História Forbidden Love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Kris Wu
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Kris Wu, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Colegial, Drama, Romance
Exibições 15
Palavras 3.708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Ciúmes


Fanfic / Fanfiction Forbidden Love - Capítulo 7 - Ciúmes

Acordei ao sentir algo pesado em cima de meu rosto. Abri os devagar e vi que era o braço do Jae. Todo o meu corpo está dolorido. Essa será a ultima vez que durmo com esse folgado. Tirei seu braço de meu rosto, sentei na cama e comecei a balança-lo.

Eu: Jae, acorda seu pabo! - esse garoto parece uma pedra! Já vi que desse jeito ele não vai acorda então vamos tentar de outro. Com dificuldade o empurrei da cama fazendo ele cair com tudo no chão e levantar rapidamente assustado. Tentei segurar o riso mas não consegui cai na gargalhada.

Youngjae: Lope! - me olhou indignado - Por que fez isso ?

Eu: Você não queria acorda. - dei de ombro ainda rindo.

Youngjae: Não precisava disso. - passou a mão na cabeça e fez uma careta. - Eu bati a cabeça!

Eu: Desculpa! - levantei, fui até ele. - Você também deveria pedir desculpas, não acha ?

Youngjae: Pelo o que ? - me olhou confuso.

Eu: Você é um folgado! Além de quase me esmagar ainda ronca! Eu não dormi quase nada e ainda estou com o corpo todo doendo! É por isso que você tem que se desculpar.

Youngjae: Desculpa! / cruzou os braços. - Se fosse o JB aposto que você não reclamaria.

Eu: Claro que sim!

Youngjae: Claro que não! Você é só amores com ele e com è desse jeito.

Eu: Você esta com ciúmes.

Youngjae: Sempre estou! Desde que você começou a namorar o JB ficou chata comigo. - fez bico

Eu: Qual é Jae ? Que nada eu te amo! Você é meu primo preferido.

Youngjae: Claro, Eu sou o único!

Eu: Larga de ser besta vai. Vamos parar com isso. - olhei pensativa para a janela de meu quarto. Tem alguma coisa que tenho que fazer mas não me lembro o que. Ah! Claro, lembrei. - Jae, a gente tem que abrir a porta do quarto para a Miah e o JR.

Saímos de meu quarto e quando abri o quarto do Jae para liberar os dois daquela prisão eles ainda estavam dormindo. Estavam abraçados. Tão fofos. Nesse momento comecei a pensar no Bambam. Ele vai sofrer com isso. Será que eu fiz a coisa certa ? Sim, eu fiz sim. O Bambam pode até gostar da Miah mas ela não gosta dele. Não adiantaria eu não ajudar o JinYoung por causa do Bambam. Eu teria que ver um deles dois felizes. Se eu tivesse trancado o Bambam com a Miah ao invés encontrar uma cena fofa como essa eu encontraria cadáver pela manhã. Em relação ao Bambam o que devo fazer é ajuda-lo a esquecer a Miah. Como fazer isso eu não sei mas vou ajuda-lo. Quem sabe arrumar uma outra pessoa para ele. Vou pensar melhor.

Youngjae: Vamos... Acordem. - falou baixinho cutucando eles.

Eu: Jae, você é um pateta.

Youngjae: O que eu fiz agora ?

Eu: Acha mesmo que vai acorda eles assim ?

Youngjae: E o que quer que eu faça ? Quer que os derrube da cama como fez comigo ? - revirei os olhos e o empurrei para o lado tomando seu lugar.

Eu: MIAH, JINYOUNG, ACORDEM E VAMOS TOMAR CAFÉ! - gritei os balançando até que acordaram.

JinYoung: Por que está gritando ? - perguntou abrindo os olhos com um pouco de dificuldade por conta da claridade.

Youngjae: Por que ela é louca igual ao irmão, só isso. - deu de ombros. - E então casal ? Dormiram bem ?

JinYoung: Casal ?

Youngjae: Sim. Vocês estão namorando, não estão ?

Miah - Como sabe ?

Eu: Youngjae, seu burro! Eu ainda mato você!

Youngjae: Mas eu não fiz nada!

JinYoung: Vocês ouviram tudo atrás da porta, não foi ?

Eu: Sim... Me desculpe. Foi tudo influência do Jae!

Youngjae: Era importante!

Miah: Ok, ok. Tanto faz. O importante agora é que... Estou com fome.

Eu: Vamos descer e tomar café!

JinYoung: Agora.

Youngjae foi na frente com eles e eu dei uma passada no quarto do Jack. Bati algumas vezes na porta e chamei também mas como ninguém respondeu adentrei o quarto. Não havia ninguém nele. Deduzi que a Yuri tenha dormido aqui e agora pela manhã o Jack a levou para casa ou para dar uma volta. Fui até os quartos de meus pais e tios também mas eles ainda não chegaram então desci e tomei café com os outros.

( ... )

Meus tios e meus pais chegaram as 3 da tarde e agora estão dormindo com uma ressaca daquelas.

Eu, Jae, Jackson e Yuri estávamos jogando "o que eu sou" até que a Yuri recebeu uma ligação da mãe pedindo para ela ir para casa por que estava precisando dela para alguma coisa. O Jack foi a levar então ficou apenas eu e o Jae.

Eu: Só duas pessoas jogando não tem graça. - já estou cansada de ganhar dele.

Youngjae: Não quer jogar mais ? - perguntou desanimado. - Mas estou deixando você ganhar!

Eu: Ha ha até parece. Estou ganhando por que sou boa diferente de você que não é ruim só nesse jogo mas em todos que joga.

Youngjae: Está vendo como você é comigo ? Toda...

Eu: Só falei a verdade.

Youngjae: Comigo é assim agora com o JB é só elogios. Só ele que tem qualidades e eu não ?

Eu: Claro que não! Você dança bem e tem uma voz incrível também. Eu só falei que você não é bom em jogos!

Youngjae: Desculpa... - me abraçou. - É que... Sabe... Foi sempre eu, você e o Jack. Quando você começou a namorar o JB eu me senti abandonado.

Eu: Que bobagem Jae... Não quero que fique assim. - me desfiz do abraço e o fiz me olhar. - Eu te amo, pabo. Ninguém nunca vai tomar seu lugar no meu coração. - ele riu.

Youngjae: Ok. Agora me promete uma coisa ? - assenti. - Promete me dar mais atenção ?

Eu: Claro, seu bobo.

( ... )

Já era noite quando recebi uma ligação do JB me pedindo para encontra-lo na pracinha aqui perto de casa.
Quando cheguei lá logo o vi sentado ao pé de uma árvore olhando para o chão e me aproximei.

Eu: Posso fazer-lhe companhia ?

JB: Deve. - me puxou para sentar ao seu lado.

Eu: Por que me chamou aqui e parece triste ?

JB: Te chamei para ficarmos assim. - me abraçou de lado. - Juntinhos olhando as estrelas e para curtimos um tempinho sozinhos. Estava para baixo por que não havia chegado ainda mas agora que está aqui estou feliz.

Eu: Entendi...

Ficamos conversando, olhando as estrelas, nos beijando e trocando carinhos ali até que o JB fechar a cara de repente.

Eu; O que foi ?

JB: Estava bom demais para ser verdade. - apontou em direção ao Jackson que vinha até nós.

Jackson: Penelope, o que você tem na cabeça ? - parou na nossa frente e ficou olhando feio para o JB. - Saiu de casa sozinha uma hora dessas para encontrar namoradinho ?! E nem avisou!

Eu: Calma ai, Jack. Deixa de show. - Nem é tão tarde assim e eu já sou bem grandinha, sei me cuidar.

Jackson: Você só é grande no tamanho mesmo!

Eu: Você tem que aceitar que eu cresci. - me levantei. - Não sou mas a garotinha que mal tinha amigos por conta do irmão problemático.

Jackson: Vamos embora. - pegou em meu pulso e começou a me arrastar junto com ele mas JB puxou meu outro braço fazendo com que parecíamos.

JB: Cara, não precisa disso. Eu iria leva-la para casa depois. - os dois continuam segurando meus braços. - Sei que só está agindo assim por que quando comecei a namorar com ela você passou meio que a me... Detestar mas não desconta a sua raiva de mim nela.

Jackson: Solta ela! - mandou sem paciência e o JB obedeceu.

JB: Até amanhã. - depositou um beijo no topo de minha cabeça e o Jackson voltou a me puxar para irmos embora.

Ao chegar em casa fui direto para meu quarto. Tomei um banho, vesti e fui dormir. Não troquei mais uma palavra com o Jack desde a pracinha.

( ... )

Acordei era nove e 20 da manhã. Tomei um bom banho, pus um blusão vermelho, um shorts jeans cintura alta, um all star vermelho e por arrumei meu cabelo.
O café da manhã com a família foi como sempre, todos conversando e sorrindo é certo a mim e o Jack. Eu ainda estou chateada com ele então o clima entre nós dois não está muito bom.
Após o café o Mark me mandou uma mensagem dizendo que ganhou um apartamento de seus pais e me chamou para almoçar lá hoje com ele e os outros.
Pedi permissão aos meus pais e eles autorizaram então confirmei com o Mark que iria e ele me mandou ir ou com o Jae ou com o Jack já que mandou seu endereço para eles. Como não estou falando como Jack fui com o Jae.

( ... )

O apartamento do Mark não é muito grande mas é aconchegante. A decoração é bem a cara dele.
Fora mim Jae e Jack só haviam chegado a Yuri e o Bambam.
O cheiro vindo da cozinha é ótimo.
Não será a primeira vez que irei comer algo feito pelo Mark por isso sei que sua comida é realmente boa.

Eu, Youngjae, Jackson e Yuri estávamos conversando animadamente enquanto o Mark cozinhava e ria das nossas bobagens e o bambam estava entretido com o celular.
O clima chato que estava entre mim e o Jack sumiu. Já estávamos agindo normalmente um com o outro.
Se passou um tempo e a campainha tocou. Mark foi atender e era o JB. Ele cumprimentou todos nós. Ele e o Jack pelo jeito já estavam numa boa. Eles sempre foram bons amigos e não seria agora e por uma bobagem que isso iria mudar.
Alguns minutos depois da chegada do JB o Yu chegou.
A comida ficou pronta e só faltava o JinYoung e a Miah chegarem.

Confesso que estou com medo da reação que o Bambam pode ter ao saber dos dois.
O Bambam é super fofo, meigo, carinhoso e etc. Mas quando ele se irrita não tem quem segure.

Fui tirada de meus devaneios ao ouvir a campainha e gelei. Só podiam ser eles.

Mark abriu a porta e eles entraram. Estavam de mãos dadas. Todos os olhavam estranho menos eu, Jae, Jack e Yuri que já sabíamos que eles estão em um relacionamento.
Olhei para o Bambam e ele tinha uma expressão confusa no rosto que logo se tornou de raiva.

Yugyeom: Por que estão de mãos dadas ?

JinYoung: É.... Então gente... Eu e a Miah....- olhou para o Bambam. - Nós estamos... Estamos namorando.

Bambam: Vocês o que ?! - levantou chegou mais perto deles.

JinYoung: Desculpa.... Eu... Só me apaixonei por ela. Bambam, sinto muito mas foi inevitável. - explicou olhando para o amigo como se pedisse para entende-lo.

Bambam: Você disse que SÓ se apaixonou por ela ? SÓ ?!

Mark: Bambam calma... - tentou se aproximar dele mas o mesmo se afastou.

Bambam: Como você pode, JinYoung ? Não acredito que fez isso cara! - seus olhos se encheram de lágrimas.

Todos observavam eles sem saber o que fazer. A Miah só olhava para o chão e o JinYoung não largava sua mão.

JinYoung: Me perdoa mas.... - suspirou. - Eu a amo. - falou firme olhando nos olhos do outro.

Bambam: Você a ama ? - perguntou olhando para a Miah e o JinYoung assentiu. - Você a ama, você a ama, você a ama. - repetia enquanto andava de um lado para o outro puxando os próprios cabelos. - VOCÊ A AMA! - deu uma última olhada no casal e então foi embora irado.

Eu: O que eu temia aconteceu... - foi a última coisa dita antes do silêncio reinar no local.

( ... )

A comida do Mark estava muito boa como era de se esperar mas todos estavam desanimados e o silêncio continuava reinando.

( ... )

Cheguei na escola e fui direto para a sala e ao chegar lá vi apenas a Yuri e o Yu que estavam destruídos conversando. Me aproximei deles e sentei em meu lugar.

Yuri: Bom dia ? - virou-se para mim.

Eu: Mas ou menos....

Yugyeom: Entendemos...

Eu: Cadê a Miah ?

Yuri: Não sabemos.

Yugyeom: Ainda não a vimos.

Eu: Será que aconteceu alguma coisa ?

Yugyeom: Você acha ?

Eu: Não sei mas fiquei preocupada.

Yugyeom: Será que ela ficou doente de novo ?

Yuri: Talvez... Eu irei ver se ela está no banheiro e vocês vão ver se ela está na quadra.

Eu: Certo. - Eu e o Yu fomos até a quadra mas ela não estava lá. - Droga, ela não está aqui.

Yugyeom: Por que não vamos procurar ela na cantina ? Lá é o lugar preferido dele.

Eu: Verdade! Vamos lá. - no caminho eu nada desastrada pisei em falso e me desequilibrei. O Yu tentou me segurar mas não deu certo e ele acabou caindo juntos.

Eu: Desculpa Yu! - me levantei e arrumei minha roupa.

Yugyeom: Tudo bem. - estendi minha mão para ajuda-lo a levantar mas ele não aceitou e levantou sozinho. - Sei o quanto é desastrada.

Rimos e voltamos a seguir caminho para a cantina para ver se a Miah poderia está lá.

Penelope Off

JB On

Estava na minha sala com meus fones de ouvido e olhando pro nada.
Até agora ainda não vi o Bambam nem o JinYoung. Realmente estou preocupado com o que esse desentendimento deles possa causar na banda.
Desde ontem tento falar com a Miah mas ela não me atendi de jeito nenhum. Eu a conheço muito bem e sei que deve estar se sentindo culpada por tudo que aconteceu. Senti meus fones serem puxados, virei o rosto para ver quem havia os pegado e del de cara com a Summer. Lá vem esse encosto me azucrinar...

Eu: O que quer ? - perguntei ríspido e tomei meu fone de suas mãos.

Summer: Você. JÁ cansei de repetir isso JB. Você sabe o quanto sou louca por Você. - tentou tocar meu rosto mas segurei sua mão.

Eu: E eu já cansei de te dizer que tenho namorada a qual amo e não estou nem ai para Você. - soltei seu braço.

Summer: Você é um tonto mesmo. Enquanto ta aqui dizendo o quanto ama aquela lá, ela esta ao pegas com o Yugyeom lá na quadra. - a olhei de olhos arregalados - Isso mesmo JB Você é corno. Ela não vale nada ta te traindo com seu amigo. Logo seu amigo!

Eu: Para Summer! Para de inventar coisas para... - não me deixando terminar de falar ela me puxou pela camisa.

Summer: Se não acredita vai lá ver. / me soltou e então foi embora.

Aquilo ficou martelando na minha cabeça. Não aguentei e fui até a quadra conferir se era verdade.

JB Off

Penélope On

Nada de Miah na cantina, voltamos para a quadra na esperança que ela tivesse indo enquanto íamos na cantina, mas nada Dela.

Yugyeom: Eu quero achar a Miah logo Lope... - fez voz fofo - E se o Bambam deu a louca e sequestrou ela ?! - fez comecei a rir.

Eu: Que loucura Yu! Aqui é a vida real não um filme... - pensei um pouco. - Se bem que do Bambam pode se esperar tudo e ele também desapareceu.

Yugyeom: O JinYoung também! Deve está acontecendo alguma coisa. - ele parece uma criança brincando de detetive.

Eu: Deve ser apenas coincidência. Logo, logo os três aparecem ai. - ele fez bico. Não aguentei e o abracei ele é tao fofo! Parece um bebe gigante.

Alguém separou nosso abraço, olhei para a pessoa e vi que era o JB. Ele começou a dar murros no Yu que permanecia no chão sem nem se defender.

Não estava entendendo nada por que ele esta batendo no Yu ? Tentei tira-lo de cima do outro mas era difícil.

Mark - JB! Cara, o que Você ta fazendo ? - tirou ele de cima do Yu.

JB: ME SOLTA MARK, SOLTA! - gritava e se debatia tentando se soltar do Mark.

Eu - JaeBum! O que deu em Você ? Por que fez isso ? / corri ate o Yu que ainda estava no e se contorcendo de dor.

todos os alunos que estavam na quadra fizeram uma roda ao nosso redor. Isso não é bom vai chamar mais atenção ainda. O JB pode acabar sendo expulso se o diretor ficar sabendo.

Yifan: O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI ? - passou pela a roda de alunos e parou na nossa frente.

Ah que legal. Agora já era para o JB mesmo.

Mark soltou o JB, o Yu continuava do mesmo jeito e o professor Yifan parecia bem furioso. Tenho certeza que ele vai nós levar para a secretaria. Estou preocupada com o JB. Ele já ficou de detenção muitas vezes.

Eu: Professor... - tentei falar mas ele não deixou. Fez um sinal para que eu ficasse em silencio.

Yifan: Não quero saber. Vocês vão se explicar sim mas não é para mim e sim para o diretor. - dito isso fez sinal para que o seguisse e nós obedecemos calados. Mark ajudou o Yu a se levantar e ir até a secretaria.

Quando chegamos lá o Yifan nos deixou sozinhos com o diretor.

Diretor: Então... - com sua cadeira giratória que estava de costas para a gente virou-se. - Quem começa ?

Todos continuaram em silencio. Como eu vi que nenhum deles iria falar eu mesma o fiz.

Eu: Bom diretor tudo... - e novamente fui interrompida. Dessa vez pelo o Yu que pois a mao na frente de minha boca.

Yugyeom: Esse maluco ai - apontou para o JB - Chegou do nada e começou a me bater. Foi isso que aconteceu.

JB: Isso por que Você tava agarrando minha namorada!

Eu: Como é que é ?

Yugyeom: Você ta doido cara ? De onde tirou isso ?

JB: A Summer me diese que viu vocês dois se agarrando na quadra e quando eu chego lá o que eu vejo ?

Eu: A gente apenas se abraçando. Fui apenas um abraço JB! Eu não acredito que ao invés de confiar em mim, acreditou na Summer! Logo na Summer JB. Logo ela que sempre fez de tudo para acabar com nosso namoro. Você acreditou nela.

JB: Mas...

Eu: Mas o que ? Em JB ? Você sabe que eu estou certa. E Você totalmente errado.

Yugyeom: Você extrapolou feio dessa vez JB. Seu ciúmes te deixam cego aponto de tudo isso...

JB - Me desculpem... Me perdoem. De verdade. Realmente me deixei levar por ciúmes idiotia...

Mark: Pronto. Agora façam as pazes. Não quero mas ninguém brigados na banda, já basta o Bambam e o JinYoung.

Eles se olharam em duvida mas logo apertaram a mão um do outro. Um motivo para o Mark sorrir já eu continuo seria pois ainda estou zangada com o JB. Como ele pode acreditar naquelazinha, ao invés de confiar em mim ?

Diretor: Certo, certo. Agora que já esta tudo explicado e vocês fizeram as pazes, vamos a detenção.

Nós quatro o olhamos com uma cara de "como assim ?" Iriamos todos ficar em detenção ?

Diretor: Vocês iram ficar após as aulas e iram arrumar e limpar a sala de vocês. É isso agora podem ir.

Mark: Até eu ? Mas eu não fiz nada! Apenas separei a briga. / disse indigitado.

Eu não falei nada pois fui o motivo da briga mas o Mark não tinha nada haver com isso.

Diretor: Não perguntei nada. Por que ainda estão aqui ? Vamos saiam. - apontou para a porta.

JB: Mark não precisa ficar para a detenção. Você não tem nada haver com isso. - pegou no ombro do amigo - O diretor não ira ficar sabendo. Te darei cobertura.

Mark: Não, tudo bem.

Yugyeom: Ei! Eu também não fiz nada! Só apanhei e também estou na detenção. - disse irritado.

JB: Tem razão Yu. Desculpa mas uma vez. - falou meio sem jeito.

Yugyeom: Esquece. - deu de ombros.

JB: Penélope. - o olhei - Posso falar com Você ? - olhou pros meninos - A sós ? - assenti
.
Mark: Ok. Já entendi. Vem Yugyeom. - saio arrastando o Yu pela orelha.

Yugyeom: Caramba Mark! Você não tem pena de mim não ? Acabei de levar uma surra e Você me trata desse jeito ?! - o ouvi dizer enquanto se afastava.

JB: Sei que pisei na bola com Você. - eu que antes prestava atenção nos dois patetas se afastando o olhei dando toda minha atenção para o mesmo - Não posso dizer nada pois não tem nada que eu possa falar para mudar isso. Só posso te pedir perdão... - a baixou a cabeça.

Eu: Olha JB, eu realmente estou muito decep... - fui calada por um beijo.

Perdemos as três primeiras aulas então apenas fomos aproveitar o intervalo. Após comer eu e o JB fomos para o campos, para a árvore onde eu costumo ficar com as meninas para curtir um tempo a sos.

A Miah não apareceu. Eu estou morrendo de preocupação, pois não estou com um bom pressentimento. O JinYoung veio, o vi no intervalo. Disse que estava no telhado por isso não o achamos. Ele parecia meio perdido assim como estava antes de se declarar para a Miah. Acho que por que ela não veio hoje. O Bambam também faltou. Algo me diz que isso não é bom sinal.

Depois das duas ultimas aulas JB, Mark, Yugyeom e eu fomos para a limpamos e arrumamos toda nossa sala. Levamos umas duas horas para arrumar tudo. Quando terminamos o JB me deixou em casa.

Passei o resto do dia assistindo tv e navegando na web. O dia hoje foi cansativo. Depois de meu banho, me deitei e em menos de 5 minutos dormi.


Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...