História Forever - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Block B, Ukwon, U-kwon
Visualizações 5
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Smiling Boy


Fanfic / Fanfiction Forever - Capítulo 6 - Smiling Boy

Ana on

O dia passou bastante rápido, passei o dia todo com U-Kwon e os rapazes, no entanto, Kyung ficava sempre um pouco mais afastado de mim e do U-Kwon e estava calado. Eu acho que sei o que se passa, mas tenho medo que seja isso… eu não o quero magoar…

No final das aulas, disse a U-Kwon que ia ficar com Kyung para saber o que aconteceu. Ele despediu-se de mim com um beijo e foi para casa.

- Podemos falar? – Perguntei, indo ao pé de Kyung, que estava sozinho, sentado num banco perto da escola.

- Diz. – Disse Kyung sem olhar para mim.

- Vamos dar uma volta.

Kyung olhou para mim e de seguida levantou-se. Começou a andar a meu lado, estávamos ambos calados e este silêncio estava a irritar-me. Como percebi que ele ia continuar com aquela expressão triste, resolvi falar.

- Diz-me o que se passa contigo. – Disse eu.

- Não se passa nada.

- Mentiroso. Passaste o dia inteiro triste e sem quase dizer nada. Não é normal estares assim, vá lá, Kyung, nós somos próximos e confiamos um no outro, por que é que não confias em mim o suficiente para me contar o que se passa?

- Eu confio em ti Ana. – Disse Kyung parando. Nós estávamos num parque qualquer e não havia quase ninguém nesse sítio.

- Não se nota. – Continuei a andar, mas Kyung puxou-me para um abraço apertado. Senti a minha cara ficar molhada e olhei para cima. – Não chores Park Kyung… não consigo aguentar ver-te a chorar…

- E eu não consigo aguentar ver-te com outra pessoa…

Assim que ele disse isto arrepiei-me toda. Eu não queria acreditar que ele me estava a dizer uma coisa destas. Então é por isso que ele passou o dia assim… eu e o U-Kwon estávamos juntos…

- Eu gosto de ti, Ana. – Disse Kyung. – Sou um idiota, eu sei, tu és feliz com o U-Kwon e eu não devia ser egoísta ao ponto de te querer apenas para mim. Eu e tu estávamos mais próximos, pensei realmente que podíamos ter uma hipótese… mas sempre foi o U-Kwon… e eu tenho que respeitar isso.

- Kyung… eu… não sei o que te dizer… não fazia ideia da maneira como te sentias por mim.

- Eu sei, não tinhas como saber. Desculpa se fui arrogante para vocês hoje… só que… foi a forma mais fácil que eu tive para lidar com tudo o que aconteceu. Ver-te a chegar às cavalitas do U-Kwon hoje de manhã à escola foi uma coisa muito dolorosa… eu ia dizer-te que gosto de ti hoje… mas a partir do momento em que vos vi, e o Taeil fez aquele comentário, eu percebi que não valia de nada dizer-te o que sinto. No entanto, aqui estou eu. Por que é que tu me fazes sentir desta forma, Ana? Por que é que tens que ser tu e não outra rapariga qualquer? Tu fazes-me sentir tão bem… simplesmente não tens noção daquilo que eu sinto…

Comecei a chorar. Ouvir as palavras de Kyung foi uma coisa bastante dolorosa para mim. Eu considerava-o o meu melhor amigo, de todos eles, com exceção do U-Kwon, Kyung era aquele de quem eu era mais próximo. Ele sabia a forma como eu me sentia pelo U-Kwon e mesmo assim gosta de mim… uma vez ele disse-me que gostava de uma rapariga. Perguntei-lhe quem era, mas ele não me quis dizer. Disse-me apenas que a rapariga estava com outro alguém na cabeça e apenas o via como amigo. Agora eu percebo tudo, a rapariga sou eu e o rapaz que tenho na cabeça é o U-Kwon.

- Kyung… desculpa… eu não queria que te sentisses assim… - Disse eu, abraçando-o.

- Ana, não chores, por favor. – Disse ele fazendo-me carinho no cabelo. – Tudo o que eu menos quero é que tu chores… não o faças… se há aqui alguém que tem razão para chorar sou eu, tu não, por favor para…

Limpei as lágrimas e olhei para o rapaz à minha frente. Ele sorriu para mim mesmo com as lágrimas a caírem-lhe. Park Kyung é muito especial, ele merece alguém que o faça feliz, alguém que goste dele da mesma forma que ele.

Passámos algum tempo no jardim a falar. Rimo-nos muito, era agradável estar com Kyung desta forma. Não sei como vai ser daqui para a frente… mas não quero que o Kyung se afaste portanto vou tentar agir sempre da mesma forma com ele.

Eram 19:43 quando saímos do jardim. Ele foi levar-me a casa, ou seja, à casa que eu partilhava com o U-Kwon. Passámos o caminho todo a rir devido a coisas tontas. Chegámos em frente à casa e eu estranhei a porta estar aberta. Kyung entrou comigo para ver o que estava a acontecer. A casa estava toda desarrumada, coisas partidas no meio do chão, tudo estava um pandemónio. Vi o telemóvel do U-Kwon em cima da mesa e assim que lhe peguei começou a dar um vídeo. Kyung estava ao meu lado a ver tudo. Nesse vídeo aparecia U-Kwon amarrado a uma cadeira. Ele estava todo a suar e estava a chorar. Comecei a chorar quando o vi daquela forma.

- Meu Deus… - Disse Kyung. – O que é isso?

Eu não respondi, queria ver o que mais acontecia no vídeo. U-Kwon estava a ser espancado e gemia devido às dores. A sova demorou pouco. Vimos um homem a aproximar-se da câmara. Ele tinha um papel com uma pulseira desenhada. Os homens que querem a pulseira que o meu pai me deu raptaram o U-Kwon… o homem sorriu e apontou uma arma ao U-Kwon. Lágrimas escorriam-me a fio. O homem disparou em U-Kwon na zona da barriga e ele caiu da cadeira. Não se mexeu. O vídeo acabou.

- Ele… - Disse eu com certa dificuldade. – O U-Kwon… morreu… o meu Smiling Boy… 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...