História Forced -Mambar - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Vick_Amaral

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Mambar
Visualizações 39
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 5 - Capítulo 5



Help, I have done it again I have been here many times before Hurt myself again today And the worst part is there's no one else to blame

Breathe Me


Ámbar on 

Assim que chego em casa recebo uma notícia que me deixou animada, minha madrinha viajou e só volta daqui a 3 mêses, segundo ela, foi resolver os negócios do casamento ,deus me livre, mais são 3 mêses sem ela, isso sim e motivo de comemoração, ela saiu antes mesmo de eu chegar.

Subo para o meu quarto, jogo minha mochila na cama e vou em direção ao banheiro, tomo um banho e visto somente minhas roupas íntimas ,paro de frente para o espelho, estou enorme madita maçã sabia que deveria ter vomitado ela, corro para o banheiro, tomo vários dos remédios de emagrecer que tenho quardado.

Visto uma blusa de frio larga para disfarçar as gorduras e um short qualquer, desso as escadas e peço Mônica para chamar os outros empregados, decidir da uns dias de folga a eles, ou pelo menos a maioria, quero ficar sozinha e com a casa cheia deles ficar difícil, assim que chega todos começo a falar.

Ámbar: Chamei vocês aqui por que quero fazer um comunicado- eles se olham entre si, mostrando medo, sou tão ruim assim? Para as pessoas me verem e sentire medo?- Como minha madrinha viajou eu estou no comando e quero somente um motorista e duas das empregadas aqui o resto está de folga pelo resto do mês, não tanto ,preciso que venham aqui pelo menos uma vez por semana para arrumar a casa de resto estão liberados, quero que me digam quem vai ficar? 

Mônica: Eu fico senhorita Ámbar- Sempre tive um carinho especial por Mônica mas nunca soube bem o por que, acho que é pelo fato de ela ser a mãe que eu não tenho.

Ámbar: Sem senhorita por favor- ela pede desculpa, para que se desculpa?

Amanda: Eu também.

Tino: Eu e o Cato podemos revezar entre si?

Ámbar: Claro, então estão liberados, a e venham arrumar todas as terças por favor.- Me retiro de lá e volto para o meu quarto, sinto uma tonteira e só não caio pois me apoiei na mesa, espero passa e vou para a cama, acordo com a campanhinha tocando, como demoram a atender resolvo ir eu mesma atender, porem sinto novamente a tonteira e fica tudo preto.

Matteo on

Acabei de chegar da escola, vou para o meu quarto, faço a lição de casa e deço para almoçar, assim que termino subo novamente para o meu quarto e me arrumor para ir ao Roller hoje tem ensaio, porem decidir sair da equipe não quero ficar próximo de Luna. Acabei de chegar no Roller, o pessoal me olhava com cara de poucos amigos, pelo jeito agora estou literalmente sozinho, ninguém quis falar com migo, falsos, assim que entro na área dos armários para esvazia o meu encontro Luna e Simon quase se comendo, rápida ela, termino de tirar as coisas do meu armário que no caso e meus patins e uma mochila com algumas coisas, saio de lá e vou falar com Juliana.

Matteo: Juliana queria falar com você, tem um minuto?- não sei se e o certo a ser fazer, mais no momento só quero me ver livre do passado.

Juliana: Claro, o que deseja?- Morrer.

Matteo: Na verdade queria ter informa de uma coisa, eu estou fora da equipe do Jam&Roller.- Essa doeu, esse e um dos melhores lugares da minha vida.

Juliana: Oque? Por que? Você e um ótimo patinador vai desistir assim?- Se fosse tão fácil.

Matteo: Desculpa mais estou fora- Saio dali sem ouvir resposta, senão era capaz de eu retirar tudo que disse se ela insistisse mais um pouco.

Vou caminhando para casa quando estou chegando na praça ainda perto do roller ouço a voz de Gaston me chamando.

Gaston: Cara acabei de saber de tudo, desculpa não ter ido na aula hoje estava numa viagem, e que loucura e essa de volta para Ámbar?- Não tive escolha, conto tudo para ele que fica assustado, eu sempre confiei em Gaston somos quase irmãos.- Que loucura, os pais de vocês são loucos obrigar vocês a ser casa? Estamos em que século mesmo? E a Luna e uma vadiazinha de quinta, vou te contar por que sou seu amigo, eu fiquei sabendo na quarta que ela sempre te traiu com ele- Meu Deus, sentir meu coração desmontar, agora sei o que Ámbar sentiu com a traição, falando nela acho que está na hora de eu me desculpa por tudo, sei que nada vai pagar o que eu fiz mais não custa tentar.

Me despesso de Gaston e vou rumo a mansão dos Bensos, chego la toco a campanhinha que demoram a atender, até que Mônica abre a porta.

Mônica: Desculpa senhor Matteo pela demora mais estou sozinha na casa- Sozinha?

Matteo: Tudo bem Mônica, sem o senhor por favor e a Ámbar estar?

Mônica: Desculpa, me espera na sala que vou chamar ela- e ela logo sober a longa escada e some do meu Campo de vista...


Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...