História Forbidden Love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Kris Wu
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Kris Wu, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Colegial, Drama, Romance
Exibições 15
Palavras 3.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Dia difícil


Yuri: Lope, Lope, LOPE!

Eu: O que é ?

Yuri: Como assim, o que é ? Eu estou te chamando fez o maior tempão!

Eu: O que quer ?

Yuri: Caramba Lope! O que você tem hoje ? Desde que chegou ta ai no mundo da lua.

Eu: Não é nada Yuri. Só estou com dor de cabeça.

Eu realmente estou com dor de cabeça mas esse não é o real motivo para eu estar assim tão... Aera.

Eu estou com um péssimo pressentimento de que algo está acontecendo, de que algo irá acontecer, desde ontem e isso está me enlouquecendo.

Yifan: Penelope. - Chamou minha atenção.  - Você está bem ? Está ficando pálida.

Eu: Só com um pouco de dor de cabeça. Nada demais.

Yifan: Acho melhor você sair um pouco e tomar um ar. Se não se sentir melhor não precisa voltar para a aula, vá até a enfermaria.

Eu: Tudo bem. - não descordei e apenas sai.

Talvez levar um ar pudesse mesmo me ajudar, me ajudar a livrar essa angustia, a livrar esse pressentimento de mim.

Estava andando pelos corredores da escola, sem rumo, braços cruzados e cabeça abaixada. A cada minuto me sentia mais angustiada. Nada tirava da minha cabeça que esse pressentimento era por que algo aconteceu com a Miah e o Bambam, já faz 3 dias que os dois faltam. Não pode ser coincidência. O Mark disse que passou na casa da Miah mas ela não estava. E não é só isso. Também sinto que... Mais alguma coisa iria acontecer hoje e comigo.

Eu: Me desculpe! Estava distraída. - disse após esbarrar em alguém. Era o Bambam!

Bambam: O que está fazendo fora da sala ? - ele parece não ter gostado de me ver.

Eu: Não estou me sentindo muito bem. O professor me deixou sair um pouco para tomar um ar. - disse o olhando atentamente. Ele não parava de olhar para os lados.

Bambam: Entendi... - ficou olhando para trás de mim, fiquei curiosa e olhei também mas não tinha nada, nem ninguém.

Eu: E você ? O que fez fora da sua sala ? Chegou atrasado ? Por que eu não te vi chegando. Por que faltou todos esses dias ? Tem ideia de como me deixou preocupada ? Você não atendia o celular, nem dava um sinal de vida de forma alguma! - disparei.

Bambam: Não posso te responder agora. Tenho que ir. - saiu correndo.

Eu: BAMBAM, AONDE VOCÊ VAI ? - gritei para que ele pudesse me ouvir pois já tinha se afastado bastante, mas ele nem ligou continuou correndo.

( ... )

Já era hora do intervalo. Estava na cantina  com o pessoal. Não conseguia parar de pensar no Bambam. Ele estava muito estranho... E não apareceu mas até agora.

JB: Gente eu estou cada vez mais preocupado com a Miah. Ela sumiu! Já tentei ligar milhares de vezes para ela, mais sempre da desligado.

JinYoung: Nem me fale cara. Eu estou desesperado! Eu não sei mais o que fazer... - disse passando as mãos pelo rosto e cabelo.  - Não consegui dormir esses dias. Não sei se ela está doente, se está bem, se fiz algo para causar isso, se... Se... Ai! - exclamou.  - Desculpem... eu... Eu... Eu preciso ir com licença. - foi embora com a mão na cabeça e resmungando algo.

Então o silêncio se fez presente. Isso tudo ta muito estranho...

Eu: Gente cadê o Bambam ? - perguntei quebrando o silêncio.

JB: Esse é mais um que vem faltando esses dias, mas é por que ele quer. - deu de ombros.  - Hoje teve um teste importante, ele sabia que seria hoje mas nem ligou de vir.

Como assim ele faltou hoje ?  A pouco eu esbarrei com ele no corredor!

Mark: Ele está passando uns dias na casa de uma tia. 

Eu: Como assim ?! - todos me olharam com cara de "por que o espanto ?"

Mark: Eu e os meninos fomos até a casa dele ontem e a mãe dele disse que ele e o pai tiveram uma discussão boba mas como o Bambam ê muito dramático pegou algumas coisas, colocou em uma mochila e disse que iria passar uns dias na casa da tia. - me olhou como se esperasse que eu perguntasse mais alguma coisa.

Ok. Não fasso ideia do que está acontecendo! Eu preciso achar o Bambam. Só ele pode me explicar isso tudo. Me levantei sem dizer nada e comecei a andar em passos firmes novamente em direção ao corredor.

JB: AMOR, ONDE VOCÊ VAI ? - o ouvi Mas não dei atenção e continuei meu caminho.

Procurei pelo Bambam na escola toda menos no banheiro masculino, era o único lugar que faltava procurar. Como eu não sou louca de entrar lá fiquei na frente esperando algum menino passasse para pedir que desse uma olhada para mim. Esperei e esperei muito mas nada! Já irritada por não conseguir o que queria desisti mas no meio do caminho o avistei no campos. O chamei varias vezes enquanto corria atrás do mesmo. Ele estava longe demais para me ouvir e andava muito rápido também.

Eu: Assim é difícil de alcança-lo! - falei para mim mesma quando parei com as mãos no joelho para descansar, já que havia corrido bastante atrás do Bambam. Antes que eu pudesse voltar a o seguir senti uma mão em meu ombro. Me assustei e por isso me virei rapidamente para ver quem era e dei de cara com o JinYoung.

Eu:  Ai que susto JinYoung!

JinYoung: Desculpa. - olhou ao redor  - O que você está fazendo aqui Sozinha ?

Eu: Me responde você primeiro o que veio fazer aqui.

JinYoung: Não. Eu perguntei primeiro. Responde logo. - cruzou os braços.

Eu: Mas... Ok. Eu estou, quer dizer estava até você me atrapalhar, seguindo o Bambam.

JinYoung: Seguindo o Bambam ? Como assim ? De que Bambam você está falando ? Por que Bambam nosso amigo faltou hoje.

Eu: Não ele não faltou coisa nenhuma! Já é a segunda vez que o vejo hoje.

JinYoung: E por que, que ele não foi assistir nenhuma aula até agora e nem procurou por nós ?

Eu: Também quero saber e é por isso que estou o seguindo.  Não estou com bom pressentimento.

JinYoung: Para que lado ele foi ?

Eu: Para lá. - apontei para  onde havia visto ele ir e então comecei a ir na direção desta vez com o JinYoung junto.

Estávamos na parte de trás da escola onde parecia mais uma floresta Seguimos o caminho que o Bambam fez e fomos parar em frete de galpão abandonado. Olhamos um para o outro como se perguntasse se ele realmente havia entrado ali e décimos entrar para conferir.

Ao entrar não acreditei no que vi. A Miah estava em uma cadeira com as mãos amarradas para trás e fita na boca. Estava desacordada. O JinYoung correu até ela e ficou tentando desamarra-la.

Eu: Não... Será que... Não. Ele não faria isso... - me aproximei e comecei a ajudar o JinYoung mas tinha muitos nó. -  JinYoung.

JinYoung: Que ? - perguntou rapidamente sem parar de tentar solta-la. Ele estava totalmente desesperado.

Eu: Você acha que... Foi o Bambam ? Acha que foi ele quem fez isso ?

Finalmente conseguimos desamarra-la e ele correu para a frente da mesma para tirar a fita de sua boca e a pegou no colo. Ela continuava desacordada.

JinYoung: Irei mata-lo. - ao dizer isso seguiu até a porta mas antes que pudesse sair um garoto apareceu não sei de onde. Não consegui ver o rosto direito pois estava escuro mas que não era o Bambam disso tenho certeza. Ele viu o JinYoung com a Miah e foi para cima dele fazendo ele cair e derrubar a Miah.

Penelope OFF

JinYoung ON

Tentei me aproximar da Miah para vê se ela estava bem mas antes que pudesse fazer isso levei um chute no estômago e fui arrastado pelos pés para longe dela. Olhei em sua direção e vi a Penelope ao seu lado tentando acorda-la. Me virei para frente novamente e mais uma vez levei um um soco. Tentei me levantar mas estava difícil. O cara não parava de me socar. Nem ao menos sabia quem era que estava ali direito. além da pessoa estar usando capuz o local estava escuro. Aos poucos ai perdendo minhas forças. Quando estava quase desmaiando ele parou, mas não foi por que quis. Agora ele estava brigando com uma outra pessoa. Não aguentei mais, apaguei.

JinYoung OFF

Miah ON

Penelope: Miah, Miah, acorda por favor. - Ouvi várias vezes a voz da Penelope me chamando. Achei que estava sonhando mas quando abri os olhos e a vi ali, soube que era real. Minha única reação foi abraça-lá e chorar. Achei que nunca ninguém iria me achar ali.

Penelope: Calma. vai ficar tudo bem. - disse segurando meu rosto com as duas mãos para que eu olhasse para ela. E só então pude ver o garoto que me sequestrou brigando com mais alguém. Estava meio escuro, não tinha como ver direito e além de tudo eu estava meio tonta. Só sabia que sabia que era a Penelope ali ao meu lado por que ela estava bem perto e ter reconhecido sua voz também ajudou. Sei que um dos garotos que estão brigando é o que me sequestrou por que reconheci seu moletom.

Eu: Quem são ? - perguntei com dificuldade. Não estava conseguindo espirar direito.

Penelope: O que está caído ali é o JinYoung. - arregalei os olhos  - Os outros dois ainda não sei!

Eu - O... - tentei falar mas não conseguia estava procurando ar. Não estava conseguindo respirar e novamente apaguei.

Miah OFF

Bambam ON

Levei um chute no joelho que me fez cair e ainda no chão dei uma rasteiro no Hansol e ele caiu ao meu lado. fui para cima dele e comecei a sufoca-lo até que ele desmaiou. Me levantei e fui até o interruptor que ali tinha e ao tudo ficar claro me deparei com o JinYoung caído de um lado do local e Miah apagada com a Penelope a segurando do outro. Corri até elas desesperado. Tudo isso por causa daquele infeliz do Hansol. Ainda o mato.

Eu: Vamos sair daqui. Ele não vai ficar desacordado para sempre. - fiz menção de pegar a Miah para sair dali mas a Penelope não deixou.

Penelope: Bambam, me explica isso!

Eu: Agora não é hora para explicações! Vamos. larga a Miah para que nós possamos ir embora! - novamente fiz menção de pegar a Miah e ela não deixou. Ela não a largava.  - Penelope!

Penelope:  E o JinYoung ? Ele também está apagado. Não podemos deixa-lo aqui! - apontou para o local onde o JinYoung se encontrava.

Eu: E não vamos. Eu pego a Miah e você vai tentar acorda -lo. - peguei a Miah no colo. Finalmente.  - Vai. Anda logo que não temos todo tempo do mundo.

Ela se levantou rapidamente e foi até o JinYoung. Tentou acorda-lo a todo custo mas nada. Ele não mexeu um musculo se quer. Droga.

Eu: Penelope. - ela me olhou e pude ver que tava quase chorando.  - Não precisa chorar! Vai ficar tudo bem. Agora dê alguns tapas na cara dele.

Penelope: Você ta doido ?! Eu não vou bater nele! Olha o estado dele. Você ainda quer que eu bata mais ainda nele ?!

Eu: Não Penélope...  Não é para espanca-lo. Só umas tapas. Vai logo!

Penelope: Tudo bem, Tudo bem. Espera. - ela relutou um pouco mas logo começou a dar alguns tapas na cara dele e sinceramente não queria estar no seu lugar dele pois as tapas dela eram bem forte.

Eu: Penelope! Calma ai.

Penelope: Ah... Bambam, eu não sei fazer isso.

Eu: Olha! - ele começou a se mexer devagar e aos poucos foi acordando.

Penelope: JinYoung! Até que fim! Vamos levante-se. Te ajudaria a sair daqui. Vamos... - ele levantou com a ajuda dela e ela pois o braço dele envolta de seu pescoço para ajuda-lo a andar. Assim que ele viu que eu carregava a Miah fez uma cara nada amigável demostrando que não havia gostado do que viu. Não dei a mínima e sai de lá sendo seguidos por eles.

Bambam OFF

Penelope  ON

Depois que saímos do local levamos o JinYoung e a Miah para a enfermaria. O Bambam me deixou lá com os dois e foi até o local onde estávamos antes. Fiquei super preocupada mas isso logo passou assim que ele reapareceu só que com a policia que levava o garoto causador de tudo isso. Fomos todos para delegacia. Lá descobrimos tudo. O Bambam conhecia o garoto. Ele disse que ficou com uma garota mas não sabia que era namorada do garoto que se Chama Hansol. Eles não eram muito amigos, eram mais conhecidos já que o garota fazia aula de dança com o Bambam. Ele confessou que tinha inveja do Bambam por ter muitas garotas aos seus pés e disse que era uma inveja do bem mas depois de saber que a namorada tinha o traído com o Bambam deixou de ser amigável. Quis se vingar do Bambam por ter roubado o coração de seu amor e por ter sido a causa para ela deixa-lo. Ele a amava com todas suas forças e depois disso ter perdido ela o deixou atordoado. Para se vingar do Bambam ele pegou a Miah, a sequestrou. Ele queria pagar na mesma moeda, fazendo o Bambam também perde quem ama. Ele ficou tão louco que queria matar a Miah mas ao vê -la não conseguiu. O garoto foi preso. O resto do pessoal foi até a delegacia e ficaram pasmos ao saber de tudo. Só fomos liberados quando nossos pais foram nos buscar. A Miah ficou internada por  uma semana pois seu caso estava con pouco grave por que descobriram que ela é alegica a soníferos e havia usado bastante esses três dias. O JinYoung Só fez alguns ( vários ) curativos.

Esse dia com certeza foi o pior de minha vida. Não tem como piorar.

Já em casa ficava relembrando a todo tempo tudo que aconteceu hoje.

( ... )

todos em casa já dormiam menos eu. Tirei o pijama e vesti um blusão preto com o nome "Good Girl" na frente, uma calça jeans e bota também preta. Precisava sair um pouco para esfriar a cabeça.

Peguei minhas chaves e sai da casa cuidadosamente para não acordar ninguém.

As ruas estavam desertas. Só agora percebi a loucura que estou fazendo. São quase meia noite e eu estou sozinha na rua.  O que diabos tenho na cabeça ?!

Apesar de tudo eu precisava disso. Me sentei no banco da pracinha que um dia desses estava com o JB. Pelo menos não estou muito longe de casa.

Não queria voltar para casa, mas também não queria ficar ali sozinha. Pensei em ligar para o JB vir para cá mas e se ele tivesse dormido ? Como não queria o acordar mandei uma mensagem.

Mensagem ON

Eu: ( JB ? Ta acordado ? )

Não demorou nada e logo logo respondeu.

JB: ( Estou amor �� )


Eu: ( Não estava conseguindo dormir então vim para pracinha aqui perto de casa ☹ )

JB: ( Você é doida ? �� o que esta fazendo na rua sozinha uma hora dessas ? )

Eu: ( Estava precisando tomar um ar... )

JB: ( Então que tomasse ar na varanda de sua casa e não na rua! ��)

Eu: ( Desculpe. Não fica bravo. )

JB: ( Volta para casa penelope. Agora �� )

Eu: ( Eu não quero. )

JB: ( Por que tao teimosa ?! )

Eu: ( Não vou e pronto JB. Não quero voltar ainda. )

JB: ( Então espera que já apareço ai. )

Eu: ( ok �� )

Mensagem OFF

Era isso que eu queria. Enquanto esperava o JB olhava atentamente para todos os lados com medo.

Quase sai correndo dali quando comecei a ouvir passos atrás de mim se aproximando cada vez mais. Tirei coragem não sei de onde e olhou para trás e suspirei aliviada ao ver quem era.

Eu: Professor Yifan, O senhor me assustou. - disse normalizando minha respiração que antes estava ofegante.

Yifan: O que faz aqui sozinha uma hora dessas ? - ele estava sério.

Eu: Vim respirar um pouco. E o senhor ?

Yifan: Meu carro quebrou na estrada. Chamei o guincho mas disseram que so poderiam retira- lo de la amanha então tive que vir andando mesmo não iria passar a noite no carro.

Eu:  Entendi...

Yifan: Venha te deixarei em casa antes de ir.

Eu: Não precisa. Vou depois. Pode ir.

Yifan: Não posso deixa-la sozinha na rua uma hora dessas. É perigoso.

Eu: É que... É que...  Estou esperando uma pessoa.

Yifan - Agora entendi. Está esperando seu namoradinho. - falou com uma voz de meio rude, estranhei.

Eu: Sim... - foi só o que consegui dizer.

Yifan: Por que namora aquele problemático ?

Eu: Por que o amo. - respondi simples.

Yifan: Ele não te merece! Você merece alguém melhor. - ele estava quase gritando.

Eu: Tanto faz. Eu o amo e é com ele que vou ficar! - falei já ficando irritada. Por que ele esta se metendo na minha vida Dessa forma ?

Eu gosto muito do professor Yifan mas ele não tem o direto de se meter na minha vida!

De repente senti mãos em minha cintura me puxarem para mais perto bruscamente e logo depois lábios pressionados contra os meus violentamente. Minha única reação foi arregalar os olhos.

Que droga que ta acontecendo ? Meu professor está me beijando! Como assim ?!

Me afastei rapidamente dele indignada.

Eu: Ai meu Deus! Professor, Por que fez isso ?!

Yifan:  Eu... Eu... Si... - antes que ele pudesse terminar levou um soco  do JB.
JB ?! Agora ferrou de vez! O JB viu tudo.

Os dois começaram uma briga. Meu namorado e meu professor estão brigando e eu sou a causa disso!

Olhei para todos os lados e... Sai correndo. Podem me chamar de cobarde e tudo mais, mas eu não sabia o que fazer Então corri para casa. Não sei como vou olhar na cara deles amanha!

Deus, que dia difícil!! E eu  pensando que não podia piorar...

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...