História For You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Baekhyun, Baekyeol, By Senppai, Chanbaek, Chanyeol
Exibições 36
Palavras 694
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha, não sei o que escrever aqui. q

Só... Me perdoem, eu tenho o talento nato de não saber escrever oneshots, grr

odeio serio

só isso

Tchau. ♥

Capítulo 1 - Sorry, Byun. - Único.


Fanfic / Fanfiction For You - Capítulo 1 - Sorry, Byun. - Único.

De: ChanYeol, Park.

 

Para: BaekHyun, Byun.

 

Olá, Oi.

 

 Aigoo! Me perdoe! Eu nunca sei qual “Oi” usar. Tenho medo de um parecer desinteressante demais, ou o outro animado demais. Mas não estou lhe enviando esta carta para falar sobre minha paranoia.

 

Bom, hoje é eu aniversario! Se não me engano, 22 anos. Hmm... Está ficando velhinho, Hyung! És um velhinho tão lindo e fofo. Me perdoe por não ter passado seus últimos aniversários ao seu lado, me perdoe por ter sido um idiota egoísta. Pensei apenas em mim mesmo, ignorei todas as pessoas e conselhos alheios. E isso incluía você.

 

A imagem de seus olhinhos – estes que estavam sempre a brilhar de alegria ao me ver, eu sei disso. Você nunca tentou disfarçar, pequeno. – marejados, enquanto sussurrava como um mantra para mim não lhe deixar, para mim não lhe virar as costas como todos já fizeram. Você segurou minha mão, mas eu a puxei. Você segurou a barra da minha camisa, mas eu lhe virei as costas.

 

Você chorava, e aquilo pesava em meu peito. Minha vontade era de correr até ti e envolver seu corpo em meus braços, pelo menos uma ultima vez. Meus olhos queimavam, ardiam. Prendi o choro por longas horas de vôo. Olhei para trás, pela ultima vez. Você estava sentado no braço daquele pequeno sofá que continha na sala, a cabeça estava abaixada e secava as lágrimas incessantes com a manga longa daquela camiseta branca que sua irmã havia lhe dado de presente.

 

Sim, eu lembro cada detalhe. Poderia descrever tudo o que eu senti em todos esses anos. Afinal, passaram-se quatro anos. Não te vejo a malditos quatro anos. Não sei se cresceu, se engordou, se emagreceu, se amadureceu. Não sei se está com os cabelos negros, castanhos ou avermelhados. Namora? Está casado?

 

Você é feliz?

 

Sabe, eu poderia lhe cobrar uma resposta. Mas não irei. Eu apenas... Eu apenas quero parar de chorar todas as noites quando paro para pensar nisso. Quando paro para pensar em você. Em todos os momentos que compartilhamos juntos.

 

Nosso primeiro beijo, dentro do meu quarto. Trancamos a porta e eu lhe peguei no colo, prensando seu corpo contra a parede. Nos beijamos como se nossas vidas dependesse daquilo. Era uma batalha incessante entre nossas línguas, uma batalha pelo controle. Você estava tão submisso a mim, gemia manhosamente durante aquele ósculo intenso. Eu tinha 16 anos, você 17.

 

Quando transamos pela primeira vez. Cada toque, cada palavra, cada som. O quarto estava tão quente quanto aquilo que denominam ser o inferno. Você entregou seu corpo a mim, BaekHyun. Dedilhei cuidadosamente cada mínima parte de seu corpo, guardei-o em minha memória. Suas expressões de prazer, não poupava os gemidos que ressoavam por todo aquele pequeno cômodo em que estávamos. Lhe estocava com força, a cama rangia com tamanha brutalidade. Estávamos tão sedentos um pelo outro. Eu com 17, você com 18.

 

Não namoramos. Não trocamos alianças, nem juras de amor.

 

Mas trocamos promessas.

 

Deitados em minha cama - naquele mesmo quarto em que nos beijamos pela primeira vez- nossas mãos juntas e nossos dedos cruzados, como um verdadeiro casal. A luz estava acessa, nós dois deitados de barriga para cima em um silencio confortável, os olhares direcionados ao teto- este que não era tão interessante convenhamos.

 

- ChanYeol, você me promete?

 

- O que, Bae?

 

- Me promete que não irá sair da minha vida. Que não irá me deixar, apesar dos pesares.

 

Eu sorri. Sussurrei que nunca iria te deixar, independente de tudo.

 

Apareceram oportunidades únicas em minha vida, Byun. Para realizar meu sonho eu precisaria sair do pais. Eu precisaria deixar tudo e todos para trás.

 

Inclusive você.

 

Fechei meu coração, endireitei minha postura e tentei ser grosso, ser frio. Para você desistir de mim e aquela despedida ser menos dolorosa. Eu tentei me afastar de ti para não lhe fazer sofrer, pequeno. Mas você fora teimoso, você não queria.

 

Nos beijamos pela ultima vez.

Tivemos nossa ultima noite juntos.

Nos abraçamos pela ultima vez.

 

Sei que nunca disse que te amava,

Mas quero que saibas de uma coisa;

Eu nunca amei tanto alguém

Da mesma forma que eu amei você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...