História Forbiddens love - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Abandonada, Amor, Amor Proibido, Angel, Briga, Filha, Justin Bieber, Morte, Ódio, Pai, Romance, Sexo
Exibições 497
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Capitulo 18


Angel POV's/on 


Justin me mostrou cada canto da casa e cada cômodo me encantava, é muito bonito, ele me mostrou meu quarto era realmente lindo e jeito que eu sempre quis, parece aquele quarto dos sonhos, sabe ?! parece um quarto de princesa, Justin tem bom gosto nisso. Agora eu estou no quarto arrumando algumas coisas minhas, não quero incomodar Maria pra arrumar minhas coisas. Pego uma roupa qualquer pra mim tomar uma ducha. Entro no banheiro e ligo o chuveiro.


As vezes eu não entendo o Justin, tem dia que ele está legal comigo  ou ele não quer olhar pra minha cara e isso faz doer alguma coisa dentro de mim, mais eu fico quieta porque pode ser alguma coisa da empresa dele e se eu me intrometer nisso, ele pode discutir comigo e eu não quero isso, não gosto de ficar discutindo com ele. Fico algum tempo no chuveiro e depois saio, coloco a minha roupa, arrumo meu cabelo e passo perfume. Saio do quarto e vou pra sala, vejo Justin sentado no sofá de qualquer jeito assistindo televisão, vou até ele e sento ao lado dele. Ficamos em silêncio assistindo alguma coisa na TV que estava muito chato.


- não gostei desse filme- ele olha pra mim e balança a cabeça de confirmação- tem alguma coisa mais legal pra assistir?- pergunto olhando pra TV.


- não sei, também não estou muito com cabeça pra ver filme...Estou cansado - fico em silêncio.


- se quiser pode descansar - ele balança a cabeça de confirmação - eu vou dar uma volta aqui no bairro pra conhecer melhor- falo me levantando e ele se levanta junto.


- tá, só toma cuidado- balanço a cabeça de confirmação e saio dali. 


saio de casa e olho pro lado da casa do Luan e vi que ele não estava lá. Ele parece bem legal, bem humorado, gosto de pessoas assim, isso me faz bem, mas eu não posso ficar me aproximando muito dele, porque parece que Justin não gostou muito dele.  Começo a andar pela rua olhando cada casa, são lindas, uma mais linda que a outra e isso ficava chamado minha atenção.


- está perdida? - tomo um susto e olho pro lado vendo Luan do meu lado rindo pelo o meu susto.


- não só estou conheçondo o bairro- ele começa andar junto comigo, com um sorriso no rosto- cada casa que passo uma é mais linda que a outra- acabo me confessando.


- muito, claro aqui só mora gente rica- ele fala ainda um sorriso no rosto,  ele não cansa?- quando vim morar aqui também fiquei assim igual, impressionando, mas depois você acaba acostumando com isso- ele me olha e volta olha pra frente.


- pra mim vai demorar pra eu acostumar com tudo isso- ele dá uma risada de lado. 


- posso mostra o bairro pra você ?- ele pergunta animado. 


- pode, é sempre bom ter uma companhia - dou uma risada de lado e ele já dá um sorriso grande e brilhoso.


- sabe aquela casa ?- ele aponta pra  uma casa enorme e grande - ali mora meu amigo, ele é meio chato- falo um hum e nós voltamos a andar.


- há quando tempo você mora aqui?- pergunto curiosa.


- desde o meus 11 anos de idade- ergo minha sobrancelha- minha família sempre foi bem de vida, mas depois eles queriam mudar pra uma casa maior e viemos pra cá-  olho pra frente- e sua família?- abaixo o olhar.


- Justin,  aquele moço que estava com a gente quando me conheceu,  ele não é meu pai e nem nada meu - vejo que no sei olhar ele tinha ficado confuso - quando eu tinha 8 ano de idade, minha mãe me abandonou na rua, então eu comecei a morar na rua, depois de um ano na rua, eu estava na rua pedindo comida, aí nessa eu pedi comida pro Justin e ele falou que não tinha comida com ele e ele me levou em um restaurante e lá ele me pediu pra morar com ele e eu aceitei - resumo a história.


- nossa desculpa...eu...


- tudo bem Luan, você não tem culpa- ele coloca a não na nuca.


- mais eu não ...


- Luan eu falei que está tudo bem- tento acalmar ele. Ele dá uma risada de lado meio sem graça. Começamos a andar novamente e percebo que Luan ainda estava incomodado com aquele conversa.


- Ah vamos ali na sorveteira.- ele aponta pra uma sorveteira a vamos até lá. entramos na sorveteira e uma mulher veio até nós. 


- o que vão querer?- ela pergunta com um sorriso gentil.


- da três bola de chocolate- falo com um sorriso no rosto e ela vai pegar.


- e você?- ela me da um sorvete e olha pro Luan.


- mesmo que o dela, por favor- a mulher balança a cabeça de confirmação e vai pegar o sorvete dele. Assim que pagamos o sorvete voltamos andar,  realmente Luan é muito legal, ele tinha um bom humor, esta toda hora com um sorriso enorme no rosto e falando coisas engraçadas.


Depois de um bom tempo conversando com Luan, vejo que já está a noite, eu queria conversa mais com Luan, mas eu tinha realmente que ir, se não Justin iria ficar bravo comigo por eu ter chegado tarde, se não é que ele já está nervoso me esperando. olho pro meu lado e vejo Luan quieto sem falar nada, permanecemos assim até chegar na minha casa, paramos de andar.


- foi muito bom conhecer você Luan - ele fica com um sorriso enorme no rosto.


- espero ter mais desses dias com você Angel- ele da pra um beijo molhado na minha bochecha me deixando corada.


- também Luan,  espero ter mais desses dias com você- dou um abraço nele e em segundos desfaço o Abraço- Tchau - falo me afastando e ele fica me olhando.



Justin Bieber POV's/on 


depois que Angel saiu eu fui pro quarto tentar dormir, mas eu não estava conseguindo. Realmente eu não gostei muito desse tal de Luan,  não sei porque mas eu não fui, o jeito que ele olhava pra Angel e o modo dele falar com ela já estava me irritando e vendo ele trocar sorrisos um pro outro, tudo bem, que posso está com ciumes de Angel, mais eu posso fazer o que? Se ela faz eu ficar assim? Mas eu sinto alguma coisa de errado nesse Luan,  não sei o que é mas é uma coisa estranha, pode ser coisa minha, mas eu sinto que Angel tem que ficar longe dele. Depois de um bom tempo , já estava a noite e Angel ainda não tinha chegado,  confesso que estou preocupado, vou pra sala e sento no sofá esperando Angel. Depois de um tempo, ouço a porta sento aberta revelando Angel com um sorriso bobo no rosto , me fazendo fechar a cara e olhar pra ela serio, ela olha pra mim e fica um pouco seria,  mas ela não consegui e lança pra mim um sorriso maravilhoso. Ela vem até mim e senta do meu lado.


- desculpa a demora é que eu vi o Luan e ele me mostrou o bairro e fomos na sorveteira e ficamos conversando- sinto meu sangue ferver tão rápido que nem sei como explicar.


- Angel eu não quero você perto dele- falo sério fazendo ela me olhar confusa- está me entendo,  eu não gostei muito da presença dele. 


- mais ele é muito legal, é que você não conheceu ele muito bem- ela fala convencida com isso. Respiro fundo e tento me controlar.


- tudo bem Angel, só que não fui com a cara dele, só toma cuidado- aviso ela e ela fica um pouco assustada.


- tudo bem Justin vou tomar cuidado- dou um sorriso de lado, eu não quero que Angel fique muito perto dele, alguma coisa me diz que ela tem que ficar longe dele.


Luan POV's/on 


depois que fui levar Angel pra casa dela, eu fui na minha. Tiro meu sapatos. Hoje só pode ser o dia da minha sorte. Dou um sorriso vitorioso. Pego meu celular e ligo pra uma pessoa que vai amar a notícia que vou dar pra ela como eu. Ligo pra ela depois de três toque ela atende e dou um sorriso de lado.


- alô...Karin?!... achei ela- falo com um sorriso diabólico no rosto, agora Angel, você não escapa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...