História For your eyes only - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Larry Stylinson, Louis Tomlinson, One Direction
Exibições 57
Palavras 3.436
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyyyyyy :) Boa leitura!

Capítulo 18 - Happy Birthday Harry!


Fanfic / Fanfiction For your eyes only - Capítulo 18 - Happy Birthday Harry!

 

            Senti meu alarme tocar e despertei sentindo uma leve dor de cabeça, apertei o botão fazendo aquele som irritante parar, peguei meu celular e o chequei vendo que havia algumas mensagens, mas vi aquele nome em especifico na tela e cliquei em “Lou” mostrando uma mensagem “Feliz Aniversário amor, toda felicidade do mundo para você, porque você merece cada pedacinho dela. Agora acorda porque quero dar seu presente e te beijar muito. Te vejo mais tarde. xx” sorri para a tela do celular e suspirei, como ele era maravilhoso e ele sabia que eu sempre checava meu celular quando acordava, sempre para ver se tinha alguma mensagem dele. Levantei-me para tomar meu banho, fazer minha higiene e me vestir. Quando saí do quarto encontrei Niall sentado no sofá calçando seus sapatos, mas quando me viu levantou de imediato abrindo os braços e vindo em minha direção.

            -Harrrrrrry parabéns!! –Ele disse me abraçando e sorri em resposta o abraçando de volta.

            -Obrigado Niall.

            -Você tinha esquecido? –Ele perguntou rindo enquanto se afastava para colocar o outro sapato e lembrei-me do ano passado que eu acordei e nem lembrava que era meu aniversário até Niall me parabenizar.

            -Como esquecer com um Louis me lembrando desse detalhe a cada dia? A cada minuto?

            -Eu nunca entendo o porquê você não gosta muito de comemorar seu aniversário... agora você está com 20, fechado e redondinho.

            Resmunguei algo inaudível e escutei Niall rir ainda mais enquanto eu caminhava até a cozinha e pegava uma banana para comer. Pedi para Niall ir dirigindo aquela manhã enquanto eu olhava algumas mensagens que chegavam no meu celular de Feliz Aniversário e sorria para algumas delas, algumas eram dos meus amigos da minha cidade natal, Reddicth e me peguei sentindo saudades de todos, principalmente da minha família quando vi o visor sinalizando uma chamada da minha mãe atendi e fui bombardeado com um “Parabéns amorrrrr!”, Niall sorria ao meu lado enquanto minha mãe me parabenizava pela centésima vez e perguntava quando que iria para lá e disse que em pouco tempo quando o semestre acabasse e como eu sentia falta daquela mulher.

            “Acho que eu vou sair com os garotos mais tarde... nada demais” respondi minha mãe do que eu faria para comemorar “Sim mãe eu sempre me cuido, não se preocupe... Okay, mãe... também te amo. Tchau.” Me despedi e foi o tempo de receber a ligação da minha irmã e reparei em como sentia falta dela também, além que ela havia saído de casa para a faculdade bem antes de mim e eu já devia ter me acostumado com ela longe... mas eu era muito apegado a ela.

            Quando chegamos na faculdade fui direto para a aula e poucas pessoas deram um parabéns, porque eu não era tão popular assim e eu nem ligava mesmo, vi Zayn que se levantou me dando um abraço desejando um feliz aniversário depois de me zoar um pouco.

            -Eu sei, é uma merda mesmo. –Zayn disse rindo e afagando meu ombro. –E Louis? Ele está tão empolgado.

            Eu e Louis decidimos contar naquela semana para Liam e Zayn sobre nós e eles só riram porque já desconfiavam e nos parabenizaram, pelo menos nossos amigos mereciam saber.

            -Ainda não o vi... mas já recebi uma mensagem dele. –Disse rindo.

            -Eu o entendo, porque fico mais empolgado com o aniversário do Liam, do que com o meu. Mas é normal, não é? Quando você ama alguém você quer ver aquela pessoa sempre feliz e em datas comemorativas você se sente meio... “abençoado”, como se fosse um presente fazer parte daquilo na vida daquela pessoa. Como dizer “Nossa naquele dia especial, naquele ano, eu estava lá com ele e foi muito foda”. –Sorri sincero para as surpreendentes palavras de Zayn e até me sentia um pouco mais feliz. –E ainda mais que esse é o primeiro aniversário seu que Louis passa com você, então... ele deve estar empolgadíssimo.

No intervalo corri para o C.A. e quando abri a porta levei um susto com uma pequena festa surpresa que os outros membros haviam feito, eram apenas oito, mas me senti muito acolhido e agradeci a cada um quando vieram me parabenizar e sorri para todos e tiramos uma foto comigo segurando um bolo enorme e com vários balões pendurados pela sala e com uma faixa enorme escrito “Feliz Aniversário Harry”. Provamos do bolo que estava maravilhoso e conversávamos quando senti meu celular vibrar em meu bolso, era Louis e sorri com a mensagem “Cadê você?” “No C.A... fizeram uma festinha surpresa para mim... acho que não vou ao refeitório hoje, mas pode vir aqui comer bolo!” “Nah... te vejo no almoço?” “Yeah.”

Na aula seguinte foi bem entediante, mas me sentia feliz depois de ter saído do C.A, quando acabou a última aula praticamente corri até o refeitório e assim que entrei vi na mesa onde eu e os meninos sempre sentávamos um bolo me aguardando, assim que Louis me viu abriu um sorriso enorme, me aproximei vagarosamente até que eles começaram a cantar parabéns com Niall acompanhando com o violão e assim quando menos esperei todos que estavam no refeitório acompanharam cantando também e eu podia jurar que eu estava vermelho como um pimentão até todos gritarem “Harry, Harry, Harry”.

-Faz um pedido amor... –Louis falou baixinho colocando uma mão em minhas costas me incentivando e sorri me abaixado e assoprando as duas velas que eram o 2 e o 0 e sentindo braços no meu pescoço e abracei Liam que sorria e me parabenizava.

Depois me sentei e começaram a cortar o bolo, Liam ofereceu para quem quisesse pegar até o bolo sumir por completo, eu havia provado um pequeno pedaço por educação, porque ainda estava muito cheio de todo o bolo que eu havia comido antes. Quando estava distraído já em pé senti braços ao meu redor novamente, mas dessa vez era John e estranhei um pouco tentando me desvencilhar, olhei para Louis que havia fechado a cara.

-Parabéns Harry... –Ele disse baixinho em meu ouvido e franzi um pouco as sobrancelhas, senti uma de suas mãos descer por minhas costas e eu não entendia onde ele queria chegar com aquilo.

-Err... obrigado. –Disse tentando me afastar e ele me fitou sorrindo, aquele sorriso que eu não gostava nada.

-Você está lindo. –Ele disse e podia sentir por seu hálito que ele havia bebido um pouco.

-Okay... vejo que alguém está confundindo um pouco as coisas aqui. –Disse tirando suas mãos de mim.

-Confundindo? Eu sei exatamente o que estou querendo. –Ele disse rindo e fiquei sério.

-É, e eu sei exatamente o que não estou querendo. –Ele fechou a cara e pude sentir umas de suas mãos tentarem se aproximar de mim quando senti braços me protegendo.

-Hey John, porque não cai fora? –Louis disse um pouco alto.

-O que você está fazendo aqui Louis? Você pode me dar ordens dentro do campo, não aqui fora.

-Não estou dando ordens, só estou dizendo para cair fora.

-Você nem sabe o que está se passando aqui? Quem você p-

-John, só vai embora. –Disse seco cortando-o o que quer que ele fosse dizer e Louis olhou para mim. –Eu não quero nada com você, já deixei isso bem claro.

Ele me encarou por alguns longos cinco segundos e deu um sorriso debochado.

-Quem diria em Louis... –Ele comentou fitando-o e Louis sequer piscava. –você tem a sorte grande mesmo.

E se afastou deixando nós dois um pouco atônitos. Olhei para Louis e depois ao redor percebendo que algumas pessoas ao redor nos encaravam, Zayn, Liam e Niall pareciam apreensivos e alguns caras do time nos observavam.

-Ele sabe. –Louis disse por fim um pouco paralisado.

Assenti e voltamos a sentar na mesa, os meninos perguntaram o que havia acontecido e explicamos até que o burburinho todo voltou ao normal no refeitório e eu não parava de olhar para Louis, mas ele dizia que estava tudo bem. Depois de deixar Niall no trabalho passei a tarde toda estudando, pois Louis falou que tinha que fazer alguns exercícios, treinar e eu não entendia o porque, já que a temporada de jogos já tinham terminado com aquele último jogo que eu havia ido assistir e que deu a vitória para nossa faculdade.

Niall já havia voltado do trabalho e quando já estava de noite perto do horário que havíamos combinado de sair comecei e me arrumar e me vesti com uma camisa de botões com uma estampa e uma calça preta junto com minhas botas da mesma cor, assim que fiquei pronto recebi uma mensagem de Louis avisando que já estava embaixo no esperando e quando descemos e eu o vi reparei em como ele estava maravilhoso com uma calça colada e uma blusa de mangas soltinha.

-Você está lindo amor. –Ele disse sorrindo me abraçando pela cintura e me dando um beijo demorado enquanto Niall pedia um táxi.

-Você está maravilhoso. –Disse também o que o fez corar e sorrir ao mesmo tempo. Minha mão que estava em suas costas desceu um pouco até sua bunda apertando-a um pouco e pude senti-lo estremecer em meus braços.

            Desci minha boca até sua orelha e a mordisquei e o vi se arrepiar.

            -Você disse que queria me entregar meu presente mais cedo... onde ele está?

            -No meu apartamento.

            Abri um sorriso e beijei seu pescoço.

            -Então vou dormir lá hoje...?

            -Yeah... –Louis respondeu quase como um gemido.

            -Hey vocês dois parem de se pagar aí, o táxi chegou. –Niall avisou e sorri para Louis antes de puxá-lo pela mão para entrarmos no automóvel.

            Quando chegamos a boate ela já estava cheia, Liam e Zayn nos abraçaram segurando copos com alguma bebida dentro e nos ofereceram e na mesma hora bebemos. Fomos até a pista de dança e começamos a dançar e pular em uma música muito animada que tocava no momento, Louis me abraçou por trás e pude senti-lo inspirar o cheiro da minha camisa e me virei encarando e sorri para ele e puxei seu rosto para um beijo intenso. Depois de dançarmos feitos loucos andamos até o bar e pedimos mais algumas bebidas, estava suando e descansava um pouco com Louis entre minhas pernas que observava Niall dançando de um jeito engraçado até que o loiro conversou algo com Zayn e subiu no local onde o DJ ficava e conversou com ele antes de tomar o microfone e começar a falar, paralisei no banco.

            -Ele não vai fazer isso... –Comentei tentando me esconder atrás de Louis que começou a rir.

            -Ah, ele vai sim...

            -Oi oi, boa noite a todos, desculpa atrapalhar o som, mas hoje é um dia muito especial, pois meu melhor amigo está fazendo aniversário, esse cara é o Harry Styles e está completando vinte anos hoje! Poderíamos cantar parabéns?

            Todos gritaram YEAH e uma luz foi focada em mim, Louis se afastou e quis naquele momento matá-lo por isso o que o fez rir quando viu minha cara, assim o DJ colocou uma música de “Feliz Aniversário”, todos acompanharam e agradeci no final me levantando e acenando e gritando um “Eu te amo Niall, mas você me paga” e ele só me mandou um beijo bêbado de longe, o bom é que eu havia ganhado algumas bebidas de graça como presente.

Louis voltou a ficar encostado em mim, com suas costas em meu peito até que The Hills do The Weekend começou a tocar e ele inconscientemente começou a dançar perto do meu colo e aquilo era quente, muito quente. Ele rebolava lentamente acompanhando o ritmo da música, minhas mãos foram para sua cintura e eu não parava de olhar para suas curvas e em como ele rebolava e podia sentir minha calça mais apertada, foi então que já na segunda parte do refrão que ele se virou e me viu suando por ele. Fiquei encarando seus lábios e o puxei para um beijo, mordisquei seu lábio inferior e o escutei gemer e aquilo era demais para mim.

-Baby... olha o que você está fazendo comigo. –Disse pegando sua mão e colocando no volume nada discreto em minha calça e o vi corar e arregalar um pouco os olhos e depois sorrir.

-Acho que deveríamos ir para meu apartamento, não? –Ele perguntou mordendo seu lábio inferior e na mesma hora eu confirmei pegando sua mão e o levando até a parte de fora da boate, enquanto ele pedia um táxi digitei uma mensagem rápida no celular para os meninos avisando que já estava indo embora e que Louis estava junto.

***

Depois de entrarmos em seu apartamento aos beijos tirei minhas botas e Louis entrelaçou as pernas ao redor da minha cintura e minhas mãos apertavam suas coxas sobre o tecido da calça jeans. Sentei no sofá com ele em meu colo quando entre nossos beijos abaixei minha mão até seu membro e pude senti-lo duro também e gemi em sua boca. Meu Deus aquilo era muito quente e eu sentia quase a explodir só de vê-lo daquela forma...

Ele desceu os beijos pelo meu pescoço e tratei de tirar sua blusa mostrando seu peitoral e barriga com aquela cor dourada e suas tatuagens que tracei com a ponta dos meus dedos e via os pelinhos se arrepiarem. Logo em seguida ele puxou minha blusa e o deixei tirar jogando-o em qualquer canto da sala e voltou a me beijar enquanto suas mãos passeavam por meu peitoral, barriga e costas.

Massageei seu membro por sobre a calça e ele gemeu.

-Hum...

Levantei-me segurando-o na mesma posição e caminhei levando-nos até seu quarto e deitei-o em sua cama, me apoiei com as mãos ao lado de sua cabeça e comecei a traçar beijos por todo seu peito, descendo pela barriga, parando perto do cós da calça onde comecei a beijar calmamente.

-Harry... deixa de tortura. –Ele gemeu, mas com uma voz firme e sorri. –Tira logo isso.

-Mandão até aqui... hum?

Vi-o sorrir.

-Você ainda não viu nada. –Ele disse e senti os pelos na minha espinha se arrepiarem.

Estava amando ver aquele lado do Louis.

 Puxei sua calça e pude ver o contorno de seu membro embaixo do tecido da cueca, senti minha boca salivar só de olhar e minha mão imediatamente massageou-o por cima do tecido e escutei Louis gemer mais nitidamente agora e aquilo era demais para minha sanidade. Tirei sua box e seu membro praticamente pulou fora, ele era grosso em um tamanho médio e estava vermelho e pingando pré-gozo.

-Você está tão duro babe... -Comentei e ele gemeu.

Segurei-o em minha mão e ele gemeu na cama manhoso, comecei a movimentar minha mão vagarosamente e fui aproximando minha boca da sua glande e lambi toda sua extensão, ele se contorceu na cama e apertou os lençóis, coloquei-o em minha boca e comecei a subir e descer lentamente, levantei o olhar e encontrei aqueles olhos azuis agora cheio de luxurias olhando-me.

-Oh Deus... –Ele gemeu quando sorri para ele tirando-o de minha boca e depois coloquei-o novamente agora com movimentos mais rápidos enquanto minha mão massageava suas bolas, senti sua glande na minha garganta e aquilo me excitava tanto que cheguei a revirar um pouco os olhos –Hummm... tão bom Hazza.

Senti suas mãos em meu cabelo me incentivando a continuar e gemi mandando vibrações por seu membro fazendo-o gemer, aquilo mandou contrações imediatas para meu membro, mas ignorei, tudo o que importava agora era Louis e eu estava amando vê-lo daquela forma, eu estava amando que eu era o responsável por deixar daquela forma.

Louis começou a gemer palavras desconexas e cada vez mais altas e senti que ele estava perto. Subi uma mão até seu abdômen e o arranhei um pouco.

-Harry... eu... hum...

-Só vem Lou... –Disse massageando seu pênis e coloquei-o novamente em minha boca e só precisou mais alguns segundos e senti seu gozo descer por minha garganta.

Tirei-o da minha boca, percebi que ele estava todo arrepiado com os mamilos eriçados e sorri para ele que arfava olhando-me com um pequeno sorriso. Aproximei-me e deitei ao seu lado com uma perna entre as dele, segurei seu queixo puxando-o para um beijo.

-Eu fui o primeiro homem a fazer um boquete em você Louis? –Perguntei me separando um pouco.

-Sim... e foi maravilhoso. –Ele respondeu sorrindo e beijou no canto da minha boca e foi descendo por meu pescoço, senti-o me marcar perto do maxilar e sorri quando senti-o lamber a região.

Senti-o beijar e lamber cada tatuagem por meu peito e abdômen e gemi quando sua mão apalpou minha ereção que estava praticamente implorando para sair debaixo daquele jeans.

-Por que você ainda está de calça Harry? –Louis perguntou sorrindo e começou a abri-la.

-Louis você não precisa fazer isso... eu sei que você nunca... –tentei racionalizar algo, mas ficava difícil enquanto Louis continuava me tocando.

-Shhhh Harry. Eu quero fazer isso.

Ele tirou a minha calça com um pouco de dificuldade, porque eram bem apertadas e vi-o soltar uma risada nasalada por isso. Depois ele observou o contorno que meu membro formava e seus dedos seguiam esse contorno e soltei um gemido sôfrego, ele percebeu e logo tirou a box, não tive como não sorrir quando seus olhos se arregalaram um pouco quando ele viu meu tamanho, mas logo Louis estava hipnotizado e aquilo me excitou mais ainda se era possível. Sua mão segurou-o firme e soltei um gemido quando ele começou a movimentá-la.

-Isso Louis... hum... –Gemi quando senti-o beijar minha glande e logo depois vagarosamente me colocar na boca e massagear com a mão o que não cabia.

Ele alternava entre chupar a cabeça, bombear com a mão, massagear minhas bolas e de vez em quando passeava as mãos por minhas coxas mandando pequenos arrepios e faíscas por meu corpo. Ele tirava da boca e ficava encarando meu membro como se fosse um picolé ou algo assim, ele faltava lamber os lábios e meu deus eu iria explodir logo só com aquela cena, mas quando ele aumentou os movimentos e subiu o olhar para mim e vi aqueles olhos azuis me encarando e daquela forma foi demais.

-Louis eu vou gozar. –Avisei e ele tirou da boca.

-Goza na minha cara Hazza. –Ele disse e levantei um pouco as sobrancelhas com aquilo, mas logo sorri, segurei meu membro e dei umas últimas bombadas e meu líquido saiu despejando por todo seu rosto.

Eu arfava quando ele abriu os olhos e sorriu para mim e gemi só de olhá-lo daquela maneira.

-Você foi incrível Lou. –Disse ainda me recuperando e dei um beijo em seus lábios.

***

Depois de alguns minutos Louis se levantou para limpar seu rosto, eu fiquei deitado, pois me encontrava tão extasiado, cansado, maravilhado. Eu sorria quando Louis retornou e segurava uma caixinha e outro embrulho e sentou-se de frente para mim.

-O que é isso? Meu presente? –Perguntei sentando-me com o lençol me cobrindo até a cintura e estava com um enorme sorriso no meu rosto, ele assentiu mordendo o lábio inferior.

Entregou os dois pacotes e abri o maior o mais rápido possível, esse era um livro e fiquei maravilhado, agradeci Louis dando-lhe um selinho e depois abri a caixinha onde havia um anel.

-Eu percebi que você ama anéis... então resolvi te dar mais um. –Ele disse sorrindo, um pouco corado e apontou para a minha mão que estava com uns dois anéis e sorri ainda mais para aquela cena.

-Eu amei Louis... amei o livro, amei o anel, amei você. –Disse com um sorriso meio malicioso e ele soltou uma risada se aproximando e segurando meu rosto entre suas mãos e me beijando.

-Feliz aniversário Harry. –Ele sussurrou em meu ouvido e beijei seu pescoço sorrindo.

Quando me afastei, tirei o anel da caixinha e coloquei em meu dedo indicador e fiquei encarando-o, era bem bonito, era prata com uns desenhos. Depois ele se deitou ao meu lado puxando o cobertor sobre nós e puxei-o para meu peito sentindo sua pele quente descoberta –afinal, ele só vestia uma box- sobre a minha.

Ficamos em silêncio sentindo um a respiração do outro e eu nunca me senti tão leve.

-Eu te amo Louis. –Disse baixinho, mas meu coração estava celerado. Eu nunca tinha dito aquelas palavras para alguém, naquele sentido, e agora eu tinha certeza que elas foram guardadas para Louis.

  Ele levantou o olhar sorrindo.

-Eu te amo Hazza. –Ele disse e senti que meu coração iria explodir, ele ergueu-se um pouco até mim dando-me um beijo calmo, mas demorado.

Abracei-o ainda mais sobre meu peito e assim dormimos tão agarrados que quase nos tornamos um só. 


Notas Finais


( ͡° ͜ʖ ͡°) xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...