História For You - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Vhope
Exibições 26
Palavras 2.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oee Gente voltei rsrs
Obrigado pelos favoritos ♥♥♥
Te amo vocês ♥
Não tenho muito o que dizer então vamos ao capitulo.

Capítulo 4 - Vaga-Lumes


Fanfic / Fanfiction For You - Capítulo 4 - Vaga-Lumes

 

*Semanas depois*

 

Eu estava mais cansado que o normal por causa da quimioterapia, eu tinha poucos cabelos e não conseguia ir até a cadeira de rodas sozinho, não tinha apetite e vomitava freqüentemente, eu sou um problema...

Eu estava no meu quarto sentado na cama observando o céu pela janela, o dia estava nem muito frio e nem muito calor estava ótimo, Jimin teve que sair do quarto onde eu estava, pois ele estava brilhando... Eu realmente estou preocupado com ele...

- Jungkook já tomou seus remédios? – Pergunta Suzy, entrando no quarto.

- S-Sim. – disse com dificuldade.

- Bom garoto... Hoje iremos até o cabeleireiro. – diz e se direciona até a cadeira de rodas colocando a mesma do lado da minha maca.

- Cortar o cabelo?

- Sim... Não fique triste, ele logo cresce de novo.

Continuei a olhar para o céu e Suzy estava meio abalada... Eu sabia que eu não estava bem.

- Vem cá garoto. – diz e me pega no colo e me coloca na cadeira de rodas. – Vamos tomar um banho e cortar esse cabelo. – sorri.

- Eu posso usar uma touca?

- Pode, mas você fica fofo careca.

- Não fico não!

Ela riu e me levou até a porta.

- Você está mais pesado que o normal, seu gordo. – ri.

 

 

Já de banho tomado e pronto Suzy tagarelava e me levava até a calçada e esperávamos o táxi.

Olhei para trás e vi Jimin sendo abraçado por um garoto de cabelos verdes e outros dois que pareciam em silencio.

- Jimin...

- O táxi chegou, vamos. – diz Suzy que me retira da cadeira de rodas e me coloca no banco de passageiros e o taxista coloca a cadeira de rodas no porta malas e voltam aos seus bancos.

 

- Quem é Jimin, Jungkook? – pergunta Suzy me lançando um sorrisinho malicioso.

- Um amigo... Por quê?

- Mi-Cha disse que Jimin ficou desesperado quando você desmaiou.

- Desesperado?

- Sim, Mi-Cha disse que ele começou a gritar por você e te levou correndo até o carro de Mi-Cha e fez ela voar com o carro. – ri. – Ele ficou com você até SeokJin te levar a ala para fazer a quimioterapia. E depois desapareceu.

- Serio?

- Sim, que amizade. – riu.

- Hmm...

- De qualquer forma ele era bonito, aonde o conheceu?

- No Jardim...

- Ata...

 

 ♥ - ♥

 

- Chegamos. – diz Suzy que abre a porta do automóvel e sai do mesmo, e o taxista fez o mesmo e abriu o porta malas e tirou a cadeira de rodas. – Vamos. – sorri e me pega no colo e me coloca na cadeira de rodas.

- Esse é o salão?

- Sim. – diz e me leva atravessando a rua e parando na frente do salão.

- Só tem mulher aqui.

- O que, que tem?

 

- Minzy!

- Suzy, viada!

- Hoje eu trouxe Jungkook, para cortar o cabelo.

- Prazer Jungkook! – diz a mulher e se aproxima de mim.

- Prazer. – sorriu forçado.

- Posso ver seu cabelo?

Olhei para Suzy e ela me olhou e sorriu.

Assenti e tirei a touca.

- Que cabelo lindo, vamos dar um jeitinho nele e deixar ele bem bonito. – sorriu e me leva até na frente do espelho.

 

 

- Pronto! – diz Minzy. – Pode abrir os olhos.

Abri meus olhos lentamente e meu cabelo não estava tão ruim assim.

- Gostou?

- S- Sim...

- Ficou ótimo Minzy! – diz Suzy que se levanta dos bancos e vai à minha direção.

- Eu sei que faço milagres! – riu.

- Convencida. – ri Suzy. - Jungkook, o tal Jimin vai adorar seu corte novo. – ri alto.

- Cala boca Suzy. – ri.

 

Já de novo no hospital, olhava para o céu e fazia os tsurus sentado na cama enquanto a musica que mamãe cantou estava tocando na sala.

 

POV JIMIN

 

- Jungkook!

Ele desmaiou e Mi-Cha ficou assustada, não pensei duas vezes em pegar o Jimin no colo mesmo que aquilo doesse muito e corri o mais rápido que pude para o carro de Mi-Cha.

Mi-Cha me acompanhou e fiz ela usar a velocidade máxima do carro.

Eu podia sentir a dor imensa e a pouca quantidade de brilho que saia dos meus braços, ignorei completamente aquele detalhe e adentrei o hospital o mais rápido que pude e levei Jungkook até o corredor em que por um milagre o medico de Jungkook estava passando pelo corredor.

Ele viu Jungkook nos meus braços e correu até a mim e pegou Jungkook no colo e levou até o quarto dele.

- Jungkook... – senti algumas lagrimas pelo meu rosto as mesmas brilhavam, às vezes eu odeio ter morrido.

 

 

Tinha se passado horas e não agüentava mais esperar. Mi-Cha estava na recepção preocupada com Jungkook.

Desisti de esperar e usei umas das minhas habilidades para atravessar a parede do quarto dele e ele não estava lá, adentrei todas as salas no corredor até que Jungkook estava na ultima o barulho dos aparelhos era o único som no quarto, Jungkook estava pálido e a agulha em sua veia e o remédio caindo lentamente no tubo.

- Jungkook. – sorri. – Você me assustou...

 

*Dois dias depois*

 

Meu brilho iluminava o quarto, eu estava violando uma das regras de não ficar perto dos humanos e isso me resultava esse brilho.

Eu já estava fraco até que vi Jungkook se mexer, continuei quieto ali sem me mover e Jungkook.

 

Era de noite e Jungkook ainda estava acordado ele olhou ao redor do quarto e me achou.

- Então você acordou. – digo sorrindo.

- Como você entrou aqui?

- Eu não sou humano Jungkook.

- Ahh...

- Você está bem?

- Não sei...

- Entendo.

- Jungkook... Por que você chorou no shopping? – pergunto.

- Ahh... Eu...

- Se você não quiser não precisa contar. – sorri fraco.

- Tudo bem eu conto...

 

Jungkook me contou cada momento de sua vida, Jungkook sofreu tanto...

- Jungkookie...

- Tudo bem eu já me acostumei...

- Eu sinto muito...

- Está tudo bem...

Aproximo-me de Jungkook e o abraço e a dor no meu peitoral e nos meus braços apareceram e meu brilho logo em seguida.

- Tudo ficará bem Jungkook, você é a pessoa mais forte que eu conheci, obrigado por ser assim... Obrigado por existir. – Sussurro.

 

Esperei Jungkook dormir e dei um selar em sua testa e sai do quarto.

A dor estava insuportável e o brilho poderia acordar Jungkook e também não iria agüentar tanto tempo ali se ficasse mais um pouco.

 

Sai do hospital e fui direto para dentro dos arbustos e Yoongi me esperava ali.

- JIMIN!

Ele me olha e nota as queimaduras e o brilho que saia do meu corpo.

- Jimin o que foi que aconteceu? JIMIN?

 

Depois de alguns segundos eu não estava mais inconsciente e desmaiei.

 

- Será que ele esta bem? – diz Hoseok.

- Ele deve estar bem amor. – diz Tae.

 

Abro meus olhos lentamente e vários fantasmas de todas as formas estavam ao meu redor incluindo Yoongi, Taehyung e Hoseok.

- Jimin seu louco o que você fez? – pergunta Yoongi.

- Onde eu estou? – pergunto e me sento.

- Você está passando muito tempo com aquele humano, você sabe que não podemos ficar tão perto deles.

- Eu sei Hyung, mas ele não é igual os outros humanos...

- Temos um apaixonado aqui? – diz Tae.

- De qualquer forma, Jimin você sabe que pode desaparecer se você ficar perto dele.

- Eu sei...

- Quantas vezes? – pergunta Yoongi.

- Quantas vezes o que?

- Quantas vezes você o tocou?

- Eu não sei...

- Você ta pedindo para morrer né, quer dizer ta pedindo para desaparecer.

- Tudo bem...

- Ein? – Os três elevam as vozes surpresos.

- Deixa para lá...

- Coma essa frutinha, os deuses dão isso para nos quando ficamos doentes. – diz Yoongi.

 

 

*Semanas depois*

 

Eu estava olhando para o céu e repensando nas coisas que Jungkook tinha me contado. Foxy... Por que tenho a impressão que sei quem é essa pessoa?

- Estás bem pensativo ultimamente senhor Jimin. – diz Hoseok.

- É eu sei...

- Posso te perguntar algo?

- Sim...

- Por que fica com esse humano mesmo sabendo dos riscos que pode ocorrer?

- Eu não sei... Jungkook me atraiu, de alguma forma eu acho que irei conseguir lembrar-se da minha vida passada ao lado dele...

- Entendo... Não se esforce muito, não quero perder uns dos meus amigos ainda...

- Ok Hobi, eu vou ficar aqui por um longo tempo...

- Que bom, fico feliz por isso. – sorriu.

 

Dormi um pouco e tive um sonho estranho, eu via Jungkook chorar encolhido em um canto de um parque e nos estávamos em um cemitério.

Depois da conversa tinha uma garota que me abraçava e me consolava.

- Tudo ficará bem Foxy. – sorriu.

A garota tinha cabelos castanhos longos era magra e bonita, sua pele era branquinha e ela estava vestindo um vestido preto.

Senti lagrimas nos meus olhos.

- Jimin? Por que está chorando? – pergunta Yoongi.

- Jimin? – Tae e Hobi falam em sincronia.

- Eu... Eu não sei...

Yoongi me abraçou e deixei-me chorar, quem era aquela garota,afinal, e eu era o Foxy?

 

À noite

 

Eu estava meio entediado, alguns vaga-lumes voam em minha volta, o céu estava estrelado.

- Será que Jungkook está bem...

Levantei-me do amontoado de folhas de outono e fui até o hospital.

Atravessei todos os corredores e já estava na porta do quarto de Jungkook, ouvi a musica soar baixinho pelo quarto e abri a porta.

Ele estava tão bonito, com uma touca em sua cabeça e aquelas vestimentas do hospital seu rosto estava pálido e seus olhos estavam fundos.

- Jimin! – sorri.

- Como está você?

- Bem, mal. – riu.

- Engraçadinho... Jungkook... – me sento na poltrona perto da janela.

- Hm?

- Quer ver o céu comigo?

- Sim! – sorri animado.

- Então vamos. – me aproximo de Jungkook e o pego no colo e coloco-o na cadeira de rodas.

- Como a gente vai passar pela recepção?

- Eu tenho meus truques.

- Truques?

- Sim, me da sua mão e feche os olhos, só os abra quando eu disser. – Meu brilho apareceu e fechei meus olhos e me concentrei

- Okay.

- Um... Dois... Três. – aperto sua mão e sinto o vento bater em meu rosto. – Pode abrir os olhos agora. – sorri.

- Como a gente chegou aqui? – pergunta animado.

- Eu tenho meus truques. – rio.

O levo até o mesmo lago que nós se encontramos pela primeira vez e pego ele no colo e o sento na manta que estava ali e me sentei logo após.

- Aqui é lindo a noite Jiminnie. –sorri.

- Sim. – retribuo o sorriso. – Vou te mostrar uma coisa. – Levanto-me e me concentro e consigo sentir os vaga-lumes sendo atraídos pelo meu brilho.

- Vaga-lumes. – Jungkook diz surpreso.

- Sim vaga-lumes. – sorri e me sento novamente perto de Jungkook.

- Jimin... Desculpa por fazer você se preocupar comigo e ficar sentindo dor por causa de mim... – diz Jungkook  e me olha com uma expressão triste.

- Eu não me importo Jungkook, não me importo se doer ou se eu desaparecer por “causa de você”. – Faço aspas com os dedos. – Pelo menos foi por você.

- Jimin...

- Estou aqui com você e os vaga-lumes também. – sorri.

Jungkook estava com os olhos marejados e os vaga-lumes estavam em sua volta.

O abracei e ele permitiu-se chorar.

- Está tudo bem, estou aqui.

 

 


Notas Finais


Quem é a garota hm? e.e
a vida passada de Jimin está vindo aos poucos
Espero que tenham gostado beijinhos <3 Gente desculpa por o capítulo não ter ficado tão bom assim ;-; me perdoem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...