História Forbiddens love - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Abandonada, Amor, Amor Proibido, Angel, Briga, Filha, Justin Bieber, Morte, Ódio, Pai, Romance, Sexo
Exibições 1.169
Palavras 2.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIIII AMORES VOLTEIIII


Amores espero que gostem. Comentam aí pra mim saber se gostaram desse capítulo

LEIAM AS NOTAS FINAIS
Bjss

Capítulo 11 - Capítulo- 10


Angel POV's/on

Chego em casa e não vejo ninguém na sala, vou até a cozinha. Estava estranho que não tinha ninguém em casa. Volto pra sala, mas tomo um susto vendo Maria. Olho pra ela, que estava séria.

- Agora Angel, você chegou- ela fala olhando pro relógio e fazendo um sinal.

- Eu te falei que ia chegar um pouco tarde- reviro os olhos, ela continuava séria.

- Justin quer falar com você.- ela fala mudando de assunto- Eu acho que é porquê você saiu com seu amigo- ela comenta.

Que amigo?

- Que amigo Maria?- falo confusa, ela me olha confusa também.

- Você me falou que ia sair com um amigo-  Maria entendeu muito errado, eu não ia sair com amigo nenhum, só ia ir no cinema com Sofia.

- Maria, você entendeu errado, eu ia sair com a minha amiga, a Sofia, no cinema- ela fica me olhando por alguns segundos sem falar nada.

- Ai, menina Angel, eu falei pro Justin que você tinha ido sair com um menino- agora ele vai ficar falando um monte de  sermão pra mim.

- Tá Maria, vou conversar com ele- ela balança a cabeça em confirmação, respiro fundo.

- Ele está te esperando no quarto- balanço a cabeça em confirmação e saio do ponto de vista dela. Justin vai me matar, ele não gosta que eu fique saindo com meninos, ele fala que eles não prestam e que só querem se aproveitar de mim.

Justin POV's/on

Sento na poltrona e fico esperando ela. Eu não sei porque eu tenho ciúmes de Angel, mas não suporto ver ela com outro rapazes e quando vejo, meu sangue ferve. Depois de um tempo, alguém bate na porta de leve e abre acedendo a luz e vejo que era Angel. Fico olhando pra ela por alguns segundos e minha raiva volta só de lembrar que ela saiu com um qualquer.

- Queria falar comigo?- ela fala com a voz calma e suave. Eu até poderia me acalmar com isso, mas não consigo, minha raiva fala mais alto. Balanço a cabeça em confirmação, ela entra e fecha a porta. Vem e senta na cama de frente pra mim- O que você queria falar comigo?- ela pergunta. Olho pro outro lado do quarto.

- Com quem você saiu, Angel?- volto olhar pra ela. Ela olha pro chão. Me levanto e sento ao lado dela- Responde, Angel- falo já sem paciência.

- Eu saí com a Sofia, minha amiga- minha raiva aumenta mais ainda por ela estar mentindo. Ela volta a olhar pra mim, respiro fundo, vendo se minha calma volta.

- Não mente pra mim Angel- falo quase gritando, ela olha pra mim assustada.- Fala a verdade, não gosto que minta pra mim.

- Eu não estou mentindo Justin, eu tinha falado pra Maria que ia sair com minha amiga Sofia pro cinema,  mas ela entendeu errado e pensou que eu tinha saído com algum menino- olho nos seus olhos e vejo que ela estava falando a verdade e nessa hora me dá um alívio por ela não ter saído com algum rapaz.

- Você está falando a verdade?- ela balança a cabeça em confirmação- Desculpa- falo um pouco mais calmo. Eu não queria falar desculpa pra ela, por ela der me deixado com raiva, mas sei que se não pedir ela vai cobrar e também não gosto de ficar brigado com Angel.

- Era só isso- ela muda de assunto. Respiro fundo e acabo lembrando sobre o que tinha pra falar pra ela. Balanço a cabeça em negação- O que?- ela fala, virando seu corpo pra me olhar direito.

- Bom, sei que me afastei de você quando tinha 14 anos, não queria me afastar assim de você, mas tinha muitas coisas pra resolver e hoje eu vejo que você fica nervosa com isso de que eu não janto e nem almoço com você, e quando faço isso é sempre com uma mulher junto e sei que fica nervosa. Às vezes a gente não tem o momento de "pai" e "filha" e hoje estou arrependido pois não vi você fazendo 15 anos - ela fica me olhando atentamente sem dizer nenhuma palavra- Então eu queria te pedir desculpas- falo por final. Ela fica um pouco pensativa e volta a me olhar.

- Tudo bem, Justin, eu sei que é difícil ter essa vida. Só que eu não queria que você se afastasse tanto de mim. Às vezes me sentia sozinha com isso- sinto meu coração aberto e em questão de segundos a puxo e dou um abraço forte, na mesma hora ela retribui. Eu estava com saudades do abraço dela, do seu cheiro, do calor que ela trasmitia, aliás, eu estava com saudades de tudo, e agora eu  sei, se eu me afastar de Angel vai ser mais do que ruim, mesmo eu sentindo esses sentimentos estranhos por ela, não posso me afastar dela. Dou um beijo em seu pescoço e cheiro seu perfume, fazendo ela se arrepiar por inteira. Ela quebra o abraço e volta me olhar, profundamente e sem nenhuma expressão de vergonha nem nada. Só ela tinha esse efeito em mim, é tão estranho e ao mesmo tempo tão bom- Era só isso, Justin?- saio do meu transe quando ela se levanta e por impulso, seguro seu braço, a fazendo olhar pra mim- O que foi?- ela fala suave.

- Dorme comigo?- falo olhando nos olhos dela. Ela fica um pouco corada e olho pro chão fazendo eu dar uma risada fraca- Em? - pergunto novamente fazendo ela olha pra mim dessa vez.

- Tudo bem Justin, só vou tirar essa roupa e colocar outra- ela continuava com o sorriso tímido que a deixava mais linda. Balanço a cabeça em confirmação e tiro minha mão do braço dela. Ela abaixa o olhar e sai do quarto. Fico parado olhando pro nada. Sei que pode ser errado isso de gostar dela, mas estou ficando louco por ela, não posso mais me afastar dela, não posso mais sem cheirar seu perfume, sem sentir seu calor, não posso mais ficar sem olhar pra aquele par de olhos que me deixam completamente perdido, simplesmente não posso me afastar dela. Quando percebo, estava com um sorriso enorme no rosto só pensando nisso.- Pensando em mim, é?- olho pro lado e vejo Angel. Começo a analisar seu corpo: ela estava com um pijama branco e bem curto. Ai Deus me dê força pra não fazer nada com ela essa noite.

- Na...Não- falo meio atrapalhado, ela dá uma risada de lado e se joga na cama. Olho de lado e vejo ela com uma perna dobrada e a outra por cima, me fazendo ter uma visão de suas lindas pernas. Reviro os olhos e saio do meus pensamentos. Me levanto, vou pro closet e pego um moletom e uma cueca vermelha. Saio do closet passado por Angel e indo pro banheiro. Assim que termino de tomar a ducha, coloco a roupa e saio do banheiro. Vejo Angel deitada virada pro outro lado, chego perto dela, apago a luz e deito. Puxo Angel pra perto de mim e ela arfa, abraço sua cintura e ela se mexe na cama se aconchegando. Gosto de ficar assim com Angel, de conchinha, assim posso dormir mais tranquilo, porque sei que ela está do meu lado e gosto muito da presença dela. Depois de um tempo pensando nisso, acabo dormindo.

Acordo e coloco minha mão do lado e não sinto Angel. Me levanto e passo a mão no rosto. Olho em volta do quarto e não a encontro. Me levanto e vou pro banheiro,  tiro minha roupa e começo a tomar uma ducha. Assim que termino pego duas toalhas: uma enrolo na minha cintura e a outra no ombro, saio do banheiro e vou pro closet. Pego uma blusa branca larga, uma calça jeans e um tênis. Coloco as roupas, arrumo meu cabelo e passo perfume. Saio do closet e vou pro quarto de Angel pra ver se ela estava lá. Bato duas vezes na porta e não ouço ninguém, entro no quarto e vejo que estava tudo arrumado e não tinha ninguém. Saio do quarto e vou pra sala de jantar. Sento na mesa e vejo Maria entrando.

- Bom dia, Justin- ela fala com um sorriso enorme no rosto. Não entendo, todos os dias ela fica com esse sorriso no rosto. Eu até gosto mas chega uma hora em que a gente sempre acaba estranhando, mais Maria sempre foi assim, nunca tira esse sorriso do rosto.

- Bom dia, Maria.- dou uma pausa desnecessária e volto a falar- Maria, você viu a Angel?- pergunto curioso.

- Sim, ela mandou avisar que foi limpar o muro da escola- olho pra ela confuso.

- O que ela fez?- pergunto um pouco bravo. Não gosto que Angel fique fazendo bagunça na escola. Depois aquela diretora fica me chamando pra ir lá e fica dando um sermão pra mim e sou obrigado a ouvir tudo sem um pingo de paciência.

- Diz ela que a amiga dela pichou o muro e a diretora levou as duas pra diretoria. Ela falou que tinha feito aquilo e Angel se responsabilizou, porque o mês que vem vai ter um acampamento na escola e a amiga dela não quer perder isso. A Angel falou que o pai da menina é muito bravo e se ele descobrir não ia deixar a menina ir. E como Angel não quer ir nesse acampamento ela se responsabilizou- Maria termina de falar. Bem a cara de Angel, ela sempre foi assim, sempre quer ajudar as pessoas e isso me atrai um pouco nela. Sempre se responsabilizando pelas coisas pra ajudar os outros. Às vezes não gosto disso, porque alguém pode abusar dessa inocência dela e isso eu nunca vou deixar acontecer.

- Tudo bem Maria, quando ela chegar fala que depois eu quero falar com ela- falo sério e volto a tomar meu café da manhã. Ela balança a cabeça em confirmação e volta pra cozinha. Me levando e saio do AP. Hoje eu vou pra minha empresa, tenho que ver algumas coisas da minha nova casa, sim , eu vou me mudar logo, logo. Esse apartamento pode até ser grande, mas pra mim está muito pequeno e pra Angel também. Entro no elevador e desço. Saio do elevador, pego qualquer carro e vou pra empresa. Passo na escola de Angel pra ver se ela estava lá, passo devagar para ver direito e vejo que ela estava conversando com um menina; respiro fundo e aperto o volante, decido deixar isso de lado e ir logo pra empresa resolver minhas coisas.

Angel POV's/on

Olho o muro na minha frente e xingo Sofia mentalmente por fazer tudo isso. Amarro meu cabelo pra não me atrapalhar e pego as coisas que estavam do meu lado, começando a limpar tudo. Depois de um tempo limpando o mesmo lugar, vejo que estava mais claro. Passo as costas da minha mão na testa pra tirar o suor. Olho novamente pro muro e vejo que tinha mais algumas boas partes pra limpar e sem reclamar, aliás, foi eu que escolhi fazer isso, e acho que não vou me arrepender disso. Olho pro outro lado e vejo um menino vindo em minha direção,  ele chega mais perto e vejo que era o Leo, ele olha pra mim e olha pro muro.

- Foi você?-ele pergunta me olhando. Balanço a cabeça em negação- Então quem foi?- ele pergunta confuso, me fazendo revirar os olhos.

-Sua namorada- olho pra ele. Ele abre um pouco os lábios como se entendesse o que eu falei.

-E você se responsabilizou?-balanço a cabeça em confirmação- Ata- ele sai andando e vai até a árvore e fica me olhando. Olho pra indignada com aquilo, sem acreditar- O que foi?- ele fala como se não fosse idiota.

- Você poderia, pelo menos, me ajudar, né?!- ele balança a cabeça em negação.

- Ahhh não Angel, foi você que se responsabilizou, não eu!- coloco minhas mãos na cintura e fico olhando ele.

- Olha Leo, é o mínimo que você pode fazer por mim e pela sua NAMORADA- falo essa palavra alto pra ele entender. Ele revira os olhos.

- Nem vem, Angel- olho pra ele como um cachorro molhado- Err, para de me olhar-ele dá uma pausa e vem até minha direção- Tá...eu vou te ajudar- ele pega a bucha e me olha-Vamos. O que está esperando? Eu vou te ajudar, o que eu não faço por você e pela Sofia...- dou uma risada de vitória.

-Não exagera Leo, nós também te amamos- aberto sua bochecha, ele me olha de lado me fazendo rir. Pego as coisas e começo a limpar junto dele. Ele ficava bufando as vezes, mais é normal isso de Leo. Quando ele não gosta de fazer alguma coisa, fica bufando toda hora.


Notas Finais


Então amores, o que acharam?
Queria falar quem corrigiu o capítulo foi a minha amiga Isabella e queria pedir novamente pra ela muito obrigada :)
E quero falar também" bem vindo leitores novos, espero que gostem da história como os leitores que já me acompanha desde do início e queria falar também, que cada dia que passa Forbiddens love está crescendo quero pedir novamente obrigada :)
Bom já vou falar desde de já: não sei que dia irei voltar, mais eu irei voltar em breve ;)
Leiam essa fic
Link: https://spiritfanfics.com/historia/fanfiction-chaz-somers-love-or-illusion-5093467

Bjss amo cada um de vocês *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...