isso me deu uma certa "tranquilidade" e então eu decidi abrir a porta encontrando uma Nana preocupada e um Yoongi meio nervoso. 

- Porque você se trancou no banheiro? - Me perguntou enquanto se sentava na cama. 

- Isso não é da sua conta, porque não me deixa em paz? - Perguntei irritada. 

- Escute Hyuna, é tarde demais para desistir. - Falou. - Você precisa aceitar de uma vez por todas menininha! - Percebi que ele falou um pouco mais calmo, parecia que não queira me assustar. 

- Não é tão fácil assim! - Eu disse com a voz um pouco triste. 

Vi ele se aproximar lentamente de mim ficando frente a frente, pensei em recuar. 

- Eu sei que não é. mas... - Senti ele suspirar perto do meu rosto. - Você precisa tentar. 

Eu respirei fundo e fui até a porta. 

- Tudo bem. - Me dei por vencida. 

Ele me deu um meio sorriso e eu permaneci de cabeça baixa. 

- Melhora esse rostinho lindo, não quero que os convidados pensem que alguém morreu. - Corei com o elogio e vi o mesmo sorrir mais ainda. 

Saí do quarto sendo acompanhada por Suga logo em seguida, fomos em silêncio para o local onde ia acontecer o casamento e eu o vi se distanciar. 

O local estava completamente lindo! Havia milhares de luzes por todo lugar, não me parecia ser um casamento tradicional coreano mais de qualquer forma tudo estava perfeito! Suga havia dispensado o casamento religioso e na minha opinião era melhor assim, não quero envolver Deus nessa mentira. 

Me posicionei na entrada do local e Charlie estendeu seu braço para que pudéssemos seguir juntos ao altar. A música soou e caminhamos lentamente pela grande passarela, tinha muitas pessoas e isso só aumentou mais ainda o meu nervosismo. Apertei o braço dele de leve e vi ele me lançar um olhar interrogativo, eu apenas dei um sorriso indicando que estava tudo bem. 

Depois de alguns segundos que pareciam horas para mim, chegamos e ele me entregou pro Suga que beijou minha mão de leve. Entreguei o buque a Nana que já estava quase chorando, me poupe. - Pensei. 

Depois de toda aquela falação que tem quando se faz um casamento ( Eu creio que vocês sabem do que eu estou falando ) Finalmente ou não, a hora do "pode beijar a noiva" Havia chegado e foi ai que eu pensei. - Meu Deus, como assim beijar? Eu já contei aqui que eu nunca beijei alguém não é? Pois então, e agora? Me fodi bonito! 

Vi Suga se aproximar lentamente de mim e eu arregalei os olhos! Oi? Ele realmente vai fazer o que eu estou pensando? Deus me ajude! Ele se inclinou um pouco já que eu sou mais baixa que ele e encostou de leve seus lábios no meu, fechei os olhos fortemente e prendi a respiração. Não ousei mexer um músculo, escutei a salva de palmas vinda dos convidados ali presente e senti ele se afastar! Abri os olhos lentamente encontrando os deles, senti meu rosto esquentar então me virei um pouco para o outro lado. 

Um tempo depois...

Depois de agradecer a todos fomos para o salão de festa, optei por sentar em uma mesa solitária que ficava no canto da parede. Observei Suga conversar com um pessoal enquanto segurava uma taça de champanhe, ele estava muito lindo! Ta bom , qual o dia que ele não está lindo? Simplesmente não existe! Por mais que eu não queira admitir eu tenho que dizer, ele é gostoso demais! Fui tirada dos meus devaneios por uma garota de pele clara e cabelos levemente acastanhados, eles possuíam alguns cachos mais abertos. 

- Oi, meus parabéns pelo casório! Você deve estar muito feliz, é difícil conquistar aquele coração de pedra. - Disse apontando para Suga que agora tinha sua atenção voltada para nós. 

- É... Eu estou sim. - Falei forçando um sorriso. 

- Eu sou a esposa do Hoseok, meu nome é Hana! O Suga não falou de mim para você? - Me perguntou. 

- Não, meu nome é Hyuna. - Disse olhando para a mesma, ela parecia ser gente boa. 

- Prazer. - Disse e sorriu. - Venha, vou lhe apresentar a minha amiga! 

- O-ok. - Disse seguindo ela. 

Hana me levou até uma mesa que ficava do outro lado do salão, lá tinha uma menina bem mais alta que eu! 

- Sana essa é a Hyuna. - Falou. Sana tinha a pele não tão clara, cabelos em um tom de castanho médio e seios fartos. 

- Oi, eu sou a esposa do Taehyung. - Falou. Tá me xingando quem é esse menino? 

- Hn. - Falei dando um sorriso. 

Depois de algum tempo conversando sobre coisas aleatórias, elas foram embora e eu finalmente estava sozinha! Me sentei e apoiei a cabeça na mesa, fiquei vendo as pessoas se divertindo. Que irônico, estou sozinha no meu próprio casamento. - Pensei. 

- Você está muito bonita nesse vestido. - Escutei alguém falar próximo ao meu ouvido. 

Me virei lentamente dando de cara com o Suga sorrindo de canto. 

- O-obrigada. - Falei envergonhada. 

- Então, você ainda não me disse o porque de ter se trancado no banheiro. - Falou. 

- Não posso lhe contar. - Falei de cabeça baixa. 

- Porque? - Ele parecia preocupado agora, é claro que eu não ia contar para ele que sou depressiva e que estava me cortando. 

- Porque eu não posso e pronto, isso é assunto meu Yoongi! Por favor não se meta. - Pedi sentindo meus olhos arderem um pouco. 

- Tudo bem não precisa ficar assim! - Suspirou. - Venha, está na hora de irmos. - Disse me puxando. 

- Ai. - Falei quando ele segurou meu pulso, afinal eu tinha cortado bem ali. 

- O que é isso em seu pulso? - Perguntou olhando com atenção o machucado. 

- N-não é n-nada. - Falei puxando de volta. 

Suga me olhou desconfiado porem nada disse, apenas continuou andando em silêncio.

- Para onde estamos indo? - Perguntei. 

- É surpresa. - Disse entrando dentro de casa. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Então gostaram? Se sim, comentem e favoritem ok? Desculpem pelos erros!
Pra onde será que o Suga vai levar a Hyuna em?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...