História Forbiden Love - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shugo Chara!
Personagens Hinamori Amu, Tsukiyomi Ikuto
Exibições 20
Palavras 1.803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii mina- San, sabe eu fiquei um pouco ocupada em relação aos meus trabalhos escolares que nem deu tempo, e quando achei tempo fiquei sem idéias, me deu um desânimo..... Mas enfim.... Aqui está mais um capítulo, não sei estão gostando da história. E me desculpem por demorar tanto para lançar o capítulo, estou começando o outro então nao irei prometer quando irei posta- lo.

Capítulo 18 - Vestido de gala


Fanfic / Fanfiction Forbiden Love - Capítulo 18 - Vestido de gala

- Bom dia Amu!!! Está um lindo dia lá fora, se você se comporta eu a deixo ir lá dar uma olhada.

- .... ( Amu fica em silêncio observando )

- Bom eu vim aqui trazer seu café da manhã, você ja pode ir fazer sua higiene rotineira, e depois vá tomar um banho, temos umas roupas pra você vestir.

Ela não iria fazer nada, mas ele simplesmente a olhou com um olhar ameaçador, ela jamais teria medo, mas algo a fez lembrar de seu pai e um choque tomou se corpo, fazendo- a seguir suas ordens, mesmo ela não querendo.

Ela entra no banheiro toma um banho faz sua higiene e sai com um vestido soltinho. Aki a leva para dentro da mansão indo até seu quarto.

- Entre!

Ela entrou calada, ela olhou era tudo enorme as paredes todas brancas e os móveis lindo e polidos, era realmente uma linda casa. Ele a levou a onde estava os seus vestidos todos novos e do tamanho de Hinamori, várias sapatos de salto alto, e mais tarde iria fazer as unhas e cabelo.

- Pode começar a prova- los eu escolherei o qual você irá usar está noite!

E assim ela fez provou todos Aki a acompanhava, então ele chegou a uma conclusão de qual ele queria que ela usasse, uma vestido o qual deixará sexy definia seus lindos seios e realçava seu tom de pele.

- Amu, já escolhi seu vestido de hoje noite. Vamos está na hora do almoço.

Eles descem as escadas e vão sentar para o almoço. Amu não expressava raiva, dor ou qualquer outra coisa, ela apenas olhava para as coisas com olhar vago, já Aki perceberá o que estava acontecendo com a linda rosada e sorria malicioso, só de pensar de como estava a cabeça dela em relação a ikuto e como ele iria reagir com tudo isso, qual seria sua solução para resolver tudo, só pensar o deixava excitado.

- Mas oque essa garota está fazendo aqui!? ( A loira reclama ao entra na sala onde eles estão)

- "Mãe", essa garota e minha dama hoje à noite e por isso está aqui. ( Aki fala com um tom calmo como se fosse de costume os pitis da "mãe")

- Mas não será eu? ( Cara de cachorro abandonado)

- É claro que não, tudo está de acordo com o plano. ( Tom ignorante )

Ela olha para Amu como se fosse voar nela, mas ela não tem reação nenhuma até a mulher que está na sua frente se inclinar e arrancar um beijo ardente de Aki.

- Vocês não são mãe e filho? ( Pergunta surpresa)

Eles se mantém quietos por um momento depois da pergunta de Hinamori ate ela cortar aquele silêncio.

- Isso não lhe diz respeito!

Falado isso o silêncio se estendeu por mais um tempo, eles terminaram de almoçar e ela foi levada de novo para o quarto de Aki, deixando sua "mãe" furiosa com tal cena dos dois subindo para os aposentos de Aki.

Ela entrou no quarto e ele então recebeu uma ligação.

- As mulheres estão vindo te arrumar hoje você vai ficar lindaa.. se é que possível.

Quando bateram na porta ele abriu e então as mulheres vieram arruma- la, ele saiu do quarto para dar tal privacidade para as meninas arrumarem na. Amu apenas fazia oque pediam e ficava somente na sua.

Oque eu estou fazendo?! por que estou obedecendo tudo o que ele diz?! Que olhar frio insano era aquele hoje de manhã?! Eu estou com medo dele?! Ikuto como você conhece aquela mulher?! Que relação teve com ela?! Oque eu sou pra você?! Irá vir hoje à noite?! Virá me salvar ikuto?!

Hinamori estava totalmente perdida em seus pensamentos que nem se deu conta que as mulheres já haviam terminado seu trabalho, quando Hinamori se olhou no espelho, soltou um sorriso que aqueceu o coração de Aki quando entrava no seu quarto para vê- la.

Que sorriso lindo, jamais havia visto algo tão belo na minha vida. 

[ Casa das Hinamori ]

Shima havia saído cedo da casa de Mei, só deixou um bilhete dizendo que voltava mais tarde. Logo que ele viu levantou e foi fazer sua higiene matinal depois pôs um vestido leve e amarrou seus cabelos, quando passou e abriu a porta do quarto de Amu, abriu seu guarda roupa olhou as coisas da irmã mais velha.

- Mei- chan?! ( Ikuto fala sonolento )

- Desculpe ikuto- kun eu o acordei. ( Diz a mais nova com voz chorosa )

- Você está bem? Está chorando!? Ikuto levanta e vai até ela preocupado

- Não é nada e só que sinto falta dela, minha irmã e minha única família, e ficar sem ela não quero nem imaginar. ( Diz a mais nova em soluços)

Ikuto a abraça tentando confortar aquela menina que esteve esse momento todo sendo forte, ela o abraça forte. Ikuto sente aquele pequeno corpo tremulo algo lhe corta o coração vendo ela naquele estado.

-Eu irei encontra- la Mei com certeza, hoje ela estará de volta em casa, por isso não se preocupe enxugue essas lagrimas antes que Shima perceba que você chorou.

-Obrigado ikuto, você realmente vai salvar minha irmã, não somente de seu primo mas também dela mesma. (Mei diz como um tom de voz mais baixo como se tivesse tendo um alivio em relação a irmã mais velha)

- Como assim? (ikuto a pergunta vendo que ela está lhe escondendo algo)

-Mais tarde ela irá lhe contar, ta bom por hora vamos deixar assim.

- ... OK irei respeitar...

Ele realmente queria saber o que a mais nova escondia dele, algo em relação a Amu. Kimimaru toca campainha, Mei vai até aporta e abre para ele entrar, estava com sacolas de supermercado pra tomar um café, e repassar o plano para a noite pois será uma grande noite. Enquanto eles estavam na sala conversando Mei estava na cozinha, Shima abre a porta e pede desculpa pelo atraso mais foi por um motivo.

-Desculpe o meu atraso, fui em casa dar uma olhada em alguns arquivos que eu tinha para ver se ajudaria em alguma coisa, mas não consegui nada aproveitei e peguei também um equipamento de comunicação para nós não ficar sem dar noticias. 

-Muito bem Shima, bom vamos ver... 

ikuto havia desenhado uma panta da casa de seu primo, para que os detetives soubessem como sair e entrar se precisasse de uma fuga ligeira. ikuto ia explicando onde provavelmente os seguranças estariam posicionados a noite. 

[ Mansão Kurozaki ]

Aki a pega pela mão gentilmente e a conduz de volta ao lugar de onde ela esteve desde o início. 

- Oque pretende agora!? (Amu furiosa com Aki o questiona) 

- Que isso Amu hahaha porinquanto vai voltar ao seus aposentos, quando for a hora eu venho lhe buscar.

Chegando na sela onde ela segue caminho a dentro, ele pega as correntes novamente e a amarra seus punhos para o alto e tinha um banco estofado para ela sentar sem sujar sua roupa de gala. Aki se vira e diz:

- Mais tarde virei lhe buscar, me aguarde, há e pense bem em como se comportar por que não perdoarei ofensa está noite!!

O jeito com que Aki olha para Amu a fez estremecer novamente,  um olhar gélido sem um pingo de compaixão era como se ela fosse um ser desprezível. Assim que ele saí ela senta no banco cansada do modo de como estava vivendo esses últimos dias de sua vida conturbada, sem nem pensar ela fecha os olhos e dorme tentando ao menos fujir da triste realidade que estava vivendo.

Quando Akki entra na sua mansão olha para seu sofá de coura e lá está sua "mãe", sentada e tomando uma xícara de chá, quando ela o chama para sentar ao seu lado:

- Akizinho sente- se ao meu lado precisamos conversar, sobre aquela garota que você mantem presa...

Aki revira os olhos imaginando que ela irá dar outro escândalo em relação a Hinamori Amu.

- Então sobre oque quer conversar em relação a Amu?

- Akizinho o que Ikuto sente em relação a ela? (voz manhosa)

- Você quer saber mesmo o que seu queridinho sente por aquela linda mulher? ( tom sarcatisco)  

- Você fala como se ela realmente fosse importante para ele!! (alteração no tom de voz)

- Mas ela é!! Simplesmente aconteceu ele achou alguém que quer proteger, ele se importa com ela, por incrível que pareça!! ( sorriso natural)

Por um momento um silencio segue na residencia Kurozaki, Aki a encara como se esperasse alguma agressão, gritos, qualquer atitude maluca dela, mas não obteve nada apenas de um silencio, que o incomodou por um tempo mas depois nem bola deu, quando ele se levanta para retirar-se da sala, a mulher loira o puxa pelo braço então quando seus olhos se encontram ele vê que seus olhos estão vermelhos segurando seu choro, mas ele desvia logo em seguida. 

- Aki vamos subir comigo ao meu quarto? (voz manhosa)

- Infelizmente tenho que me arrumar e terminar de organizar a minha festa hoje! 

Terminando de dizer estas palavras ele se retira da sala e vai para seu quarto, onde abre a porta e a tranca se joga na cama e frouxa sua gravata, que parecia mais uma forca..

Merda não sou um substituto do Ikuto que você simplesmente estrala os dedos quando precisa, tenho meu próprio orgulho, e além do mais hoje a noite irei passar com Hinamori, muito antes de Ikuto chegar aqui já terei provado antes mesmo dele haha (maligno)


[ Casa das Hinamoris ]


- Bom estamos tudo prontos? (kimimaru)

- Hai, plano acertado, conhecimento do perímetro, tudo ok! (Shima)

- Equipamento tudo funcionando em ordem prontos para serem utilizados (Ikuto)

- Muito bem estamos todos preparados, agora só esperar a noite chegar para irmos ao local!

Para terminar com aquele clima serio  Mei convida eles para olharem um filme muito bom, talvez não fosse uma boa ideia mas para eles irem fazer está operação de risco precisavam estar calmos, com a cabeça vazia, para não cometerem pequenos erros. Os homens resolvem que é uma boa ideia para relaxar, Ikuto fica meio resistente, mas acaba assistindo um filme de ação, onde eles se empolgaram com a cenas e torciam, reclamavam chinavam, onde eles interagiram com os protagonista do filme. 

Passados se as horas, finalmente chegou a hora, estavam todos pronto arrumados e bem vestidos, apresentáveis para uma noite de gala, eles se olharam no espelho, e gostaram do que viram, Mei da um beijinho de despedida no rosto de Ikuto que faz ele sentir um grande afeto pela mais nova como se precisasse manter aquela inocência pura longe de Aki,ela da em kimimaru que fica agradecido e mais motivado, e em Shima lhe da um beijo ardente cheio de desejo, que faz com que os outros dois fizessem umas brincadeiras maliciosas com o casal, depois desse momento descontraído chegou a hora de levar a serio, então eles chegaram na entrada do prédio e foram para a limousine que os aguardava ali em frente.  


Notas Finais


Bom meu caros obrigado por estarem seguindo e curtindo essa fic, espero que esteja de agrado a Vocês então agente se vê no próximo capítulo espero que tenham se divertido, beijão!! 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...