História Forbidden love. (larry stylinson!¡) EM EDIÇÃO. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Visualizações 22
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


hey!

Capítulo 2 - {un.}


O relógio deu sua primeira badalada, anunciando meia noite, as portas foram se fechando e as mulheres e os homens que dançavam saiam aos poucos dos palcos.

William subiu ao palco com seu terno azulado e suas botas pretas, carregava consigo quatro chicotes. Uns dos holofotes que iluminavam o palco foram em direção a uma mulher que chorava abafado pela fita que estava em sua boca.

— Senhoras e Senhores, essa bela moça foi encontrada dentro de um quarto sem nossa autorização com um homem e outra mulher. O que vocês acham que devemos fazer com ela? — A multidão gritava histericamente por tortura, assustada a mulher tentava soltar as amarras do pulso ou da canela recebendo dois tapas em sua face pela platinada que estava ao seu lado.

— Traga-a até mim. — Charlotte puxou o braço da mulher fincando suas unhas exageradamente grandes no antebraço da mesma.

A mulher de cabelos negros foi amarrada em uma pilastra com seu corpo desnudo, as unhas da platinada passeavam por toda extensão do corpo arrepiado pelo toque. A mulher abafou um gemido ao sentir sua pele arder com o tapa em suas nádegas.

— Tão linda. — Charlotte sussurrou no ouvido da morena que se arrepiou ainda mais. Outro tapa foi transferido nas nádegas alvas, a mão esquerda entrelaçou nos cabelos longos da mulher, Charlotte os puxou com força arqueando o corpo da mulher.

As pontas do chicotes prenderam nas nádegas, William os puxou com força e a mulher perdia as forças de seu corpo a cada chicoteada em suas pernas, nádegas e costas.

Os pulsos da mulher foram soltos por Zayn, de joelhos ao chão seus cabelos foram puxados até chegar ao meio do salão.

— Diga as duas palavras e eu lhe pouparei da multidão. — A mulher levantou o seu olhar e Zayn transferiu um tapa de mão aberta em seu rosto, a mulher cambaleou para o lado e se aprontou em ficar de joelhos. As lágrimas grossas e pesadas escorriam em suas bochechas ao sentir os toques de homens e mulheres em seu corpo.

— Por ser um dia tão especial, o bukkake sera liberado. — O rosto machucado da mulher foi arqueado, fechou seus olhos com força sentindo sêmen se espalhar por todo o seu rosto.

— Vamos aos leilões. — A mulher foi retirada do salão por Charlotte, e logo em seguida homens e mulheres entravam de roupas íntimas e máscaras escuras em seus rostos.

Do outro lado da cidade, Louis dançava ao som de uma música qualquer que ecoava pelos sons da boate. Seus quadris balançavam conforme a música, os olhos famintos de vários homens o secavam enquanto o garoto ocupava- se em divertir.

Harry estava em seu escritório na parte de cima da boate, Liam estava ao seu lado conversando com fornecedores de drogas enquanto Niall e Josh ocupavam-se em armamentos pesados que acabaram de chegar no mercado negro.

— Niall, quem é aquele garoto? — O mafioso indagou o amigo que se colocou ao seu lado.

— Não o conheço, o que tem ele? — Niall coçou sua nuca, Liam levantou da poltrona indo em direção as escadas.

— Vamos lá garotos, hoje é dia de festança. — Liam sorriu e desceu as escadas sendo acompanhando pelos amigos.

A festa acabou às cinco da manhã como de costume, William e Charlotte havia se retirado antes e Zayn ficou por conta de tudo. A mulher de cabelos negros e outros foram leiloados e saíram com seus novos donos.

Harry observava cada movimento do garoto pela área vip, Niall e Josh ocupavam-se em ajeitar às fileiras de cocaína e Liam dichavava a maconha.

— Tó, Harry. — Liam passou o cigarro de maconha bolado para o amigo que tragou passando em diante para os demais da roda. Niall retirou uma nota de cem euros do bolso fazendo um pequeno canudo, curvou-se na mesa do centro e puxou uma carreira do pó branco sendo seguido por Josh.

Harry fechou seus olhos, sua cabeça cambaleou para trás encostando na poltrona, a droga estava começando a fazer efeito. Os olhos verdes foram abertos rapidamente ao ouvir a voz de seu amigo gritar, Niall pedia que Josh parasse de bater no homem desacordado no meio da multidão. Puxou sua Webley Mark do coldre  atirando no teto da boate, os olhares foram direcionados ao seu.

— A festa acabou, criançada. — Harry foi ríspido em suas palavras

A boate se esvaziou aos poucos e o homem desacordado por Josh foi retirado por outros homens.

— Amanhã nos conversaremos sobre esse teatro seu, Josh. — O mafioso apontou para o amigo que rolou os olhos.

— Vá se ferrar, Harry. O cara tava agarrando o meu namorado, queria que eu ficasse olhando? — Josh indagou o amigo, Harry maneou a cabeça e saiu da boate deixando Josh sozinho e furioso.

Harry passou semanas e semanas procurando por Louis, colocou alguns homens aliados na cola do Cottingham recebendo alguns mortos ou brutalmente torturados.

A única maneira de chamar atenção de Louis Cottingham foi sequestrando Charlotte Cottingham.

 

 

— X —

 

— Me solta, seu idiota. Eu vou matar você. — Charlotte esbravejou.

Sentiu o seu rosto arder com o tapa de mão aberta que foi transferido em sua bochecha  antes esbranquiçada ficava vermelha pela quantidade de tapas que era transferido ali por Gemma.

— Desculpa, eu não ouvi o que você disse. — Charlotte engoliu o bolo que formava em sua garganta, não iria demonstrar dor a nenhum inimigo.

— O que vocês querem de mim? — Charlotte gritou novamente, estava farta daquela baboseira que os Cummings estavam fazendo e furiosa por seus irmãos não ter aparecido.

— Hm, segundo o meu irmão o seu irmão deve a ele algo. — Gemma puxou uma cadeira e sentou na frente da platinada que rolou os olhos.

— Vai se foder, eu não tenho nada a ver com os problemas de Louis ou William. — A cadeira de madeira caiu no chão pelo impacto do murro, Charlotte fechou seus olhos com força ao sentir seu peso nas mãos atadas na cadeira.

— Olha aqui garota, eu não tenho paciência para joguinhos então, me diz onde seus irmãos estão e você sai daqui viva. — Gemma segurou o rosto da platinada, conforme o sorriso ia se aumentando o aperto em seu rosto também.

— Nem aqui e nem no inferno, vadia. — Charlotte cuspiu o sangue acumulado em sua boca no rosto da garota a sua frente.

— Matem-a, agora. — Gemma deu a ordem, os homens retiram suas armas do coldre apontando em sua direção, Charlotte fechou os olhos e esperou a morte.

— Você não pode matar um Cottingham, Gemma. — Niall chamou pela atenção da loira que caminhava em direção a porta do galpão abandonado.

— Quem dá as ordens aqui sou eu, Niall. — Gemma foi ríspida em suas palavras. Os homens esperavam a última palavra para matar a platinada.

Charlotte ouviu cada engatilhada das armas em sua direção, era como se e tempo tivesse parado por alguns segundos até que sua morte chegasse.

O grito estridente ecoou no velho galpão, todas as armas foram direcionadas ao homem que prendia Gemma Cummings nos braços, a tão amada Taurus 38.5 de Louis mirava na cabeça da loira. Zayn e William entraram com suas submetralhadoras em punho.

— É o seguinte, cadê o chefinho de vocês? — Louis indagou a loira, soltou o aperto de seus braços e esperou que a mesma falasse.

— Somos dez contra três, quem ganhará? — William sorriu ao ouvir a voz de um dos homens dos Cummings.

 — Dez contra três?  Isso será uma adrenalina e tanto, o que você acha Javadd? — William virou para o amigo ao lado, Zayn sorriu travesso.

Gemma correu ao encontro de Niall e Josh, sendo paralisada por projétil de uma bala perfurando sua perna. As botas de tom terroso faziam um barulho estridente ao bater no chão desgatado de madeira. Harry aproximou de quatro rapazes ordenando que tirassem Gemma dali e a levassem para o Doutor Potter.

— Horan, pode soltar a pequena Charlotte. — Harry ordenou, o loiro obedeceu  caminhou  em direção a garota que estava no chão e retirou as cordas que prendiam seus pulsos e suas canelas.

— Então você é o babaca? Que babaca mais gostoso, olhe Louis. — William falou divertido, Louis olhou para o cacheado que mantia uma expressão confusa em seu rosto.

— Eu não sei qual era o seu plano, querido, mas saiba que se você entrar em nosso caminho eu irei matar você. — Louis nunca media suas palavras, virou as costas e saiu com sua irmã do galpão.

Os poucos homens que estavam miraram as armas novamente em direção a William e Zayn. Harry levantou dois dedos e os homens abaixaram suas armas e suas cabeças.

Zayn e William saíram pela mesma porta que Louis, Niall estava furioso e Harry com um sorriso em seus lábios.

 


Notas Finais


não esqueçam de favoritar e comentar!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...