História Forever - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Katniss Everdeen, Peeta Mellark, Personagens Originais, Primrose Everdeen
Tags Jogos Vorazes
Visualizações 119
Palavras 1.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 59 - Voltando


Fanfic / Fanfiction Forever - Capítulo 59 - Voltando

Pov Peeta

Acordei e Kat ainda dormia ao meu lado. Tão serena, até parecia sorrir. Levantei com cuidado para não acorda-lá e me deparei nu. Lembrei da noite. Fui até o banheiro, tomei um banho e vesti uma roupa. O dia não estava com um clima bom. Desci e fui pra cozinha. Dei um abraço em meus pais e sentei na mesa para tomar café.

- Então, o que pretende fazer hoje? -perguntou meu pai enquanto botava café na xícara.

- Bem, não sei, estava pensando em aproveitar o dia e dar uma caminhada na praia sei lá, depois quem sabe um banho de piscina.

- Ligue o aquecedor então

- É...

- Vai voltar amanhã?

- Não, vou hoje, mais tarde. Na quarta, dia 03, voltamos às atividades na empresa e preciso resolver algumas coisas antes, amanhã

- Ah sim, se precisar de ajuda

- Beleza

Tomamos o café. Eu subi até o quarto e quando entrei ela não estava mais na cama.

- Amor??

Ela não respondeu. A porta do banheiro estava encostada. Fui até lá. Quando abri vi kat apoiada na bancada da pia.

- Amor você está bem?

- Sim, só vomitei

- Tá bem, o café está pronto?

- Já comeu?

- Já, comi com meus pais, mas guardei um espacinho pra comer com você

- Ownn amor, vamos

Descemos e tomamos café. Depois fui prp quintal. O dia estava agradável. Fiquei sentada na beira da piscina. Peeta veio depois e sentou ao meu lado.

- O que foi? -ele me perguntou

- Nada, só estou aproveitando o sol

- Ahh

Ficamos calados por um tempo. Apoiei minha cabeça no ombro de Peeta.

- Acho que vou deitar

- O que foi? Tá se sentindo mal?

- Um pouco tonta

- Eu com você

- Tá bem

Levantamos e fomos pra sala. Deitei no sofá e botei e mão nos olhos.

- Tá muito tonta?

- Muitooo

- Quer um pouco de água?

- Não...

- Ok

Peeta ficou assistindo tv enquanto eu cochilava. Acordei com um doida gritando. Johanna. Alguém mandou ela calar a boca mas ela continuou até chegar perto de mim

- O que foi nega?

- Eu estava muito tonta ai deitei pra ver se passava

- Ahta

- Cadê Annie, o macho e os filhotes?

- Não sei, acabei de acordar com uma louca gritando

- Ahh... foi mal

Dois segundos depois Annie e Finnick desceram, cada um carregando um bebê.

- Falando na donzela -Johanna disse

Ele vieram até nós e sentaram ao nosso lado. Eu logo pedi o menininho pra segurar. Peeta ficou me olhando com os olhos brilhando. Ficamos brincando com ele, e eu estava tão encantada. Ele tinha uma risada tão gostosa, tão contagiante. Aquele sorriso bangelo e fofo.

Na hora do almoço já estavam todos lá. Eu fui a única a não comer. Estava me sentindo mal e fiquei sentada na sala olhando os bebês dormirem depois de terem mamado. Depois o povo veio pra sala e se jogou pelo sofá e no tapete. Ficamoa assistindo um filme chamado Joy. É muito bom. Alguns acabaram cochilando, a maioria. Os pais foram pro quarto. Finnick também foi deitar com Annie. O povo ficou um bom tempo assim. Quando deu umas 16:00 acordaram. Fizemos um lanche com frutas e decidimos ir dar uma andada na praia. Saímos todos juntos. Fomos rindo e conversando. Não andamos muito. Quando estávamos voltando Augusto teve a ideia de jogar Johanna dentro do mar. Já era de se esperar que ela não ficasse nada satisfeita. Eles iam brigar depois mas iam acabar na cama, então não tem com o que se preocupar. Quando voltamos pra casa, os primeiros a dizerem que já iam embora foram Madge e Gabriel. Depois foram seguidos por Cressida e Tresh, Cato e Clove e Johanna e Augusto. Eles se despediram da gente e foram pro hotel.

Os pais de Peeta diseram que não iam voltar hoje, que iam ficar pra aproveitar, ai chamaram meus pais e claro que eles aceitaram, apesar de voltarem amanhã à noite pro Brasil. Finnick e Annie arrumaram o carro e as cadeirinhas. Depois fui obrigada a largar o filho de Finn pra eles irem embora. Então só sobramos eu e Peeta. Ficamos até umas 17:30, por causa de Peeta, pois se dependesse de mim tinha ido cedo, mas ficamos fazendo companhia para nossos pais. Nos despedimos deles e seguimos de volta pra casa.

A estrada estava calma. Eu ainda dei uma cochilada pra ver de o enjoo passava mas não adiantou.

Quando cheguamos em casa tive que ir direto pro banheiroe botar tudo pra fora. Eu estava me sentindo mal, estava tonta e ainda tinha probabilidades muito altas de vomitar a qualquer instante. Peeta coitado é que ficou preocupado e a preocupação dele acabou me deixando preocupada com ele. Enfim. Acabei apenas tomando um potinho de iogurte a pusso e depois tomei um banho e deitei na cama. Peeta fez o mesmo e deitou comigo.

Fiquei apoiada no peito dele enquanto ele fazia cafuné em mim. Estava um momento tão bom.

- Amor... -eu chamdei baixinho

- Oi

- O que você acha que vai ser?

- O bebê?

- É

- Eu acho que vai ser menino, e você?

- Também acho, não sei

- Porquê?

- Nada. Apenas uma perguntaa

- Tá bom, agora vai dormir mocinha

Depois de uns minutos eu caí no sono. Acordei assustada com um barulho de algo caindo. Estava escuro ainda. Olhei o relógio do celular e eram 3:45 da manhã. Mas que merda. Peguei o celular e levantei devagar e fui andando até onde tinha vindo o barulho. A sala estava escura. Procurei o interruptor da sala mas não achei. Acende a tela do celular e fui andando até a cozinha. Quando entrei, não tinha nada. Fui até a área da piscina, acende a luz e olheio para todos os cantos. Quando já ia desligar a luz me assustei com um filhote de chow chow vindo correndo em minha direção.

Por impulso eu soltei um grito alto, que deve ter acordado Peeta. Fiquei olhando aquela coisinha peluda pulando em minhas pernas. Peguei ele no colo e ele se acalmou. Era muito fofo. Estava sem coleira. Ouvi o barulho de alguém correndo e imediatamente Peeta chegou perto de mim. 
- Mass o que??

- Kkk ele estava aqui no quintal

- Katniss porquê não me chamou?

- Bem... agora já foi

- Da próxima me chama viu

- Ok ok

Peeta deu uma olhada no cachorro. Deixou escapar um leve sorriso.

- Porquê você desceu?

- Ouvi o barulho de algo caindo e quando vim procurar achei ele

- E não achou o que era?

- Não procurei direito, amanhã eu vejo, deve ter sido a gatinha

- É verdade, vamos deitar, está de madrugada

-E ele?

- Deixe ai no quintal, amanhã vemos o que fazer com ele

- Tá

Botei ele no tapete, entrei e fechei a porta. Eu e Peeta voltamos pra cama e dormimos novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...