História Forever - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Lily Collins
Tags Drama
Visualizações 22
Palavras 1.499
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


o capítulo anterior foi bem tenso, prometo que esse vai ser menos kkk
Boa leitura!!

Capítulo 19 - Don't let me go


Fanfic / Fanfiction Forever - Capítulo 19 - Don't let me go

Lily Collins

Enquanto eu olhava o céu pela janela do carro, algumas lágrimas caiam dos meus olhos sem avisar. Virei o rosto para que o meu namorado não visse a minha tristeza, e não perguntasse o motivo.

O que eu estava fazendo?

O que eu fiz?

Essas perguntas rodeavam minha cabeça, me deixando completamente perdida. Eu tinha feito uma enorme besteira, falei mentiras para Dylan e o magoei de verdade.

Eu não queria nada daquilo, mas no momento em que meus lábios tocaram o dele, me veio sensações e frações de acontecimentos tão rápidas e confusas que eu não pude ainda entender.

Me lembrei de algo que aconteceu no último ano da faculdade do Dylan, era como uma festa, e eu estava lá. Pareceu que eu estava em um filme, onde você vê uma memória acontecer bem na sua frente.

Na memória, eu o olhava enquanto bebia um pouco de cerveja. Ele estava em um roda de mulheres, e sorria divertido enquanto se gabava para elas.Eu revirava os olhos. Eu estava com ciúmes. O que não era para acontecer. Ele notou que eu estava olhando, e veio em minha direção. Na memória, eu senti o sentimento de nervosismo e felicidade.

- Por que não tira os olhos de mim, Collins? – Ele dizia me provocando. Por dentro eu estava feliz mas por fora eu mantinha minha pose de esperta.

- Não estava olhando você. – Recrutei.

Outra parte da memória, era ele colocando sua mão em meu rosto. Eu dizia “o que está fazendo?” Ele sorria e respondia “O que eu quero fazer a muito tempo” e com isso, nos beijamos.

E foram essas sensações que apareceram no momento em que o beijei perto da cachoeira, uma sensação de felicidade, e paz. Como se só existisse nós dois.


- Lily, você está bem? – A voz de Jared me fez voltar a realidade. Eu o olhei um pouco confusa, e respondi.

- Sim.

- Você não parece bem. Aquele Dylan falou algo que te aborreceu? – Ele perguntou novamente.

- Não, ele não fez nada. – Respondi e voltei a olhar o céu, sentindo-me triste novamente. Ele não fez nada, eu fiz.


Dylan O’Brien

Anne parou o carro em frente ao meu prédio, desci do carro e a ajudei a levar nossas coisas para o meu apartamento. Antes que eu pudesse fazer algo, Sarah segurou em meu braço.

- Já pode me contar o que aconteceu entre você e a Lily. – Ela falou me surpreendendo.

- Como assim?

- Por favor, eu sei que aconteceu algo. Me diga. – Ela continuou.

- Não quero falar sobre isso agora, tudo bem pra você? – Pedi. Eu realmente não queria. – Vou descansar e pensar na minha próxima viagem.

- Como assim próxima? – Ela perguntou com uma feição nada boa. Não iria falar nada sobre, mas só essa pequena parte a fez ficar intrigada. E eu sabia que ela contaria a Lily.

- Sim, só eu e Anne. Esse acampamento foi um erro. – Retruquei, ficando irritado. Ela não continuou com o assunto, mesmo vendo que ela queria.

- Tudo bem, vou buscar o meu filho e volto. – Ela avisou e foi embora.

Joguei-me exausto no sofá, sentindo o meu cansaço se esvair aos poucos.

- Quer comer alguma coisa? – Anne perguntou. Eu a olhei rapidamente.

- Pizza. – Respondi no mesmo instante e ela riu.

- Vou pedir duas para nós. – Ela falou e foi até o quarto.

Logo aquelas palavras vieram me perturbar novamente. As palavras frias que saíram da boca de Lily. Eu não conseguia esquecer, ficava repetindo em minha mente. O jeito que ela falou, o seu olhar inexpressivo...

- Já pedi as pizzas. Agora vamos falar sobre a nossa viagem. – Anne apareceu, deitou por cima de mim e sorriu alegremente. Eu não conseguia pensar em outra coisa. – Você não está bem.

- Sim, eu estou. - Respondi.

- Eu conheço você, amor. Por que não me conta o que te deixou assim?

- Eu só... preciso descansar agora, vamos falar disso depois? – Pedi. Ela me olhou com as sobrancelhas juntas mas não falou nada. Apenas levantou e voltou para o quarto.

Eu não merecia nem olhar para Anne. Eu fui um babaca com ela. Se fosse à uns anos atrás, eu nem me importaria com o que fiz mas agora é tudo difierente. Por causa de Lily.

Suspirei, sentindo-me um idiota. O que eu fiz? Achei que eu poderia ter um futuro com ela, achei que nós poderíamos ter uma segunda chance... Mas nada é do jeito que queremos, e eu aprendi isso de um jeito inusitado.


Lily Collins

Já estava escuro e eu estava sozinha assistindo um filme na sala. Não totalmente sozinha, Tyler estava no quarto dormindo desde que chegamos da viagem. Enquanto eu olhava aquele casal feliz naquele filme de romance, minha mente me fez lembrar de Dylan. Suspirei, não querendo sentir nada daquilo novamente.

Eu não queria ficar sozinha, pois as lembranças me faziam me sentir péssima e sem direção. Eu queria que Jared estivesse aqui, mas mal posso estar com ele, que me lembro do Dylan.

Ouvi batidas na porta e eu levantei indo até a mesma. Era Sarah com o seu pequeno no colo. Ela sorriu e eu retribui.

- Posso entrar? – Ela pediu. Eu claramente fiz sinal que sim. Voltei a sentar no sofá e abaixei o volume da TV.

- Achei que você ia estar curtindo o dia com seu filho. – Falei.

- E passei! – Ela falou enchendo o pequeno de beijos. Eu sorri vendo a cena. – Mas precisava falar com você também.

- Sobre o que? – Perguntei, já sabendo qual seria o assunto.

- Você e o Dylan. Me conte o que houve. – Ela falou me olhando. Eu fiquei em silêncio, procurando contar a ela de tudo desde o começo, contei até mesmo a parte da lembrança. Sarah parecia não acreditar, sua feição clara de felicidade e angústia.

- Mas por que você o tratou dessa maneira? Ele está péssimo! – Ela disse sincera.

- E eu estou confusa, eu não sei o que fazer. – Juntei meu rosto nas mãos, tentando conter minha frustação.

- Você deve ser sincera consigo mesmo. O que sente por ele? – Aquela pergunta era a mais difícil de todas.

- Eu não sei, e também tem o Jared... – Senti meus olhos queimarem, e a sensação de estarem marejados.

- Esqueça o Jared! Foque nesse sentimento que te deixa confusa, procure resolve-lo. – Ela acariciou o meu rosto e eu balancei a cabeça. – Você acabou com o meu irmão, Lily. E quando ele fica com raiva, ele acaba fazendo besteira. Como viajar sozinho com a Anne.

- O quê?

- Isso mesmo. Por favor, Lily... Resolva isso. Eu quero ver o Dylan feliz, e você também. E isso que ele está fazendo não é certo. – Ela passou seu braço em volta de mim, me dando um pequeno abraço. Suficiente para me sentir melhor. Sarah estava sendo uma grande amiga para mim.

- Obrigada. – Sorri e ela fez o mesmo.

- Agora vou curtir um pouco mais o meu menininho. Tchau. E não esqueça do que eu disse. – Sarah despediu-se e foi embora.

Tudo que ela me disse fez o que eu refletisse. Aquela pequena lembrança significa alguma coisa para mim e Dylan. Eu não poderia deixar isso passar, e olhar para trás com o olhos de alguém com arrependimento. Não posso.

Desliguei a TV e fui até o meu quarto. Coloquei uma roupa diferente e peguei minha bolsa.

Enquanto o táxi ia em direção ao prédio de Dylan, eu olhava a chuva cair pela janela. Não demorou muito, e mesmo sem guarda-chuva eu saí do carro. Subi até o apartamento dele e bati na porta diversas vezes, enquanto eu esperava me aquecendo com os braços.

Ouvi passos e senti o nervosismo chocar em mim, e já não sabia mais o que falar quando ele apareceu.

- O que você está fazendo aqui? – Sua voz dura e alta. Sua feição completamente mostrando sua raiva e tristeza. Aqueci mais o meu corpo antes de falar algo.

- Podemos conversar?

- O que você pensou antes de vir aqui? Que pode fazer o que quer? – Ele retrucou ainda no mesmo tom. Me fez ficar sem palavras. – Está enganada se pensa que tem algum controle sobre mim.

- Só... deixe-me entrar, e poderemos conversar. – Falei segurando as lágrimas que queriam cair ali. Ele deu uma risada.

- Minha namorada está aqui. Não posso falar com você agora. – Agora ali tinha um tom cínico.

- Não me importo! – Coloquei a mão na porta e ele não impediu. Apenas virou-se para me deixar sozinha. E eu não iria deixá-lo ir, não antes de eu dizer o que eu sinto.

- Seu último ano na faculdade, você me chamou para a festa. Foi lá que nos beijamos pela primeira vez. Lembro que você passou a noite inteira tentando me fazer ciúmes.

Dylan parou seu caminho, e ficou ali. Lentamente ele se virou com os seus olhos marejados.

- Mas isso é.. Faz tempo. – Sua voz baixa demonstrava sua surpresa.

- E eu me lembro. 


Notas Finais


E esse finalzinho? Haha espero que fiquem feliz
Até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...