História For Harry - larry stylinson (livro um) (Concluído) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Larry, Louis Tomlinson, Stylinson
Visualizações 115
Palavras 2.255
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Pessoas,me perdoem pela demora mas minha internet tava terrível ontem e eu tinha um trabalho imenso pra terminar,então não consegui atualizar me desculpem jdbcsdicbsdujcbsudc mas estamos aqui,e espero que gosteem <3 alias,me perdoem desde ja qualquer erro por favor.

Capítulo 14 - BAd LiAr


"What could possibly happen next?
Can we focus on the love?
Paint my kiss across your chest"

"O que poderia acontecer a seguir?
Podemos nos concentrar no amor?
Pinte meu beijo em seu peito"

A vida é um saco.

A vida é cheia de obrigações que a gente cumpre,por mais vontade que tenhamos de infringi-las.

Nós estávamos no meio disso,era nosso último ano,e no momento nossa ultima aula do dia e dividamos estar prestando a atenção,mas acho que para isso acontecer teríamos que estar lá.

-Harry?

-O que? -fecho o livro e largo o mesmo do meu lado.

-Eu...pode vir aqui?

-Não.

-Eu vou ai então. -me arrastei pelo carpete ate seu lado.

Ele sorriu e foi mais para o lado.

Estávamos matando aula na biblioteca,eu sei,tão neeerd.

Harry estava com um livro de poesia enquanto eu foleava o inferno de dante.

-Só...vem aqui. -disse o puxando para mais perto de novo.

-O que foi? -ele largou o livro rindo.

-Quero um beijo.

Ele riu. E eu percebi que droga,eu sou feliz. Eu sou muito feliz. Não porque minha vida é perfeita, mas aquele momento foi um bem quase lá.

-Por que ta rindo?

-Por que você me ama.Quer me beijar,quer casar comigo,quer namorar comigoo...-ele fez aquela voz enjoada e eu apenas revirei os olhos,ainda sorrindo.

E quando fui me virar senti seus dedos gelados no meu pescoço.

A sua boca era quente.Tudo estava quente.Tu estava me empurrando e eu empurrando de volta.Gostava de você assim.Nas minhas mãos,onde eu podia te manter sobre o meu controle.

deus,sinto saudades do seu beijo,por crowley, eu estava vivendo uma vida encantada e nem sabia.

Me separei dele e lambi os lábios olhando para baixo.

Ele riu e eu dei um soco no seu ombro.

-Você ta rindo demais cara,cê ta bem?-coloquei minha mão na testa dele e o mesmo me olhou serio.

-Tenho você Louis Tomlinson.Tudo esta bem.

Te odeio Harry,odeio o fato de você ser tão engraçado e odeio o como eu não consigo parar de pensar no quanto o seu sorriso é lindo.

Harry você foi a minha rotina desde que nos conhecemos,a melhor parte do meu dia,e eu nunca me cansava.

E então estávamos ali,no mesmo lugar depois de um mês fugindo das aulas de Educação Física, e você se sentou mais perto de mim.

-Gosto disso.

Levantei minha cabeça e o olhei confuso.

-Gosta de que?

-Do que andamos fazendo.Eu gosto disso.E isso.-ele me beijou.

-O que é isso?

-Isso é.Quero ser seu namorado.

Fechei o livro e o olhei como se tentasse achar o que havia de errado em tudo aquilo.

-Como assim? Eu pensei que,a gente já tava namorando?

-Eu não te pedi em namoro.Não tinha,ate agora.

-Harry,sweet...a gente já namora a anos...

-Ah é?

-Cara,quer dizer,você já ouviu os comentários? A única diferença é que agora é de verdade.

-Isso quer dizer que você aceita?

-É claro,idiota.

Então ficamos ali,olhando um para o outro, e pela primeira vez não estou me sentindo ansioso, ou preocupado com o que ele está pensando, apenas estou feliz,estou feliz.

Ele me abraçou. E eu fechei os olhos, porque só queria sentir os seus braços,ele me deu um beijo na testa e pegou meu dedo indicador,Harry tinha essa coisa,ele ficava o segurando como se fosse uma fonte de sorte.

Porque,beijar qualquer um beija,flertar qualquer um flerta,mas o carinho de dedo é só com a pessoa certa.

E isso acabou acontecendo com eles tambem.Zayn e Liam.O negocio é que: Zayn tinha prometido ajudar Liam com Anne,e ele não estava indo muito bem com isso pelo o que soube naquela semana.

[22:18] z: ela me chamou de 'garoto mulçumano' da pra acreditar nessa vaca?

[22:19] eu: de quem ta falando?

[22:21] z: daquela nojenta da sua turma de física.

[22:23] eu: elaaa não é tão ruim.

[22:23] z: a perfeito,ela faz parte do seu grupo de melhores amigos agora? Vocês fazem compras juntos também?

[22:23] eu: tavaaa brincando

[22:26] z: fala serio.oq o liam vê nela?

[22:27] eu: você parece estar incomodado com isso...

[22:28] z: com o que? com o fato de ele estar apaixonado por uma enjoada preconceituosa,é talvez.

[22:28] eu: opa alguém aqui parece estar com ciumes.

[22:30] z: cala a boca Louis,precisamos de ti hoje,e leva o Harry,vamos a uma festa.

[22:32] eu: ok.

Zayn bloqueou o celular e levantou da cama.

É uma coisa estranha, mas quando se está com medo de alguma coisa, você tende a querer retardar o tempo,fazer qualquer coisa para que aquilo não aconteça ou demore mais a chegar.

Zayn tentou fazer isso o dia todo,mas era difícil com um Liam o ligando o tempo todo dizendo que não sabia o que vestir.

-Mãe.

-Oi querido.

-Hum...eu vou sair com os meninos ok?

-Onde vocês vão?

-A...uma festa...

Ela largou os pratos e o olhou lambendo os lábios.

-Ta tudo bem ok? Eu não vou beber e não vou fazer...nada de errado.-ele disse sorrido e indo ate ela,beijando sua bochecha.

-Tudo bem.-ela sorriu.

-Onde ta o papai?

-Ele esqueceu de comprar as minhas flores,então o mandei de volta.

-É quase...onze horas mãe?-ele riu.

-Ele não dorme nessa casa sem as minhas flores.-ela disse rindo e espalhando os pratos.

-Ok.Eu vou indo...tchau.-ele a abraçou e foi ate a porta.

-Qualquer coisa me ligue!

-Ok!

Zayn fechou a porta e desceu as escadas,o caminho todo até a casa de Liam,ele só pode pensar o como estava incomodado com aquilo,quer dizer ele não gostava de Liam,não desse jeito.

E Zayn era hetero,e era mulçumano.Ele nem poderia estar pensando na possibilidade,quer dizer ele não tinha nenhum preconceito mas é meio que o moreno nunca havia parado para realmente pensar nisso.

É só que,Liam era legal.De qualquer forma,ele podia querer detestar o menino,mas ficava difícil dia após dia,mas agora quando Anne aparecia na história Zayn conseguia ficar com raiva até da respiração de Liam.

Ele só não queria ele com ela.Quer dizer,eles podiam arranjar outra garota.
Mas não agora.Por que Liam quer alguém? Porque Liam quer ela?

-Cara,eu preciso de ajuda... -Liam disse tentando fazer um nó na gravata.

O moreno apenas revirou os olhos e se levantou ficando de frente para o outro.

-Fica quieto mane...-ele começou a desenrolar a gravata do pescoço de Liam. -Olha,você tá se esforçando demais....precisa ir com calma ok?

-Eu não sei se...consigo ir com calma.

Zayn riu.

-Liam...você não precisa se vestir como se fosse a uma reunião de negócios,só coloque qualquer roupa,por exemplo: a camiseta branca e a calça jeans preta,pronto.

Liam sorriu e pegou as roupas jogadas na cadeira saindo do quarto.

O quarto de alguém costuma ser o reflexo dessa pessoa não? Zayn achava isso,e o quarto de Liam só o provou que estava certo.As paredes eram em um azul escuro e havia posters de star trek na mesma,ele tinha uma estante cheia de livros e em cima da cama um caderno vermelho que chamou a atenção do moreno.

Eram desenhos.

Quer dizer,Zayn amava desenhos,e era um ótimo desenhista,mas Liam.Cara,Liam era um desastre completo.

Zayn ria enquanto folheava o caderno,porque podia ser péssimo,mas era encantador o como ele parecia se esforçar diante uma coisa que sabia que era péssimo.E mesmo assim ele não desistia.

E Zayn amava isso,amou o fato de Liam nunca ter desistido dele,amou isso ate quando perdeu...isso.

-O que tá fazendo?

-Nada.-o moreno fechou o caderno e olhou para Liam na porta.

Ele estava bonito.

-Uau. -Zayn disse arqueando as sobrancelhas e Liam imediatamente ficou vermelho.

-Quer dizer,tá ótimo,é visível o como uma combinação de roupas faz a diferença...-Zayn tentou consertar.

Liam sorriu.E droga,ele queria ter odiado aquele menino,e queria tanto...com todas as suas forças,porque se fosse assim,tudo teria sido mais fácil e hoje apenas não doeria o como doí.

-Valeu,hum...-o menino se mexia desconfortável tentando ajeitar a calça.

-Cadê seus pais?- Zayn falou se levantando da cama.

-Ah,hum,minha mãe eu sei la...provavelmente tá no túmulo do meu pai.E meu irmão menor ta na casa da minha tia.-disse abaixando a cabeça e procurando o tênis em meio a bagunça dos livros no chão.

-Seu pai esta...?

-Yep.Morto.

-Eu sinto muito.

-Não...quer dizer é péssimo mas eu não...não o conheci,ele sofreu um acidente de carro voltando da faculdade,ele trabalhou por cinco anos juntando dinheiro com minha mãe e ela insistia que ele devia seguir o sonho de ser medico,e acabou passando muito tempo longe da minha mãe estudando então...em um fim de semana ele ia surpreender ela e...ele ia pedir ela em casamento,mas acho que...bom,a vida está acontecendo enquanto você está se planejando não? Mas ela...ela não...

-Tudo bem,não precisa falar,se quiser.-Zayn disse ainda mantendo os olhos fixos em Liam.

-Obrigado...

-Bom,acho que nós temos que ir.

Ele colocou o tênis e olhou para Zayn.

-É acho que sim.

Foi naquele momento que Zayn começou a pensar que não sabia quase nada de Liam para chama-lo de amigo.E ele queria isso,porque naquele momento,o garoto passou a ser uma preocupação para o moreno.

-Você já parou pra pensar que nem todo mundo,quer estar em um relacionamento ou com alguém? Maddie,eu vou me formar e vou embora ok? Tipo,viajar...e eu tenho uma faculdade pra fazer e eu quero viver e...viver sem uma malinhas nas minhas costas,você entende?

-Eu acho que ela aceitaria mais a versão "Maddie,não é você o problema...sou eu."

-Ah fala sério Zee.É a verdade,ela merece a verdade,e droga,ela tem planos diferentes pra nós dois,e isso não vai rolar....

-Você se inscreveu mesmo? - Harry perguntou sentando na mesa ao lado de Louis.

O loiro deu um sorriso enorme.

-Yeh...

-Cara,tu é o nosso orgulho,sério.-o cacheado puxou Niall para um abraço.

Niall era,verdadeiramente,nosso orgulho.Ele havia se inscrito em um ONG como voluntariado em um país carente.
O loiro uma vez me disse: Você as vezes tem que abrir mão da vida que planeja para ter a que te espera.Ele é um garoto bom.

-Ei.-Harry cutucou o moreno enquanto o outro se mantinha entretido com os movimentos desajeitos de Liam na pista de dança com Louis.

-Ah,eles são ridiculos.-Zayn abriu a garrafa mais uma vez.

-É,são sim. - o cacheado riu.-Mas são incriveis.

-É um porre mas ele...eles são...

-Eu não falei explicitamente ma-

-Você e Louis,namorando,eu sei cara,aliás...já tava na hora.-Zayn sorriu para o amigo.

-Tu não tem problema com isso né? Quer dizer,sobre a sua religião eu não sei direito-o moreno suspirou e se virou.

Perguntas.Pessoas sempre acabam fazendo perguntas,perguntas demais.Perguntas que as vezes podem não ser por mal,mas podem te fazer se sentir mal.Podem não ter intenção de ser arrogante mas podem ser.O lance é que,você decide o como vai agir e responder a coisas que a maioria das pessoas vão ter curiosidade sobre ti.

Zayn sorriu.

-Harry,você gosta de outro garoto.E é isso,tu continua sendo meu melhor amigo,e eu continuo orando por vocês,a minha fé...não transmite,ódio,intolerância,preconceito ou maldade.Não foi isso que eu aprendi,não é nisso que eu acredito,e não é isso o que eu vou ser.Vocês namorarem não muda nada,amo os dois,igual.E sempre.

Harry abraçou o moreno.

-Malik,você é uma boa pessoa.

Zayn sugou todo o ar que pode e olhou para Liam de novo.Ele não estava mais la,so tinha um Louis correndo ate eles.

-O garoto conseguiu.-Louis sorriu e sentou do lado de Harry.

-O que?-o moreno se ajeitou olhando para Louis.

-A...espera,é so olhar.-Louis apontou para a pista novamente.

Zayn sentiu naquele momento que estava em uma daquelas curvas da vida,onde não sabia se pulava do abismo,subia as colinas,ou se jogava no mar.

Você vai ficar espantado em o como é facil sentir ódio de alguem,ódio,raiva e qualquer coisa que te fizesse querer matar alguem.

O garoto estava puto.Ele queria esganar Liam,queria esganar Anne,queria correr ate ali e tirar ela de perto dele,queria tirar aquela boca nojenta da boca bonitinha de Liam.

Ele estava com raiva.Raiva dele,raiva porque não devia pensar em Liam assim,porque isso não devia estar acontecendo,raiva porque não sabia controlar que seu coração estivesse doendo por alguem que mal conhecia,e ainda mais,por um garoto.

Zayn achou que Liam era seu pecado,que havia mudado tudo e exatamente,tudo.Mas no fundo ele era seu milagre e naquela noite,mesmo sendo a primeira vez que sentiu aquilo,uma parte dele sabia.
 

A vida é um saco.

Eu ja disse isso?

Tenho certeza que ate aquele momento minha vida tinha sido muito disperça,quer dizer,tava bom demais não? Ou talvez,algumas pessoas esquecessem de outras do dia pra noite.

Desculpa,no nosso caso,de dia para dia,e mês para mês.

-O que você acha?-Harry levantou os panfletos da faculdade de música,uma em NY e a outra em LA.

-Nossa...é meio...

-Difícil? É eu sei,mas acho que sei la,se eu arranjar um segundo emprego e minha mãe pode me aju-puxei sua manga pra que prestasse a atenção em mim.

-É longe.Você pensa em realmente se mudar? Quer dizer...

-Contigo né.-Ele me olhou serio.-Quer dizer,você vem comigo se eu for não...

-Eu acho que a gente não precisa se preocupar agora sobre isso...-as vezes me pergunto o motivo de eu ter sido tão burro.-Se inscreve,o resto,é resto Haz.

-Ok.-ele sorriu.-E você?

-Me inscrevi para Inglês.

-Você é bom com palavras.

-É o que dizem,Harriet.Bom,já preencheu a ficha?

-...Yep.-o cacheado largou a caneta e entregou o formulário para a moça na sua frente e o outro para a senhora da banca ao lado.

Ele me olhou sorrindo.Sinto saudades do seu sorriso,ele é bonito.Acho que mesmo que coisas acabem,o amor quando é de verdade,ele continua existindo.

Eu não te culpo mais Harry,pelo menos eu acho que não o faço.Sempre houve muito céu la fora para pássaros corajosos não é?

Só que,cara...você não era o único pássaro corajoso nisso.


Notas Finais


comentem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...