História For Angels - A promessa jamais será cumprida - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Hyuken, Leobin, Navi, Neo, Raken
Visualizações 42
Palavras 1.386
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E é na madrugada que a Unni chega para atualizar, finalmente né?
Eu não sei como agradecer ao favs, sério mesmo, me sinto muito feliz por todos vocês que me entenderam quando comecei a repostar, que gostaram da trama.

Então muito obrigada mesmo por estarem do meu lado durante os altos e baixos que for angels deu.

Eu sei que muitas já tinham uma idéia formada do que viria a acontecer.

E como eu já vós tinha avisado, a fanfic terminaria mais cedo que o planejado, então coloquem memorie, love letter e Downpour (I.O.I) e curtam o capítulo.

Bjs da Tia Dy.

Capítulo 7 - Súbito


Fanfic / Fanfiction For Angels - A promessa jamais será cumprida - Capítulo 7 - Súbito

"Traição"

Essa era palavra que estava fixada na mente de Hakyeon, em seus dias felizes, e em suas memórias, tudo parecia voltar como um turbilhão de sentimentos que jamais tinham sido apagados,  somente deixados adormecidos em sua caixa de pandora, esperando o momento certo para serem libertados e causar um tufão na vida do moreno.

Já se fazia dois anos de namoro com Wonsik, estava no último ano de sua faculdade, seu irmão estava em um relacionamento sério com Ken já fazia um ano, Hakyeon perdôo o "amigo" perdôo também o ex que agora estava prestes a se casar com Hongbin, os casais de ambos estavam em plena felicidade o que deixava Hakyeon também com um belo sorriso no rosto, o moreno não costumava guardar ódio ou rancor, sabia que aquele sentimento somente o machucaria e foi com esse pensamento em mente que perdôo o dois.

Só que dessa vez tudo voltava a acontecer, de forma mais poderosa, as emoções de Hakyeon o deixavam a cada segundo que presenciava aquela maldita cena, a ânsia de colocar tudo o que comerá naquela manhã para fora falava cada vez mais alto.

Desespero,

Raiva;

Rancor.

Eram três simples palavras que ele agora estava carregando consigo, em sua mente passava as mais variadas perguntas, e uma delas tinha um significado maior do que qualquer outra coisa "Ele me amou?", era totalmente inevitável esses tipos de pensamentos, pois naquele momento ele se lembrava das juras de amor, das letras de música, das noites mal dormidas por passarem a mesma gemendo coisas totalmente desconexas no ouvido um do outro

Ainda que qualquer pessoa olhasse em seus olhos não seria capaz de ver a tamanha tristeza que estava sentindo, sua garganta doía pelo choro, mas não se comparava a dor que a traição causava em seu coração. Não entendia o que havia feito de errado para Ravi o trair dessa forma, depois de tanto tempo juntos, acreditou que poderia ter acertado dessa vez e que aquele era o seu homem perfeito.

Péssimo erro.

Depois de piscar várias vezes para se ter certeza que sua mente não estava lhe pregando peças e confirmar que aquele era mesmo o seu namorado, ele não conseguiu evitar deixar as lágrimas escorrerem enquanto corria para longe daquele lugar, ignorando os gritos do seu irmão para que esperasse. Ele não queria esperar, não queria sentir, só queria ir embora o mais rápido dalí.

Em prantos ele chega ao estacionamento da faculdade e entra em seu carro, apertas os olhos entre as mãos, sem conseguir conter as lágrimas que caiam, ele põe a chave na ignição e sai dirigindo.

Sua visão era embaçada pelo choro e por um segundo, o mundo parecia ter ficado mudo, só conseguindo ouvir o som da sua respiração e de uma buzina que lhe ataca os ouvidos quando ele passa sem olhar pelo farol vermelho.

Então tudo parou, a dor de sua alma foi prontamente amenizando quando tudo escureceu e ele soltou o ar uma última vez.

Presente

O vento soprava alto, dava pra ouvir o som de alguns galhos se partindo e dos pássaros voando longe, mas reunidos em frente aquele caixão o silêncio predominava.

A saudade é bonita só na poesia, na vida real ela ardia no coração dos presentes. Ninguém ainda acreditava — ou se recusavam a acreditar — no que havia acontecido, a tristeza pesava tão forte quanto as lágrimas que caiam.

Uma vida que poderia ter sido tão longa, havia se extinguido em tão pouco tempo, deixando pra trás tanta coisa, sem dar as chances de despedidas.

Dentre as pessoas reunidas, a dúvida que mais rodeava a mente delas era: “Como poderia ter sido diferente?”.

Um segundo bastou-se para fazer a vida de todos mudarem para sempre. Todos reunidos estavam incompletos, porque um pedaço muito importante deles havia os deixado.

Hyuk se encontrava de joelhos em frente à lápide que brilhava de forma intensa mesmo com o clima chuvoso, as lágrimas caiam pelos olhos do mais novo, não podia acreditar que já se tinha mais de um ano que seu irmão, aquele ser precioso que muita das vezes agia como sua mãe, o deixara sem lhe deixar ao menos um último sorriso, a perda foi prematura, afinal quem ali esperava que algo tão trágico fosse ocorrer.

"Ele chorou muito…"

Hyuk se lembrou da última vez que viu o irmão, ele chorava, as marcas da tristeza banhavam seu belo rosto o deixando impecavelmente lindo, mesmo em lagrimas. Hyuk se perguntava a todo momento por que não impediu, por que não foi atrás dele. Eram tantos "porquês"

Agora, dava por si que tudo havia ido água abaixo, ele se fora, e levou consigo não um pedaço, mas sim todo o seu coração, o enorme vazio ocupava aquele lugar e ele sabia que, nunca nada iria tomar aquele lugar, pois apesar dele haver partido, tinha deixado a marca mais durável de todas, que nunca iria ser apagada, o amor.

As últimas lembraças de uma noite fria em que seu irmão lhe deixou apenas um beijo estalado em sua testa lhe desejando uma boa noite de sono e dizendo-lhe ao pé de seu ouvido "Eu jamais te abandonarei" máquinava da pior forma na cabeça do mas novo que agora agarra firme a sua camisa, a mão rente ao coração tentando de alguma forma fazer com que aquela dor sumisse, mas era em vão, jamais iria perdoar o mais velho.

ㅡMentiroso...ㅡFalou se odiando na lápide e tocando a face de seu irmão naquela pequena foto dos seis, aquela pequena foto onde ele sorria, onde sua pele amorenada estava perfeita.ㅡPor quê você mentiu para mim? Por que você jurou? ㅡ Ele não culpava o irmão, mas ao mesmo tempo sentia que ele também não pode lhe cumprir uma promessa.

Promessas jogadas ao vento,

Promessas jamais cumpridas;

Promessas mortas.

Agora aqueles cinco viviam em um mar de promessas jamais cumpridas, ele morrerá por culpa de uma promessa, Leo que outrora se mantivera distante enquanto Hyuk caia aos prantos pelo irmão, levou as mãos ao seu cabelo totalmente desgrenhado, ainda estava tentando se acostumar com a falta do ex namorado, Hongbin se encontrava totalmente absorto, seu olhar estava distante, era amigo de Hakyeon, sempre trocaram segredos em dois anos, e naquele momento ele tinha perdido uma linda amizade, um amigo carinhoso e bom para qualquer pessoa que o quisesse.

ㅡHyuk, nos temos que ir…ㅡA voz falha de seu namorado lhe chamou a atenção, se levantou limpando as lágrimas que teimavam em cair. ㅡVamos, também dói em mim…ㅡFalou acalentando ou tentando, passa levemente a mão pelo cabelo do mais novo que soluçava.

Wonsik que se mantivera olhando o nada se lembrando dos dias felizes com o namorado foi despertado com um puxão em seu a gola, não estava surpreso por aquilo, sabia que não devia estar ali, mas ele queria ter a chance de se desculpar com Hakyeon.

Em quinze de setembro ele prometera que jamais magoaria o mais velho, que o amaria e cuidaria e em quinze de setembro tudo se repetiu, era como se o destino tivesse planejando a muito tempo algo trágico para a vida de todos, por um maldito erro eles perderam não só um namorado, irmão ou amigo, mas sim alguém que era muito feliz e que cuidava de todos, um verdadeiro anjo.

ㅡEu pensei que fosse proteger ele! ㅡMesmo não estando presente, Hakyeon sabia que era dele que falavam

ㅡEu ia, se não fosse você e sua….ㅡUm soco foi direcionado ao seu queixo, Wonsik desde aquele dia em que foi pego aos beijos com um qualquer, culpou Taekwoon, mas o branquelo não tivera nenhuma parcela de culpa já que ao parar na frente daquele local para ter clareza do que via, Hakyeon chegou logo atrás.

ㅡEle se foi e a culpa é sua Wonsik! ㅡTaekwoon falou rudemente na cara daquele que tinha tomado o amor de saber vida e prometido fazê-lo feliz, cuidar e amar, mas do mesmo jeito que um copo de cristal se quebra com facilidade, promessas nem sempre são cumpridas.

Mesmo não estando entre os vivos Hakyeon observava com uma lágrima em seus olhos a cena que se formava, se sentia triste não por Wonsik ou Taekwoon, mas sim pelo seu irmão e pelos amigos.

Afinal, ele tinha prometido cuidar de todos…mas novamente era somente mais uma promessa que jamais seria cumprida.

"E do alto das nuvens um anjo chorava, ele se sentia triste ao observar o quanto aqueles que cujo não deveria lembrar sofriam, e com o sofrimento deles, seu frágil coração doía"

ㅡFor angels.


Notas Finais


Espero que ninguém queira minha morte...
É sim gente Hakyeon estava morto desde o início da fanfic, ou seja tudo não passou de lembraças dos demais e do próprio Hakyeon, no caso as partes contadas em primeira pessoa.

Sinto muito se desapontei vocês, mas eu nunca escrevo uma fanfic sem um real motivo e for angels no início de tudo era para ser uma One Shot, mas esperem pois quem sabe eu poste o epílogo, quem sabe...ainda não é certeza de que irei escrever o mesmo.

Mas realmente muito obrigada a todos que me acompanharam na luta com esta fanfic, o tema foi bem delicado, e desculpa se eu não passei muita emoção.

Até os próximos projetos NAVI que estão por vir!

Avisando também, que uma One Shot KenBin está para sair do forno, @umatrouxaa e eu estamos muito entusiasmadas com a OS e espero agradar a todos.

E chegamos ao fim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...