História For YOU -YoonSeok- - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Namjin, Policial, Taegi, Vhope, Yoonseok
Exibições 196
Palavras 3.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá. Então gente não era nem para mim estar soltando esse capítulo, mas resolvi postar para não ficar ausente, se eu demorar é por causa de um problema de saúde meu. TT

N liguem para os erros e Boa Leitura a todos <3

Capítulo 44 - Ciúmes


 Assim que Hoseok separou nossos lábios o olhei profundamente sem entender, o mesmo sorriu para mim e se virou para Yakumo ainda com o sorriso em sua face, estava sem entender nada, olhei para Yakumo o moreno aparentou notar, já que ele também me lançou um olhar, mas logo sorriu fazendo assim seus olhos virar dois risco. Sorri fraco.

—Então, vocês se conheceram a onde? —Perguntou o rapaz de olhos vermelhos olhando para mim e voltando seu olhar para Hoseok.

—Aqui mesmo, ele é meu parceiro, tanto como na cama como aqui no trabalho. —Respondeu Hoseok sorrindo para o mesmo. Por acaso isso é ciúmes? Sério, Hoseok? Não me contive e soltei uma risada completamente alta. 

—O que foi, Yoongi? —Perguntou Yakumo sorrindo para mim. Parei de rir assim que ouvi a pergunta do moreno.

—Nada, eu apenas lembrei de algo que aconteceu na escola —Respondi tentando cobrir a verdadeira razão do meu riso.

—Sério? Oque? —Perguntou o mesmo arrastando uma cadeira até si e sentando na mesma em seguida, seus olhos vermelhos estavam focado em mim, seu sorriso médio era um tanto provocativo.

—Nada de muito interessante, mas porque você está aqui Yakumo? Você se cansou de viver a vida loucamente. —Mudo o rumo da conversa com uma pergunta. Hoseok se aproximou de mim e sentou-se na cadeira que estava ao meu lado.

—Não, apenas vim atrás de uma pessoa, e também pretendo levar essa pessoa comigo. —Respondeu o mesmo dando lentas voltas de 180º com a cadeira. 

—Hum, Hy Yakumo, você foi preso, certo? —Perguntou Hoseok, o olhei na tentativa de entender a pergunta, e notei que o mesmo estava com a ficha do rapaz que eu estava passando a limpo, então "Hy Yakumo" era o meu melhor amigo Yakumo.

—Sim, mas foi por um motivo besta —Respondeu o moreno fazendo cara de entediado. Sorri ao ver sua expressão.

—Desde quando, furto, é um "motivo besta"? —Perguntou Hoseok sério. Analisei cada detalhe de seu rosto, o mesmo tinha expressão sérias, seus olhos aparentavam analisar cada detalhe da face de Yakumo. 

—Eu precisava de dinheiro, então... —Falou Ya debochado.

—Hum...

—Então, já que você... Hoseok, né? Já terminou com o interrogatório, eu gostaria de sair com meu amigo, estou afim de relembrar nossos velhos tempo —Disse o moreno a minha frente dando uma rápida piscada a mim, ri baixo de seu ato.

—Desculpa, mas eu e Yoongi temos planos —Dizia Seok enquanto se levantava da cadeira. Desde quando, temos planos?

—Eu que peço desculpa, Hoseok, mas eu irei sair com meu amigo. —Pronunciei.

—Yoongi. —Disse o moreno colocando sua mão em meu pálido pulso.

—Han, se vocês quiserem nós podemos fazer esses seus "planos" juntos. —Sugeriu Yakumo, sorri para o mesmo e assenti, já Hoseok apenas concordou para não ter que me deixar a sós com Hy. —Vamos?

—Sim, mas antes eu preciso falar algo com Yoongi, vem! —Falou Seok me puxando em seguida.

 Não sabia para onde Hoseok estava me levando, mas a força despejada em sua mão já estava começando a machucar meu pulso. Não sei por que essa crise repentina, está na cara que por alguma razão, eu sou completamente apaixonado por ele, então qual a necessidade? Entramos no banheiro do departamento acima, Seok me empurrou na parede e me prensou na mesma.

—O que você acha que está fazendo, Hoseok? —Pergunto com minha respiração um pouco afoita.

—Yoongi, será rápido, mas se depois disso ou do que rolar depois desses falsos afazeres que eu criei, rolar algo com você e esse tal de Yakumo, eu juro por toda a minha sanidade, que você não irá andar por uma semana! —Disse ele me fazendo o olhar com meus olhos um poucos saltados. 

 Seok selou nossos lábios, sua mão foi descendo até chegar perto da minha calça, o mesmo desabotoou e em seguida abaixou o zíper, sua mão adentrou minha cueca. Soltei um baixo gemido pelos toques de Hoseok, nossos lábios se separam, deixando assim meus gemidos se espalharem pelo banheiro. Seok roçou nossos lábios, tentei selar nossos lábios novamente, mas o mesmo negou e começou a me provocar com seus lábios. Estava chegando ao meu limite, a qualquer momento poderia gozar na mão de Hoseok.

—Yoongi, a quem você pertence? —Perguntou Hoseok enquanto roçava nossos lábios, o mesmo aumentou a velocidade, assim me fazendo gemer completamente abafado. Meu orgasmo chegou assim que Hoseok pressionou seu dedo em minha "cabeça".

—Hoseok... —Gemi seu nome arrastado. O moreno retirou sua mão de dentro da minha cueca, e a lambeu com um sorriso em seu rosto.

—Bom garoto, agora passe uma água em seu rosto —Disse o mesmo ainda sorrindo. Assenti ofegante para ele.

 Jung Hoseok, esse era o nome do cara que tirava todo o meu senso, gemidos, lágrimas e perguntas, talvez jamais respondida. A água descia rapidamente pelo ralo, olhei me no espelho e acabei por prestar mais atenção em Hoseok, já que o mesmo me olhava. 

—Vamos? 

—Hum... 

====------========------===-----

 

—Nossa que demora, já estava achando que vocês tinham fugido. —Falou Yakumo debochado. Sorri sem jeito para o mesmo, e logo neguei o seu achar com a cabeça.—Então onde vamos? 

—Onde você gostaria de ir, Yoongi? —Perguntou Hoseok sorrindo médio para mim.

—...Que tal, nós irmos ao cinema? —Sugiro com um pequeno sorriso em minha face.

—Ótima ideia! —Pronunciou Ya se aproximando de mim, e passando seu braço em volta do meu pescoço.

—Eu dirijo —Falou Hoseok.

—Que dirigir, Hoseok, nós vamos a pé! —Disse Yakumo animado.

 Seok assentiu com um pequeno sorriso, fiz o mesmo que o moreno. Espero que ocorra tudo certo, nesse "passeio".

====-----=====----===

 O caminho foi totalmente silencioso, estava no meio entre os dois, a falta de assunto estava me matando, na verdade o silêncio estava me matando! Olhei para Yakumo, e desda nossa adolescencia sempre que eu o olhava significava: Tenta puxar assunto. E ele sempre puxava, mesmo sendo o assunto mais estranho do mundo.

—Vocês são namorados? —Perguntou ele quebrando o silêncio entre nós.

—Não —O respondi friamente. Seok me olhou sério, lancei um olhar que dizia "Por acaso estou mentindo?" e voltei a olhar para frente.

—Yoongi, de onde surgiu isso? —Perguntou Yakumo colocando a mão em meu pescoço, notei que era a área que Hoseok tinha me marcado, suspirei fundo.

—Não é nada, daqui a pouco some —Tipo quando eu morrer.

—Hum... Parece que foi feito por uma besta —O olhar de Ya foi completamente direcionado a Hoseok. O moreno ao meu lado sorriu como se estivesse orgulhoso;

—Chegamos! —Falou Seok. 

 As filas estavam lotadas, a única que estava com poucas pessoas era a de um filme romântico. E isso se resultou na compra de três ingressos, Yakumo comprou nossos suprimentos, o mesmo estava completamente animado, eu apenas ria de seus atos e falas, Hoseok estava mais focado na fila que nós estamos enfrentando.

====-----=====----====---

 TaeHyung~ON;

—Yoongi, Hoseok! 

 Nada. Onde esses dois foram? Com certeza devem estar se comendo por aí. Nem guardam as folhas do departamento, me aproximei da mesa de Yoongi, peguei os papéis que estavam em cima da mesa do mesmo, e um deles me chamou atenção, e era a ficha de um tal:

—Hy Yakumo... Já ouvi esse nome em algum lugar. Com certeza foi no colégio.

"—Me devolve!

  —Tem algo aqui que eu não posso ver, Tae?

  —Para de grassa, Yakumo, essa é a lista presentes na sala.

  —Hum... Aqui. Mas agora nós temos que resolver algumas coisas.

  —Nem vêm!

  —Cala-se."      

 Será esse Yakumo? Porque se for temos assuntos completamente particulares para tratarmos, vou mostrar para aquele ser humano, como os reis destroem as pequenas cartas. Sorriu olhando para a tau ficha.

====------=====-----------=====

 Yoona~ON;

—Então, como andam as coisas com o Yoongi?

—Deixei isso na mão daquele rapaz. 

—Hum... Precisamos afastar eles o mais rápido possível. Se continuar assim, é capaz dela voltar.

—Calma, ela só pode voltar com a minha permissão.

—Mas e se ela aproveitar dos pensamentos de uma pessoa indefesa, e usar isso como fuga? 

—Com tantos demônios para se pensar, você acha mesmo que algum desses seres inúteis iriam pensar nela? 

—Tudo pode acontecer, sra. Kim.

—Sim, mas não isso. Faça um favor para mim? —Assenti a seu pedido— Tire o cadáver daquele infeliz do quartinho, e jogue em qualquer lugar dessa cidade.

—Ele já esta-lá, faz quanto tempo?

—Exatamente 4 semanas, amanhã iria completar um mês por completo.

—Ah, sim.

====----====-----=====-----==--

 Hoseok~ON;

 Falta pouco para mim mandar um tiro nesse tau Yakumo, o moleque irritante, era para mim e Yoongi estarmos em casa e não aqui, mas esse ser apareceu e estragou tudo. Não irei deixar Yoongi a sós com ele, ainda mais pela tonalidade de seus olhos, já enfrentei outros demônios e muitos tinham essas cores em seus olhos. Pelo menos no cinema temos que fazer silêncio, isso significa que ele pode ficar calado uma vez na vida, Yoongi estava focado no filme, já eu analisava cada detalhe daquele "humano", não sei sua verdadeira forma, o mesmo estava olhando para o filme. Mas rapidamente seu olhos mudaram a direção para mim, o mesmo sorriu para mim. Não sei o que você pretende, mas é melhor caçar outra pessoa, porque Yoongi me pertence.

====-------======-----==

 Yoongi~ON;

 É estranho estar no meio de duas pessoas que você gosta, completamente estranho, sempre que eu olhava para Hoseok ele estava sério, ele poderia estar olhando para o telão mas o mesmo sequer estava prestando atenção no filme, já Yakumo estava realmente assistindo, seus olhos até brilhavam. Ri de sua boca meia aberta. Senti sua mão se aproximando da minha, não liguei porque talvez ele queira pipoca, mas acabou por ele colocar sua mão em cima da minha. Fiquei rapidamente em choque, porque em rápidos segundos as falas de Hoseok no banheiro passaram em minha cabeça, mas sorri fraco ao mesmo, se eu continuar com isso poderei causar ciúmes em Seok, então usarei isso como forma de provocação.

—Yoongi, sua mão é muito macia. —Falou Yakumo baixo. O mesmo entrelaçou nossas mãos.

 Senti o peso do olhar de Hoseok, mas não liguei já que iria fazer aquilo como provocação, Yakumo começou a acariciar minha mão. Me arrepiei um pouco, mas logo passou, fiquei com um médio sorriso em minha face. 

 O filme estava acabando, e no meio dele inteiro até agora minha mão ainda estava junta a de Yakumo. Hoseok já estava pouco se fodendo para aquilo, então e precisava arma uma coisa nova, por algum motivo particular, eu quero ficar sem andar por uma semana. Sorri assim que imagine Hoseok. Yakumo notou e sorriu comigo, mas algo que ele não sabia era que o motivo do meu sorriso tinha nome e sobrenome.

—Acabou. —Pronunciou Seok assim que os créditos começaram a rolar pela tela. 

—Ótimo filme —Disse Yakumo se levantando, ainda com nossas mãos juntas. Levantei.

—Onde vamos agora? —Perguntei.

—Que tau irmos para casa? —Falou Hoseok me olhando sério. Em meus pensamentos eu ria, fora deles eu apenas o encarava.

—Por mim, tudo bem. Mas antes eu preciso ir ao banheiro, Yoongi vamos —Disse Yakumo me puxando para perto de si. Seok me olhou completamente sério, como se estivesse me lembrando do que ele disse que fari. 

—Prometo vim rápido, Hyung. —Falei alto para que o mesmo ouvisse.

 Yakumo aumentou a velocidade de seus passos, chegamos no banheiro ofegante pela "caminhada" que fizemos até o mesmo. Ya ria, me contagiei pelo seu riso e ri junto a ele.

—Yoongi, porque você me usou para fazer ciúmes naquele cara? —Perguntou ele se aproximando de mim.

—Desculpa, Ya, eu não deveria ter feito aquilo. —Falei olhando para o mesmo.

—Tudo bem, foi legal, mas agora falta uma coisa para ficar mais legal ainda —Disse o mesmo me olhando.

—O que, Ya? 

—Isso! 

 Assim que o mesmo respondeu, ele selou nosso lábios. Não dei passagem para sua língua. Com o meu impedimento, Yakumo separou nossos lábios, roçou lentamente seus lábios nos meus, e disse certas palavras antes de se retirar do banheiro. Soltei o ar que já tinha preenchido por completo meu pulmão.

====-----=====----===--

—Onde está seu amiguinho? —Perguntou Hoseok se levantando do banco da praça de alimentação.

—Ele já foi. Hoseok, me leve para casa. —Falei me aproximando do mesmo.

—Claro, mas antes coloque isso. —Disse o moreno me entregando um tipo de colar. 

—Para que isso? —Perguntei voltando a olhar o moreno que sorria.

—Coloque. —Foi tudo o que o ele disse.

  Peguei aquele colar, gargantilha, sei lá. E o coloquei, o mesmo estava fixado no "centro" do meu pescoço, era como uma faixa, só que macia e até que fofa. Olhei para Hoseok, e o mesmo sorriu para mim.

—Agora me diga o porque. —Falei.

—Vamos até aquele espelho. —Disse o moreno pegando em meu pulso. Andamos até o espelho, e assim que nos aproximamos já fui logo olhando para aquele negócio, era como uma colheira, já que estava escrito Hoseok. Tirei aquilo na mesma hora.

—Ei, porque? Estava tão bonito. —Falou Seok.

—Seok, eu não sou um animal para ficar andando com uma colheira! 

—Ok, ok... então eu gastei dinheiro atoa nisso, mas então vamos? —Assenti.

 Estávamos em silêncio no carro, a mão de Hoseok esquerda se encontrava na minha coxa, nem me importei, continuei olhando para as lojas que já estavam a se fechar em Seul. 

—Ele me beijou —Falei olhando para a barraquinha de cachorro quente.

—Como? 

—Ele me beijou...

 Assim que repeti minhas falas, Hoseok acelerou a velocidade, olhei em choque para o mesmo, mas ele não ligou, de 60 estavamos à 140. O que Hoseok acha que está fazendo? Paramos assim que chegamos na minha casa, o moreno saiu antes de mim, o mesmo abriu a porta para mim e soltou meu cinto de segurança.

—O que voc...

 Fui calado por um beijo do mesmo, mas logo esse beijo se encerrou, Seok pegou uma sacola e me puxou para fora do carro, fechei porta  já que Hoseok sequer teve a capacidade de fecha-la. Entramos correndo em casa, estava sem entender nada. 

—Hy...—Antes que eu pudesse terminar Hoseok me jogou no sofá. O moreno começou a desabotoar sua camisa.— O que você está fazendo? —Perguntei baixo.

—Yoongi, foi você que me deu o desfecho para fazer isso. —Falou o moreno desabotoando sua calça, assim que desabotoou o segundo botão, Hoseok subiu no sofá, abriu minhas pernas e me posicionou em frente a seu membro. 

—Mas ele não fe...—Fui calado por um beijo.

 As mãos livre de Hoseok, agora tinham afazeres, uma passava pelo meu rosto, e outra descia lentamente até o cós da minha calça. Seok sorriu ao me ver ofegante pelo nossos beijos. 

—O que eu te disse Yoongi? 

—Que... eu não iria andar por uma semana... —O repondi. Hoseok pegou a sacola que ele tinha pegado no carro, e da mesma ele tirou uma algema, um vibrador, entre outras coisas, fiquei pasmo. —Hyung, nunca mais irei fazer aquilo, então você já pode ir para sua casa.

—Está me negando, Yoongi? —Peguntou Hoseok começando a abaixar minha calça junto a minha cueca.

—Não! Eu... ah! —Antes que eu terminasse de falar Seok penetrou o vibrador em minha entrada. 

 Tive minhas mãos presas por uma algema, estava completamente exposto a Hoseok, o moreno começou a desabotoar minha camisa. Sua língua brincava com um dos meus mamilos, minha barriga subia e descia por causa da minha respiração ofegante, Hoseok parou de brincar com meus mamilos para despejar mordidas pelo meu abdômen. 

—H... —Gozei em minha propiá virilha, já que meu pênis estava sendo pressionado pelo tronco de Hoseok. 

 Seok desceu ainda mais rápido, o mesmo lambeu a minha porra, e aproximou novamente seu rosto do meu, selando assim nossos lábios. O meu gosto junto ao seu, as vezes era delicioso.

—Yoongi, você gosta de marcas?

—Hum... —Assenti ofegante para Seok que deu uma leve lambida em meu membro.

 O moreno riu, e pegou uma venda, o olhei sem entender, mas logo minha visão foi coberta. Senti sua boca passar pelo meu abdômen, mas a mesma estava fazendo em meu arrepiar, já que por algum motivo seu selar estava gelado. Seok selou nossos lábios, com isso pude perceber que ele estava com um pedra de gelo em sua boca, sorri. O vibrador estava sendo retirado lentamente de dentro de mim, arfei, a água gelada que vinha do gelo por estar se derretendo estava passando pela minha entrada. De sua boca o gelo de Hoseok foi parar em minha entrada, gemi pelo o ato, estava me sentindo desconfortável. Mas logo Seok me confortou com o roçar de seu pênis, o mesmo me provocava com a entrada e saída do seu membro. 

—AH! —Gemi de dor assim que levei um "leve" tapa em minha pálida coxa. 

—Yoongi, você fica muito mais lindo marcado por mim. —Tive meu lóbulo mordido.

 O roçar de seus lábios e de seu pênis em minha entrada, estava me deixando cada vez mais exitado, senti a leve entrada do membro de Hoseok novamente.

—Hyung... me foda —Falei ofegante. Pude ouvir o abafado riso de Hoseok.

—Mas eu nem terminei de te marcar, meu pequeno. —Disse o moreno, senti uma ardência em minha entrada.

—Marque-me depois! —Falei com a voz alterada.

—É isso mesmo que você quer? 

—SIM!

 Como pedido Hoseok me penetrou, gemi fraco pelo seu ato, mas logos meus gemidos foram ficando fortes, as estodas de Hoseok estavam amentando cada vez mais. E para piorar o mesmo aproximou o vibrador da minha entrada, deixando assim uma dupla sensação. Minhas pernas foram levantadas, dando assim mais passagem a Hoseok. Gostaria de ver o mesmo suado e com centrado em mim, apenas em mim. Suas mãos apalpavam minha nem tão mais pálidas coxas, entrelacei minhas mãos completamente desajeitado, não conseguia ficar com minha boca fechada, mas logo Hoseok resolveu isso selando nossos lábios. Nossos lábios se separavam de vez em quando, por causa de nossos gemidos. 

—Yo... —Seok gozou. Mas não me importei, apenas me atrevi, e rebolei com seu membro ainda presente em mim. Assim que terminei de rebolar, Jung voltou a me estocar, sorri para o mesmo. 

 Podia estar com as pernas já doloridas, mas eu não ligava, já que Hoseok continuava dando atenção para mim, seu pênis acertava perfeitamente minha próstata, seus baixos gemidos perto do meu ouvido era exitante, uma de suas mãos passava lentamente pelo meu abdômen suado. O vibrador estava ainda perto da minha entrada, deixando tudo um pouco mais saboroso. Podia não estar vendo Seok suado, com sua boca levemente aberta, sua franja grudada em sua testa, mas era ótima a sensação de tê-lo, até mesmo vendado. Isso iria acabar só pela manhã, já que sempre que Hoseok me preencher com seu gozo, eu irei rebolar com o mesmo, ne uma forma de pedir mais. Eu ainda te odeio Hoseok, mas amo o fato de ser tocado por você.

--=======---======---======---

 Yakumo~ON;

 Yoongi negou o meu beijo, ele com certeza devia estar drogado, ninguém nega a mim! Já se passaram não sei quantas horas, mas aquilo não saia da minha cabeça.

—YAKUMO! —Ouço a voz de um homem a me chamar. Virei-me e acabei por ver...

—TAEHYUNG!

 Assim TaeTae, ainda morava aqui, e pensar que eu fodia com esse moleque todos os dias no colégio. Até que ele ficou bonito, o que é bom para um demônio, porque assim é mais fácil de conter/seduzir/conquistar as pessoas.

—O que te traz aqui? 

—Eu que te pergunto isso, porque você voltou, Hy Yakumo? 

 Sorri para o mesmo.   


Notas Finais


Até o próximo cap ~~ FLW🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...