História For you -Camren - Capítulo 102


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 978
Palavras 1.663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura
Qualquer erro perdoem..

Capítulo 102 - Tudo no lugar


Pov Camila Cabello

-Então quer dizer que minha filha linda e gostosa tem um encontro com a filha de Afrodite? -entro no quarto de Valerie, Lauren me contou que teve uma garota linda que deu em cima dela no haras e em pleno sábado a noite ela irá levar a garota pra sair, ela começou a rir assim que entrei em seu closet, ela estava apenas de cueca e sutiã.

-vocês amam uma fofoca não é? -disse e eu ri -vem me ajudar vai… não quero parecer uma idiota sofrendo por amar a ex que nem liga pra ela. -disse e eu suspirei parando ao seu lado olhando suas roupas.

-vou te dar umas dicas sobre encontros -digo e olho pra ela que riu.

-você é ultrapassada mãe -disse risonha e eu me fiz de ofendida lhe dando um tapa leve no ombro.

-ultrapassada? Eu sou muito moderna, ok? Sou tão moderna que sei que ela pode querer até sexo no primeiro encontro -digo, ela me olhou espantada e começou a tossir, me assustei olhando pra ela, estava com o rosto vermelho e tossindo -Valerie, respira filha -digo assustada e ela para, do nada, me olhando assustada.

-sexo? Eu nem sabia se eu deveria beijar ela hoje -disse eu bati na minha própria testa.

-Valerie, se você, na hora que for deixá-la em casa, você não der no mínimo… no mínimo, uma pegada nela com um beijo digno, eu não te deixo sair com ninguém mais. -ela arregalou os olhos.

-isso é sério? -sussurrou e eu assenti, ela suspirou rolando os olhos, prendeu os cabelos em um coque, me olhou de cenho franzido e uma careta engraçada.

-ok, é fácil… como no filme do Will Smith né? Levo ela até a porta, ela balança as chaves e eu avanço 90%. -franzi o cenho e estalei os dedos na sua frente.

-Filha… você é linda, gostosa, segura de si e ela está louca em você.

-primeiro, eu sou? -assenti e ela entortou a boca -segundo.. ela está? Tipo… Em mim? -disse fazendo gesto.. suspirei.

-se for tudo que você contou a sua mãe e ela me contou, então sim… ela está muito afim de você. E eu estou orgulhosa por ter tomado atitude. -digo e ela sorriu de lado.

-tem razão… chega de ser bobinha. -disse e parecia brava consigo mesma.

-isso aí… vamos pegar uma roupa que te deixa linda, elegante e meio seu estilo, não use esses vestidos que sua mãe te obrigava a pôr, vamos vestir seu gosto, certo? -ela sorriu largo e assentiu.

  //


-Nossa, que gata -disse Lauren e eu ri indo pegar meu filho nos braços dela.

-Filha, escolhe qualquer um dos carros, os tanques estão cheios e… tem camisinha nos portas luvas -digo e ela arregala levemente os olhos e começa a corar as bochechas olhando pra baixo. Lauren começa a rir.

-Mamães… Eu… não sei se estou pronta pra esse passo… eu.. eu só fiz com ela e não foi tanto assim -disse sem jeito e vi seus olhos se enchendo, suspirei e Lauren foi até ela segurando seu rosto erguendo o mesmo. Vi uma lágrima descendo e Lauren enxugou com o dedão…

-você está linda, é incrível, só.. seja você, ela já sabe o mais difícil, que é sobre você ser mais que uma mulher. -ela assentiu -ela te quis mesmo assim, e… esquece ok? Envolva com a Belinda, converse com ela, ria, beije..  não fique com medo, você pode fazer qualquer coisa desde que ela queira e você também. -disse e ela sorriu, abraçou a cintura da Lo e deitou a cabeça em seu peito.

-Tudo bem… -disse, logo se afastou e olhou Lauren -posso ir na BMW? -ri.

-ola naum inha -Henri disse e todas olhamos pra ele, ele tinha um bico olhando Valerie que sorriu vindo até nós, beijou a bochecha dele.

-não vou, tá bom? -ele sorriu e esticou os bracinhos puxando sua cabeça e babando na maçã do seu rosto. -Ew -disse Valerie e ele gargalhou.

-ok… preciso ir, não quero me atrasar, combinei as oito e já é sete e meia. -disse e eu sorri.

-Sabe onde fica as chaves. Cuidado -disse Lauren e ela ergueu um joinha ainda andando rumo a garagem e de costas pra gente. Espera…

-Valerie? -chamei e ela se vira -onde vai? -ela franziu o cenho

-Ir buscar a Belinda -assenti.

-E…? -pergunto, ela pareceu pensar e arregalou os olhos.

-Mãaae.. me diz um restaurante que presta por favor -seu rosto tinha uma expressão aflita e desesperada.

-Vai, já envio o endereço do restaurante pra você, só conectar o GPS -Digo e ela sorriu, correu até mim beijando minha bochecha e correu rumo a garagem, fiquei rindo.

-Por mais que ela esteja triste e quebrada ainda, ela pareceu empolgada com essa garota -Lauren diz e eu assenti.

-eu só quero saber o que deu em Sofia. Ela não é esse tipo de garota Lauren -digo aflita tentando pensar em algum motivo, Lauren suspira e me abraça.

-Eu sei meu amor… mas Valerie já pediu muitas vezes para não invadirmos sua privacidade em relação ao namoro dela. Sofi não dá notícias há tempos, Valerie não está indo a escola e ela nem notou… vai ver realmente ela tá se tornando esse tipo de garota. -disse e eu suspirei.

-não, vida, eu a conheço. Ela não é assim, mama me mandou uma mensagem, um dia depois que elas terminaram, que encontrou Sofia às duas da manhã perto da piscina chorando, disse que a deixou desabafar nas lágrimas e que iria falar com ela, mas resolveu me perguntar pra ter certeza de que eu não sabia. -ela assentiu suspirando…

-Não faço ideia… mas, vamos deixar isso vai… como você tá? E esse gordinho aqui? -disse e Henri ergueu a cabeça do meu ombro.

-Papá -disse e rimos.

-também estou com fome. Vamos comer. -disse e Henri quis descer, o coloquei no chão e fiquei segurando sua mãozinha, saímos andando, chegamos a cozinha e a mesa estava sendo posta por Vera e Sandra. -Que cheiro bom, Vera e Sandra, vocês são meus anjos -digo e elas riram.

-Que isso Srª Jauregui -disse Vera e Sandra riu, logo as duas saíram dali, coloquei Henri em sua cadeirinha e antes de qualquer coisa Lauren me abraçou por trás beijando meu pescoço me fazendo encolher.

-Você não me respondeu -disse baixinho me arrepiando.

-O que? -sussurrou de volta.

-como você tá? Tá cuidando só da Valerie e não tocamos naquele assunto. -suspirei.

-Está tudo bem, meu amor. -me virei pra ela abraçando seu pescoço -como você tá com isso? -digo e ela suspira

-É difícil sabe? -assenti -mas está tudo bem, realmente deveríamos esperar um tempo, curtir mais o Henri, a Valerie, nos curtir sabe?! Vamos sei lá, viajar… nos amar, nossa família já passou por tanto -disse e eu sorri largo acariciando seu rosto com meu polegar.

-Eu te amo -Digo e ela sorriu -você tem razão.. -ela assentiu e roçou seu nariz no meu.

-MOMMYY -Ouço um grito bravo do Henri, afastei da Lo rindo e o olhei ele estava com o cenho franzido -a papaa -disse bravo batendo na cadeirinha dele e rimos.

-espera, seu monstrinho -ele tá aprendendo comer mesmo e não pode ver nada que ele quer comer, esse gordinho. Puxei Lauren e beijei sua boca, ela riu e me abraçou apertado me beijando de volta, pediu passagem pra lingua e eu entreabri meus lábios permitindo ela me beijar direito, e como ela faz isso bem, nossas línguas se encontraram, eu simplesmente sou apaixonada no jeito que ela tem de me beijar, ela sugou minha língua e afastou, ficou dando selinhos em meus lábios me fazendo rir. Silêncio demais, afastei ainda abraçada a ela e passando meus dedos por seus fios espetados em sua cabeça. Comecei a rir ao pôr meu olhar em Henri, ele tinha “os braços cruzados” só ele pra cruzar os braços desse jeito, os dois braços um em cima do outro, uma mão por baixo com a palma para cima, não… só ele mesmo. -O que foi filho? -pergunto e ele continuou com o cenho franzido e um bico nos lábios. Soltei da Lo e fui até ele -Que foi, mamãe? -pergunto e ele me olhou.

-A boca naum. -apontou a boca com os dedinhos- A papa mim. A ti ziio -disse manhoso passando a mão na barriguinha, que drama, ele comeu não tem nem três horas.

-Não é pra beijar na boca é pra colocar papa pro neném que tá com a barriga vazia é? -ele assentiu fazendo bico -oh mamãe, que malvada você.. meu bebê perdoa a mamãe se ela arrumar um papa beeem gostoso? Perdoa? -ele assentiu e eu beijei seu rostinho, olhei Lauren que ria largo já sentada, dei a volta, peguei algumas verduras, carne, fiz uma mistura com um pouquinho de cada coisa saudável ali e levei até ele que sorriu com a língua entre os dentes.

-E esse sorriso, mama? -Lauren perguntou boba e ele colocou as mãozinhas nos olhos ainda rindo… -vamos comer, faz aviãozinho igual a mama ensinou, faz-disse Lauren, ele pegou sua colherzinha azul e pegou algumas ervilhas em seu pratinho fundo fazendo aviãozinho com a colher levando até a boca, rimos.

-Você tem toda razão, minha vida -digo e Lauren não parece entender -está tudo se encaixando e eu quero aproveitar isso. Estamos bem assim, os problemas vão resolvendo com o tempo -ela sorriu e assentiu. -obrigada por tudo Lo -digo sincera e ela sorria maior ainda, puxei ela pra mim e beijei sua boca segurando seu rosto, ela segura meus pulsos e olha por cima do ombro, fiquei olhando pra ela e sorrindo quando ouvi:

-Gola poti, mama -disse e pelo jeito que sua voz saiu esta com a boca cheia, gargalhamos alto, ele tá entrando na fase conversadeira, está andando melhor, um sapeca. Isso não é um problema, talvez seja só uma fase e no momento certo Lauren e eu teremos nossa princesa aí. Uma coisa de cada vez, finalmente está ficando tudo certo. Tudo no lugar. 


Notas Finais


Camren não é uns amores? São maravilindas demais. Queria...
Esse Henri, gente... Quero um neném desse, coisa gostosa... (Imaginem um neném branquelo, dos olhos verdes, cabelos castanho escuro parecido com Lauren e Camila, realmente tá tenso ficar achando fotos com bebês parecidos pra colocar aqui kkkk mil perdões)

Eeee.... Bem vindos a fase The loving da fic kkkk vai ter uns probleminhas (não vou dizer quais) mas nada grave, nada comparado ao começo da história, vai ser mais família, e está muito bom, minhas ideias estão fazendo algo legal kkk (na minha opinião)

Enfim... Próximo é "pov" Valerie. Hahaha. Ta bafonico. Não perdem por esperar 😏🙄😍🙊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...