História For You - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens Eadlyn Schreave, Kile Woodwork
Tags A Herdeira, Amizade, Brigas, Colegial, Romance
Exibições 132
Palavras 1.659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


hey hey amoras! voltei
queria agradecer a todas que estão lendo essa história e agradecer pelos comentários que eu amo muito e adoro saber que vocês estão gostando❤️
aproveitem o capítulo...

Capítulo 9 - So this is what you think of me, Eadlyn?


Fanfic / Fanfiction For You - Capítulo 9 - So this is what you think of me, Eadlyn?


Eadlyn,

- uau Alex! Essa batida é incrível -falei depois que a música acabou- você leva jeito pra isso.

- ah, obrigada -ele diz meio envergonhado.

   E então ouço o som da campainha.

- devem ser seus amigos -digo.

- vou lá atender -ele fala e se levanta saindo do quarto.

   Não demora muito até que Alex volta com mais dois garotos.

- uou -diz o loiro assim que entra no quarto- namorada nova Alex?

   Alex solta uma risada engraçada.

- ela não é minha namorada, idiota -revira os olhos.

- fez uma amiga e nem contou pra gente? -diz o moreno de intensos olhos azuis se sentando ao meu lado.

- não conheço ela a muito tempo -Alex responde se sentando na cadeira aonde estava anteriormente. 

- a gente, literalmente, se conheceu hoje -finalmente abri a boca.

- e como se conheceram? -pergunta o de cabelo loiro bagunçado- aliás, meu nome é Brad.

- e o meu é Jack -diz o moreno antes de eu responder a pergunta.

- bom, meu nome é Eadlyn e a razão desse encontro foi isso -digo apontando para o curativo em minha cabeça.

- encontrei Eadlyn desmaiada na calçada com rios de sangue em sua volta -disse o ruivo olhando pra mim- ah, esqueci de falar que coloquei a sua blusa pra lavar -olhei para baixo e percebi, somente agora, que eu estava com uma blusa completamente desconhecida pela minha pessoa. Então eu liguei os fatos e encarei Alex com os olhos arregalados- não não -ele riu- foi minha irmã que te trocou relaxa -finalizou e eu pude sentir o meu corpo relaxando.

- então moreninha -disse Jack- você tem quantos anos?

- 16.

- igual a gente -fala Brad.

- você namora? -pergunta o moreno novamente.

- ã... não -respondi dando um leve sorrisinho.

- não começa,Jack -Alex revira os olhos.

- o que? -levantou os ombros- eu não disse nada.

- não disse mas pensou caro amigo -Brad pisca para ele.

   meu celular treme em cima da minha perna e vejo uma ligação de Kile, na verdade não era apenas 1, haviam 25 ligações na minha caixa postal e mais 15 mensagens. Não eram todas de Kile, óbvio, mas a grande maioria era. Abri a caixa de mensagens e li a primeira que apareceu:

    Estou com raiva do otario que conseguiu te pegar antes de mim -Ean

   Não consegui me controlar e soltei uma risada.

- tudo bem aí no seu mundinho tecnológico?

- é só meu amigo -digo a Alex.

- e você não vai responder? -Brad pergunta.

- não.

- e por que não?

- porque eu não quero -respondi.

- eita -diz Jack levantando as sobrancelhas- já vi que a pessoa é grossa.   

- você ainda não viu nada -falei bloqueando o celular.

- eu acho que você deveria responder eles -diz Alex concentrado em seu monitor.

- e por que?

- porque eles devem estar morrendo de preocupação.

- ah -dou de ombros- eles conseguem viver sem mim por algum tempinho.

...

- obrigada por vir comigo até aqui -digo a Alex quando paramos em frente à minha casa.

- não foi nada -ele diz com um sorriso de lado- eu não ia deixar você esse horário sozinha na rua.

- e você vai voltar sozinho?

- não -ele diz e no mesmo momento para um carro em nossa frente, o vidro se abaixa e aparece Brad de motorista e Jack no passageiro.

- eu não sabia que você dirigia -falei um pouco alto para que ele escutasse lá de dentro.

- você não sabe nada ainda sobre mim, princesa -ele diz e da uma piscada. Pior que ele tinha razão, eu não sabia nada sobre nenhum deles.

- acho que já vou entrar então.

- vai lá.

   Dou um beijo na bochecha de Alex e aceno, dizendo obrigada mais uma vez por tudo que ele fez hoje. Destranco a porta e quando entro todos estavam no sofá e me encararam automaticamente.


- FILHA -minha mãe é a primeira a gritar e correr em minha direção- o que aconteceu? o que é isso na sua cabeça? -e então ela começa a ficar brava- aonde raios você estava Eadlyn? Você não viu as mensagens que todos deixamos pra você? Você tem muito o we explicar!

   Suspirei e de frente pra todos ali, contei tudo o que aconteceu comigo, contei sobre os meninos, o machucado, ou seja, tudo.
   Fui rodeada por todos recebendo carinhos, xingamentos e brincadeirinha, nem preciso dizer que eram de Ean, né? Mas, senti que faltava alguém, olhei em volta da sala e vi Kile com uma cara totalmente emburrada sentado na poltrona que havia no canto da sala.

   Caminhei lentamente até o loiro.

- Kile -chamei com a voz baixa.

- não fala comigo, Eadlyn -se levantou e foi até a área esterna na parte de trás da minha casa. O segui até lá.

- por que? 

- você tá de brincadeira né? -ele me encarou- Eu passei 4 horas procurando você, gastei todos os meus créditos te mandando mensagem e te ligando, todos estavam morrendo de preocupação e você o que? isso mesmo, estava curtindo com os novos amiguinhos idiotas -fala em alto som.

- Kile, esse "idiotas" -faço aspas com os dedos- me ajudaram quando eu estava no chão, sangrando.

- não custava mandar uma simple mensagem? 

- eu não queria ter que ficar explicando as coisas por ligação ou mensagem -falei.

- mas deixar seus amigos e exclusivamente o seu melhor amigo todos loucos te procurando pode né? -falou cínico e eu não respondi, apenas abaixei a cabeça- valeu em Eady.

   Ele se virou e foi definitivamente embora da minha casa. Entrei novamente e ignorei todos chamado pelo meu nome e fui para o meu quarto. Já estava cansada de tudo o que aconteceu hoje.
   Não deu tempo nem de respirar direito que já tinha um ser humano batendo na porta.

- morreu -falei em alto som.

- mortos não falam -diz entrando em meu quarto.

- Henri -digo e encaro o teto- o que foi?

- eu -diz colocando a mão em seu próprio peito- como seu fiel cupido e companheiro, vim perguntar o que caramujos aconteceu com Kile.

- caramujos? -perguntei levantando a sobrancelha direita.

- diferente de você e de Ean, eu sou uma pessoa educada e não utiliza palavras de baixo calão, mais conhecidas como palavrão -falou- eita, até rimei.

      Dei uma leve risada e me sentei na minha cama, sendo acompanhada de Henri.

- ele ficou super bravo por eu não ter falado pra ele que eu estava bem -falei.

- ata -ele disse indiferente- isso já era o que eu esperava.

- então, por que você veio me perguntar?

- porque eu amo encher o seu saco, lindinha -falou e apertou a minha bochecha.

- para com essa viadagem -falei me afastando um pouco dele- você sabe que eu odeio quando me chamam de lindinha, parece até a May.

- quem é May? Pensei que você não tivesse amigas -falou- além da sua cunhada, claro.

- May é a minha tia -disse como se fosse óbvio- e que cunhada que eu ainda não conheço?

- a Josie ué -levantou os ombros- irmã do Kile.

- eu não acredito que você vai dar um de leitora maluca por shipp -reviro os olhos.

- shipp?

- aí, Henri, sua cabeça tá no século 19 ainda?

- haha -ironizou- engraçadona.

- sempre, querido -pisquei e mandei beijinhos no ar.

Segunda-Feira, 7:00 A.M

   Acordei com o som ensurdecedor do despertador tocando ao meu lado da cômoda. O desliguei e me arrastei até o banheiro para lavar o rosto.
   Ontem, domingo, foi um saco. Tentei e tentei falar com Kile milhares de vezes. Cheguei até ir na casa dele, mas ele não me ouviu.

   Agora, cá estava eu, descendo as escadas e tampando os ouvidos para não escutar a piadinha ridícula do meu irmão. O que não adiantou nada, porque logo depois que eu abaixei as mãos ele disse:

- está de luto hoje, Eadlyn?

- vai ser ótimo quando eu entrar de luto por causa de uma morte -falei e me sentei na mesa.

- que morte? -perguntou.

- a sua, imbecil.

- Eadlyn! -fui repreendida por meu pai. Revirei os olhos e peguei um pedaço do bolo.

30 minutos depois...

   A escola parecia bem mais horrível e chata hoje, impressionante. Os alunos pareciam todos zumbis, mas não os culpo, hoje é segunda feira.

- cadê o Kile? -pergunta Hale e eu abaixo a cabeça.

- pergunta pra desaparecida aqui -Ahren coloca o braço apoiado no meu ombro e logo tira devido a cotovelada que eu dei nele- agressiva.

- a gente brigou depois do que aconteceu sábado -falei.

- ah, tá explicado -ele respondeu.

- por que você não tenta falar com ele? -Henri pergunta.

- porque eu tentei ontem o dia inteiro e ele me ignorou -respondi.

- então fala com ele aqui na escola -Ean sugeriu. 

- ou se você quiser eu falo com ele -disse Hale.

- a gente pode falar com ele todos juntos -disse o meu gêmeo.

- acho melhor a Eadlyn falar sozinha -Ean contrariou Ahren.

- vai procurar ele agora, senhorita -disse Henri com um ar autoritário.

- MAS QUE SACO -gritei- vocês não param de falar dele, a minha vida virou um inferno depois que o Kile voltou -falei e me arrependo na mesma hora.

- então é isso que você pensa de mim, Eadlyn? -fala uma voz atrás de mim, me viro e dou de cara com o loiro.

- Kile, eu...

- não fala nada -ele levantou a mão e depois a abaixou- eu já estou cansado dessa merda toda, foi um erro idiota ter implorado pro meu pai voltar por causa de vocês -falou- de você -se virou e sai andando o mais rápido que ele pode.

   Muito bom Eadlyn, você recebeu o título de mais idiota.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
comentem o que acharam e desculpa se tiver algum erro
kisses💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...