História For You -Camren - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Drama, Família, Romance
Exibições 361
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!
Qualquer erro ortográfico, perdoem!
Só avisando, Camila acorda meia louquinha okay? Vão perceber kkkk

Capítulo 21 - Confusa


Fanfic / Fanfiction For You -Camren - Capítulo 21 - Confusa

Pov Camila

Abri meus olhos sentindo meu corpo pesado, tudo estava confuso, olhei em volta eu estava em um quarto, reparei uns fios em mim que porra é essa? Logo vi que tinha uma pessoa deitada em cima de mim, espera.. Ela estava de jaleco, é isso que os médicos de hoje em dia fazem? Ou, sei lá, que louca.. toquei suas costas e ela se remexeu, fiz mais pressão com a mão em suas costas e ela logo olhou pra trás, parece não muito preocupada, como se fosse dona da porra toda, ela logo bufou e mexeu pra se levantar mas assim que me olhou, ela começou a chorar, eu estava tão feia assim? Fiquei confusa, ela não falava nada, respirava feito louca, ela ia morrer ali e eu ia fazer o que?! Daí do nada ela resolve abrir a boca.

-Camz? Meu Deus… -que diabos é “Camz”? Eu quis rir mas ela me beijou, okay, eu não tava esperando, mas sabe aqueles minutos de loucura? Pois é, correspondi só pra saber se o beijo dela era gostoso como ela parecia ser.. sem falar naqueles olhos cinzas dela, pele branca cabelos negros,  ela poderia me dar um orgasmo que eu não me preocuparia.. ela corta o beijo parece se assustar e dessa vez não consegui segurar, eu ri.. ela pareceu me olhar com tanta devoção, ela já me conhece?! Provavelmente né.. mas enfim.. ela ficou me olhando resolvi elogiar o beijo dela..

-Seu beijo é muito bom- sorri outra vez e isso parece ter sido a melhor coisa da vida dela, caralho será que ela é virjona? Daqueles médicos obcecados que só trabalha e não tem vida sexual? Será?! Eu hein… resolvi perguntar falar a verdade com ela, vai que ela está drogada e tá tendo alucinações comigo. -Mas eu não faço ideia de quem é você. Quem é você? -todo aquele sorriso sumiu, ela fica tensa, levanta rapidamente e aperta sei la o que, e ouço um soluço dela..

-Você.. você não… você não sabe meu nome? Não sabe quem sou eu?-ela fala tão perplexa que por um minuto achei que ela fosse a presidente dos estados unidos, afinal quem é a presidente? E é mulher ou homem? Ok, foco, respondi a doida da alucinada aí.

-Eu deveria? Sei que você beija bem, e que é gata, acabei de notar.. mas... -tive um choque agora.. eu não sabia quem era ela, eu Também não sabia qual era meu nome, como assim? Atrás da minha cabeça doeu, como uma fincada, minha respiração se alterou, ouvi bipes e mais bipes ecoando pela sala, quarto sei lá, quem é minha mãe? Eu tenho mãe? Pai, meu pai, eu tenho pai? Porque eu não lembro se eu tenho uma família? Porque diabos eu não lembro quem sou eu?! Logo vi duas loiras entrando assustadas, a morena que me beijou chorava compulsivamente, a loira menor veio mexer nos aparelhos, senti elas me segurar pelos ombros.

-Mila, acalma, fica calma, tá tudo bem.. fica calma okay? -ela me abraçou, Mila? Esse é meu nome? Ou um apelido? Mas esse abraço me fez acalmar, e que diabos tem nesses médicos com demonstrações afetivas? Ela se soltou e agora as três tinham lágrimas escorrendo, mas que porra porque é só me ver os médicos choram. -eu tava com tanta saudade Camila, Deus… como se sente?-pera, ja me chamaram de Camz, Mila e agora Camila, os outros dois devem ser apelidos certo? Certo. Mas Camila o que? E porque a minha médica sentiria saudade de mim? Me acalmei e resolvi perguntar todas as minhas dúvidas.

-Ok, primeiro, porque estão chorando? Segundo toda médica tem demonstrações afetivas assim? Não tô reclamando e só estranho.. terceiro, é Camz, Mila ou Camila? Estou confusa? Ou esses três nomes se resumem em mim? -as expressões delas mudaram pra igual a da morena antes.. ai Deus, eu não posso nem surtar por não saber quem sou…

-Oh não, Dj chama o Dr Shepherd, rápido.. Lauren, preciso que você vá e ligue pros familiares de vocês, pegue seu filho, está com a Anne na ala infantil, se acalme que tudo vai ficar bem.. Lauren? Você me ouviu? -ela balança a cabeça freneticamente, esqueceram que to aqui? E o nome dela é Lauren.. ela tem um filho e por que caralhos ela me beijou? Pessoas casadas que têm filhos não é? Não quero causar divórcio, mas senti um bagulho loco no beijo dela, e a melhor parte é que ouvi família, então sinal de que tenho uma. -do que você sabe? -senti outra fincada na parte traseira da minha cabeça, essa foi forte me deu uma tontura… -Droga Mila, não faz isso com a gente…- ouvi ela falar baixo.. logo me recuperei.

-Minha cabeça tá vazia, como um borrão em tudo.. como é meu nome? Eu Tenho mãe? Pai? Irmã? Irmão? Qual o seu nome? Porque a morena me beijou? E porque ela fez isso tendo um filho? Droga, isso tá bagunçado demais.. argh… - minha cabeça doeu outra vez e um cara bonitão entra na sala acompanhado da loira alta gostosa.. bem que ela podia me beijar também… sinto o mocinho chegar perto e aponta a porra de uma luz nos meus olhos, olha sei la o que naquelas máquinas estranhas..  os três começaram a se olhar como se falassem códigos, a loira maior começou a chorar me olhando, ficou tudo em silêncio, e me deu vontade de ri. Juro… Eles me olharam..

-Eu sou louca ou são vocês que tomam café demais pra trabalhar vários plantões seguidos? -sorri, mano isso tá massa.. acho que me deram algo, eu deveria estar histérica por não lembrar de mim mesma, porra. será que sou virgem? Nossa, aí já é demais. Afinal quantos anos tenho? Pelos meus peitos não devo ser novinha assim… ai sinto que vai ser mais difícil do que pensei.. que bosta, eu nem pensei em nada… o Dr com cara de garanhão chega perto e suspira pesado..

-Seu nome é Karla Camila Cabello Estrabão. Você tem uma família, e.. bom..

-Bom o que? E que nome horrível, Karla, parece nome de vadia… -pensei um pouco, realmente parece, eles riram, a loira maior tem uma risada legal, mas.. -eu não sou uma vadia não é?

-Só se for da Lauren -a maior fala rindo pra loira menor que repreendeu com um olhar e ela fica séria com os olhos arregalados. Espera..

-como assim eu sou uma vadia da Lauren? Lauren não é a morena que tava aqui? Porra, por isso ela me beijou, mas ela tem cara de ser tão virjona.. -a loira gargalha, acabei rindo também, acho que gostei dessa Drª ela parece louca como eu. -mas me expliquem, porque sou vadia dela? Isso soa horrível.. eu sou tipo uma prostituta contratada pelo hospital para transar com os médicos obcecados em Plantão? Espera.. isso tá cada vez pior, eu não sou uma vadia não é?

-Ai meu Deus, eu tô adorando essa Camila… -ela gargalha e se aproxima - gata, você não é uma vadia, você é muito foda e é uma das médicas obcecadas por plantões. -arregalei os olhos- calma, sua vida sexual era ótima, pode crer. -suspirei aliviada, mas eu médica? Que estranho, não lembro nem se consigo fazer aquela parada lá de apertar o peito dos outros para não morrerem. Eles fazem isso? Que droga, nem sei se isso existe, porque pensei isso? Nem vou falar, vai que passo vergonha. A morena gostosa entra no quarto e eu resolvo pergunta o que ela tem a ver comigo. Ela se aproxima me olhando e reparo uma aliança em seu dedo.. levo a mão pra pegar mas vejo uma igual em minha mão.. porra.. arregalei os olhos.

-Eu sou vadia dela mesmo, isso é o que? Namoro? Noivado? Que mão é de que hein? Nao faço ideia… caralho, por isso ela me beijou, mas que bom que você beija bem, deve ser horrível ter um relacionamento com uma pessoa que beija mal, qual a graça? Espera.. então a minha vida sexual ótima era com ela loira? -a morena olha com uma cara engraçada e fofa pra loira a minha frente.

-Laur, ela tá louca, e adivinha? Eu to adorando está pior do que já era, ainda bem que ela é minha melhor amiga… -ela é minha melhor amiga? Mas eu não sei o nome dela. Que porra… -Flor, essa delícia aqui não tem nada de virjona, ela é uma gostosura toda sua e vocês estão noivas.. -ta, legal saber que tenho uma noiva gostosa, que sou lésbica e que a minha noiva tem um filho… espera..

-mas ela tem um filho, que vagabunda, ela me traiu?

-Ei, eu ainda tô aqui beleza? E eu jamais seria capaz de tal coisa, eu te amo com a minha vida isso jamais pode passar pela sua cabeça. -ela aponta o dedo na minha cabeça..

-porra… -única coisa que saiu da minha boca depois dessa declaração, eu sou muito foda então porque todo mundo me ama, sou médica, tenho amigas gostosas, uma noiva, que é um pitel, com um filho, mas se ela não me traiu, ela adotou?

-ele é adotado então? Mas.. ue droga… me respondam.. acima de tudo, porque droga eu não lembro de nada e porque estou em um hospital? 


Notas Finais


Gente, resolvi colocar Camila mais assim maluquinha pra não acabar ficando chato e melancólico demais, mas ela terá umas mudanças de personalidade, até porque ela não se lembra nem quem ela é..
Ate mais ❣ bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...